grindingcast

O Podcast criado para os amantes de RPG Eletrônico: geekquest.org/grindingcast/

You aren't following grindingcast.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2020-09-24 16:10:45 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Na disputa também pelos&nbsp; Westerns do ano qu

    Na disputa também pelos  Westerns do ano que vem, temos: Torchlight

    Torchlight é um RPG de ação desenvolvido pela Runic Games e publicado pela Perfect World para PC no ano de 2009 e para Xbox 360 em 2010.

      O jogo se passa em um mundo de fantasia que possui um minério misterioso chamado Ember que tem o poder de imbuir pessoas e itens com poder mágico. A cidade de mineração chamada Torchlight é construída acima de um rico veio de Ember e aventureiros são atraídos para lá em busca da substância mágica e dos itens encantados que ela cria.

    No entanto, conforme o personagem do jogador explora as masmorras abaixo de Torchlight, eles descobrem que Ember tem uma influência corruptora que levou à queda de civilizações passadas e coloca em risco aqueles que a usam no presente.

     

    O personagem do jogador chega à cidade e é recrutado por Syl, uma sábia que está procurando por seu mentor, um alquimista chamado Mestre Alric, que desapareceu na mina próxima.

    No fundo dos túneis da mina, o jogador encontra uma passagem para câmaras mais antigas e começa a descobrir sobre o poder corruptivo dos embers. Após ver que essa foi a queda de várias civilizações, o jogador é emboscado por Alric que se revela estar corrompido por influência do Ember, e que está ajudando uma criatura ancestral malígna a ressurgir.

    Nosso objetivo então passa a ser impedir que os planos de Alric se concluam e evitar a volta desta criatura que planeja usar toda a energia do Ember.

    Quanto a gameplay, o jogador cria um herói que explora uma série de masmorras com mapas aleatórios, lutando contra um grande número de inimigos, coletando equipamentos, ouro e outros itens. Tendo apenas uma única cidade que serve como base, para a qual o jogador pode retornar periodicamente para comprar e vender itens para NPCs e pegar novas missões.

    No PC, o jogo usa o sistema point and click e teclas de atalho do teclado, enquanto a versão Xbox adaptou os comando para o controle, assim como acontece com a versão de console de diablo 3.

    ---------------------------------------------------------------------------------

    Torchlight apresenta três classes de personagens: 

    - O Destruidor é um guerreiro errante hábil em combate corpo a corpo. O Alquimista é um feiticeiro que usa poder mágico do Ember, A  Vanquisher que usa armas de longo alcance e armadilhas.

    Torchlight

    Platform: PC
    2367 Players
    67 Check-ins

    8
  • 2020-09-23 09:17:58 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Continuando com os candidatos dos Western temos

    Continuando com os candidatos dos Western temos o Pillars of Eternity

    Pillars of Eternity é um RPG de estratégia em tempo real, desenvolvido pela Obisidian Entertainment e publicado pela Paradox Interactive no ano de 2015 para o PC. Este jogo é tido como o sucessor espiritual de Baldur’s Gate, Icewind Dale e Planescape: Torment.

    O jogo é inspirado em uma obra de ficção científica homônima de 1982 e foi concebida através de uma campanha no Kickstarter em 2012, na qual arrecadou 4 milhões.

    O jogo se passa no mundo de fantasia de Eora, principalmente dentro da nação de Dyrwood.

    O jogador é um estrangeiro que chega em Dyrwood. A caravana deles é atingida por uma tempestade misteriosa que mata a todos, exceto ele. Refugiado em uma caverna, o personagem do jogador testemunha alguns cultistas realizando um ritual em uma máquina que pode retirar as almas de seus corpos.

    Exposto a essas energias, o personagem do jogador desperta o poder de um “Vigilante”, uma pessoa capaz de ler as almas e também torna-se um “Desperto”, podendo acessar memórias de suas vidas passadas. Isto o amaldiçoa com visões enquanto está acordado e uma incapacidade de dormir. Com o tempo, o Vigilante ficará louco com isso, então ele deve rastrear os cultistas e reverter a maldição.

    Dyrwood está sendo assolada pela Praga Hollowborn (nascidos vazios): as crianças estão nascendo sem alma, deixando-as totalmente catatônicos, de uma forma semelhante a um estado vegetativo permanente. Muitas pessoas culpam os animancers, os cientistas que estudam e manipulam as almas.

    Investigando a maldição, o Vigilante descobre que as almas dos Hollowborns foram de fato roubadas por um culto conhecido como “Chave de Chumbo”, liderado por um sacerdote chamado Thaos, e que este está acusando os animancers de provocar a Peste.

    A missão do protagonista então passa ser a de desvendar e expor o culto como o causador da peste e descobrir como reverter a maldição causada a sí.

    Quanto à gameplay, o jogo é um RTS com pause e possui visão isométrica e segue o mesmo tipo de exploração dos jogos citados anteriormente, com o mapa a ser descoberto no estilo "fog of war".

    O jogador irá criar o seu personagem, podendo escolher entre 11 classes. Cada uma delas torna a jogabilidade diferente e também pode influenciar o número de opções de diálogo disponíveis. Conforme luta com mais criaturas, mais informações são adicionadas ao seu bestiário. Isso ajuda o jogador a coletar informações sobre como atacá-los com eficácia.

    O jogador pode se aventurar com até cinco outros personagens de um total de oito que eles podem pegar em suas viagens. Sendo esses personagens desenvolvidos com personalidades e aparências únicas. Além disso, o protagonista pode contratar membros para grupo que o jogador pode criar em tavernas locais, mas a um custo monetário.

    O jogo não recompensa pontos de experiência por matar inimigos, apenas por completar missões e descobrir novas áreas. Isso significa que as abordagens não violentas, como furtividade, são igualmente recompensadoras.

    Pillars of Eternity

    Platform: PC
    104 Players
    41 Check-ins

    7
  • 2020-09-18 12:59:18 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Continuando com os WRPGs da votação nós temos o

    Continuando com os WRPGs da votação nós temos o sucesso estrondoso de vendas: Diablo III

    Diablo III é um RPG de ação desenvolvido e publicado pela Blizzard no ano de 2012 para o PC e depois para Playstation 3 e 4 e Xbox 360 e One no ano de 2014, e recentemente para switch em 2018.

    O jogo se passa em Sanctuary, vinte anos após os eventos de Diablo II. Deckard Cain e Leah estão na Catedral de Tristram (a mesma catedral que foi o cenário de Diablo I) investigando textos antigos sobre uma profecia sinistra. Uma estrela misteriosa caindo do céu atinge a Catedral, criando uma cratera profunda na qual Deckard Cain cai e desaparece.

    O protagonista chega à cidade de New Tristram para investigar a estrela cadente que atingiu a catedral, que agora está infestada por mortos-vivos ressuscitados. O protagonista acompanha Leah até a catedral para resgatar Caim da cratera em que ele caiu.

    Depois de resgatar Cain, o protagonista descobre que a única maneira de chegar até a estrela caída é derrotar o Rei Leoric, conhecido agora como o 'Rei Esqueleto'.

    Após derrotarem Leoric e encontram um estranho onde a estrela caída pousou.

    Esse estranho (que ja apareceu em jogos anteriores) depois de recuperar suas memórias explica que veio para Sanctuary para avisar os humanos sobre a chegada de Belial e Azmodan e que suas almas deveriam ser presas em um cristal para impedir o retorno do Diablo.

    Quanto aos personagens, podemos escolher entre 5 classes: Bárbaro, Monge, Caçador de Demonio, mago e doutor da peste. Tendo + 2 comprando as 2 DLCs: Cruzado e Necromante.

    Assim como no Diablo e no Diablo II, a qualidade e os atributos do equipamento são randomizados no drop. Além das estatísticas básicas (como dano e velocidade de ataque para arma ou pontos de armadura na armadura), itens de qualidade superior têm propriedades adicionais, como dano extra, bônus de atributo, bônus para chance de acerto crítico ou soquetes, que permitem que os itens sejam atualizados e personalizado adicionando joias para vários bônus de estatísticas.

    As runas de habilidade são modificadores dque são desbloqueados conforme o jogador sobe de nível. As runas de habilidade fornecem opções para aprimorar habilidades, muitas vezes mudando completamente a jogabilidade da skill.

    Diablo III

    Platform: PC
    14261 Players
    467 Check-ins

    6
    • Micro picture
      lipe_phinx · 1 day ago · 2 pontos

      ja acabei tanto esse, mas nao consegue ser bom que nem o 2 nao adianta

      1 reply
  • 2020-09-17 13:59:19 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Continuando aqui nos Westerns, um jogo&nbsp; que

    Continuando aqui nos Westerns, um jogo  que ou é amado ou odiado: Fallout New Vegas

    Fallout New Vegas é um RPG de ação desenvolvido pela Obsidian Entertainment e publicado pela Bethesda Softworks no ano de 2010 para o Playstation 3 e Xbox 360 e PC. 

    Fallout é ambientado em um mundo que mudou para uma linha do tempo alternativa graças à tecnologia da Era Atômica, que acabou levando a um apocalipse nuclear global no ano de 2077 em um evento conhecido como "A Grande Guerra", causado por um grande conflito entre os EUA e a China sobre os recursos naturais.

    New Vegas é mm spin-off da série principal de Fallout, o jogo se passa em um ambiente de mundo aberto pós-apocalíptico que abrange a região que consiste em Arizona, Califórnia e Nevada. 

    A história de New Vegas se passa no ano de 2281, quatro anos após os eventos de Fallout 3 e 204 anos após a queda das bombas. Não é uma sequência direta, mas marca o retorno de vários elementos encontrados em Fallout 2.

    O jogador assumem o controle de um personagem conhecido como Courier. Enquanto transportava um pacote pelo deserto de Mojave para a cidade de New Vegas, o que costumava ser Las Vegas, o Courier é emboscado, tendo o seu pacote roubado, e depois baleado e deixado para morrer. 

    Depois de sobreviver, o Courier começa uma jornada para encontrar seu suposto assassino e recuperar o pacote, fazendo amigos e inimigos entre várias facções em guerra e, por fim, acaba envolvido em um conflito que determinará quem controla New Vegas e Mojave Wasteland.

    Apesar da gameplay ter sido reaproveitada de Fallout 3, o estúdio trabalhou para fornecer ao jogo melhorias sobre os elementos existentes enquanto introduzia alguns recursos antigos e novos à série. 

    O combate foi melhorado, com o sistema V.A.T.S. sendo atualizado e adicionando vários novos ataques específicos de V.A.T.S. e uma série de animações de mortes para armas corpo a corpo.

    A resposta e a precisão das armas também foram melhoradas. Os jogadores podem usar a mira de ferro em armas de fogo, com exceção de algumas armas maiores e algumas armas de energia.

    A perspectiva de terceira pessoa no jogo foi redesenhada para ser mais "sobre o ombro" do que tinha sido em Fallout 3. 

    Fallout: New Vegas

    Platform: XBOX 360
    657 Players
    32 Check-ins

    12
    • Micro picture
      jcelove · 7 days ago · 3 pontos

      Tem quem odeie o NV? Sempre vi a galera dizendo q a obsidan fez melhor q a bathesda no 3.

      6 replies
  • 2020-09-16 13:31:17 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>E vamos para o nosso próximo candidato na catego

    E vamos para o nosso próximo candidato na categoria Western: Dragon Age - Origins

    Dragon Age - Origins é um RPG de ação desenvolvido pela BioWare Edmonton e publicado pela EA (Electronic Arts) para PlayStation 3, Xbox 360 e Pc no ano de 2009.

    O enredo do jogo decorre no universo de Thedas, um lugar abandonado pelo seu deus como castigo pelos pecados dos seus habitantes. O jogador é nativo de Ferelden, um país de Thedas. E o jogo começa com a explicação do surgimento dos Darkspawn, criaturas que habitam o subterrâneo de Thedas.

    De algumas centenas em centenas de anos, estas criaturas empreendem um grande ataque contra os habitantes da superfície, liderados por um lorde antigo, corrompido pelos Darkspawn. A partir do primeiro destes ataques, chamados de Blights, surgiu uma ordem lendária de guerreiros e magos, chamados de Grey Wardens.

    O jogo nos permite criar o nosso personagem, podendo escolher entre 3 raças e posteriormente 3 classes. O primeiro nome do protagonista pode ser escolhido pelo jogador, mas o último nome é fixo, sendo dependente da origem escolhida.

    Para cada raça escolhida terão algumas opções de background para o seu personagem, e cada um desses backgrounds dão um início diferente ao jogo, mas não apenas isso, pois diferentes origens abrem margem para diferentes formas de como vc é inserido e visto nessa sociedade.

    O enredo do jogo pode variar dependendo da escolha da raça e do background escolhido, mas irá variar principalmente em relação às escolhas morais do jogador. Porém, não importa qual começo vc escolher, todos culminam em o protagonista tendo que fugir e se juntar aos Grey Wardens em sua luta contra os Darkspawn.

    A jogabilidade de Dragon Age é a de um action, porém, porém incorpora alguns elementos. Os jogadores podem emitir ordens aos seus seguidores em tempo real, mas podem pausar o jogo para criar uma sequência de ações como feitiços e ataques especiais que serão realizados pelas personagens após o jogo deixar de estar em pausa.

    Além do protagonista, o jogador pode colocar mais 3 personagens na party, podendo controla-los a qualquer momento, seja trocando de personagem ou dando ordens. O jogador pode escolher entre guerreiro, mago e ladino, tendo especializações para cada classe conforme passa de level.

    Dragon Age: Origins

    Platform: PC
    2986 Players
    268 Check-ins

    9
  • 2020-09-15 21:27:52 -0300 Thumb picture

    Grindingcast 032 - Final Fantasy VI

    Sejam bem-vindos a mais um GeekQuest! E nesse mês, vamos conhecer as consequências da guerra entre humanos e criaturas místicas e o confronto entre tecnologia e a magia real! Entre loucuras de um palhaço niilista e a descoberta do significado das relações humanas, falamos de Final Fantasy VI!

    Ajude o Grindingcast, se torne um Padrinho:

    Gostou do podcast? Tem duvidas e Sugestões? 

    Deixe sua opinião aqui nos comentários

    Final Fantasy III (US)

    Platform: SNES
    2723 Players
    110 Check-ins

    18
    • Micro picture
      santz · about 7 hours ago · 1 ponto

      4 fucking horas de cast, cês tão maluco. Mas ri demais durante o episódio, especialmente com a zueira em cima de Legaia, Sabin e Umaro (coitado). Eu também acho o Ultros super sem graça, mas FFV também tem um personagem nesses moldes, ou seja, um vilão que aparece toda hora e tenta encaixar uma piada, mas funciona muito melhor.
      A parte mais curiosa do cast foi quando vocês reclamaram que as batalhas do jogo são cansativas, sendo que são encontros aleatórios normal de todo jogo da época. Alguns encontros são pegos de surpresa, que muda toda a dinâmica, ou mesmo tem aqueles a gente encurrala os inimigos, que dá variedade bacana. Em comparação com Dragon Quest V, o jogo é muito superior nesse sentido, pois as animações são top, os sprites são bem expressivos, o design dos inimigo é cheio de detalhes e tal, não entendi porque vocês acharam as batalhas de Dragon Quest V superior.
      Da galera que jogou, o Muriel foi o que teve a melhor experiência, especialmente por ir alternando a party, magias e testando as combinações que o jogo oferece, afinal, essa a graça do jogo, não é montar uma party boladona e fixa e jogar o game inteiro com ela, aí qualquer jogo fica chato.
      E por fim, a parte das notas ainda tá muito extensa. Enquanto eu ouvia, acabei pulando toda a explicação das notas, pois vocês acabam repetindo tudo que já falaram durante o cast e fica cansativo. Meu toque é para tentarem dar uma resumida nessa parte, não precisam detalhar e justificar tanto, a experiência em grupo discutida durante o cast já vale.
      No mais, é isso. Parabéns por mais um programa top de qualidade.

    • Micro picture
      wcleyton · 9 days ago · 1 ponto

      Melhor Final Fantasy, merecia um remake mais do que o FFVII

      7 replies
  • 2020-09-15 14:13:02 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Agora daremos início às publicações dos RPGs Wes

    Agora daremos início às publicações dos RPGs Westerns que estão concorrendo na votação do nosso Padrim para os podcasts do ano que vem.

    E vamos começar falando de: Deus EX

    Deus Ex é um RPG de ação em primeira pessoa desenvolvido pela Íon Storm e publicado pela Eidos Interactive e lançado para PC no ano 2000, posteriormente lançado para PlayStation 2 em 2002.

    Deus Ex é um dos primeiros RPGs a sair com uma gameplay de um jogo FPS, isto é, tiro em primeira pessoa somado a elementos de stealth.

    O jogo também traz um elemento que é muito presente nos RPGs ocidentais, escolha de diálogos que afetam alguns pontos importantes da história e mudando certos eventos.

    O jogo se passa no ano de 2052 em um universo Cyberpunk no qual o mundo está enfrentando uma pandemia, e a única vacina conhecida fica mão de pessoas ricas e poderosas, o que abre espaços para o surgimento de diversos grupos terroristas que clamam estar lutando pelos menos favorecidos.

    O jogo segue a história de JC Denton, um agente da United Nations Anti-Terrorist Coalition (UNATCO), que recebe habilidades sobre-humanas com nanotecnologia. Ele é enviado para combater as forças hostis que tentam se aproveitar desse mundo de desigualdade usando a praga mortal que assola essa sociedade. Suas missões o envolve em uma conspiração que o coloca em conflito com as Tríades, Majestic 12 e os Illuminati.

    A jogabilidade de Deus Ex combina elementos de tiro em primeira pessoa (FPS) com RPG e stealth, permitindo que suas tarefas e missões sejam completadas de várias maneiras diferentes, o que por sua vez leva a resultados diferentes. 

    O jogador pode personalizar as várias habilidades de Denton, como habilidades com armas, lockpick, furtividade ou as habilidades dadas pelos seus nanorobos. Assim aumentando sua eficácia nessas áreas; isso abre diferentes caminhos de exploração e métodos de interação ou manipulação de outros personagens.

    Fica a critério do jogador querer jogar furtivo, ou através do lv up tornar o seu personagem um tank ou uma máquina de combate. Personagens não jogáveis (NPCs) irão elogiar ou criticar o personagem principal dependendo do uso da força bruta, incorporando um elemento moral à jogabilidade.

    Deus Ex

    Platform: PC
    761 Players
    44 Check-ins

    9
    • Micro picture
      jcelove · 9 days ago · 3 pontos

      Preciso terminar algum dia, mas o prmeiro DE tem aquela "problema" pra mim de muita informação na interface e muito loot. Fiquei na noia de terminar sem dar um tiro e nunca consegui passar da primeira parte.hehe

      3 replies
    • Micro picture
      santz · 8 days ago · 3 pontos

      Esse eu tentei jogar uns tempos atrás. Mano, que jogo escuro da porra. E também é muito complexo, com muitos itens de funções variadas.

  • 2020-09-14 13:44:18 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Se vocês acharam que só tinha 1 persona competin

    Se vocês acharam que só tinha 1 persona competindo, se enganaram, temos também na disputa o : Persona 3

    Shin Megami Tensei: Persona 3 é um RPG de turno desenvolvido e publicado pela Atlus no ano de 2006 para o Playstation 2. Persona 3 é o quarto jogo deste Spin Off da série principal de Shin Megami Tensei.

    A história de Persona 3 se passa em uma cidade japonesa chamada Iwatodai, no ano de 2009, construída e financiada pela corporação Kirijo. Vários experimentos realizados na região durante dez anos criaram a Hora das Trevas (Dark Hour), um período de tempo que existe entre um dia e o outro.

    Durante este tempo, a maioria das pessoas se transformam em caixões e não estão cientes da Hora das Trevas; no entanto, há um grupo seleto de pessoas que conseguem se manter conscientes. A hora das trevas distorce a realidade.

    Por exemplo, a Gekkoukan High School, onde a maioria dos personagens frequentam a escola durante o dia, se torna uma enorme torre labiríntica chamada Tartarus, e criaturas conhecidas como Sombras vagam pela área, atacando as mentes daqueles que ainda estão conscientes, deixando – os em um estado catatônico fora da Hora das Trevas.

    Para investigar e aprender sobre a Dark Hour, Shadows e Tartarus, o "Specialized Extracurricular Execution Squad", ou SEES, foi criado. o SEES é composto por um grupo de alunos do ensino médio capazes de invocar seres conhecidos como Personas para combater as sombras.

    O jogo descreve Persona como: "uma segunda alma que mora no fundo do coração de uma pessoa. É uma personalidade totalmente diferente que surge quando esta pessoa é confrontada com algo de fora deste mundo. Usuários de Persona conseguem invoca-los usando uma arma chamado Evoker.

    O principal elemento da gameplay são as Personas, várias criaturas e monstros que estão associados aos Arcanos do Tarô. Cada Persona tem seu próprio conjunto de pontos fortes e fracos, e possui várias habilidades, que vão desde habilidades ofensivas e de suporte até habilidades passivas que dão suporte ao personagem.

    Ligado a isso, temos o social link, laços que são formados com vários personagens do jogo, com cada Link representando uma arcana. Ao passar tempo com esses personagens, esses Links aumentam de rank, dando bonus na criação de personas em que o jogador subiu de rank.

    A batalha ocorre quando o jogador entra em contato com uma Sombra vagando pelo chão, com o grupo de batalha consistindo de quem está nas proximidades. Atacar a Sombra sem ser notado dará ao jogador uma vantagem, enquanto o inimigo ganha uma vantagem se o jogador for atacado primeiro.

    As batalhas usam o sistema "Press Turn", no qual aliados e os inimigos se revezam para atacar usando ataques ou habilidades de Persona. Usando a opção Tática, o jogador pode atribuir a IA de batalha específica para cada membro do grupo (no Persona 3 Portable, eles também podem escolher emitir comandos diretos)

    Shin Megami Tensei: Persona 3

    Platform: Playstation 2
    600 Players
    39 Check-ins

    16
  • 2020-09-11 14:13:18 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <p>Como vcs devem imaginar, é dificil imaginar uma

    Como vcs devem imaginar, é dificil imaginar uma votação de JRPGs sem uma das franquias mais famosas do Gênero, então temos também para brigar por uma vaga: Final Fantasy IX

    Final Fantasy IX é um RPG de turno desenvolvido e publicado pela Squaresoft nos anos anos 2000 para o Playstation.

    O começo do jogo gira em torno da guerra entre nações. O reino de Alexandria tem entrado em conflitos constantes buscando dominar territórios adjacentes. A rainha Brahne, tem se comportado de maneira muito incomum, se tornando cruel e impiedosa.

    Cid, rei de Lindblum, contrata uma trupe de ladrões, disfarçados de uma companhia de teatro para sequestrar a princesa de Alexandria, Garnet, para que ele possa garantir a sua segurança, já que Garnet é sua protegida e ele vem discordando veemente das ações de Brahne, vendo que ela se tornou uma pessoa perigosa.

    Eis que o protagonista Zidane entra em cena. A famosa companhia de teatro Tantalus vai fazer uma apresentação especial na capital Alexandria em comemoração ao aniversário de 17 anos da princesa Garnet e a trupe de ladrões tem como objetivo distrair todos os membros da corte com o teatro e no meio da peça, alguns dos membros saem para sequestrar a princesa.

    O que pega eles desprevenidos é que a princesa ja tinha a intenção de fugir do castelo e iria para Lindblum para relatar para Cid os atos cruéis de sua mãe. A princesa então se junta ao bando e juntos eles conseguem fugir de Alexandria, não sem uma grande resistência por parte do exército da rainha. E também levando consigo o guardião real da princesa e um mago que acabou ali por acaso.

    Posteriormente o grupo descobre que Brahne é apenas um peão de um inimigo ainda mais poderoso e que o grupo precisa parar o quanto antes os planos dessa criatura se quiserem garantir a sobrevivência do planeta Gaia.

    A gameplay se destaca por trazer novamente o sistema de aprendizado de habilidades por itens equipáveis, mas desta vez é com as armas, acessórios e ETC. Tendo aprendido a habilidade ela ficará disponível para equipa-la no personagem, porém, ela custará um valor de AP. E o personagem tem um número limitado de AP que vai aumentando com o se lv. Então o jogador porderá equipar apenas algumas skills por vez, fazendo com que ele as troque conforme a necessidade.

    Outra retomada importante foi a das classes, tendo cada personagem a sua função em batalha bem definida novamente, dando bastante individualidade para cada um deles e inclusive trazendo a possibilidade de um ataque em conjunto se tiver o black mage e o Knight na party ao mesmo tempo.

    O jogo também substitui o sistema de Limit Break pelo Trance. O personagem possui uma barra que vai se enchendo conforme ele vai recebendo o dano e quando essa barra se enche, automaticamente o personagem se transforma, não estando no controle do jogador escolher o momento da transformação. No modo trance, além de mais forte o personagem tem acesso à algumas habilidades especiais.

    Final Fantasy IX

    Platform: Playstation
    5722 Players
    147 Check-ins

    10
    • Micro picture
      santz · 10 days ago · 2 pontos

      O jogo com a intensão de retornar para os clássicos. É um jogo massa, mas acho os mais fraquinho dos 3 de PS1.

  • 2020-09-09 15:06:22 -0300 Thumb picture
    Post by grindingcast: <div>Temos também em nossa votação o vote em 1 e le

    Temos também em nossa votação o vote em 1 e leve 2:  Ys I & II Chronicles+

    Ys I & II foram desenvolvidos e publicados pela Nihon Falcom e são os 2 primeiros jogos da saga Ys. Originalmente eles foram pensados para ser um único jogo e que, acabou eventualmente, sendo dividido em 2 partes. Eles foram lançados respectivamente em 1987 e 1988 e posteriormente relançados em um enchanted remake em 1989.

    Essa versão de 1989 conseguiu trazer todos os elementos que os criadores queriam, e o que possibilitou isso foi a mídia em que o jogo saiu. Este foi um dos primeiros jogos a usar CD-ROM, o que possibilitou para fornecer gráficos aprimorados, cutscenes,uma trilha sonora de Red Book CD-DA e dublagem. Sua localização em inglês também foi uma das primeiras a usar a dublagem de voz.


    No início da história de Ys, começa com o protagonista Adol chegando à Vila de Minea, na terra de Esteria. Ele é chamado por Sara, uma cartomante, que lhe fala de um grande mal que está varrendo a terra. Adol que é um aventureiro se interessa pela história e se dispõe a ouvir Sara.

    Adol é informado de que deve procurar os seis livros de Ys. Esses livros contêm a história da antiga terra de Ys e darão a ele o conhecimento de que ele precisa para derrotar as forças do mal. Sara dá a Adol um cristal para identificação e o instrui a encontrar sua tia na Vila Zepik, que possui a chave para recuperar um dos livros.

    E esta aventura de Adol tem a sua conclusão neste primeiro jogo mesmo onde ele coleta o último livro de Ys e invoca uma Deus. Então Ys II continua imediatamente de onde o 1º parou. Adol é transportado para a ilha flutuante de Ys, onde conhece uma jovem chamada Lilia que o leva para Lance Village. É aqui que ele começará sua jornada para desvendar os segredos de Ys e, finalmente, livrar Esteria do mal.

    Quanto a jogabilidade, Ys usa o sistema de colisão, usando apenas o direcional para lutar. O jogador deve esbarrar com Adol nos inimigos, acertando-os nas laterais, nas costas ou um pouco fora do centro da frente.

      Adol ataca automaticamente ao entrar em contato e o inimigo sofre dano de acordo com as suas estatísticas e as de Adol, assim como a sua posição e a de Adol.

    Uma nova adição ao Ys II é o sistema de magia: Adol pode adquirir vários feitiços diferentes que ele pode usar ao longo do jogo e juntamente com isso foi adicionado um sistema de MP

    Ys I & II Chronicles

    Platform: PSP
    208 Players
    28 Check-ins

    20
    • Micro picture
      santz · 14 days ago · 3 pontos

      As músicas clássicas dessa série são excelente.

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...