2020-08-26 08:52:02 -0300 2020-08-26 08:52:02 -0300

A evolução da linha de computadores Macintosh

Single 3822990 featured image

Com o massivo sucesso do Apple II no final dos anos 70, a Apple começou um novo projeto para criar um sistema baseado em interface gráfica após ver o Xerox Alto em atividade, que se tornaria o computador Apple Lisa. Enquanto isso, Jef Raskin projetou um outro sistema baseado em texto capaz de executar vários programas em preto e branco. A equipe escolheu colocar a CPU 68000 da Motorola e mais tarde, começou a criar um sistema de interface gráfica semelhante ao Apple Lisa. Com um design inovador e custos de produção baixo, Steve Jobs despertou interesse no novo computador e passou a focar toda sua atenção nele. O Apple Lisa foi lançado em 1983, mas já circulavam rumores de uma nova máquina que chegaria no ano seguinte.

 Após uma enorme campanha de marketing, de revistas especializadas e comerciais na TV, o primeiro Macintosh é lançado em janeiro de 1984. Com sua interface totalmente voltada para uso de ícones e com interação via mouse, foi um grande divisor de águas no mundo da informática, ainda que não tenha sido o pioneiro. Como era trabalhoso reescrever os programas para trabalhar em uma interface gráfica, muitas companhias de softwares optaram por não migrar de sistema. Muitas editoras adotaram o Macintosh para criar suas publicações, mas o problema de memória mínima se tornava cada vez mais aparente. Em outubro do mesmo ano, a Apple lança o Macintosh 512K, 4 vezes mais memória que sua versão inicial, mas custando US$ 3195.

 Em 1986, a Apple introduz o Macintosh Plus, com 1 MB de memória expansível, interface paralela SCSI e foi um sucesso imediato, se tornando o modelo mais vendido da companhia. Em 1987, o Macintosh II é um grande marco, pois vem com um poderoso processador 68020 de 16 MHz da Motorola, interface colorida e um design modular. No mesmo ano, o Macintosh SE foi lançado como uma atualização do modelo clássico. No final dos anos 80, a linha Macintosh recebeu várias atualizações, como Macintosh IIx, IIcx, IIci e IIfx, mas o destaque vai para o Macintosh Portable, lançado em 1989, como o nome sugere, um computador portátil. Ainda que não fosse o primeiro da história, foi o mais importante para dar início a popularização dos laptops.

 A linha Powerbook de laptops fez um relativo sucesso no início dos anos 90, enquanto o Power Macintosh de 1994 vendeu muito bem. A Apple optou por rejeitar a linha de processadores da Intel a favor do PowerPC, mesmo após o lançamento do Pentium. A guerra de preços iniciada pela Compaq colocou a Apple em terceiro lugar. Os fabricantes terceiros que tiveram a licença do System 7 da Apple, vendiam seus clones de Macintosh a um preço muito mais barato. A Apple seguia com sua prática de produtos premium de altíssimo valor e qualidade, porém, o consumidor comum e o meio corporativo sempre optava pelos clones de IBM-PC, especialmente depois da chegada do Windows 95. A linha Macintosh se tornou confusa, com vários produtos quase idênticos, mas com nomes diferentes.

@andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson, @mjdias, @hyuga, @wcleyton, @bobramber, @carlosneto, @thiagobrugnolo [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

35
Keep reading → Collapse ←
Loading...