historia_dos_games

Revivendo a história dos games em ordem cronológica

You aren't following historia_dos_games.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2019-10-25 10:04:27 -0200 Thumb picture

    Combo#194 [MS-DOS] (1992): Ultima Underworld: The Stygian Abyss & ...

    ... Comanche: Maximum Overkill

     O spin-off da série Ultima traz o Avatar explorando uma masmorra gigantesca para salvar a filha do rei raptada pelo demônio Slasher of Veils. Com a proposta de ser um simulador de masmorra, o jogo traz uma perspectiva em primeira pessoa com combate e exploração em tempo real. No campo de jogos 3D, ele foi o primeiro a trazer mapeamento de texturas no chão e teto, níveis diferentes de altura e permitir que o personagem possa nadar e voar, além de ser o segundo a permitir o personagem olha para cima e para baixo (Driller de 1987 veio antes). - Tecnicamente falando, o jogo é um primor, trazendo o mais alto realismo de um jogo desse tipo, porém, a ação dele é lenta e a enorme variedade de possibilidades deixa o jogo muito confuso. Existe uma série de itens inúteis.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Para demonstrar sua nova tecnologia, a Novalogic desenvolveu um simulador de combate com helicópteros. O jogador tem à disposição dezenas de missões com diferentes objetivos, como destruir um alvo, sobreviver ou destruir os inimigos. Este foi o primeiro jogo a utilizar o mapeamento por Voxel, uma tecnologia capaz de criar texturas realistas nos polígonos do jogo, criando um efeito impressionante de luz e sombra para um mundo 3D. - Um simulador bem fácil de aprender e divertido de jogar, pois o foco é nos combates e em missões básicas. O visual do jogo realmente impressiona, apresentando texturas mais realistas que nem os jogos de Arcade que usam polígonos são capazes de expressar. Há diversos mapas diferentes para jogar.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    IMPORTANTE: Vou entrar de férias, então as postagens vão dar um pausa e só vão voltar lá para a metade do mês que vem. Falow galera o/

    Ultima Underworld: The Stygian Abyss

    Platform: PC
    9 Players

    29
    • Micro picture
      lgd · 19 days ago · 1 ponto

      Comanche eu tenho vontade de jogar.

      Bom descanso!

    • Micro picture
      darlanfagundes · 19 days ago · 1 ponto

      Eu nunca tinha visto esse spin off de Ultima...vou dar uma conferida. O Comanche eu assistia meu irmão jogar as vezes... mas nunca fui muito fã desse tipo de simuladores...

  • 2019-10-23 11:20:26 -0200 Thumb picture

    #194 - Wolfenstein 3D [MS-DOS] 1992

     Após ver que Catacomb 3D trazia mais velocidade para jogos em primeira pessoa 3D com uso de Ray Casting, a id Software percebeu que seria uma boa adaptar o jogo clássico Castle of Wolfenstein para uma perspectiva 3D. Ao ver que a licença do nome expirou junto com o fim da Muse Software, a Apogee então publica o jogo. Considerado um novo passo para o gênero de FPS, o jogo traz o soldado B.J. Blazkowicz que deve escapar de um castelo soviético matando nazistas e coletando tesouros pelo labirinto. O jogo é o primeiro a criar um ambiente realista o suficiente para que o jogador se sinta totalmente imerso no jogo. A distribuição do jogo foi feito no modelo shareware, como a série Commander Keen, porém se mostrou muito mais lucrativa, provando para o mercado que o shareware pode ser a forma mais eficiente de distribuição.

     - Um jogo que realmente instaura como deve ser um FPS. O personagem não fica agarrando na parede como no Catacomb 3D. Os gráficos 3D são realmente convincentes e flui muito melhor. A música de fundo é legal, mas os efeitos sonoros dão um show, especialmente nos nazistas gritando. A violência do jogo é bem alta, com sangue e esqueletos por todo o castelo. Há 4 opções de armas, sendo que o personagem já começa com uma pistola e uma faca. O labirinto pode parecer confuso no começo, mas como os corpos não desaparecem, fica mais fácil saber se a sala em questão já foi visitada, pois apesar de ter várias texturas diferentes nas paredes, elas se repetem com frequência. O jogo ainda traz um chefe ao final de cada capítulo. Excelente.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Wolfenstein 3D

    Platform: PC
    870 Players
    36 Check-ins

    35
    • Micro picture
      lgd · 21 days ago · 3 pontos

      Conheci "Wolf" após jogar Doom, na mesma escola de informática... não tinha comparação. Só jogávamos Wolf quando não tinha Doom instalado no PC.

      4 replies
    • Micro picture
      old_gamer · 21 days ago · 2 pontos

      Esse eu tenho a versão completa para Snes.

      3 replies
    • Micro picture
      mariamartins · 21 days ago · 2 pontos

      Acho que foi um dos primeiros jogos que joguei no PC, nostalgia pura!

      1 reply
  • 2019-10-22 09:59:54 -0200 Thumb picture

    Combo#193 [GameBoy] (1992): Super Mario Land 2: 6 Golden Coins & ...

    ...Yoshi’s Cookie

     Após reclamações da estranheza de Super Mario Land, a Nintendo lança o segundo título para o portátil que traz uma autêntica aventura de Mario. O jogo traz um novo personagem a série, Wario, que se torna o novo líder na ilha pessoal de Mario. O encanador deve coletar as 6 moedas douradas de cada chefe para adentrar no castelo principal e derrotar Wario. O jogo traz uma ilha grande para ser explorada em qualquer ordem e cada mundo contém uma temática diferente. O novo power-up do jogo é a cenoura, que dá orelhas de coelho a Mario. - Um jogo de respeito do encanador da Nintendo. O mapa do jogo oferece muitas fases e cada mundo com uma mecânica bem única, como fase no espaço, num robô gigante do Mario e por aí vai. Certamente, um dos melhores títulos para o GameBoy.

    Nota pessoal: ★★★★★

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     A Nintendo não poupa esforços para trazer jogos de puzzle para o portátil. O novo jogo traz um desafio bem simples, onde a ideia é mover os biscoitos de um montante para formar linhas do mesmo desenho e apagá-las. No modo ação, o jogador deve vencer uma série de níveis que vão ficando progressivamente mais difíceis. No modo VS., é possível jogar com um amigo através do cabo de conexão do GameBoy. - um jogo de puzzle realmente diferente da fórmula Tetris e tão viciante quanto. Colocar os personagens de Mario só dá ainda mais carisma ao jogo. A jogabilidade é simples e intuitiva, você não quer parar de jogar. De vez em quando vai aparecer uma cabeça de Yoshi que vai servir como curinga, substituindo qualquer biscoito na linha.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Super Mario Land 2

    Platform: Gameboy
    702 Players
    21 Check-ins

    27
  • 2019-10-21 10:09:35 -0200 Thumb picture

    #193 - Kirby's Dream Land [GameBoy] 1992

     O rei Dedede rouba toda a comida e as estrelas mágicas do reino de Dream Land e Kirby parte para uma jornada para recuperar os itens roubados. O jogo segue o estilo de plataforma e é orientado para jogadores iniciantes no gênero. Kirby tem a habilidade de sugar seus inimigos, daí se tem a opção de engolir ou cuspir através de um projétil para derrotar outros inimigos. Além dessa habilidade, o jogador pode inflar Kirby e voar indefinidamente, porém, ele não pode sugar nessa forma. O jogo é bem curto, apresenta apenas 5 fases com um chefe no final. O visual do jogo é extremamente infantil e trilha sonora é outro grande destaque do jogo, com melodias animadas que combina bem com a pegada do game.

     - Um jogo de plataforma de respeito para o portátil. Como proposta de ser um jogo para iniciantes, o jogo se sai muito bem. A dificuldade é baixa e a habilidade de voar do Kirby facilita bastante. Os gráficos do jogo são excelentes, com cenários de fundo cheios de vida, apesar do jogo não ter cores. A trilha sonora, particularmente, é sensacional. Cada música é única e todas elas são super divertidas. As animações de Kirby e seus inimigos são são excelentes, com destaque para uma cutscene bem fofa no começo de cada fase. O jogo é muito curto, mas logo de destrava opções para uma nova partida com uma dificuldade mais alta. Apesar do jogo ter pontuação, não existe a possibilidade de gravar o score.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Kirby's Dream Land

    Platform: Gameboy
    531 Players
    37 Check-ins

    29
    • Micro picture
      willk · 23 days ago · 3 pontos

      Kirby é muito bom! Joguei na época, mas confesso que não jogava tanto pois por aqui era considerado jogo de meninas, pois elas jogavam mais e achavam fofinho.. Coisa de criança kkkk

      Mas tempos depois peguei a série pra jogar e a experiência foi ainda melhor, pois joguei e zerei com a minha filha todos(ou a maioria) deles.. xD

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · 23 days ago · 2 pontos

      Gameboy surpreende. Eu só tive contato uma vez com um, joguei por minutos, vim a conhecer mesmo em emulação e puxa, não fez sucesso à toa.

      1 reply
  • 2019-10-18 10:20:41 -0300 Thumb picture

    Windows 1-3: A origem do sistema operacional definitivo da Microsoft

    Medium 3751787 featured image

    Bill Gates viu uma demonstração de um sistema operacional baseada em interface gráfica chamado Visi On em 1981. O desenvolvimento de um sistema semelhante seguiu os próximos anos e em novembro de 1985, a Microsoft lança o Windows 1.0. O programa funcionava como um front-end para o MS-DOS, ou seja, utilizava funções do sistema em texto traduzidas em uma interface gráfica colorida baseada em janelas. Essas janelas não podiam ser sobrepostas, apenas as caixas de diálogos, porém, ele permitia gerenciar várias tarefas em paralelo e vinha com alguns programas pré-instalados, dentre eles, o jogo Reversi, um game de Othello. O sistema não foi muito bem aceito devido a sua orientação totalmente voltada ao mouse, que ainda era uma novidade pouca explorada no mercado, além de baixa compatibilidade com programas e jogos do MS-DOS.

     Em dezembro de 1987, a Microsoft lança o Windows 2.0 com a introdução de teclas de atalhos mais sofisticadas e com a sobreposição de janelas. O novo sistema agora dava suporte a gráficos VGA e maior suporte a aplicações de terceiros, porém, ainda era muito pouco se comparado ao MS-DOS. Novos programas foram apresentados nesta versão, como o Painel de Controle, o Word e o Excel. A versão 2.1 saiu no ano seguinte e dava maior compatibilidade aos processadores 286 e 386 da Intel. O sistema necessitava de um disco rígido para ser instalado e a versão 386 já oferecia suporte a emulação da memória EMS. Alguns poucos jogos já começavam a aparecer para o sistema, como Balance of Power, Bloks e o RPG isométrico Castle of the Winds.

     Em maio de 1990, o Windows 3.0 é o primeiro a alcançar uma ampla popularidade, capaz de rivalizar com o MAC OS e o Amiga OS. Houve várias melhorias de desempenho e gerenciamento de memória, com até 3 modos de operação. O sistema agora suporta gráficos em SVGA e adicionou o clássico jogo de cartas Paciência. A versão 3.1 chegou em 1992 e trouxe melhorias significativas na interface e compatibilidade com placas de som e driver de CD. Reversi foi substituído pelo clássico Campo Minado e jogos de MS-DOS podiam ser executados em um janelas separadas. Os computadores da Zenith começaram a vir com o Windows 3 embarcado, aumentando a popularidade do sistema da Microsoft.

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    36
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 26 days ago · 2 pontos

      Mano...olha esses layouts...
      Kkkkkk
      😅😅😅😅
      :-D

      1 reply
    • Micro picture
      lgd · 26 days ago · 2 pontos

      Meu primeiro Windows foi o 3.11 (escola de informática, mas já tinha tido aulas de DOS antes :P) acho que foi o mais popular pré 95.

      3 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 25 days ago · 2 pontos

      Se eu tivesse usado PC nessa época teria ou ficado muito inteligente ou pirado...

      1 reply
  • 2019-10-17 09:31:56 -0300 Thumb picture

    Combo#192 [Super Nintendo] (1992): Axelay & Pocky & Rocky

    O sistema solar Illis é invadida por uma força alienígena que domina vários planetas. Em um último esforço para recuperar suas armas e expulsar os inimigos, a nave Axelay é enviada para a missão. O jogo  alterna entre os estilos vertical e horizontal, sendo que no modo vertical se utiliza do Mode 7 para criar um cenário de fundo distorcido. Ao final de cada etapa, a nave recebe um upgrade de arma para um dos 3 tipos disponíveis. - Um shoot ‘em up de altíssima qualidade e bem diferente do convencional. Nossa nave não coleta power ups durante as fases e ao levar um dano, a arma equipada é perdida ao invés de ter a nave destruída. Além dos gráficos lindíssimos, o jogo conta com uma trilha sonora espetacular, especialmente a música da segunda fase.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Para descobrir os mistérios acerca dos ataques de loucura dos Nopino Goblins, a donzela Pocky e o guaxinim Rocky unem forças para vencer os perigos das 6 fases do jogo. O jogo é uma sequência do Arcade Kiki Kaikai e segue o mesmo estilo de gameplay. É possível jogar no modo cooperativo e o jogo segue o estilo shooter com rolagem de tela e dezenas de inimigos para enfrentar. É possível adquirir novos power-ups e itens para recuperar a energia. - Um jogo super divertido e com gráficos lindíssimos. A trilha sonora combina com o clima oriental do jogo e todas as criaturas são inspiradas na mitologia. A jogabilidade é simples de pegar e as fases são relativamente curtas.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Axelay

    Platform: SNES
    372 Players
    9 Check-ins

    34
    • Micro picture
      manoelnsn · 27 days ago · 3 pontos

      Pocky e Rocky é duca demais, só não consigo passar da segunda fase nem fodendo, huahua

      3 replies
    • Micro picture
      neilson1984 · 27 days ago · 2 pontos

      Que belo combo Axelay & Pocky & Rocky, mais o Axelay é muito dificil se é louco!

      1 reply
    • Micro picture
      topogigio999 · 27 days ago · 2 pontos

      Dois jogos que minha habilidade não suporta kkkk combo impossível kkk

      1 reply
  • 2019-10-16 09:23:16 -0300 Thumb picture

    #192 - Top Gear [Super Nintendo] 1992

     Após 3 jogos da série de corrida Lotus lançada para o computador Amiga, a Gremlin Graphics cria um jogo semelhante para o Super Nintendo. A ideia é vencer uma série de campeonatos pelo mundo para acumular pontos e se tornar o melhor. As corridas ocorrem sempre em tela dividida e a posição inicial dos carros vai depender de suas classificações na corrida anterior. Cada carro tem a disposição 3 nitros e um medidor de combustível, que pode ser reabastecido por postos nas pistas mais longas. O jogo é notoriamente o primeiro jogo de corrida com multiplayer para o SNES e foi um sucesso astronômico no Brasil devido a sua jogabilidade facilitada e trilha sonora icônica do compositor Barry Leitch inspirado na série Lotus.

     - Enfim, chegamos a ele. O mais popular jogo de corrida do Brasil e considerado por muitos como o melhor do Super Nintendo. O jogador tem a disposição 4 carros para escolher e a opção de marcha automática ou manual. As pistas possuem curvas, subidas e diferentes tipos de superfícies, mas esse último não influencia no carro. A velocidade dos carros é bem alta e o jogador tem que ficar atento com o consumo de combustível para escolher o melhor momento para usar os nitros. Além dos gráficos do jogo bem competentes e manter a uma taxa constante de velocidade, o destaque do jogo é com certeza sua trilha sonora. Apesar do jogo contar com poucas músicas, todas são marcantes. Uma mistura única de techno com rock que combina muito bem com o jogo.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Top Gear

    Platform: SNES
    13880 Players
    72 Check-ins

    36
    • Micro picture
      onai_onai · 28 days ago · 3 pontos

      Clássico, apesar de que meu preferido ser o Top Gear II...

      3 replies
    • Micro picture
      rax · 28 days ago · 2 pontos

      Clássico demais :D

      2 replies
    • Micro picture
      leandro · 28 days ago · 2 pontos

      Bem, falar do culto a esse jogo por terras brasileiras é chover no molhado. No meu caso tenho lembranças incríveis das jogatinas, na época ( junto com meu irmão, que, infelizmente, não esta mais entre nos ). Foram disputas incríveis e as recordações e saudades são enormes. Basta ouvir a trilha sonora que já vem a mente as jogatinas e não tem como conter a emoção

      2 replies
  • 2019-10-15 09:56:31 -0300 Thumb picture

    Combo#191 [Super Nintendo] (1992): Super Star Wars & Cybernator

    A LucasArts cria um jogo de ação baseado no primeiro filme da série Star Wars. O jogo adota um estilo run ‘n’ gun, mas também possui fases de pilotagem em campo usando o Mode 7 para simular uma visão 3D. A trama do jogo segue os eventos do filme e o jogador controla diferentes personagens no decorrer das aventuras. Cada personagem tem características próprias e armas únicas que podem receber upgrades. A trilha sonora foi uma adaptação chiptune das músicas originais do filme. - Jogos de filme geralmente são ruins, mas esse belo trabalho da LucasArts foge da regra. A ação é fluida e constante, os gráficos são cheio de detalhes e a trilha sonora é fenomenal. As fases de pilotagem dão um tom bem diferente ao jogo.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     Jake é o piloto de mecha de combate que luta uma guerra mundial entre a Federation e a Axis em busca de recursos escassos e domínio da Lua. O jogo se desenrola com ação e exploração de áreas recheadas de mechas inimigos. Cada fase se trata de uma missão da Federation e podem ser com ação de plataforma ou um shoot ‘em up horizontal. É possível aumentar o nível das armas, bem como adquirir novos canhões para combate. - Um jogo de altíssima qualidade para o SNES. Além de cenários belíssimos, o jogo se atenta em detalhes, como o pequeno piloto saindo do mecha de combate ou mesmo buracos nas paredes feitos pelos tiros. A ação do jogo é muito boa, com um mecha bem ágil e podendo mirar em várias direções.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Super Star Wars

    Platform: SNES
    1567 Players
    15 Check-ins

    41
    • Micro picture
      thecriticgames · 28 days ago · 4 pontos

      Acho mo curioso o Cybernator, ele e o Metal Warriors lembram pakas um e o outro, mas pelo que pesquisei não eram da mesma produtora e nem tinham nada a ver um com o outro.

      3 replies
    • Micro picture
      lukenakama · 29 days ago · 3 pontos

      Zerei Super Star Wars esse ano, gostei muito mas penei pra zerar.

      5 replies
    • Micro picture
      onai_onai · 29 days ago · 3 pontos

      Esse Star Wars, aliás a trilogia em si, é difícil pra caramba.

      1 reply
  • 2019-10-14 08:32:05 -0300 Thumb picture

    #191 - Contra III: The Alien Wars [Super Nintendo] 1992

     O terceiro jogo da série foi lançada direto para consoles e se fez como um dos melhores jogos de run ‘n’ gun até aquele tempo. A dupla de soldados deve enfrentar uma nova invasão alienígena no planeta num total de 6 fases únicas, sendo que em 2 delas, a visão do jogo é aérea, usando o Mode 7 do Super Nintendo para fazer a rotação do cenário. O jogo mantém o esquema de modo cooperativo, power-ups de armas e morte se levar um único dano. Em adicional, os jogadores contam com uma bomba que causa dano em todos da tela e agora eles podem carregar 2 tipos de armas diferentes, com a função de alternar entre elas a qualquer momento. Ao final de cada fase, há um chefe marcante e gigantesco para ser vencido.

     - Depois do fraco Super Contra de Arcade, o terceiro jogo veio com tudo. Os gráficos estão surpreendentes, com tiros e inimigos para todos lados, chefes super detalhados e um efeito de rotação do cenário incrível nas fases aéreas. A música é muito boa e te faz sentir em um filme de ação maluco. A jogabilidade foi aprimorada com a mecânica das duas armas e a nova habilidade de escalar paredes. A dificuldade do jogo é muito alta, pois não há barra de energia nem nada, ao menos dá para aumentar a quantidade de vidas nas opções. O modo coop agrega muito valor a ação do jogo e nas fases aéreas a tela se divide em duas para liberdade total a cada soldado. Com certeza, é o melhor jogo da série.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Contra III: The Alien Wars

    Platform: SNES
    4212 Players
    31 Check-ins

    43
    • Micro picture
      leandro · 30 days ago · 3 pontos

      Rapaz, a primeira vez que joguei esse jogo foi em uma locadora de games, la pelo inicio dos anos 90. Não sai da minha mente a cena da primeira fase, o avião dando um "rasante" e tocando fogo no cenário. Impressionante para aquele período algo assim rodando em um console de mesa. No mais trata-se de um dos melhores run n guns já feitos, com muito boa jogabilidade, gráficos impactantes e trilha sonora simplesmente arrasadora

      1 reply
    • Micro picture
      darlanfagundes · 30 days ago · 3 pontos

      Toda a qualidade da jogabilidade clássica do Contra aliada a grandes gráficos... Possivelmente um dos games de run and gun que eu mais curto até hoje!

      1 reply
    • Micro picture
      old_gamer · 30 days ago · 2 pontos

      Jogo sensacional, uma medalhão do snes. Esse eu tenho um totalmente completo e outro lacrado de fábrica e classificado pela VGA , ambos americanos .

      1 reply
  • 2019-10-11 08:28:42 -0300 Thumb picture

    Combo#190 [Game Gear] (1991): Devilish & Crystal Warriors

    Um casal apaixonado é transformado em remos de pedra e agora devem utilizar uma esfera mágica para vencer uma horda de demônios e recuperar suas formas humanas originais. Este é o primeiro jogo estilo Breakout com uma história por trás e as fases possuem scrolling vertical e horizontal. Vários inimigos que deve ser destruídos para se chegar ao final da fase a tempo. Os remos podem assumir 4 formas distintas e há vários power-ups pelo cenário que fortalece a esfera ou adiciona tempo e vida. - Um jogo super criativo e diferente para o portátil da Sega. Escolher a melhor posição dos remos vai depender da etapa necessária de cada fase. O jogo possui chefes e fases muito bem ambientada.

    Nota pessoal: ★★★☆☆

    ----------------------------------------------------------------------

    ----------------------------------------------------------------------

     As forças malignas comandadas por Lyn já obtiveram 3 dos 4 cristais elementais para dominar o reino de Iris. O jogo segue um combate tático semelhante ao Fire Emblem do NES, porém com arenas menores. Além das unidades de ataque físico, o jogo segue uma mecânica de elementos que podem ser mais fortes contra um inimigo de outro. Se uma unidade perecer, é possível recrutar novos membros na vila, bem como comprar equipamentos e magias. - Para finalizar o ano de 1991, o jogo de estratégia tática para o Game Gear traz gráficos incríveis, boa trilha sonora e jogabilidade acessível. Os efeitos no combate é bem legal e ainda tem a opção de multiplayer usando o cabo.

    Nota pessoal: ★★★★☆

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Crystal Warriors

    Platform: Game Gear
    11 Players
    1 Check-in

    29
    • Micro picture
      xch_choram · about 1 month ago · 2 pontos

      Quero muito jogar esse devilish, felismente ele teve remake pra ds, porque esse monte de pixel colorido go GG não da não kkk

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · about 1 month ago · 1 ponto

      Bizarro (é um estilo de gráfico que realmente não consigo mais voltar a jogar. Deve até dar dor de cabeça olhar pra esse monte de pixel colorido...😬😬😬)

      4 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...