2016-02-17 17:49:21 -0200 2016-02-17 17:49:21 -0200
gogobrasil8 Gogobrasil8

O Final de Firewatch

Algumas ideias sobre Firewatch (PC/PS4). Tem:

                              ###  --- SPOILERS --- ###

O jogo, pelo menos a primeira metade, é muito envolvente. Só a história da Julia no começo já supera muitas aí fora, em poucos minutos e só em texto. Até o cachorro fica na sua cabeça. Aí de uma história em texto, escalam pra um jogo que (inicialmente) fica MAIS memorável ainda. Os gráficos, sons, ambientação, e até o design dos itens e posters faz você sentir que realmente tá indo morar na floresta com o Harry (e me fez querer fazer isso de verdade um dia). Isso sem falar no ponto alto da experiência, a Delilah. Tal qual Portal, ser guiado por uma voz (curiosamente também feminina) num mundo solitário vinga de novo. A passagem dos dias é muito real,  com as coisas e o tom das conversas mudando (isso é uma coisa que eu fiquei particularmente impressionado), e, por último, a paranoia sobre serem vigiados foi precisamente bem construída, você se vê achando que foram as garotas, ou a Delilah, ou outro guarda; enfim, tem a quantidade certa de suspense.

Mas depois de tantas bolas dentro seguidas, tudo começa a desmoronar: assim que o Harry acha o garotinho lá. Ali já dá pra adivinhar o que aconteceu. Mas ainda assim, fica naquele suspense até o Ned simplesmente revelar tudo na fita. Todas as horas que você passou com medo de olhar pra trás, preparando pra um jumpscare a qualquer momento, ou prezando pela sua vida, é tudo jogado pela janela por alguns segundos de áudio. E se pelo menos o motivo fosse legal, mas foi basicamente isso: um garoto que caiu da corda, morreu, e aí o pai GÊNIO resolveu não só morar na floresta pra sempre como invadir acampamentos alheios, espionar os guardas e anotar tudo que eles falam também, POR QUE NÃO NÉ?

Só isso já seria ridículo por si só, mas o jogador precisa sofrer mais aparentemente. A Delilah simplesmente nunca aparece. A única coisa que evoluiu durante a história, a relação com ela, desaparece. Os desenvolvedores citaram numa entrevista com a IGN que teriam que contratar mais alguém, fazer mais modelos, animações, etc, mas o final funcionaria PERFEITAMENTE em texto. Não tem desculpa. O grande mistério era só um velho gagá, a relação murchou, as garotas nem mortas tavam, e você volta pra sua mulher, a quem literalmente nenhum jogador se apegou. 

ENFIM, é um jogo chamativo que começa com tudo pra ter um lugar especial na sua memória e termina te tacando da torre. Só não é um daqueles que era melhor nem ter jogado porque a primeira metade vale a pena. Mas e vocês, o que acharam?

8
  • Micro picture
    otakukun · about 4 years ago · 2 pontos

    Há quem goste de jogos assim

  • Micro picture
    stvixxgamer · over 2 years ago · 1 ponto

    O jogo é interessante, mas o final deixou muito a desejar, tipo deixaram de fazer a Delilah pelo simples motivo de não querem modelar e animar um personagem, porque não precisaria de jeito algum contratar mais alguém, pois já tinha a dubladora para se inspirar.

  • Micro picture
    henrizombie · about 2 years ago · 1 ponto

    Achei exatamente a mesma coisa, um final bem desleixado para um começo com tanto potencial.

Keep reading → Collapse ←
Loading...