historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2021-02-09 10:11:09 -0200 Thumb picture

    #312 - Oddworld: Abe's Oddysee [PlayStation] 1997

     A raça dos Mudokons são escravos de uma grande corporação frigorífica liderada pelos Glukkons. Quando eles percebem que seu negócio está para falir, eles optam por um novo segmento de alimentos, petiscos feitos com a carne dos Mudokons. Quando Abe descobre isso, ele tenta fugir da fábrica enquanto resgata o máximo de colegas possíveis. O jogo adota um estilo de plataforma cinemático com quebra-cabeças de forma semelhante ao que vimos em Flashback. Podemos usar o mecanismo de conversar com alguns colegas para induzir comandos e ajudar a resolver alguns problemas, mas eles morrem com apenas um tiro, assim como o próprio Abe. O jogo teve um orçamento de marketing insano para época pela GT Interactive, mais de 10 milhões de dólares, mas o jogo foi um grande sucesso.

     - Um jogo de plataforma completo com cenas em CG de altíssima qualidade. As animações e o visual dos cenários também são caprichados, com uma pegada mais realista, mas sem rolagem de tela. A história do jogo é bem contada e possui uma mistura de temas sério com humor bem divertido. Dentre os comandos que podemos dar aos nossos colegas da classe, é possível peidar e o outro fica rindo igual um besta. Os quebra-cabeças são bem inteligentes e a curva de dificuldade do jogo é bem alta, mas a quantidade de checkpoints e o fato de ter vidas infinitas ameniza um pouco a frustração. O jogo tem um desafio extra que libera o final bom se a gente conseguir resgatar todos os 99 Mudokons da fábrica, mas é uma tarefa bem complicada.

    Nota pessoal: ★★★★☆ 

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Oddworld: Abe's Exoddus

    Platform: Playstation
    206 Players
    4 Check-ins

    51
  • 2021-02-08 10:08:31 -0200 Thumb picture

    Combo#311 [Arc](1997): Mace: The Dark Age & Rival Schools: United...

    ...by Fate

     Usando a tecnologia 3Dfx Voodoo, a Atari criou um dos jogos de luta 3D com o visual mais impressionante de sua época. Um grupo de guerreiros se enfrentam em arenas de combate para tentar derrotar o senhor das trevas, Asmodeus. O jogo usa capturas de movimentos para criar animações realistas e no final da luta, o vencedor pode executar um movimento brutal parecido com os Fatalities da série Mortal Kombat. As arenas possuem elevações como visto em Virtua Fighter 3 e estão envoltas de superfícies que causam dano semelhante a Dead or Alive. - É um dos jogos de luta 3D mais bonitos já vistos, com arenas cheias de detalhes e cada lutador possui uma arma própria. A jogabilidade é bem simples, mas os Fatalities são bem cruéis.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Com a ideia de criar um jogo de luta 3D poligonal à 60 fps, a Capcom criou um game ambientado em brigas de escolas japonesas. Vários trios de alunos de diferentes escolas vão lutar entre si para descobrir o mistério dos alunos desaparecidos. O jogador tem 14 opções de lutadores e é possível escolher uma dupla, algo parecido com Marvel vs. Street Fighter, só que podemos controlar apenas um personagem por round. As arenas são infinitas e podemos usar especiais de duplas para causar dano no oponente ou recuperar nosso medidor de saúde. - Um jogo de luta 3D incrível e bem divertido. Os lutadores são bem distintos entre si e tem até uma história entre as lutas, que varia dependendo do time escolhido. O esquema de duplas é muito bem aplicado, com destaque para os especiais e os comandos fáceis de aprender.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários] 

    Rival Schools: United by Fate

    Platform: Arcade
    43 Players

    45
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 17 days ago · 5 pontos

      RIVAL SCHOOLS é espetacular. Poderia perdurar até os dias de hoje...

      1 reply
    • Micro picture
      jcelove · 16 days ago · 3 pontos

      Caramba man, mace the dark age nem na epoca chegava perto de ter os melhores graficos ja vistos, só o mkt do jogo pra ousar falar isso.hehe

      Mas Rival Schools deixou saudades, lembrando q assim como tekken 3, ele ficou mais famoso no port recheado de extras legais (incluindo um modo VN onde criava um personagem, que foi cruelmente cortado na versao US)

      3 replies
    • Micro picture
      fonsaca · 5 days ago · 3 pontos

      Primeiramente, gostaria de parabenizar o trabalho do historia dos games. Faz um bom tempo (anos!) que vc (santz) se dedica a isso e realmente é uma "enciclopédia" curiosa e única no Alvanista.
      Muitas vezes rolam umas polêmicas com as posições do autor e, ao invés de polemizar ou tirar sarro, eu trarei um conselho. Não precisa acatá-lo, não estou impondo nada. Mas fica mesmo como uma opinião de quem já trabalhou na área de comunicação e educação.
      Como vc se sujeita a trazer um conteúdo informativo (jornalístico, de certa forma), sugiro que evite trazer juízo de valores em suas análises, frases como "esse é o melhor nisso, ou o melhor naquilo". Geralmente vc tenta ser mais neutro/jornalístico dizendo algo como: "na época foi considerado o melhor gráfico segundo revistas...". Aí sim, ótimo! Mas se vc não tiver como comprovar aquém da sua experiência pessoal, deixa o texto mais amador. Afirmações vazias: "esse é o melhor!" pq é somente a sua opinião pessoal, costumam estragar seus textos. Se vc quer fazer uma "historia dos games segundo os gostos de santz", que seja, mas deixe isso beeem claro em suas postagens. Sim às vezes vc marca: "é minha opinião", mas muitas vezes isso fica escondido.
      Eu tenho a impressão que no início do historia dos games vc imprimia menos sua opinião pessoal e recentemente a coisa aumentou.
      O pior de tudo, ao meu ver, é a famigerada "nota pessoal". Desculpe a sinceridade, mas vc é péssimo para dar notas criticamente em jogos (especialmente quando tenta detalhar em suas postagens do seu perfil). Os critérios são bem estranhos e arbitrários, difíceis de entender. Se quisesse manter esse "sistema de notas" (que mais parece o carrinho pessoal que vc tem ou não com um jogo), acho que sempre precisaria por um asterisco explicando os motivos de suas pontuações.
      Para não terminar magoado, novamente, o trabalho com a historia dos games, de resumir tudo que rolou com os jogos desde o começo é bem interessante, só quis pontuar esses aspectos que têm me incomodado muito ao ponto de eu ter deixado de ler as postagens (antigamente acompanhava assiduamente). Pode ler e esquecer o que eu disse disse, mas ao menos eu comentei. Um abraço!

      5 replies
  • 2021-02-07 12:58:29 -0200 Thumb picture

    #311 - Mortal Kombat 4 [Arcade] 1997

     O quarto capítulo da série de luta da Midway abandona o uso de atores digitalizados e parte para o uso de polígonos 3D. O feiticeiro Quan Chi liberta o antigo Elder God Shinnok, que estava preso em Netherrealm. Livre, ele parte para a vingança com seu plano de dominar todos os reinos e mais uma vez, Raiden convoca seus guerreiros para proteger a Terra do novo mal. Apesar de usar polígonos, o plano de combate ainda permanece em 2D. O jogo apresenta 15 lutadores selecionáveis e mais 3 secretos, sendo metade do elenco composto por personagens novos. Cada lutador possui 2 fatalities e algumas arenas com Stage Fatalities. A grande novidade do jogo é que cada lutador pode empunhar uma arma ou usar outros objetos na arena como arma.

     - Uma baita revitalização para a série, com um visual poligonal bem caprichado, mas as animações são meio travadas. O combate continua bem rápido e com controles fáceis de aprender. A violência, marca registrada da série, tá bem mais evidente. Sangue jorrando para todos os lados, movimentos de pegar o inimigo bem absurdo e Fatalities ainda mais insanos, seja dos golpes dos lutadores ou de arena. O novo sistema de armas é algo bem inovador, mas largamos a arma com frequência, seja levando um golpe poderoso ou mesmo arremessando na cara do inimigo. Os novos lutadores apresentados são excelentes, mas sem muita extravagância. No geral, é um jogo mediano, mas com a força de Mortal Kombat.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários] 

    Mortal Kombat 4

    Platform: Arcade
    72 Players

    42
    • Micro picture
      manoelnsn · 18 days ago · 3 pontos

      Assim que MK foi pro 3D já não vi mais graça nenhuma na série...

      2 replies
    • Micro picture
      hyuga · 18 days ago · 2 pontos

      acho o jogo com bastante potencial, pena que é um dos mais odiados.
      eu só não lembro se os personagens tinham o mesmo ataque ou não

      1 reply
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 18 days ago · 2 pontos

      Esse é um dos MK mais fáceis que já fizeram, enquanto que os MK 2d tinham uma dificuldade relativamente alta esse aí era bem tranquilo.

      3 replies
  • 2021-02-05 10:04:36 -0200 Thumb picture

    Combo#310 [Sat](1997): Bulk Slash & Silhouette Mirage

     Lançado apenas no Japão, controlamos um mecha de combate que pode alternar entre sua forma nave ou bípede quando desejar. Nosso objetivo é lutar pelo planeta Blau e expulsar os invasores. Vamos encontrar algumas garotas no mapa que vão auxiliar nosso jogador com algumas informações úteis. O jogo apresenta 7 fases no total e em cada uma temos objetivos distintos, como explodir um alvo, escolta ou vencer um chefe fortemente armado. - Até então, é o jogo 3D mais bonito do Saturn. O jogo traz uma cidade muito rica e totalmente aberta para o jogador explorar a vontade, seja a pé ou voando. O sistema de combate e os controles são bem fáceis de dominar e é sempre importante ter uma garota nos ajudando, pois ela sobe de nível e nos dá novas habilidades que serão muito úteis no final.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Ainda trabalhando com sprites 2D, a Treasure lança um jogo de ação e plataforma com uma mecânica inovadora. Estamos no controle de Shyna e nosso objetivo é tentar reparar o sistema Edo, que dividiu o mundo em 2 opostos, Silhouette e Mirage. Os inimigos só podem ser destruídos com ataques do lado oposto e Shyna pode usar os dois tipos. Se estamos virados para o lado direito, atacamos com Mirage, esquerdo, Silhouette, então temos uma série de comandos para deixar os inimigos do lado certo. - Sendo mais um jogo da Treasure, a ação frenética toma conta, com tiros, inimigos e cores para todos os lados. Fica bem complicado quando temos os alvos Mirage e Silhouette ao mesmo tempo. Os gráficos do jogo são incríveis e a trilha sonora é excelente.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Bulk Slash

    Platform: Sega Saturn
    22 Players
    2 Check-ins

    43
    • Micro picture
      wcleyton · 20 days ago · 3 pontos

      não sei pq, mas eu acho um charme esses gráficos 3d poligonais do saturn e ps1 na década de 90

      3 replies
    • Micro picture
      mastershadow · 20 days ago · 2 pontos

      Eu zerei esse Silhouette do Saturn ano passado ! Jogo muitoooo insano e cheio de bizarrice nas fases,só matei o ultimo boss usando cheats,é dificil demais kkkkk

      1 reply
  • 2021-02-04 10:05:50 -0200 Thumb picture

    #310 - Sonic R [Sega Saturn] 1997

     Em uma parceria da Traveller’s Tales e a Sonic Team, a Sega lança o primeiro jogo original do ouriço para o Saturn. Diferente dos jogos de corrida anteriores baseados em carros lançados para o Game Gear, nesse jogo, a maioria dos personagens correm a pé. O jogo tem 5 pistas para escolher, sendo a última bloqueada e 10 pilotos, embora apenas 4 deles estão disponíveis. Cada pista é composta por vários circuitos alternativos e o jogador pode explorar o ambiente livremente em busca de atalhos, segredos e as Esmeraldas do Caos. A trilha sonora foi composta pelo britânico Richard Jacques e trouxe várias músicas com vocal feminino numa pegada J-pop, mas com letras que fazem referências a série Sonic, algo semelhante a música Sonic Boom de Sonic CD.

     - Enfim, um verdadeiro jogo 3D do Sonic e com uma abordagem bem curiosa. Usando várias técnicas de programação, o jogo tentou tirar proveito de todas as capacidades 3D do console, trazendo um visual cheio de detalhes, superfícies reflexivas e transparência. As pistas são baseadas em fases do jogo e muito bem desenhadas, com atalhos e segredos que tornam o jogo bem único. A trilha sonora cantada é outro fator de destaque do jogo, ótimas músicas e que combinam muito com o jogo. O único porém do jogo é seu controle. É muito difícil dominar o corredor, seja nas curvas ou mesmo andando reto. Como as pistas são abertas, você sai da rota com muita frequência e tem que tentar pegar power-ups para recuperar a posição.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Sonic R

    Platform: Sega Saturn
    518 Players
    20 Check-ins

    48
    • Micro picture
      hyuga · 21 days ago · 2 pontos

      esse eu tinha quando era pivete. curtia demais

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 21 days ago · 2 pontos

      O simpático Sonic numa (relativa) nova empreitada

      1 reply
    • Micro picture
      mateusfv · 20 days ago · 2 pontos

      Esse jogo envelheceu mal, mas tem o meu respeito por ser o único jogo de corrida do Sonic que faz sentido, já que ele corre no pé e não de carro kk

      1 reply
  • 2021-02-03 10:28:33 -0200 Thumb picture

    Combo#309 [N64](1997): Turok: Dinosaur Hunter & Doom 64

     Baseado na franquia de quadrinhos que a Acclaim adquiriu em 1994, O jogador controla Tal’Set e tem como objetivo explorar a Terra Perdida em busca dos artefatos de uma arma poderosa. É um ambiente infestado de seres de diferentes épocas, como demônios, humanos, dinossauros e até alienígenas. O jogador vai pegar vários tipos de armas, desde arco e flecha até armas de fogo de alta tecnologia. O jogo foi o primeiro FPS do console e foi um sucesso de vendas e críticas. - O jogo traz ambientes abertos e diversas criaturas para se enfrentar. Apesar de ter bons gráficos e ótimas animações de morte, o jogo tem uma névoa muito perto do jogador que limita muito sua visão e as sessões de plataforma em primeira pessoa não funcionam direito.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     A sequência de Doom II foi um jogo exclusivo para o Nintendo 64, mas desenvolvido pela Midway. O jogador, mais uma vez, vai enfrentar uma horda de demônios e criaturas do mal em uma estação de pesquisa abandonada. Todas as armas do título anterior estão de volta, a Unmaker é a única novidade no arsenal. Os níveis estão repletos de segredos e interruptores que alteram várias partes do mapa. - A série Doom agora ganha um capítulo com cenários 3D poligonais, mas seu visual não é muito diferente do que se via nos jogos anteriores. O jogo é muito escuro, mesmo com a configuração de brilho no máximo. A ação intensa e rápida ainda se mantém no jogo, mas ele exagera na quantidade de interruptores e puzzles.

    Nota pessoal: ★★☆☆☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Turok: Dinosaur Hunter

    Platform: N64
    1048 Players
    2 Check-ins

    41
    • Micro picture
      carlosneto · 22 days ago · 2 pontos

      Recentemente eu joguei Turok de Xbox 360 e honestamente, prefiro esse do Nintendo 64 (e nem gosto muito desse jogo, rsrsrs).
      Mas é uma boa e nostálgica lembrança.

      1 reply
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 22 days ago · 2 pontos

      Comentei sobre o Turok no post do Goldeneye pois ainda não tinha visto esse post haha.

      Me recordo que muita gente falava bem desse jogo, diziam que era o melhor titulo do 64 junto com SM64, isso lá no primeiro semestre de 1997, e quando joguei achei fodão mesmo. Aluguei ele diversas vezes, cheguei muito perto do fim mas nunca zerei, um grande problema que você citou é essa nevoa que muitas vezes te deixa perdido, minha maior dificuldade nesse jogo sempre foi encontrar os caminhos certos a se seguir.

      1 reply
    • Micro picture
      denis_lisboadosreis · 8 days ago · 2 pontos

      Acho os personagens meio massinha de Doom 64 muito esquisitos.

      1 reply
  • 2021-02-02 09:19:23 -0200 Thumb picture

    #309 - GoldenEye 007 [Nintendo 64] 1997

     Usando a licença do filme GoldenEye 007, a Rare cria um jogo de FPS revolucionário para o console da Nintendo. Estamos no controle do agente secreto James Bond e realizamos uma série de missões para impedir os russos de usarem armas de satélite. Virtua Cop foi a principal influência para a equipe, que, apesar de ainda serem inexperientes, ousaram bastante e criaram vários conceitos inovadores. Diferente dos títulos anteriores de FPS de ação, esse jogo trouxe uma abordagem mais furtiva e realista, com várias armas equipadas com silenciadores e rifles de precisão com mira telescópica. Cada fase é composta por vários tipos de missões, desde resgate à coleta de objetos. O jogo trouxe vários modos multiplayer para até 4 jogadores com a tela dividida. O jogo vendeu mais de 8 milhões.

     - Sem sombra de dúvidas, é o melhor jogo de videogame baseado em um filme. O jogo é uma mistura perfeita de ação e furtividade, com uma jogabilidade que adaptou muito bem o gênero de FPS nos consoles de mesa. Os mapas são bem abertos, cheio de rotas alternativas e vários tipos de missões que deixam tudo mais dinâmico. Atirar em diferentes partes do corpo dos inimigos faz eles reagirem de forma diferente, o que é bem impressionante. A trilha sonora do jogo também é muito boa, com temas do filme e músicas novas que casam bem com a proposta de espionagem. O modo multiplayer é outra coisa de destaque, com vários modos de jogo e deixa cada partida bem intensa e divertida.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    GoldenEye 007

    Platform: N64
    7568 Players
    45 Check-ins

    51
    • Micro picture
      thiagobrugnolo · 23 days ago · 4 pontos

      O FPS que mais gosto e mais joguei na vida, o modo história é demais, mas o multiplayer é absurdo de bom.Um detalhe que chamava muito a atenção em 1997 era a modelagem dos rostos dos personagens nesse jogo, acho que uma das melhores para a época.

      3 replies
    • Micro picture
      hyuga · 23 days ago · 3 pontos

      classico

      1 reply
    • Micro picture
      gusgeek · 23 days ago · 3 pontos

      Clássico, tenho o meu até hoje hehe

      2 replies
  • 2021-02-01 13:56:10 -0200 Thumb picture

    E3 de 1997

    Medium 3849978 featured image

     A E3 de 1997 não teve lançamento de consoles, então foi uma feira totalmente dedicada aos jogos da nova geração. Para suportar a imensa quantidade de pessoas na feira de games mais popular do mundo, o evento aconteceu em Georgia em uma área imensa. Como é tradição, a feira teve vários jogos de esportes e corrida, com carros de luxo e atletas famosos espalhados por todos os lugares. A Sega não tinha muito para mostrar, então deu grande destaque para o jogo Sonic R, um autêntico jogo 3D do ouriço, só que de corrida. Outro jogo de destaque foi Sonic Jam, que basicamente é uma coleção dos títulos clássicos e uma prévia do que seria Sonic X-treme. Panzer Dragoon Saga também foi outro título original de destaque do Sega Saturn.

     A Nintendo teve grandes jogos de destaque na feira. Star Fox 64 trazia gráficos e ação incríveis, mas haviam dois jogos que ainda não estavam disponíveis para teste, Zelda 64 e F-Zero 64, que traziam demonstrações impressionantes. A Rare foi a principal companhia no estande da Nintendo, trazendo novos títulos de plataforma 3D, como Banjo-Kazooie e Conker’s Quest. Porém, o jogo de maior destaque era GoldenEye 007, um FPS revolucionário com um incrível multiplayer para 4 jogadores. Falando em FPS, o estilo foi o principal destaque nos jogos de computador. Quake II, Unreal e Half-Life traziam novas engines que prometiam revolucionar o mundo 3D. Outros jogos que pintaram na feira, mas que seriam lançados muitos e muitos anos mais tarde foram Daikatana, Prey e Duke Nukem Forever.

     O PlayStation, sendo o principal console da geração recebeu grande cobertura da mídia. Com o sucesso de Tomb Raider, o segundo jogo era super aguardado, tanto que a Eidos contratou uma modelo vestida de Lara Croft para promover o jogo. Final Fantasy VII também foi outro título que fez muito barulho nos estandes da Sony. Metal Gear Solid da Konami apareceu pela primeira vez para o público com várias mecânicas inovadoras. O tão aguardado Resident Evil 2 também deu as caras na feira pela primeira vez. Os outros destaques da feira foram Crash Bandicoot 2Tekken 3Castlevania SotN. Comparado com as feiras anteriores, essa E3 foi a mais tranquila, mas ainda sim, foi um imenso sucesso.

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    51
    • Micro picture
      bobramber · 24 days ago · 4 pontos

      Caraca, só jogão!!

      4 replies
    • Micro picture
      mastershadow · 24 days ago · 3 pontos

      Oww saudadesssssss

      1 reply
    • Micro picture
      kess · 21 days ago · 3 pontos

      Tirando Daikatana, só jogaço mesmo. Boa época em que o fino dos games era produzido. E que alguns rendem frutos até hoje, enquanto outros... foram infelizmente esquecidos, merecendo uma revitalização.

      1 reply
  • 2021-01-29 10:01:29 -0200 Thumb picture

    Combo#308 [PS1](1997): SaGa Frontier & Breath of Fire III

     Inicialmente seria o quarto jogo da série Romancing SaGa, o jogo foi desenvolvido pela segunda equipe da Squaresoft. O diferencial do jogo é seu sistema de cenário livre, que permite ao jogador escolher qual dos 7 protagonista deseja jogar. Cada um tem um enredo e um mundo bem diferente, mas podemos navegar pelas regiões ao longo do jogo e viver histórias mistas. Cada mundo possui um nível de magia e tecnologia próprias. O combate é por turnos, mas não aleatório. Podemos rotacionar a arena de combate para outros ângulos. - O conceito de escolher e guiar um dos 7 personagens com sua própria história é genial, mas o jogo traz muita liberdade que acaba deixando o jogador perdido toda hora. Os gráficos e a trilha sonora são de alto nível.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     O terceiro título do RPG da Capcom não é uma continuação do segundo e sim uma história totalmente nova envolvendo vários dos mesmos personagens. Controlamos Ryu, ainda criança, que foi despertado de seu modo cristalizado em forma de dragão. Sem saber para onde ir e o que fazer, somos adotados por Rei. No decorrer do jogo, Ryu se torna adulto e deve explorar o mundo em busca de respostas. O jogo segue o estilo padrão de RPG, com batalhas aleatórias e por turnos. O jogo adota um sistema de mestre, onde o aprendiz pode adquirir novas habilidades. - O terceiro título da série traz gráficos em 3D e uma visão isométrica que é um deleite para os olhos. A quantidade exagerada de encontros ainda é bem irritante.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Breath of Fire III

    Platform: Playstation
    1938 Players
    74 Check-ins

    42
    • Micro picture
      manoelnsn · 27 days ago · 3 pontos

      Breath of Fire 3 é sim, uma continuação direta do segundo jogo (a coisa só muda no BOF4, que é um retcom na franquia).

      E quanto às batalhas random... Qual seria o nível aceitável de encontros aleatórios pra ti, só pra eu ter uma noção? Porque o jogo tem uma taxa MUUITO pequena (nem o overworld tem combates) de embates, com a maioria dos jogos de PS1 tendo a mesma pegada.. A menos que seja um Arabian nights (que são combates a cada 3 passos, mais ou menos), não acho que o jogo seja "exagerado" nesse sentido...

      2 replies
    • Micro picture
      gennosuke6 · 27 days ago · 2 pontos

      Jogar com o Ryu criança no Bof me desanima igual ver Dragn Ball GT. kkkkkkk.

      1 reply
    • Micro picture
      raniejogos · 27 days ago · 2 pontos

      Nunca joguei esses
      Breath of Fire sempre vi esse jogo mas nunca o iniciei, dos dois ele me agrada mais visualmente

      1 reply
  • 2021-01-28 09:54:38 -0200 Thumb picture

    #308 - Final Fantasy Tactics [PlayStation] 1997

     Depois que Yasumi Matsuno saiu da Quest e foi para a Squaresoft, um spin-off da série Final Fantasy foi criada seguindo os moldes do que vimos em Tactics Ogre. O reino de Ivalice está vivendo a Guerra dos Leões, onde duas nações militares disputam o poder do trono. Controlamos Ramza, um mercenário que luta por dinheiro, mas que aos poucos acaba se envolvendo com a trama e descobre vários segredos. O sistema de combate é tático, com uma uma malha quadriculada de visão isométrica. Cada personagem possui uma classe, que pode evoluir para classes mais fortes coletando JP. A exploração do mapa é apenas de seleção. Podemos pegar missões secundárias em bares e comprar itens e equipamentos nas lojas. O jogo foi um imenso sucesso no Japão e se tornou o melhor jogo tático de RPG até então.

     - Um spin-off da série Final Fantasy que traz um viciante modelo de combate e sistema de classes. Os gráficos são belíssimos, com cenários caprichados e modelos de personagens bem animados. A trilha sonora orquestrada também é de altíssimo nível, com temas épicos e marcantes. A história do jogo também é outro ponto alto, cheio de reviravoltas em um cenário de conflitos políticos bem maduro. Como a maior parte do jogo é nos combates, foi lhe dada uma atenção especial. A arena é cheia de elementos que interferem diretamente na estratégia de combate e posicionamento. O sistema de classes do jogo é bem completo, arquitetado de tal forma que deixa tudo bem divertido de experimentar e evoluir, é possível até mesmo colocar monstros na equipe.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @volstag, @manoelnsn, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @fredson, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo, @rensan, @eduardo_wrzecionek, @christciamn [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Final Fantasy Tactics

    Platform: Playstation
    5206 Players
    56 Check-ins

    60
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 28 days ago · 3 pontos

      Nunca joguei... mas também não é um estilo que aprecio muito.

      3 replies
    • Micro picture
      lgd · 28 days ago · 3 pontos

      Mais um que está na interminável lista dos "jogos para jogar" :P

      1 reply
    • Micro picture
      gennosuke6 · 28 days ago · 3 pontos

      Parece um jogaço mesmo, tenho que jogar. Dizem que é difícil, confere?

      4 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...