historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2018-05-15 10:15:12 -0300 Thumb picture

    Combo#70 [Arcade] (1984): Cobra Command & Super Don Quix-ote

    Yoshihisa Kishimoto da Data East usou o hardware do Bega’s Battle para criar uma animação interativa em laserdisc. Terroristas estão destruindo as grandes cidades e nosso objetivo e decolar em um helicóptero para deter esses inimigos. Temos que destruir os alvos na tela antes que eles disparem contra você. Há também momentos onde temos que direcionar nosso helicóptero para uma direção e esquivar dos obstáculos. - Mais um jogo impressionante com qualidade de animação impecável. A fluidez com que as cenas continuam é fantástica, sem nenhuma interrupção, apenas quando erramos. O jogo conta também com uma música de fundo constante bem legal e desviar dos obstáculos é demais, pois ficamos muito perto de bater.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

    Baseado nas aventuras de Don Quixote, a Universal cria uma animação interativa muito parecida com Dragon’s Lair. Controlamos o cavaleiro Don que junto com seu cavalo Donkey e seu amigo Sancho e devem resgatar a princesa Isabella antes que seja usada como sacrifício por um demônio. Passamos por diversos perigos e áreas diferentes, como tumbas com múmias, cavernas com dragões e até canibais com totens vivos. - Jogar este game é muito mais simples, pois o comando aparece na tela e basta apertar o botão no momento correto. Os personagens quase não falam, mas a qualidade de animação é muito boa e as cenas são bem mais limpas, deixando o jogo mais justo e menos frustrante.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Cobra Command

    Platform: Arcade
    4 Players

    35
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 4 pontos

      sempre que vejo algo da data east, lembro do side pocket do snes... o 'presented by data east' da abertura do jogo.. kkkkk
      vi um gameplay do don quixote... parece bem legal tb.

      4 replies
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 1 year ago · 2 pontos

      Que massa...acho que não tive a oportunidade de conhecê-los...

      1 reply
    • Micro picture
      volstag · over 1 year ago · 2 pontos

      Esse maldito Helicóptero já me levou muitas fichas hahahaha
      Mas esse do Don Quixote eu não joguei ainda, parece bom mesmo!!

      2 replies
  • 2018-05-14 09:28:04 -0300 Thumb picture

    #70 - Space Ace [Arcade] 1984

     Poucos meses depois o sucesso de Dragon’s Lair, Don Bluth desenvolve outro jogo baseado na tecnologia de laserdisc. Na nova animação, temos que ajudar o herói Ace a salvar Kimberly das mãos do vilão Borf. A aventura se passa no futuro, na nave espacial do vilão e ele possui uma pistola que transforma seus inimigos em crianças, o Infanto Ray. Ace é constantemente atingido pelo raio, transformando seu corpo atlético em um franzino adolescente, chamado Dexter. Durante o jogo, há cenas que podemos usar o poder de energizar, daí, paramos de correr e desviar dos inimigos como Dexter e nos transformamos em Ace, partindo para a ofensiva em uma nova série de cenas.

     - A animação continua impecável, como em Dragon’s Lair, mas aqui, notamos que não há a tela preta constante de cada mudança de cena. Ela ainda acontece, mas apenas após 3 ou 4 cenas, geralmente só para dividir os segmentos de ação. A donzela em perigo participa muito mais neste jogo, já o vilão entra em combate apenas no final. Há bem mais falas que Dragon’s Lair e música de fundo. As cenas são mais claras do que se deve fazer, tem muito menos armadilhas. O lance de se transformar em alguns trechos do jogo é legal, pois é possível vencer na mesma parte em forma de Dexter ou de Ace. O jogo é mais curto, sem as cenas espelhadas, mas ainda continua bem desafiador e difícil em vários pontos.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Space Ace

    Platform: Arcade
    3 Players

    36
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      legaal... não conhecia esse...
      vo catar pra jogar.

      6 replies
    • Micro picture
      mastermune · over 1 year ago · 2 pontos

      Esse eu não conhecia, mas se tem o mesmo estilo do Dragon's Lair, deve ser sensacional *-*

      2 replies
    • Micro picture
      volstag · over 1 year ago · 2 pontos

      muito pouco essa obra prima, mas ela é superior ao Dragon Slayer exatamente pelo numero menor de tals pretas, eles deram uma otimizada na coisa.
      Já na história acho que prefiro o Dragon Slayer.
      De qualquer forma, jogão!!

      1 reply
  • 2018-05-11 08:59:48 -0300 Thumb picture

    Combo#69 [NES] (1984): Wild Gunman & Hogan’s Alley

    O primeiro jogo a ser lançado junto com a Beam Gun para o Famicom foi este aqui, um duelo de pistola clássico do Velho Oeste. Assim como Duck Hunt, o jogo nasceu nos Arcades antigos da Nintendo, em 1974, onde rolava o filme de um pistoleiro prestes a disparar. Para o Famicom, o jogo foi redesenhado para sprites cartunesco e o olho do pistoleiro brilha antes dele atirar. Há 3 modos jogo, onde duelamos contra 1 bandido no modo A, 2 bandidos no modo B e uma gangue de pistoleiros dentro de um bar, que vão aparecendo nas janelas e porta. - Um jogo com uma temática bem característica onde é necessário reflexos rápidos e menos precisão. É bem engraçado a animação dos bandidos caindo.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O outro jogo que utiliza a pistola de luz faz alusão ao treinamento de policiais para acertar alvos. Também composto de 3 modos, o primeiro é um estande de tiro onde vão se virar 3 bonecos de papelão, mas temos que estar atentos, pois há bonecos inocentes e bandidos. No modo B, o cenário simula uma cidade e os bonecos aparecem em diferentes lugares e ritmos variados. No modo C, temos que atirar nas latas que estão voando pela tela e fazê-las cair em plataformas pontuadas. - Um jogo de tiro bem divertido e simples. As vezes é meio difícil distinguir os bandidos dos inocentes, pois possuem aparência próxima, mas com o tempo, dá para pegar o jeito. Os efeitos sonoros aqui são legais, exceto quando acertamos o tiro.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Wild Gunman

    Platform: NES
    179 Players

    39
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      dessa epoca eu soh joguei um jogo de postola... mas foi no master system de um amigo.. nao lembro o nome do jogo.

      4 replies
    • Micro picture
      msvalle · over 1 year ago · 2 pontos

      Dois ilustres desconhecidos (para mim) hehe

      1 reply
    • Micro picture
      mastermune · over 1 year ago · 2 pontos

      "As vezes é meio difícil distinguir os bandidos dos inocentes, pois possuem aparência próxima"
      Você resumiu todo o tempo que eu joguei Hogan's Alley, eu só acertava os mocinhos, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

      1 reply
  • 2018-05-10 09:01:21 -0300 Thumb picture

    #69 - Duck Hunt [NES] 1984

     Em 1973, a Nintendo desenvolvia Arcades com tecnologia de pistolas de luz, onde ela captava a luz emitida pelo televisor para conseguir ler onde o jogador estava apontando. Essa tecnologia era antiga e já foi implementada nos jogos de tiro do primeiro Odyssey de 1972. Pois bem, em 1976, dentre os vários jogos nesse estilo, o jogo de caça aos patos ficou bem famoso no Japão, com isso, a Nintendo resolveu lançar o acessório para o Famicom que permitia “disparar” contra a sua televisão, a pistola Beam Gun. O jogo de caça aos patos foi adaptado para o console, com visual cartunesco. Aqui, estamos diante de um matagal e devemos atirar nos patos que aparecem voando. Feito isso, o nosso simpático cachorrinho levanta o pato abatido e se prepara para o próximo. São 10 patos no total e devemos acertar pelo menos a metade para prosseguir.

     - Um jogo bem simples e um tanto quanto repetitivo, voltado mesmo para a criançada. Há 3 modos de jogo, no modo A, aparece 1 pato por vez na tela e o jogador 2 pode controlar esse pato usando o controle. No modo B, são 2 patos na tela e no modo C, que é o mais difícil, devemos acertar 2 pratos arremessados que vão ficando cada vez menores no horizonte. Temos apenas 3 tiros para acertar os alvos, então nos modos B e C só podemos errar uma única vez. Uma coisa que ficou marcante no jogo é a risada do cachorro toda vez que deixamos os patos fugirem. Os gráficos possuem cores vivas e efeitos sonoros marcante, destaque para a música inicial. A ideia de ficar dando tiros na tela da televisão é bem interessante.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Duck Hunt

    Platform: NES
    2239 Players
    4 Check-ins

    60
  • 2018-05-09 09:17:48 -0300 Thumb picture

    Amstrad CPC e Macintosh: Os novos computadores potentes

    Medium 3627321 featured image

    Enquanto os videogames estavam em crise, os computadores reinavam como nunca. Eis que surge o Amstrad CPC 464 (Colour Personal Computer), para competir com o ZX Spectrum e Commodore 64. O novo computador possuía um sistema de cores surpreendente, com 3 modos de operação, que variam entre 16 cores de baixa resolução e 27 com alta resolução. Por dentro, ele era equipado com um Zilog Z80A de 4 MHz e 64 KB de memória RAM. Seu sistema de disco era o AMSDOS e rodava o interpretador BASIC. Seu teclado era grande e confortável, com a entrada de fita cassete em sua parte direita . Além disso, havia entradas para periférico e principalmente, para joysticks.

     Era mais um computador com foco em jogos digitais. Funcionava através de disquetes e fitas cassete, devido a isso, seus jogos eram grandes e complexos. No seu primeiro ano, recebeu poucos portes de Arcades, seu foco era em criações originais e portes de outros jogos de computadores. A principal desenvolvedora que encheu a máquina de jogos era a própria subsidiária da Amstrad, a Amsoft. Os jogos possuíam gráficos riquíssimos em cores e detalhes. O computador foi um sucesso estrondoso, principalmente no mercado Europeu e era vendido com monitor verde padrão ou o multicolorido, com preços variando entre cada versão, £249,00 (US$ 300,00) e £359,00 (US$ 450,00).

     Por outro lado, a Apple revolucionou o mercado mais uma vez. A empresa veio fazendo um sucesso estrondoso com a linha Apple II e um fracasso gigantesco com o Apple Lisa no ano anterior, mas para 1984, ela apresenta o super computador Macintosh. Um sistema baseado em interface gráficas, inspirado pelos projetos da Xerox. Para interagir com o sistema, temos um mouse com duplo clique e o clássico arrastar e soltar. Ele era equipado com um processador de 8-bits da Motorola, o 68000 com 128 KB de RAM. o teclado era pequeno e possuía teclas altas. O monitor era grande, trabalhava com resolução de 512x342 px e já vinha com entrada de disquete de 3,5’’. Uma máquina poderosa e revolucionária era voltado para a elite, pois seu preço era extremamente alto, US$ 2495,00.

     O sistema operacional que trabalhava com a interface gráfica foi desenvolvida pela própria Apple, o System 1. Devido ao novo formato, todos os programas que funcionavam através de linhas de comandos, deveriam ser refeitos para funcionar com a nova proposta, o que gerou escassez de softwares no início. Alguns poucos jogos foram lançados em 1984, mas era riquíssimo em detalhes e utilizava muito bem a capacidade do novo computador. Apesar dos jogos serem em preto e branco, devido a limitação desse novo sistema, eram constituídos de imagens limpas e bem detalhadas, com um monte de menu e opções para explorar o novo método de interação com o sistema, o mouse.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    44
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 1 year ago · 4 pontos

      kkkkkkk "APPLE LISA".
      ---
      Realmente...houve um BREVE momento onde COMPUTADORES eram febre...
      ---
      Há anos que o VIDEOGAME domina agora (minha opinião...calma MASTER RACE...).
      ---

      2 replies
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      o amstrad era gigantesco... kkkkkkk

      1 reply
    • Micro picture
      darlanfagundes · over 1 year ago · 2 pontos

      Nossa, os jogos pareciam excelentes dos dois, ams nunca nem ouvi falar deles...rsrss

      1 reply
  • 2018-05-08 09:26:22 -0300 Thumb picture

    Combo#68 [Arcade] (1984): Marble Madness & Mysterious Stones

    Estamos diante do primeiro jogo a utilizar a placa de Arcade Atari System 1 e um jogo programado em C. O jogo foi inspirado nos jogos de mini-golf e temos que guiar uma bola até o ponto de chegada através de um percurso com perspectiva isométrica. Há diversos obstáculos no caminho, tanto inimigos que querem de jogar para fora do campo quanto as armadilhas do cenário. Para controlar a bola, usamos uma trackball. O jogo também foi a primeiro a utilizar o verdadeiro som estéreo, com músicas riquíssimas em efeitos. - O jogo é repleto de desafios de plataforma e correr contra o tempo não é nada fácil. Com 2 jogadores fica ainda pior. Mas o jogo é genial, a música é um show, os gráficos e animações são lindos e a física é perfeita.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Um jogo não oficial baseado nas aventuras do Indiana Jones. Controlamos Dr. John e devemos explorar uma tumba arqueológica cheio de perigos e criaturas para coletarmos os tesouros lá dentro. Cada sala dentro da tumba é única e devemos chutar os ovos e baús para pegar os itens antes que a sala comece a ser destruída por um repentino ataque de lava. Há vários inimigos espalhados nas salas, mas podemos ter ajuda de criaturas temporárias durante a aventura. - Visualmente, o jogo dá um show, cheio de cores e detalhes. Podemos usar nossa pistola para destruir os inimigos e tentar ser o mais rápido possível, para coletar o máximo de tesouros e pontos antes que a sala vire uma piscina de lava.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Marble Madness

    Platform: Arcade
    17 Players

    35
    • Micro picture
      mastermune · over 1 year ago · 2 pontos

      Marble Madness foi meu primeiro jogo que me deu vontade de tacar o controle na parede, kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!

      1 reply
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      caraio... eu soh conhecia o marble madness mobile... q vc tem q usar os sensores de giroscopio do telefone pra controlar a bola... nunca ia imaginar isso num arcade antigo...

      2 replies
    • Micro picture
      volstag · over 1 year ago · 2 pontos

      Dois classicos!! joguei muito o Marble Madness

      3 replies
  • 2018-05-07 09:59:15 -0300 Thumb picture

    #68 - Paperboy [Arcade] 1984

     Apesar da crise nos consoles, a Atari Game ainda nos surpreende com jogos cada vez melhores. Estamos na pele de um entregador de jornal que caminha de bicicleta por um bairro e deve arremessar jornais na porta ou na caixa de correios dos assinantes. Os não assinantes possuem uma casa escura, onde podemos jogar jornais nas janelas para ganhar pontos. Caso quebre a janela ou as flores dos assinantes, eles cancelam a assinatura e dificulta a vida do garoto para ganhar mais pontos. O jogo é muito rico em cores e possui uma visão de perspectiva de projeção oblíqua. O jogo conta também com vozes sintetizadas em vários momentos e o Arcade vem equipado com um guidão de bicicleta para conduzir o garoto.

     - Podemos escolher o nível de dificuldade que vamos iniciar e logo de cara temos um cenário cheio de detalhes e cores. Além das vozes sintetizadas, o jogo conta com uma trilha sonora de fundo bem gostosinha de ouvir. Há diversos obstáculos durante os percursos, como bueiros, carros, trabalhadores, pessoas brigando, gente fazendo breakdance, crianças, cachorros, gatos e até ladrão tentando entrar em uma das casas. Temos uma semana para finalizar o jogo e a cada dia, mais obstáculos surgem. Temos que garantir pelo menos 1 assinante ao final do dia e uma trajetória perfeita resulta em um novo assinante. Há um trajeto bônus no final de cada dia, onde passamos por um campo cheio de caminhos e alvos que valem pontos extras.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Paperboy

    Platform: Arcade
    14 Players
    1 Check-in

    38
    • Micro picture
      darlanfagundes · over 1 year ago · 2 pontos

      Nossa como eu amo paperboy! Kkkkk, mas nunca tinha visto ele no Arcade, vou procurar aqui... as cores estão ótimas!

      1 reply
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      agora ja sei de onde saiu a casa dos simpsons... kkkkkkkkkk

      1 reply
    • Micro picture
      volstag · over 1 year ago · 2 pontos

      Pensa num jogo que eu sou ruim demais!!

      2 replies
  • 2018-05-04 08:48:50 -0300 Thumb picture

    Combo#67 [Atari 2600] (1984): H.E.R.O. & Gremlins

    Mineradores ficam presos dentro de uma caverna e nossa missão é resgatá-los. Nosso herói é equipado com 6 dinamites, um capacete que dispara lasers e uma mochila com hélice de helicóptero, que o permite voar. Durante o percurso, há várias paredes que podem ser destruídas usando uma dinamite ou um disparo contínuo do laser. Há morcegos, aranhas e outras criaturas nas cavernas. O jogo possui múltiplas telas conectadas e fixas, onde resgatando o minerador, passamos para o próximo nível. - A jogabilidade é simples e rápida. As armadilhas são constantes, então é melhor memorizar o melhor caminho para cada fase. É meio difícil de controlar o voo no começo e também devemos estar sempre atentos as paredes de lava.

    Nota pessoal: ★★★★★

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O outro jogo é da Atari, que mais uma vez, fez um jogo baseado em filme de sucesso. O jogo é composto por duas telas, onde na primeira devemos impedir que os gremlins cheguem até os hambúrgueres, com gameplay estilo Avalanche. Na segunda tela, os gremlins estão em sua forma adulta e vem ao encontro do protagonista, onde devemos atirar em todos eles. O ciclo se repete com velocidades maiores. - Os gráficos do jogo é realmente um espetáculo, com direito a música introdutória e de vitória, mas o gameplay é fraco e sem graça, que cansa muito rápido. Apesar de reproduzir bem a história do filme, a mecânica é simples demais.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    H.E.R.O

    Platform: Atari 2600
    505 Players
    9 Check-ins

    47
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · over 1 year ago · 4 pontos

      H.E.R.O. é simplesmente espetacular. Super divertido.
      ---
      GREMLINS? kkkkkkkk...lembro desse não...mas do filme sim!

      2 replies
    • Micro picture
      lgd · over 1 year ago · 3 pontos

      HERO grande clássico! Gremlins conheci ano passado.

      4 replies
    • Micro picture
      volstag · over 1 year ago · 3 pontos

      H.E.R.O. é uma obra prima, daria pra dizer que juntamente com Pitfall, foram os jogos AAA da época, e a frente do tempo até.

      5 replies
  • 2018-05-03 15:49:33 -0300 Thumb picture

    #67 - Pitfall II: Lost Caverns [Atari 2600] 1984

     Depois do sucesso gigantesco de Pitfall!, David Crane desenvolve uma continuação para o jogo ainda mais inovadora e completa. Harry deve explorar o subterrâneo de uma caverna, coletando os tesouros para finalizar o jogo. São 8 telas no jogo, porém, possuem uma gigantesca rolagem vertical, que deixa o game ainda maior. Não há limite de tempo e nem de vida, que permite o jogador explorar as áreas do jogo com muito mais calma. Se encostar em algum inimigo, voltamos para a última cruz no chão que passamos, perdendo pontos. Há uma música heroica constante tocando de fundo, que muda se tocarmos em algum inimigo ou se pegamos um tesouro. Tecnicamente, é o jogo mais completo e bonito da plataforma, mas devido ao Crash, o cartucho vendeu muito pouco.

     - Que jogo fantástico. Assim como o primeiro jogo, esse aqui é igualmente viciante e desafiador. É meio estressante voltar na última cruz quando encostamos em um inimigo, mas pelo menos não perdemos vida. A música de fundo do jogo é realmente impressionante. Apesar do loop, ela não é enjoa e dá um clima de aventura ainda mais genial. Esta música e a riqueza nas animações só é possível graças ao chip desenvolvido pelo próprio David, o DPC, que ficava soldado no hardware do cartucho. Harry pode nadar e usar balões para subir na caverna em algumas partes específicas, onde se toca outra música. Uma pena o jogo ter nascido durante do Crash.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Pitfall II: Lost Caverns

    Platform: Atari 2600
    71 Players
    1 Check-in

    48
    • Micro picture
      old_gamer · over 1 year ago · 6 pontos

      Esse eu tenho lacrado de fábrica, na verdade tenho os 2 pitfall do Atari 2600 lacrados .

      5 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · over 1 year ago · 3 pontos

      Parece que o crash atrapalhou muita coisa...

      4 replies
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      eu praticamente nao joguei esse.. soh o primeiro mesmo.

      4 replies
  • 2018-05-03 09:05:57 -0300 Thumb picture

    Arcade Awards de 1984

    Medium 3625586 featured image

    JOGO DO ANO - Miner 2049er [Atari 8-bit]:

     O minerador barbudo recebe o prêmio máximo da revista, com 10 telas diferentes cheio de desafios e muita exploração.

    [Divisão de consoles]

    JOGO DO ANO (MENOR DE 16KB) - Ms. Pac-Man [Atari 2600]:

     A esposa de Pac-Man traz um jogo com muito mais cores e efeitos.

    JOGO DO ANO (MAIOR DE 16KB) - Lady Bug [Colecovision]:

     Outro jogo de labirinto no estilo de Pac-Man, só que muito mais detalhado e bonito.

    FICÇÃO - Vanguard [Atari 5200]:

     Um jogo de nave onde podemos atirar em 4 direções e com progressão horizontal.

    AUDIOVISUAL (MENOR DE 16KB) - Dolphin [Atari 2600]:

     Um golfinho muito bem detalhado se aventura em um oceano cheio de desafios.

    AUDIOVISUAL (MAIOR DE 16 KB) - Donkey Kong Jr. [Colecovision]:

     O filho do gorilão deve pegar as chaves e salvar seu pai enjaulado pelo carpinteiro Mario.

    AÇÃO - River Raid [Atari 2600]:

     Um jogo de nave com progressão vertical onde temos que destruir tudo pelo caminho.

    AVENTURA - Advanced D&D [Intellivision]:

     Um jogo de aventura e exploração com os heróis clássicos do universo dos RPGs contra os mais diversos monstros do mundo da fantasia.

    ESPORTE - Enduro [Atari 2600]:

     Um jogo de corrida em 3D onde devemos percorrer uma pista com diferentes climas.

    [Divisão de computadores]

    JOGO DO ANO - Lode Runner [Apple II]:

     Um jogo de plataforma simples e rápido, onde é possível suas próprias fases.

    FICÇÃO - Astro Chase [Atari 8-bit]:

     Use sua nave proteger o nosso planeta Terra de um ataque massivo de alienígenas e asteroides.

    AVENTURA - Witness [Atari 8-bit]:

     Um jogo baseado em texto onde temos que desvendar um assassinato cheio de mistérios.

    AÇÃO - Centipede [Atari 8-bit]:

     Uma centopeia gigante percorre a tela para chegar até a base, então você deve atirar contra o inimigo e dividi-lo em vários pedaços.

    ESPORTE - Starbowl Football [Atari 8-bit]:

     Mais uma simulação do esporte americano, mas agora é possível jogar sozinho.

    AUDIOVISUAL - Gorf [Atari 8-bit]:

     O jogo de invasores vindo direto dos Arcades, onde temos que destruir os inimigos antes que eles destruam todo o seu escudo.

    [Divisão console / computador]

    Humor - Oink! [Atari 2600]:

     A Activision recria a clássica fábula dos Três Porquinhos em um game muito divertido, onde devemos impedir o Lobo Mal de destruir as paredes.

    PORTE DE ARCADE - Kangaroo [Atari 5200]:

     O Kangaroo com uma luva de boxe deve percorrer plataformas de madeira para resgatar seu filho de dentro de uma casa.

    MULTI-JOGADOR - M.U.L.E. [Atari 8-bit]:

     Nosso objetivo aqui é explorar planetas não colonizados no futuro e administrar os recursos para conseguir prosperar.

    EDUCACIONAL - Learning with Leeper [Apple II]:

     4 mini-jogos voltado para as crianças, sendo eles de contar cachorros, estourar balões, contar saltos do sapo e desenhar.

    INOVADOR - Archon [Atari 8-bit]:

     Um jogo entre luz e trevas de tabuleiro, que lembra um xadrez, mas com regras únicas que dão mais emoção no duelo.

    [Divisão de Arcades]

    JOGO DO ANO - Pole Position [Namco]:

     O jogo quase perfeito de simulação de corrida recebe a premiação máxima, com cores exuberantes e efeitos fantásticos.

    FICÇÃO - Xevious [Namco]:

     Um jogo de nave que se passa na Terra, riquíssimo em detalhes e cores e com jogabilidade simples e fácil de pegar.

    INOVADOR - Q*Bert [Gottlieb]:

     O jogo da pequena criatura saltadora, onde deve deixar todas as plataformas da mesma cor, em uma pirâmide com visão isométrica.

    AUDIOVISUAL - Dragon’s Lair [Cinematronics]:

     E como não poderia ser diferente, o espetáculo de animação do cavaleiro Dirk conquista esse prêmio sem nenhuma dificuldade.

    @andre_andricopoulos, @filipessoa, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @velhoretrogamer, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @luizkorynga, @marlonildo, @joanan_van_dort, @zak_yagami, @volstag, @manoelnsn, @shuichi [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    30
    • Micro picture
      porlock · over 1 year ago · 2 pontos

      uau.. esse goty foi bem legal. mas gragons lair eh o q mais impressiona.. ver um desenho animado interativo deve ter sido muito deslumbrante na epoca..

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · over 1 year ago · 2 pontos

      Ano riquíssimo!

      Lady Bug foi o primeiro arcade que joguei na vida, mas ali no início dos anos 90.

      1 reply
    • Micro picture
      leandro · over 1 year ago · 2 pontos

      Classicao o Xevious. Foi um dos primeiros arcades que joguei na vida, lá pelos idos da década de 80. Merecido, pois o jogo foi grande pra sua época.

      1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...