historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2020-05-26 09:26:45 -0300 Thumb picture

    Combo#245 [Arcade](1994): Alien vs. Predator & Geo Storm

    Baseado nos quadrinhos de 1989, a Capcom cria um jogo de beat ‘em up com uma história diferente. Os ciborgues Dutch e Linn estão enfrentando uma horda insana de alienígenas, quando uma dupla de predadores se unem para lutar contra a ameaça extraterrestre. Até 3 jogadores escolhem entre os 4 heróis, cada um com distintas características. Eles devem percorrer os níveis e vencer o chefe no final de cada ato. - Mais um beat ‘em up da Capcom de altíssima qualidade. Os gráficos são de cair o queixo, com a tela lotada de alienígenas e explosões. O esquema de cada personagem ter uma arma de fogo é uma sacada muito boa. Com exceção de Dutch, cada herói possui uma arma e elas podem cair se levar um golpe muito forte.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O último jogo da Irem se trata de uma continuação de Gun Force. O jogo adota o estilo run ‘n’ gun frenético, onde a dupla Max e Lei devem lutar contra uma organização maligna que possuem um grande arsenal tecnológico de armas e veículos. Os heróis carregam duas armas ao mesmo tempo e é possível mirar direções distintas com cada uma, mas é possível ter apenas uma arma especial por vez. O visual do jogo segue o estilo gráfico de In the hunt. - Por mais que os consoles tentem, é nos Arcades que o run ‘n’ gun fica extremamente frenético. É tanta coisa na tela que fica difícil distinguir o que é ameaça ou apenas parte do cenário. Assim como no primeiro jogo, é possível entrar em vários tipos de veículos.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Geo Storm (Gun Force II)

    Platform: Arcade
    19 Players
    4 Check-ins

    45
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 months ago · 5 pontos

      Não lembro de Beat em up de Alien vs Predador.
      Deve ser bom...

      5 replies
    • Micro picture
      denis_lisboadosreis · about 2 months ago · 3 pontos

      Metal Slug pediu exame de DNA.

      2 replies
    • Micro picture
      thecriticgames · about 2 months ago · 3 pontos

      O do Alien vs Predador é um dos melhores da Capcom dessa época, ouso dizer, melhor tambem que Caddilacs & Dinossaurs. O primeiro Gunforce é oficialmente o primeiro co-op que joguei e o tenho até hoje no SNES, seu segundo jogo é junto de outros 4 precursores da saga Metal SLug e ao que da entender fazem parte do mesmo universo.

      1 reply
  • 2020-05-25 09:59:22 -0300 Thumb picture

    #245 - Killer Instinct [Arcade] 1994

     A Rare utiliza todo poder de suas estações de trabalho da Silicon Graphics para criar o primeiro jogo com gráficos pré-renderizados em 3D de alta qualidade. A corporação Ultratech organiza um torneio de luta para testar a força de seus guerreiros tecnológicos e criaturas bizarras. O jogo adota um esquema de luta 2D, mas alguns cenários possuem efeitos que giram em 3D. O jogo utiliza golpes especiais e finalizações como em Mortal Kombat. As novas mecânicas ficam por conta de combos longos e fáceis de executar, ultra combos que superam 20 hits e combo breaker para libertar o lutador de uma cadeia de hits. Para armazenar os vários quadros de animação de alta qualidade, o jogo é o primeiro Arcade da história a vir com um disco rígido dentro do gabinete.

     - O jogo de Arcade com os melhores efeitos visuais até então. Os polígonos 3D são feios se comparado ao nível de qualidade gráfica que a Rare conseguiu alcançar com esse Arcade. As animações são incríveis e os cenários são extremamente detalhados, com destaque para os que possuem efeitos de rotação 3D. Os lutadores possuem características bem únicas e variadas, desde ciborgues, um homem de fogo e até mesmo um dinossauro. O uso de combos super longos são bem legais de executar e dominar e a opção do combo breaker dá uma dinâmica inovadora. As músicas do jogo também são bem únicas, com uso principalmente de techno e algumas com vocal. A abertura do jogo anuncia que ele estará no próximo videogame da Nintendo, o Ultra 64.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Killer Instinct

    Platform: Arcade
    167 Players
    3 Check-ins

    52
    • Micro picture
      leandro · about 2 months ago · 3 pontos

      Como eu gostei fichas nessa máquina, meu deus. Lembro dos combos e hits brutais com o Fulgore. Era o personagem preferido. Os efeitos visuais era tremendamente impactantes pra época. Nas fases do Thunder ou do Cinder, quando os lutadores se afastavam o efeito de distanciamento era incrível. Enfim um dos arcades que mais me marcaram

      1 reply
    • Micro picture
      thecriticgames · about 2 months ago · 2 pontos

      Acho que o melhor jogo de luta da geração 16-bits até hoje.

      3 replies
    • Micro picture
      avmnetto · about 2 months ago · 2 pontos

      Esse é dos "5 estrelas" com louvor. Acho que nunca mais vi game com tanta qualidade de forma única como ele. Tudo isso em 1994, meu Deus! Muito à frente de seu tempo.

      1 reply
  • 2020-05-22 09:50:05 -0300 Thumb picture

    Combo#244 [Mega Drive](1994): Earthworm Jim & Boogerman

    A fabricante de brinquedos Playmates Toys e a desenvolvedora Shiny uniram parceria para criar um jogo para entrar na onda dos mascotes. Jim Minhoca encontra um traje espacial que fornece a ele várias habilidades de combate. Ele deve explorar o espaço em busca de salvar a princesa que ninguém liga para o nome dela enquanto foge das criaturas que querem recuperar o traje. O jogo adota uma aventura de tiro e plataforma com foco em humor maluco típico de desenhos animados. - Mais um jogo de mascote com alta qualidade e com foco em humor maluco e sem noção. Os cenários e a animação dos personagens traz movimentos suaves e muito engraçado. O jogo é repleto de chefes bem variados e músicas boas e malucas. O jogo possui algumas fases de corrida que se passam dentro de um túnel espacial.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O professor Stinkbaum cria uma máquina que vai salvar o mundo da poluição, porém, uma mão misteriosa rouba a fonte de energia da máquina, então, Snotty se transforma no super herói Boogerman e entra na dimensão X-Crement. O jogo traz uma aventura de plataforma com vários elementos voltados a coisas nojentas. O herói ataca jogando meleca, cuspi, arroto e peida para ter um impulso extra. - O jogo mais engraçado que já apareceu nos consoles. O tom nojento e humor bobo de peido e meleca deixa tudo muito único e você se pega rindo dessas coisas idiotas. Ainda sim, o jogo traz uma qualidade gráfica excelente, com animações fluidas, típicas de desenhos animados e cenários bem variados e longos, com bastante coletáveis.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Earthworm Jim

    Platform: Genesis
    1238 Players
    3 Check-ins

    46
    • Micro picture
      lgd · about 2 months ago · 3 pontos

      Lembro que teve algum momento que este tipo de visual apareceu em massa nos consoles. Nem sempre ajudavam, pois o estilo, embora bonito aos olhos, podia confundir também nas partes de cenários e inimigos.

      Ambos eu joguei apenas no Super Nintendo.

      3 replies
    • Micro picture
      denis_lisboadosreis · about 2 months ago · 3 pontos

      Jogava Earthworm Jim no PC, não sabia que surgiu no Mega Drive.

      1 reply
    • Micro picture
      leandro · about 2 months ago · 2 pontos

      Rapaz, eu tenho o cartucho do Boogerman ate hoje. É dos meus jogos preferidos dos 16 bits. É algo bem exótico e engraçado pra época, o personagem usar "armas" como peidos, escarros, arrotos e usar pimenta pra dar super peidos que faziam ele alcançar plataformas mais altas kkkkk. Jogo excelente

      2 replies
  • 2020-05-21 09:24:47 -0300 Thumb picture

    #244 - Sonic & Knuckles [Mega Drive] 1994

     O jogo foi desenvolvido junto com Sonic the Hedgehog 3, mas devido a pequena capacidade dos cartuchos, tiveram que dividir em 2 jogos separados. A história continua após Sonic e Tails derrotarem a Death Egg ao final de Sonic 3. A queda da nave espalha as Esmeraldas do Caos e Sonic e Knuckles novamente disputam a coleta das pedras pela ilha enquanto enfrentam Robotnik. É possível jogar com Sonic ou Knuckles, sendo que o segundo pode planar no ar e escalar paredes, acessando novas rotas durante as fases. O cartucho especial do game permitia conectar outro cartucho em seu slot. Se usado com Sonic 3, o jogo habilitava Tails como personagem jogável, além de Knuckles na campanha do terceiro jogo. Knuckles também é desbloqueado na campanha do cartucho de Sonic the Hedgehog 2.

     - A cada ano, Sonic vem com um jogo melhor que o anterior. Como este e o Sonic 3 foram desenvolvidos juntos, eles compartilham dos mesmos gráficos caprichados e forma de narrar a história. Apesar de não permitir modo multiplayer ou recurso de salvar, isso é resgatado com uso do cartucho de Sonic 3, que não apenas habilita os personagem, mas também oferece fases extras e acesso as Super Esmeraldas, que libera as formas Hyper dos personagens e a Super de Tails. As músicas do jogo continuam ótimas e o level design das fases primoroso, com muita coisa para explorar e dando atenção às habilidades de cada personagem. A jogabilidade continua simples e excelente, com foco na velocidade.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Sonic & Knuckles

    Platform: Genesis
    3979 Players
    29 Check-ins

    45
    • Micro picture
      lgd · about 2 months ago · 3 pontos

      Acho muito legal esta questão de poder conectar os dois jogos, problema é que não deveria sair muito barato ter ambos rs

      Sonic, junto com Mega Man são duas franquias que eu nunca me importei em não jogar. Sei da importância de ambos, reconheço suas qualidades e tudo mais, mas são jogos que nunca me atraíram, não sei o porquê. Talvez por não possuir praticamente nenhum fator sentimental por eles e preferir jogar outras coisas

      1 reply
    • Micro picture
      bazanella · about 2 months ago · 2 pontos

      Sonic 💙

      2 replies
    • Micro picture
      hyuga · about 2 months ago · 2 pontos

      Coincidência que estou pra jogar esse Sonic nos próximos dias

      1 reply
  • 2020-05-20 10:31:06 -0300 Thumb picture

    A importância e o desenvolvimento de Doom

    Medium 3799764 featured image

    Durante os anos 80, os jogos de tiros em primeira pessoa se limitavam a simuladores de combate espaciais. Driller, MIDI Maze, The Colony e Corporation trouxeram grandes evoluções para o gênero, mas eram todos bem lentos. A id Software, fundada em 1991 por John e Adrian Carmack, Tom Hall e John Romero criaram um motor eficiente de rolagem de tela no jogo de plataforma de maior sucesso dos computadores, Commander Keen. John Carmack criou um novo motor gráfico capaz de renderizar um labirinto 3D em primeira pessoa com fluidez para o jogo Hovertank 3D. No mesmo ano, Catacomb 3D traz novas mecânicas, texturas nas paredes e inimigos variados, mas ambos não tiveram boas vendas.

     Em 1992, Wolfenstein 3D revoluciona o gênero, com ainda mecânicas, fluidez e o primeiro jogo capaz de criar um ambiente envolvente e ameaçador. Com o sucesso deste jogo, a equipe começa a elaborar uma nova engine para o próximo jogo. Inspirados por uma campanha de D&D que o grupo jogou, o tema mais sombrio e demoníaco foi abraçado pela equipe, que montou um escritório novo chamado “666 Suit”. Tom Hall criou o documento de design Bible of Doom, mas John Carmack descartou toda a história a favor de algo menos elaborado. Bible of Doom foi deixado de lado e Tom, chateado, deixou a companhia. As criaturas no jogo foram feitas a partir de modelos de argila e fotografadas em stop-motion e brinquedos para criar as armas.

     Em dezembro de 1993, Doom foi lançado e distribuído via shareware, modelo que se provou grande sucesso no início dos anos 90. A ideia era que as pessoas tivessem acesso ao primeiro episódio de graça e procurassem a id Software para comprar a versão completa. O jogo foi um estouro, muito maior que Wolfenstein 3D. Paredes e pisos não eram mais com ângulos retos, níveis de altura inovador, texturas com altíssimo nível de detalhes e várias mecânicas de exploração. Além disso, o jogo contava com um rock ‘n’ roll pesado e violência exagerada. A id Software chegou a ganhar mais de 100 mil dólares por dia e vendeu centenas de milhares de cópias durante seu primeiro ano no mercado. Doom estava em praticamente todos os computadores com MS-DOS.

     Mesmo com uma campanha recheada de níveis intensos, o multiplayer era o que mais se destacava no game. Partidas de deathmatch com até 4 jogadores ligados em LAN se tornou febre descontrolada. Redes de universidades ficaram congestionadas com tantas pessoas jogando Doom. John Carmack ficou encantado com os MODs feitos por fãs no Wolfenstein 3D e criou Doom com arquivos WAD de fácil manipulação para permitir que as pessoas modificassem a vontade seu jogo, criando também um editor de fases on-line que também se tornou um sucesso. Centenas de fases feitas por fãs e rechearam a internet com opções. A indústria rapidamente começou a focar seus esforços para criar seus FPS, que ficaram popularmente conhecidos como clones de Doom.

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    57
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 months ago · 4 pontos

      Será que sabiam que iam criar um game atemporal... sobrevivente a décadas posteriores ao lançamento?
      Até hoje pessoas lembram de DOOM...jogam DOOM...novos games são lançados...

      Que sucesso 💪🏻

      1 reply
    • Micro picture
      leandro · about 2 months ago · 3 pontos

      Foi realmente um dos games mais revolucionários da historia. Eu, infelizmente, não tive computador na época ( só fui ter condições de ter um PC em 2005 e já com Doom 3 ). Mas eu lembro das matérias que falava sobre ele nas revistas da game da época e os elogios da mídia especializada. Só essa possibilidade de modificar fases e jogar em LAN diz muito sobre o impacto que foi esse FPS. Sem duvida um dos mais importantes e impactantes da historia

      2 replies
    • Micro picture
      kess · about 2 months ago · 3 pontos

      E Doom acabou ganhando tantos ports, que Resident Evil 4 ainda tenta alcançar, mas nunca rodou em calculadoras, impressotas, urnas eletrônicas e... geladeiras!

      1 reply
  • 2020-05-19 09:08:18 -0300 Thumb picture

    Combo#243 [MS-DOS](1994): Rise of the Triad & Heretic

    Inicialmente, o jogo seria uma continuação de Wolfenstein 3D, mas evoluiu e apresentou uma série de inovações para o gênero FPS. Um grupo de 5 agentes especiais devem investigar as atividades do culto mortal na Ilha de San Nicolas. O jogo é o primeiro a permitir uso de 2 pistolas simultâneas e é um dos primeiros FPS a permitir mirar para cima ou para baixo. Os inimigos são feitos com atores digitalizados e conta com multiplayer de até 11 computadores e 9 modos. - O jogo apresenta algumas inovações importantes para o gênero, especialmente na exploração vertical. Os gráficos são belíssimos, com efeitos de buracos de bala, vidros quebrando, nevoeiro, ambientes que ficam escuros após destruir a fonte de luz, sangue batendo na parede, tudo muito incrível.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Baseado no mecanismo de Doom, a Raven Software cria um jogo nos moldes do FPS, mas ambientado no mundo medieval. O jogador controla um elfo, que busca vingança pela morte dos anciãos pelos Cavaleiros da Serpente. Dentre as novidades de gameplay estão a possibilidade de olhar pra cima e para baixo e uso de inventário com itens de múltiplos efeitos, como itens de cura ou transformar os inimigos em galinhas. O tomo do poder aumenta a potência das armas. - Mais um jogo de FPS com as mecânicas de Doom e que traz novidades muito bem exploradas. O uso do inventário permite uma grande variedade no gameplay. O jogo é todo ambientado no mundo de fantasia, mas muitas das suas armas são apenas adaptações medievais das armas de fogo.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Heretic

    Platform: PC
    7 Players
    1 Check-in

    40
    • Micro picture
      hyuga · about 2 months ago · 3 pontos

      Me interessei no rise

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 months ago · 2 pontos

      Hereric é um DOOM + fantasioso e mágico...lembro de ter jogado.
      Rise não conheço mas parece bom...

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · about 2 months ago · 2 pontos

      Estes dois eu também não joguei. Heretic eu sabia da existência mas o Rise of the Triad eu não sabia da existência, fiquei admirado.

      1 reply
  • 2020-05-18 09:13:19 -0300 Thumb picture

    #243 - Doom II: Hell on Earth [MS-DOS] 1994

     Após o sucesso gigantesco de Doom, a id Software começou o desenvolvimento do próximo jogo da série imediatamente. Após derrotar a Mastermind Spider, os demônios abrem um novo portal do inferno na Terra e Doomguy deve derrotar mais uma onda de criaturas. A mecânica e os gráficos não tiveram grandes melhorias em relação ao jogo anterior, mas conta com 2 armas novas e abandona o esquema de distribuição divididos em episódios. O jogo foi vendido de maneira tradicional, trazendo uma longa jornada dividida em 4 áreas distintas: subsolo, estação espacial, cidade e inferno. O jogo foi um sucesso de críticas e vendas, alcançando a incrível marca de jogo de computador mais vendido nos EUA em 1994.

     - A sequência de Doom traz de volta toda a ação e violência que apenas o título da id Software pode oferecer. As fases agora estão bem maiores e mais complexas, também estão mais difíceis. Claramente, o jogo foi voltado para quem já zerou o game anterior. Como o jogo não é mais separado por episódios, não perdemos o arsenal de armas na troca de áreas, porém, o jogo abandona o uso do mapa de seleção, que tinha lá seu charme. A HUD do jogo e os gráficos não tiveram nenhuma melhoria significativa, bem como as músicas. Há também poucas armas novas, que pode ser um pouco decepcionante. Apesar disso, o jogo continua sendo rápido e uma das melhores opções de FPS para computadores.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Doom II

    Platform: PC
    1622 Players
    109 Check-ins

    39
    • Micro picture
      denis_lisboadosreis · about 2 months ago · 2 pontos

      Me faltam 5 fases pra terminar Doom II no PS3, mas fui inventar de jogar na dificuldade Ultra Violence e estou apanhando.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 2 months ago · 2 pontos

      Realmente após o sucesso do primeiro DOOM...seria inevitável não fazer uma sequência...

      2 replies
  • 2020-05-15 09:40:25 -0300 Thumb picture

    Combo#242 [Super Nintendo](1994): Demon's Crest & Mega Man X2

    No terceiro jogo da série Gargoyle’s Quest, Firebrand conquista as 6 pedras elementais, mas o demônio encurrala o gárgula e toma para si 5 pedras, deixando Firebrand apenas com a pedra do fogo. O gárgula pode cuspir fogo, se agarrar em paredes e voar. No overworld do jogo, Firebrand voa pelo mapa em Mode 7 e pode escolher qualquer fase para explorar. É preciso revisitar as fases à medida que se ganha novas pedras, pois cada uma delas vai dar uma nova transformação a Firebrand com habilidades únicas. - O terceiro jogo traz gráficos caprichados e bem sombrios. A livre exploração pelo mundo logo de início é bem diferente, especialmente com essa mecânica de adquirir transformações para alcançar novas áreas.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     6 meses após eventos de Mega Man X, um novo grupo de mavericks é formado, os X-Hunters. Eles pegam as partes de Zero a fim de atrair X para um combate direto, enquanto executam seu plano para reconstruir Sigma. O jogo segue a mesma estrutura de seu antecessor, com 8 fases temáticas e a clássica mecânica de obter a arma do chefe derrotado. X já começa com a habilidade de correr e cada parte da armadura confere habilidades diferentes. Coletar ou não as partes do Zero altera os rumos do final do jogo. - O segundo jogo traz a mesma estrutura da nova série X, com algumas novidades. As fases possuem temáticas bem interessante e o jogo possui um foco maior na história. As músicas e os gráficos continuam surpreendendo a cada fase.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Mega Man X2

    Platform: SNES
    5218 Players
    103 Check-ins

    46
    • Micro picture
      darlanfagundes · 2 months ago · 2 pontos

      Fizeram um jogão do diabrete no SNES...

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · 2 months ago · 2 pontos

      Dois jogos que ainda não joguei

      1 reply
    • Micro picture
      wcleyton · 2 months ago · 2 pontos

      tem uma séria em mangá do mega man x, se você ler, vc fica com pena dos mavericks do game

      1 reply
  • 2020-05-13 10:52:23 -0300 Thumb picture

    #242 - BlackThorne [Super Nintendo] 1994

     A Blizzard lança um jogo de plataforma cinematográfica para DOS e Super Nintendo. O jogador controle Kyle, que é enviado a Terra por seu pai em um ato de desespero quando vê seu reino sendo destruído pelas forças malignas de Sarlac. Kyle retorna, 20 anos depois para tentar salvar seu povo da escravidão. A animação do jogo foi feita utilizando técnicas de rotoscopia e obteve mais de 1000 imagens para serem traduzidas em sprites. A movimentação e o estilo de resolver quebra-cabeças lembra bastante Flashback, porém, é possível se esconder no fundo do cenário para desviar dos tiros durante os combates. Os prisioneiros fornecem itens e informações, mas Kyle pode atirar e matá-los a sangue frio.

     - Um jogo sombrio e com uma pegada bem adulta, coisa que não é muito comum em jogos da Nintendo. Os gráficos do game são caprichados e aterrorizantes e as animações são extremamente fluidas. A jogabilidade responde muito bem, tanto na escalada quanto nos combates. A habilidade de se esconder no fundo do cenário traz um tiroteio bem emocionante, coisa que fazia muita falta em Flashback. Kyle pode carregar diferentes tipos de itens e é sempre importante conversar com os prisioneiros para pegar dicas ou itens de cura. O jogo também implementa uma barra de energia e quase não utiliza armadilhas fatais. A trilha sonora também é sombria, mas nada muito marcante. O jogo é bem curto, mas uma boa dose de desafio.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Blackthorne

    Platform: SNES
    1701 Players
    20 Check-ins

    42
    • Micro picture
      hyuga · 2 months ago · 2 pontos

      quando criança eu lembro que joguei no PC um jogo que o protagonista ia para o fundo do cenário (e até já comentei isso em uma postagem antiga sua) e eu acho que era uma hack room de blackthorne pois eu tinha um outro jogo muito semelhante, mas o protagonista era um monstro marrom

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · 2 months ago · 2 pontos

      Jogão bacanudo. Mas eu deixei de lado depois de falarem que o chefe final, é muito apelão. Fiz live dele, mas acho que foi a versão do 32X.

      3 replies
    • Micro picture
      old_gamer · 2 months ago · 2 pontos

      Esse eu jogo desde a época do Snes, jogaço !
      Tenho um exemplar completo nacional e outro americano lacrado de fábrica e classificado pela VGA na coleção.

      1 reply
  • 2020-05-12 09:15:58 -0300 Thumb picture

    Combo#241 [Arcade](1994): Sega Rally Championship & Cruis'n USA

    Depois do sucesso de Daytona USA, a Sega vai além e traz um jogo corrida no estilo rally. São duas opções de carros para escolher, Delta Group A e Celica GT-Four, além 3 pistas com diferentes dificuldades, deserto, floresta e montanha. O jogo conta com apenas duas opções de perspectivas. Este é o primeiro jogo de corrida poligonal que faz o uso de diferentes superfícies que alteram a dirigibilidade, como lama, asfalto, cascalho e poças d’água. No modo campeonato, o jogador deve vencer o tempo em todas as pistas e chegar em primeiro na terceira. - O próximo passo para os jogos de corrida realista. Os gráficos são incríveis, com destaque para os modelos dos carros e as partículas voando. A sensação de pilotar um carro mais pesado é incrível e o jogo explora bastante o uso de drift para completar as curvas.

    Nota pessoal: ★★★★★

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Desenvolvido pela Midway, o jogo de corrida traz 4 opções de veículos, sendo mais 3 desbloqueados conforme se vence as disputas. O jogo conta com 10 opções de pistas em diferentes dificuldades. É possível trocar a música do jogo a qualquer momento e conta com 3 opções de perspectivas. O jogo foi apresentado como sendo executado no futuro hardware da Nintendo, o Ultra 64, mas na verdade, foi com uma placa Jamma modificada. - O jogo mais divertido de corrida para Arcade. Apesar dos gráficos ficarem bem atrás em relação aos concorrentes, o jogo oferece jogabilidade fácil de pegar e muitas opções de pistas e carros. O jogo tem muitas colisões e é possível passar por cima de árvores e animais, tudo muito engraçado.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Sega Rally Championship

    Platform: Arcade
    26 Players

    40
    • Micro picture
      leandro · 2 months ago · 2 pontos

      Dois games que eu adoro muito. E assim vou dar uma palpitada em que não faz parte do tema, o Sega Rally 2 ( Dreamcast ) e que eu era tão viciado que jogava com marcha manual. Alias eu ate penso que o game pedia pra jogar dessa forma pra ter um melhor desempenho. Jogo sensacional

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 2 months ago · 2 pontos

      Ambos são diversão garantida...
      Saudades dessa época...😎

      1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...