This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • leogradus Léo
    2020-03-28 02:41:16 -0300 Thumb picture
    leogradus checked-in:
    Post by leogradus: Um dos piores jogos que já joguei, R$10 foi caro.

    Um dos piores jogos que já joguei, R$10 foi caro.

    0
  • beadama Beatriz Damasceno
    2019-08-12 20:56:07 -0300 Thumb picture
    beadama checked-in:
    Post by beadama: <p><strong><em>Platina #08 -&nbsp;</em></strong><st

    Platina #08 - Black Mirror

    .

    A história do jogo é bem interessante, os puzzles são simples porém bem feitos e a dublagem é bem legal, infelizmente o jogo tem muito mais contras do que prós.

    A dublagem é ótima, porém em alguns momentos falta a sincronia da voz e a boca do personagem, fora que a falta de expressão deles tira um pouco da emoção da cena e a carga disso tudo ficou em cima dos dubladores que fizeram um ótimo trabalho, mas que ainda não tira o fato das expressões "mortas", logo de cara já vemos que os gráficos prometidos para o jogo foi uma ilusão, os cenários até são interessantes porém os personagens são mal feitos, os problemas de jogabilidade, mecânica e performance já logo são percebidos no começo da gameplay, para vocês terem uma noção é um desafio fazer o nosso personagem virar 360º e ele acaba ficando preso em vários lugares, os bugs que não são poucos, acabam atrapalhando bastante.

    Era para ser um jogo de terror, porém não tive medo em momento nenhum, recomendo apenas pela história e dublagem, sem isso não teria terminado o jogo.

    Adicionei essa crítica na página do jogo, para quem quiser dar uma olhada, aqui está o link: Minha critica de Black Mirror

    @platinadores

    18
  • beadama Beatriz Damasceno
    2019-08-10 18:44:44 -0300 Thumb picture
    beadama checked-in:
    Post by beadama: <p>Começando!</p>

    Começando!

    7
  • matheusps92 Matheus Paraizo
    2019-04-29 15:19:30 -0300 Thumb picture
    matheusps92 checked-in:
    Post by matheusps92: <p>Platina nº 80</p><p>#img#[633698]</p><p>Tava pen

    Platina nº 80

    Tava pensando em platinar o Horizon antes, mas resolvi aproveitar os últimos dias do meu trial da PS Now. Tem mais alguns aqui ainda pra terminar.

    19
  • wild_dark_shadow Nuno Gomes
    2019-03-23 21:58:39 -0300 Thumb picture
    wild_dark_shadow checked-in:
    Post by wild_dark_shadow: <p><strong>Platina #352</strong></p><p>#img#[625439

    Platina #352

    Black Mirror é um reboot de um jogo de 2004 point and click para PC. Este reboot é totalmente diferente, retirando o point and click mas sendo de exploração/aventura. Tem uma base de horror mas não entrando muito por esse lado, ficando pelo mistério.

    Infelizmente apesar de ter sido lançado em 2017 pela THQ Nordic, contem vários problemas de jogabilidade, inclusive framedrops e outros glitches/bugs que obrigam a reiniciar o jogo. No entanto acaba por ser um jogo que nos oferece um certo desafio em puzzles e que se acaba em algumas horas.

    Valerá a pena se gostarem deste género.

    @platinadores

    20
  • wild_dark_shadow Nuno Gomes
    2019-03-22 22:56:26 -0300 Thumb picture
    wild_dark_shadow checked-in:
    Post by wild_dark_shadow: <p>Gostei do que vi, tem um estilo horror e com bas

    Gostei do que vi, tem um estilo horror e com bastante mistério.

    14
    • Micro picture
      jcelove · over 1 year ago · 2 pontos

      Putz é um remaje ou continuaçao da trilogia classica? To pra jogar o 1 a anos.hehe

      1 reply
    • Micro picture
      zandryx · over 1 year ago · 2 pontos

      Eu peguei esse jogo num humble bundle mas nem testei ainda, é bom?

      1 reply
  • solidrenan Renan Do Prado
    2018-02-14 13:55:20 -0200 Thumb picture

    Primeira Platina do Ano: Black Mirror

    Tava achando que seria o Battlefront 2, mas com a chegada do Dragon Ball FighterZ ele acabou ficando de lado. Tenho que voltar pra ele e ir upando até conseguir rank 50 pra platinar.

    Mas aí recentemente zerei Black Mirror, olhei pros troféus e faltava só um bem simples, que peguei rapidinho.

    15
  • bye Bye
    2018-01-14 07:27:38 -0200 Thumb picture

    Nove jogos que poderiam ser episódios da série "Black Mirror"

    Medium 3584586 featured image

    Olá Alvanistos & Alvanistas!

    Trago hoje para vocês meu novo primeiro artigo aqui na rede e, depois de tanto pensar em algum tema que nunca vi ser tratado por aqui, resolvi escrever sobre algo que envolvesse jogos e Black Mirror, esta série maravilhosa que, inclusive, já fez sátiras criativas com o mundo dos videogames nos episódios Playtest (terceira temporada) e USS Callister (quarta temporada). Mas não vou abordar necessariamente os episódios da série. Apenas mantenha ela na sua mente.

    Eu acompanho a série Black Mirror desde antes do lançamento da terceira temporada, antes mesmo da Netflix comprá-la do Channel 4 (a emissora britânica onde ela teve origem). Para os que ainda não a conhecem, deixe-me explicá-la o mais resumidamente possível. Adotando um formato antológico onde cada episódio apresenta uma história diferente eu nunca tinha visto uma série nesse formato, Black Mirror mostra a relação entre o ser humano e a tecnologia a sua volta de um jeito bastante interessante mesclando o distópico com o sombrio. Por mais que pareça, o "vilão" de Black Mirror nunca é a tecnologia em si, mas os próprios seres humanos e a maneira como fazem uso dela, grande parte das vezes de forma egoísta. 

    Mas por que diabos estou escrevendo sobre esta série em uma rede social de videogames? Por que depois que a conheci, fiquei pensando em quantos jogos já conheci e/ou joguei que se enquadravam no tema proposto pela série, aposto até que você, leitor, já deve ter conhecido ou jogado ao menos um jogo que era bem "selo Black Mirror". Por isso, após pesquisar bastante e pedir umas dicas externas (agradecimentos ao @gus_sander e sua memória infalível), reuni nove jogos que poderiam facilmente começar com uma tela negra sinistra rachando e revelando o nome Black Mirror. Sem mais delongas, vamos pra lista! 

    ----

    #Ep1 - "I Have No Mouth, and I Must Scream"

    Esse point-and-click lançado em 1995 traz um enredo que se encaixa de maneira assustadora com a premissa da série, aliás, eu desejo muito que tenha um episódio inspirado nesse jogo. Baseado em um conto de mesmo nome, I Have No Mouth, and I Must Scream acontece em um mundo onde um computador maligno, conhecido como AM, exterminou toda a raça humana com exceção de cinco pessoas - quatro homens e uma mulher. O intuito do computador é trazê-los até o centro da Terra e torturá-los de maneiras bizarras. Confesso que esse jogo foi uma surpresa pra mim pois nem sabia que ele existia até dar umas pesquisadas por aí, e,  por mais estranho e assustador que aparenta ser, ele parece tratar de algumas questões filosóficas relacionadas ao ser humano e a máquina doente. O jogo possui sete finais e sinto que seria cruel o suficiente para iniciar uma temporada de Black Mirror com o pé direito.

    #Ep2 - "To The Moon"

    Pra dar uma acalmada depois da tensão do episódio passado, To The Moon seria ideal pra dar uma ideia até positiva a respeito de tecnologias avançadas e mergulharia na questão das memórias do consciente humano. Falando brevemente do jogo, a história segue dois empregados que trabalham em uma empresa especializada em criar memórias artificiais e, dessa forma, fazer de um sonho impossível algo "real" para pessoas que estão perto da morte. Essa tecnologia só é utilizada em pessoas no leito de morte pois as memórias podem entrar em conflito com as memórias verdadeiras do paciente. O jogo inteiro é a jornada dos dois protagonistas dentro das memórias de um único paciente e fez tanto sucesso que ganhou até uma sequência intitulada Finding Paradise.  

    #Ep3 - "Black the Fall"

    Depois de passar décadas sofrendo, você, um operador de máquinas em um rigoroso regime comunista opressor, resolve fugir disso tudo com a ajuda de um robozinho que foi abandonado. Black the Fall é um jogo de puzzle semelhante a títulos como Limbo e Inside, porém com uma pegada mais tecnológica. Os inimigos do jogo são as máquinas e você pode passar das fases no tiro ou no stealth (alá Dishonored). Seria um episódio com uma narrativa intensa e, diferente dos anteriores, focado mais na ação.  

    #Ep4 - "Replica"

    Provavelmente o jogo mais próximo da realidade do nosso mundo, Replica é bastante similar a Papers, Please, porém, ao invés de passaportes temos apenas um celular. No jogo, você está com um celular de um desconhecido e deve, sob ordens do governo, procurar por evidências de terrorismo hackeando a conta do dono do celular. Com isso você vai conseguindo acesso a galeria de fotos, contatos e até as redes sociais do sujeito. Com o passar do tempo, você vai recebendo algumas respostas de quem é exatamente o dono do celular, o que ele faz e como de fato funciona o governo qual você obedece. Em Replica existe um dilema de privacidade e até aonde vai sua obediência à esse governo. O jogo tem doze finais e vale a pena dar uma conferida também pela sua criatividade, digo, o jogo inteiro acontece na tela de um celular e ainda consegue manter uma narrativa. 

    #Ep5 - "Portal"

    Haha! Olhe ele aqui! Os que me conhecem sabem o quanto eu sou fascinado pela franquia Portal, mas será mesmo que ele poderia render um episódio de Black Mirror? Eu penso que sim, e um dos mais geniais rs  O jogo acontece em uma instalação científica abandonada que é controlada por uma inteligência artificial chamada GLaDOS. Você acorda nesta locação sem quaisquer informações de onde está ou o que aconteceu e começa a realizar série de testes guiados pela GLaDOS envolvendo uma arma capaz de criar portais. Este premiado jogo de puzzle não possui só uma jogabilidade fantástica como também uma narrativa muito interessante. A situação em Portal é uma história de fuga meio sombria e ao mesmo tempo bem humorada com o bizarro senso de humor da GLaDOS. Se fosse um episódio, não tenho dúvidas que Portal seria o meu favorito.  Curiosidade: Portal foi realmente uma das inspirações de Charlie Brooker para a criação de Black Mirror.  

    #Ep6 - "Orwell: Keeping an Eye On You"

    Similar a premissa do quarto item, Orwell também trata de investigação e invasão de privacidade, só que de uma maneira mais extensa. O jogo acontece em um futuro alternativo em um país chamado Nação, ele é regido por um governo autoritário que, por lei, pode espiar a vida dos seus cidadãos em nome da segurança nacional. O complexo sistema de vigilância, Orwell, é o responsável por realizar essa tarefa. Após um atentado terrorista em abril de 2017 assolar o país, você, um investigador do Orwell, deve encontrar o(s) responsável(eis) do ato. O jogo é dividido em cinco episódios com uma narrativa dita instigante que vai crescendo na medida que a história progride. Muito Black Mirror.  

    #Ep7 - "Remember Me"

    Remember Me quase faliu a Dontnod Entertainment, mas a premissa dele também é digna de um episódio de Black Mirror. Este episódio seria um retorno ao tema de memórias vistas no item 2, porém com a adição de uma busca por identidade. O jogo se passa no ano de 2084 em uma versão distópica da cidade de Paris intitulada Neo-Paris. Neste futuro, caracterizado por protestos e vigilância em massa (item 6 é você?), existe uma multinacional chamada Memorize, ela criou implantes cerebrais, nomeados de SENSEN, que permitem que 99% da população compartilhem suas memórias na internet e possam até apagar momentos tristes ou infelizes de suas vidas. Em outras palavras: suas memórias podem ser personalizadas a bel-prazer. Você joga na pele de Nilin, uma caçadora de memórias que trabalha para os Errorists, um pequeno grupo de ativistas que é contra esses implantes cerebrais. A trama começa depois que a Nilin descobre que teve sua memória apagada, ela deve descobrir por que isso aconteceu e como recuperá-las.  Uma curiosa história repleta de ação e manipulação de memórias alheias. 

    #Ep8 - ">OBSERVER_"

    Algo que achei curioso foi que o jogo >OBSERVER_ aborda exatamente o tema do item anterior e também se passa no ano de 2084. Será que eu acabei de descobrir que tudo isso está acontecendo no mesmo universo? Fica a teoria. O jogo acontece em uma Polônia distópica assolada por uma praga digital que assolou o país e fez o consumo de drogas aumentarem exponencialmente. Você é Daniel Lazarski, um detetive neural de elite conhecido como "O Observador" que faz parte de uma unidade policial financiada por uma grande corporação. Sua função é hackear e invadir a mente de suspeitos ao mesmo tempo em que revive seus próprios medos. Certo dia você recebe uma mensagem misteriosa de seu filho que está sumido há muito tempo, e resolve investigar toda essa história. >OBSERVER_ me parece uma história criminal perfeita para os moldes de Black Mirror.

    #Ep9 - "SOMA"

    Seria impossível não encerrar uma temporada sem SOMA! Esse jogo de terror dos mesmos criadores de Amnesia: The Dark Descent, tem uma pegada sinistra voltada para a consciência humana dentro de máquinas. SOMA é um jogo com uma narrativa e premissa tão interessante, que não é muito bom você pesquisar a fundo a respeito do que ele se trata exatamente. É aquele típico jogo que é melhor jogar e descobrir na marra como funciona do que explicar. O máximo que é seguro revelar é que envolve pessoas dentro de máquinas, robôs assassinos e uma inteligência artificial misteriosa. O jogo é um prato cheio que traz o melhor de quase todos os temas vistos nos itens anteriores e, se realmente fosse um episódio de Black Mirror, poderia facilmente finalizar uma temporada com chave de ouro.    

    ----

    E é isso. Não posso garantir que todos esses jogos seriam ótimos ou péssimos episódios de Black Mirror; então deixo isso para a imaginação de vocês. Desculpem se acabei falando mais dos que eu já conhecia, joguei e/ou já assisti gameplays. Por esta ser minha opinião, com certeza haverão aqueles que não concordarão com algum jogo que listei aqui, ou mesmo tem dicas de jogos que se enquadrariam melhor no tema distópico da série, então só quero dizer que respeito a opinião de todos vocês e, por favor, se conhecem ou jogaram algum jogo que poderia ser um episódio de Black Mirror, comentem!

    See ya!

    85
    • Micro picture
      darlanfagundes · almost 3 years ago · 3 pontos

      Perfeito esse artigo cara!Adorei o jeito que você uniu as duas mídias e não conhecia 6 jogos dessa lista sua! Vou jogar o mais rápido possível... zerei Orwell recentemente mas terei que rejogá-lo por conta das conquistas e escolhas que fiz e me arrependo...rsrsrs!

      1 reply
    • Micro picture
      sergiotecnico · almost 3 years ago · 3 pontos

      Stories Untold!

      3 replies
    • Micro picture
      artigos · almost 3 years ago · 3 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • raccoon Ronaldo D'Arcadia
    2017-12-29 16:53:15 -0200 Thumb picture

    Feliz Ano Novo!

    com amor, Black Mirror.

    22
    • Micro picture
      chimianopao · almost 3 years ago · 3 pontos

      A netflix br postou uma versão em português desse vídeo.

    • Micro picture
      ike_teshima · almost 3 years ago · 2 pontos

      hahahahahahah
      Irei fazer esse favor hoje para ti!!
      e ai de vc se for ruim oaeioeaioeiaoiaeoeaioeaioiaeoea

  • misterpumpkin Renato Moura Jr.
    2017-12-01 22:09:46 -0200 Thumb picture
    misterpumpkin checked-in:
    Post by misterpumpkin: <p>#img#[499364]</p><p>PLATINADO @platinadores</p><

    PLATINADO @platinadores

    Ai que saudade de fazer um check-in desses...

    Fiz review desse jogo pro @gamerview e você pode estar conferindo ele aqui, saiu hoje mesmo. Ele é um reboot de um point and click bem cult chamado The Black Mirror, que foi lançado em 2003 e provavelmente você nunca ouviu falar.

    Não vou falar muito aqui só pra forçar vocês a lerem meu review (sou desses), mas basicamente esse jogo é um lixo. Nada nele funciona direito, e eu só platinei porque como ele é um point and click, é bem fácil de pegar os troféus. Só tem 4 que não estão inclusos na história e você pode perder, mas é coisa bem besta mesmo.

    Pelo menos uma coisa boa ele me rendeu: meu segundo pioneiro! Se não fosse essa coisa toda de mídia especializada pegar jogos no lançamento, acho que eu nunca conseguiria pioneiro nenhum, e só esse ano foram dois. Peguei o velocista também, mas logo me tiram, pra variar.

    Enfim, recomendo esse jogo só pela platina, porque pelo resto ele não presta. Não ousem gastar dinheiro com isso, pode esperar que com certeza vai dar na plus.

    17
    • Micro picture
      igor_park · almost 3 years ago · 1 ponto

      Isso tem algo a ver com aquela serie do Netflix?

      1 reply
    • Micro picture
      peralva_gamer · almost 3 years ago · 1 ponto

      Que bom que li seu review antes. Só compro quando estiver bem baratinho.

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...