historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2018-02-21 09:50:08 -0300 Thumb picture

    Arcade Awards de 1982

    Medium 3603464 featured image

    Na segunda edição da revista, de março de 1982, a Electronic Games homenageia os melhores dos anos 1980 e 1981.

    -----------------------------Jogo do ano---------------------------------------------

    Asteroids [Atari VCS]:

    O clássico dos Arcades recebe um porte para a plataforma do mais alto nível, com cores novas e mecânicas iguais ao original.

    -----------------------------Jogo mais inovador------------------------------------

    Quest for the Rings [Odyssey²]:

    O maior jogo de aventura já criado para um console. Utilizando o teclado alfanumérico para criar combates e estratégias mais elaboradas.

    -----------------------------Melhor jogo competitivo-----------------------------

    Tennis [Atari VCS]:

    Voltando as bases do jogo de tênis, a Activision cria um game simples, mas super divertido e cheio de ação. É o melhor para se jogar contra a máquina ou um colega.

    -----------------------------Melhor jogo para 1 jogador--------------------------

    Missile Command [Atari VCS]:

    Outro porte de um Arcade da Atari para a sua plataforma doméstica. A qualidade do jogo ficou impecável, com todas as mecânicas implementadas e visual lindíssimo.

    -----------------------------Melhor jogo de ficção científica---------------------

    UFO [Odyssey²]:

    Um dos jogos de nave mais empolgantes do Odyssey². Bastante ação, tiros e explosões para todos os lados, onde nossa missão é destruir os 3 objetos não identificados no espaço escuro.

    -----------------------------Melhor jogo de esporte------------------------------

    Auto Racing [Intellivision]:

    O Intellivision possui os jogos voltados mais para o esporte, então era evidente que ganharia mais uma vez o prêmio de melhor esporte. Com um jogo de corrida fenomenal, colorido e com a tela andando junto com os jogadores.

    -----------------------------Melhor variante de Pong-----------------------------

    Warlords [Atari VCS]:

    O porte de um dos jogos mais divertidos de 1980 não poderia ficar de fora. Devemos controlar escudos a fim de defender nosso castelo de uma terrível bola de fogo.

    -----------------------------Melhor efeito audiovisual---------------------------

    Kaboom! [Atari VCS]:

    O console é realmente fascinante. Mesmo com um hardware mais fraco que seus concorrentes, ele conseguiu produzir uma figura humana com perfeição, bombas detalhadas e efeito sonoros precisos, dada a velocidade que o jogo possui.

     A nova premiação agora tem uma área exclusiva para jogos de computadores.

    -----------------------------Jogo do ano---------------------------------------------

    Star Riders [Atari 400/800]:

    Um jogo que demonstra a potência dos computadores pessoais, mesclando um visual lindíssimo, com combate espacial em primeira pessoa, junto com um jogo de estratégia, onde devemos estar atento na posição dos inimigos.

    -----------------------------Melhor jogo de ação----------------------------------

    Jawbreaker [Atari 400/800]:

    Um clone de Pac-Man extremamente bem feito. Controlamos uma boca cheio de dentes que deve percorrer o labirinto, comendo balas duras e fugindo da criançada.

    -----------------------------Melhor jogo Adventure------------------------------

    Empire of the Over-Mind [Apple II]:

    Aparentemente, parece um Adventure de texto comum, mas ele possui uma história sensacional, onde guiamos o herói pelas trilhas e resolvemos puzzles de mais fácil acesso.

    -----------------------------Melhor jogo de esporte------------------------------

    Computer Baseball [Apple II]:

    E os computadores pessoais também são capazes de rodar jogos de esporte, principalmente os mais complexos. Podemos montar nosso time, criar campeonatos e jogar as partidas usando comandos de texto.

    -----------------------------Melhor jogo para Arcade----------------------------

    Pac-Man

    E quem leva o prêmio de melhor jogo de Arcade vai para o simpático e sucesso Pac-Man. Fugindo completamente dos tradicionais jogos de tiro, controlamos uma bolinha amarelo em meio a um labirinto e que deve comer todos os pontinhos, escapando dos fantasmas.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    42
  • 2018-02-20 09:14:42 -0300 Thumb picture

    Combo#46 [Arcade] (1982): Time Pilot & Xevious

    A Konami inova com um belíssimo jogo de nave. Aqui podemos navegar e atirar em todas as direções, estilo que ficou esquecido por muito tempo. Nosso objetivo é destruir os aviões inimigos e salvar o paraquedista para ganhar pontos extras. A grande sacada deste jogo é o seu sistema de fase. Há 5 níveis que variam no tempo, com diferentes inimigos em cada um. Começamos um 1910, como aviões normais, depois vamos para 1940, onde surgem aviões maiores e mais resistentes. Em 1970 temos os helicópteros, 1983 os jatos e 2001 as naves alienígenas. - Um jogo muito bonito e tranquilo de se jogar. O sistema de ir viajando no tempo e mudando os inimigos foi uma bela sacada. O controle da nave não é perfeito, mas é um game bastante equilibrado.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     A Namco também inova nos jogos de nave. Estamos no controle da nave Solvalou e devemos percorrer 16 áreas repletas de inimigos que podem te atacar no ar ou do chão. Para as ameaças aéreas, temos os tiros tradicionais, para os que estão no chão, jogamos bombas infinitas no local onde está a mira. Foi um dos primeiros jogos de nave com progressão vertical e o primeiro a usar a técnica de gráficos pré-renderizados, que permitia objetos com alto nível de detalhe se travar. - Este é um jogo de nave muito gostoso de jogar. Além dos gráficos fantásticos e super detalhados e coloridos, temos um som massa no início e uma dificuldade muito bem balanceada. Sua ficha rende por muito mais tempo neste jogo, já que ele é também meio lento.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Xevious

    Platform: Arcade
    11 Players

    29
    • Micro picture
      leandro · over 1 year ago · 3 pontos

      Xevious foi simplesmente o primeiro arcade que joguei na vida, lá pelos idos de 84/85. Sempre que jogo me vem à mente aquela época eu jogando com meu irmão e primos em botequim que existiu aqui perto. Hoje o local é uma vidraçaria. Se passo por ali sempre lembro me lembro e admito que até me emociono pela saudade dessa época

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · over 1 year ago · 2 pontos

      "Sua ficha rende por muito mais tempo neste jogo" poderia ser o slogan do game kkkkk

      1 reply
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      quase certeza q joguei o xevious na decada de 80, no fliperama.

      1 reply
  • 2018-02-19 09:03:18 -0300 Thumb picture

    #46 - Zaxxon [Arcade] 1982

     Para iniciarmos o novo ano, temos um jogo espetacular da Sega. Se trata do primeiro jogo com visão isométrica da história. É um jogo de nave com rolagem de tela e nosso objetivo é destruir o maior número de objetos para acumular pontos antes que o combustível termine, mas se explodirmos os tambores laranjas, recuperamos um pouco dele. Para orientar melhor o jogador nessa nova perspectiva, o jogo é o primeiro a trabalhar com sombras. Há também um medidor de altura no canto esquerdo da tela. O jogo é muito rico em detalhes e cores, que deixa tudo ainda mais fantástico.

     - Que jogo maravilhoso. De cara temos, não apenas uma nova perspectiva de gameplay, mas também um jogo lindo, cheio de detalhes e super colorido. Nunca se viu um jogo tão belo até então. Há diversos objetos ao mesmo tempo na tela, como mísseis, canhões, aviões e paredes. Há momentos que o jogo requer muita precisão em cima desta perspectiva, pois temos que passar por paredes sólidas com uma pequena brecha para você ultrapassar, o que é bem difícil na verdade. Outro parte difícil é quando saímos da base e vamos ao espaço. Sem o recurso de sombra para te orientar, dificilmente vai conseguir destruir algum inimigo, pois a técnica de upscale aqui deixou tudo meio confuso.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Zaxxon

    Platform: Arcade
    13 Players

    36
  • 2018-02-16 09:15:03 -0200 Thumb picture

    Combo#45 [Arcade] (1981): Qix & Pulsar

    Mais um jogo da Taito trazendo um conceito novo. Temos que preencher a tela com polígonos que, quando fechados, ficam coloridos de azul. Se preenchermos mais de 75% da tela, passamos para o próximo nível. Para dificultar a tarefa, faíscas percorrem pelas extremidades atrás de você, mas o principal vilão é Qix, uma série de linhas vetoriais coloridas que se move constantemente e se acertar a linha que ainda não está completa, te faz perder uma vida. - O jogo é muito diferente de tudo que já vimos. É bastante satisfatório quando conseguimos colorir uma grande parte da tela, mas os seus perigos são constante e te derrotam facilmente. A cada nova fase, Qix fica mais rápido e aumenta a quantidade de faíscas. Os sons são bacanas e os efeitos do Qix é muito bonito de se ver.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     E para concluir o ano de 1981 nos jogos temos um game bem desconhecido, mas divertido. É um jogo de labirinto dinâmico, onde ele se modifica a todo momento. Controlamos um tanque e nosso objetivo é pegar as chaves coloridas para poder abrir as trancas coloridas e passar para a próxima tela. Há diversos tipos de inimigos no labirinto, alguns atiram, outros explodem e outros se dividem, mas não morremos se tocarmos neles. - Este jogo parece ser básico no montante de jogos de labirinto. Os gráficos são em pixel art, mas passam a sensação de que são vetoriais. É um game divertido, mas cansa e a falta de elementos inovadores tornam ele meio monótono.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Qix

    Platform: Arcade
    3 Players

    30
    • Micro picture
      mariamartins · over 1 year ago · 4 pontos

      Achei o jogo até que divertido, mas acho que multiplayer é mais interessante

      2 replies
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 1 year ago · 4 pontos

      Como diria ERICK CARTMAN...
      "que porra é esssa"?

      2 replies
    • Micro picture
      cleitongonzaga · over 1 year ago · 4 pontos

      Tive esse Qix pra Game boy quando era criança... fiquei traumatizado com o jogo, pq só tinha ele pra jogar kkk

      1 reply
  • 2018-02-15 08:45:15 -0200 Thumb picture

    #45 - Tempest [Arcade] 1981

     Mais uma vez, a Atari nos trás um jogo bem diferente e inovador. Aqui, controlamos um nave em forma de garra que pode percorrer as extremidades de uma estrutura 3D vetorial e atirar contra os inimigos que vem do fundo. O jogo foi um dos primeiros a utilizar gráficos vetoriais coloridos e também um dos primeiros a ter a possibilidade de escolher o nível que se deseja iniciar a partida. Após destruir todos os inimigos da tela e conseguir desviar dos mais variados perigos que vem ao seu encontro, você faz a transição para a próxima tela. São 16 telas que vão se repetindo sempre com uma dificuldade maior.

     - Temos aqui um belo exemplo de jogo balanceado de Arcade. Ele não apenas te permite escolher o nível que quer começar, mas também te faz querer ir ainda mais longe a cada partida para ver as novas telas. O gráfico do jogo pode não agradar, por se tratar de um tema tão abstrato, mas jogar o game é muito bom. Nossa nave é muito rápido, que ajuda a desviar dos projéteis e inimigos, mas atrapalha na hora da precisão. O mais difícil do jogo é estar sempre em movimento para desviar de um inimigo que te prende. Ao passar de cada fase, temos que ficar atento aos espinhos que pode atrapalhar a transição. O som e as animações dão show, dando uma sensação futurista e psicodélica.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Tempest

    Platform: Arcade
    5 Players

    38
    • Micro picture
      lgd · over 1 year ago · 2 pontos

      Mais um que nunca havia visto.

      1 reply
    • Micro picture
      manoelnsn · over 1 year ago · 2 pontos

      Não conhecia também, jogo bem interessante!

      1 reply
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      interessante mesmo... tb nao conhecia esse.

      1 reply
  • 2018-02-09 09:39:39 -0200 Thumb picture

    Os computadores dos anos 70

    Medium 3599600 featured image

    Já sabemos que os primeiros computadores da história eram mainframes gigantescos que ocupavam andares inteiros de prédios para fazer apenas cálculos matemáticos mais rápido. Os primeiros jogos eletrônicos surgiram nessas máquinas, que ainda tinham grande força até a metade dos anos 70. Os jogos e as máquinas presentes nessa época já foi explorado aqui na persona, então vamos nos focar nos computadores domésticos, que tiveram início em 1950, com o Simon. Ele ainda utilizava tecnologia de cartões perfurados e não possuía tela. Nesta época, os poucos que se aventuravam neste mundo, criava computadores para uso próprio.

      Em 1957, a IBM entra nesse mundo e cria um dos primeiros computadores a ter um teclado, o IBM 610. Em 1965, a Olivetti cria o primeiro computador programável comercial da história, o Programma 101, onde fazia a aritmética básica e podia gravar os programas em cartões. Entre 1965 e 1969, O grupo soviético de Victor Glushkov criam a série MIR, computadores pessoais com alto grau de sofisticação. Eles poderia ser acoplado a um monitor e permitia programar direto em fitas magnéticas, como os mainframes faziam naquela época. Inclusive, o MIR-2 já era capaz de renderizar polígonos e linhas e vinha com uma caneta especial que permitia fazer desenhos na tela.

     O Datapoint 2200 da CTC surgiu em 1970 e foi um dos primeiros a vir com monitor integrado. Em 1973, a empresa Xerox cria o primeiro computador com sistema operacional baseado em interface gráfica, o Xerox Alto. Foi o primeiro também a vir com um mouse, para permitir a interação com o sistema. A IBM não fica pra trás e lança um dos primeiros computadores “portáteis”, com tela e leitor de fitas integrados, o IBM 5100 de 1975. No mesmo ano, surge uma alternativa mais barata e se torna o primeiro grande sucesso de mercado, o Altair 8800 da MITS. O primeiro Apple chega no ano seguinte, mas como tinha um design bem rústico e vinha de uma empresa desconhecida, o sucesso foi moderado.

     A disputa mesmo começa em 1977 com a chegada do Apple II, o Commodore PET, sendo o primeiro computador com interface colorida e o TRS-80 como a opção mais barata do mercado. A cada trimestre surgia um computador novo, mas nenhum chegava próximo ao sucesso dessa tríade. Em 1979, O Sharp MZ é sucesso no Japão e Europa, pois vinha equipado com o poderoso Z80. No mesmo ano, a Apple lança o upgrade Apple II Plus, com melhorias em sua memória, processador e capacidade de armazenamento. E no mesmo ano, a Atari inicia a sua série de computadores 8-bit, o Atari 400 e 800, cheio de entradas padrão para os mais diversos periféricos, inclusive, os joysticks do Atari VCS.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    56
  • 2018-02-08 09:58:47 -0200 Thumb picture

    Combo#44 [Arcade] (1981): Grand Champion & River Patrol

    A Taito cria um outro jogo de corrida, mas com a tradicional visão de cima. Estamos no controle de um carro de fórmula 1 e nosso objetivo é chegar nas 3 primeiras posições antes que o tempo acabe ou os outros carros terminem antes. O visual do jogo é extremamente colorido e bem feito, onde os sprites são renderizados em alta velocidade, permitindo uma sensação fluida e rápida. - Os jogos de corrida são realmente algo fantástico de se admirar. O game é muito rápido e os gráficos são lindos demais. Há variações durante todo o percurso, com chuva, que dificulta o controle, túnel, que atrapalha a visão, pista dupla, curvas e até um aumentar e diminuir da pista que tem um efeito muito louco. Mais uma vez, o carro é muito rápido e isso se torna um baita desafio.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Controlamos um bote salva-vidas e devemos resgatar as pessoas que ficaram presas num perigoso rio, desviando dos crocodilos, toras de madeiras, redemoinhos e principalmente das rochas, pois se você bater em um desses objetos, deve começar a fase desde o início. Há um medidor de água para dar uma urgência durante a jogatina e uma barra que mostra o progresso do percurso. - Agora é um jogo bem mais tranquilo, sem velocidade, pois se estivermos rápidos, podemos matar as pessoas. O jogo requer muita precisão e paciência e o controle do bote permite isso. As músicas presente no jogo é legal e os gráficos até cumprem bem o seu papel.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    29
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 3 pontos

      bacana... mais dois q eu não conhecia...

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · over 1 year ago · 2 pontos

      Também não conheci nenhum destes, parecem bem interessantes.

      1 reply
    • Micro picture
      sergiotecnico · over 1 year ago · 2 pontos

      Pronto, tá resolvido o desafio de jogos do "ano que vc nasceu".

      3 replies
  • 2018-02-07 09:51:22 -0200 Thumb picture

    #44 - Turbo [Arcade] 1981

     Agora é a vez da Sega ser a grande inovadora. Temos aqui um dos jogos mais bonitos dos fliperamas. Se trata do primeiro jogo de corrida em terceira pessoa da história. Utiliza a técnica de upscale dos objetos como Night Driver fazia, mas é o primeiro a apresentar objetos tão detalhados e coloridos. Também é o primeiro a apresentar os mais variados tipos de terrenos e clima. O jogo conta com cenários na floresta, cidade, túnel, neve, beira-rio, dia, noite, neblina e muito mais. Nosso objetivo é ultrapassar 30 competidores antes que o tempo termine, daí você passa para um novo round com novas pistas. Outro fator que chamava muito atenção para o jogo é o seu gabinete, que simulava um carro, daí, o jogador tinha a impressão que estava realmente dirigindo um de verdade.

     - Outro jogo que entra para a história. A diversidade de cenários é o que mais chama atenção, pois eles não são apenas estéticos, a jogabilidade é influenciada por eles. Na neve, por exemplo, o carro escorrega, na curva, ele tende a virar para o lado, no túnel, a visão fica comprometida, assim como a curva ao lado de uma passarela. A pista também diminui de tamanho e os outros competidores tentam te fechar. O problema do jogo é com relação a velocidade. O carro é super rápido e o tempo de resposta quando avistamos um oponente e desviar e muito curto. Tem que ser muito bom para conseguir desviar de todos sem bater, uma tarefa quase impossível.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Turbo

    Platform: Arcade
    3 Players

    35
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 6 pontos

      caraioo... isso eh jogo de 1981!? no creo.

      1 reply
  • 2018-02-06 09:57:27 -0200 Thumb picture

    Combo#43 [Atari 2600] (1981): Freeway & Stampede

    Vamos para o clássico jogo da galinha do Atari VCS. Controlamos uma galinha que tem a missão de atravessar uma movimentada avenida. Toda vez que somos atingidos, voltamos para a pista de trás. Podemos controlar apenas para cima e para baixo e o jogo é focado para um público mais infantil, devido a sua simplicidade. - Joguinho simples e bonito. Muito bom para se jogar contra um amigo. Os gráficos e o som são muito bem feitos, sendo bastante convidativo. Os diferentes modos de jogo alteram os tipos de carro na rodovia assim como suas velocidades. O jogo parece ser uma cópia de Frogger, mas na época de seu desenvolvimento, o Arcade ainda não tinha saído.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Agora estamos na pele de um boiadeiro em cima de seu cavalo e nosso objetivo é jogar o laço no máximo de bois possíveis. Se 3 bois passarem por você, é game over, mas é possível ganhar uma vida extra quando se alcança certos números de pontos. Se nosso cavalo encosta no boi, todos da mesma linha horizontal correm para frente. Há diferentes variantes de velocidade e comportamento dos bois. - Este jogo parece que foi pensado para agradar o público rural e adulto. O game é muito bonito e a ação é muito boa. Laçar os bois é muito gostoso, porém, é um game muito difícil. Muitas vezes, o laço não vai encostar no boi e você acaba deixando passar outros, dando game over em pouco tempo de jogo.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Stampede

    Platform: Atari 2600
    76 Players

    36
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 3 pontos

      freeway eu joguei muuuito tb.. stampede eu joguei tb, mas pouco.. naum lembraria dele sem ver uma imagem...

      1 reply
    • Micro picture
      darlanfagundes · over 1 year ago · 3 pontos

      O famoso jogo da galinha, hehehehe, eu mostrei esses dias a meus filhos e eles reconheceram, parece que esse jogo sofreu algumas melhorias e foi lançado em flash nesses sites de jogos que meus filhos usam aqui... O do cowboy eu nunca tinha visto.

      1 reply
    • Micro picture
      willguigo · over 1 year ago · 3 pontos

      "Jogo da galinha" , muitas jogatinas.

      2 replies
  • 2018-02-05 09:04:54 -0200 Thumb picture

    #43 - Kaboom! [Atari 2600] 1981

     A Activision cria um jogo totalmente inspirado pelo Arcade Avalanche, lançada pela Atari em 1978. O terrorista Mad Bomber caminha na parte superior da tela, por trás do muro verde, e arremessa uma série de bombas ao chão. Controlamos 3 bacias com água e nosso objetivo é impedir que as bombas atinjam a superfície e exploda. O controle para este jogo é o paddle e a cada chuva de bombas concluída, mas rápidas e mais distantes ficam as seguintes. Para cada erro, é diminuída uma bacia. A Activision criou uma espécie de bônus para quem completasse mais de 3000 pontos. O jogador poderia enviar uma foto comprovando o feito e a partir daí faria parte da Brigada do Balde.

     - Que joguinho difícil! A partir do terceiro nível, a coisa já fica insana. Se você não aumentar a velocidade de resposta do paddle, nunca vai conseguir passar. O jogo te exige muito reflexo, muito mesmo. Ao menos dá uma pausa depois de umas 10 bombas seguidas. Os gráficos do jogo estão bem bonitos e detalhados, exceto pela bacia com água. Os efeitos também são massa, assim como o som. Com muita prática, você consegue ficar muito bom no jogo, mas ele é bem simples e pode enjoar com o tempo.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Kaboom!

    Platform: Atari 2600
    49 Players
    1 Check-in

    30
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 4 pontos

      vééééééi... esse jogo me lembrou muuuuito o crackpots, só que ao contrário....
      crackpots foi um que joguei muuuuuito tb.

      3 replies
    • Micro picture
      leandro · over 1 year ago · 3 pontos

      Existe um gameplay desse jogo em que o camarada chega numa parte que a velocidade e bombas caindo ficam numa insanidade só. Um clássico esse jogo.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 1 year ago · 3 pontos

      Carai...esse game estava escondido láaaa no subconsciente. E não é que já joguei? Muito provavelmente o esqueci devido dificuldade do game como mencionado pelo @santz.

      1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...