2019-11-28 00:30:02 -0200 2019-11-28 00:30:02 -0200

Grindingcast 019 - Indivisible

Sejam bem-vindos a mais um Grindingcast! Nessa semana vamos falar do tão aguardado Indivisible, será que todo esse tempo de espera valeu a pena? O jogo conseguiu entregar a quilo que ele prometia? E a maior pergunta, ele vale o valor que esta sendo cobrado nele?

Links do episodio: https://bit.ly/2DkitS9

Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões? Deixe sua opinião aqui nos comentários ou mande email para:contatogeekquest@gmail.com

Indivisible

Platform: PC
41 Players
15 Check-ins

10
  • Micro picture
    emphighwind · 15 days ago · 1 ponto

    Não sou muito fã de chamarem Indivisible de JRPG, tanto na parte do J quanto na parte do RPG, eu já comentei antes de como não vou com a cara do estilo do character design e sinceramente acho complicado de acreditar que os personagens são carismáticos com a história principal sendo um desastre.

    P5 sendo sincero tem este problema da discrepância entre história principal dos social links e segmentos filler da história principal como exemplo fácil tem o Ryuji que tem todo um desenvolvimento no social link em se tornar um ser humano responsável enquanto na história principal não é refletido e nos segmentos fillers da história principal é o contrário do social link dele.

    Eu até agora não entendo pra que mudaram o gameplay da demo pra pior e acabou se tornando um metroidvania ok com combate horroroso, eu tava pensando em dar uma olhada por conta do hype, mas depois que vi o que aconteceu com produto final eu sinceramente não quero nem tocar nem por meios ilícitos.

    Pergunto como ficou Exist Archive que é o jogo suposto pra ser a retomada do gameplay de VP1 pela própria tri-ace porém feito com o troco do pão da spike chunsoft.

    1 reply
  • Micro picture
    santz · 3 days ago · 1 ponto

    Escutei o cast e já imaginava que a galera tinha se decepcionado com o jogo. Indivisible é um RPG pelo menos? Curioso ver que até nas partes de plataforma, que parece ser bem divertido, o jogo também peca na hora de usar os power-ups. Não ouvi a zona de spoiler, mas o cast em si ficou muito bom, com espaço até com a discussão de sexualização de mulheres nos RPGs.

    2 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...