Este jogo não tem nenhuma crítica. Seja o primeiro a criticá-lo!

Adicionar Crítica


  • anduzerandu Anderson Alves
    2018-05-10 23:01:41 -0300 Thumb picture

    Registro de finalizações: Super Street Fighter 2 Turbo Revival

    Zerado dia 09/05/18

    Eita, outro Street Fighter 2 na minha vida, dessa vez o Turbo Revival do Gameboy Advance, um daqueles jogos que eu via nas revistas há eras e ficava imaginando como seria legal jogar em qualquer lugar e com aquele visual repaginado. 

    Ontem, bateu a vontade de ligar o GBA "classic" só pra experimentar a pegada e os botões mais uma vez. Daí peguei o SP pra dar uma comparada com esse mesmo jogo. Meu deus, como a gente jogava nesses portáteis sem luz?

    Enfim, fui jogando casualmente e engrenei até o final, principalmente por esse versão ter a dificuldade "consertada", ou seja, mais justa. Que jogo bom!

    Na tela inicial, é possível ver os modos do jogo, incluindo a campanha principal e Training pra se jogar sozinho e o modo multiplayer, pra linkar seu video game com um amigo e trocar uns socos e chutes. Não cheguei a testar esse último, mas acredito que um único cartucho seria o bastante pra jogar de 2 jogadores.

    Iniciando o Story Mode, percebi que a tela de inicial é diferente, com artes mais moderna e tal, mas diferentemente do HD Remix, isso deu muito certo!

    Não lembro de ter a animação do avião se movendo de país pra país (quase certeza que não tem), mas antes de cada confronto, aparece uma tela com as fotos dos dois lutadores se encarando muito bacana! Infelizmente nenhuma foto postada aqui vai fazer jus a beleza do jogo na tela do GBA.

    Na minha primeira batalha, o jogo já brilhou aos olhos: é tudo tão bonito e colorido! E o gosto de nostalgia da mistura de um jogo clássico como SF2 com o visual do portátil da Nintendo é sem igual. É um prazer.

    Os personagens são grandes na tela e mantém a proporção do original, diferentemente da versão de GBA do Alpha 3 que experimentei antes.

    Outra diferença que vi logo de cara era uma fase nova: a do Ken (segunda imagem desse post). Trocaram aquele "Iate Clube" por um estágio na cidade com uma parede grafitada, carros etc. Geralmente eu prefiro que se mantenha tudo o mais próximo do original, mas a mudança caiu bem. Mais tarde perceberia que a fase do Guile também mudou para uma bem mais sem graça com um jato voando e a do M. Bison ficou bem mais legal e mais parecida com algo de um último boss: ruínas escuras com estátuas tipo as do original e uns elementos tecnológicos no fundo. Nesse último caso, achei melhor que o original.

    Outra coisa muito bacana é que agora tem uma barra que vai enchendo e a possibilidade de dar golpes especiais, daqueles que até deixam o cenário todo colorido quando você derrota o oponente com ele.

    Pra fechar as boas novidades, antes de começar a campanha, é possível escolher a velocidade do jogo, que vai da original, passando por Turbo 1 até Turbo 3. Dei uma testada em todas e acabei fechando o jogo na Turbo 3, que funciona muito bem, sem parecer que o jogo está em "fast-forward" nem lag/queda de frames. É o mais próximo dos jogos de luta mais atuais e faz o original parecer uma câmera lenta desnecessária.

    Infelizmente, o hardware do GBA, apesar de as vezes acrescentar um charme aos jogos as vezes, também os limita em outras. Em SSF2TR, a trilha sonora é comprometida, apesar de não ficar ruim (as vozes se mantiveram muito bem), mas o maior problema é a quantidade de botões: apenas 4! E isso contra os 6 do original, que variavam os socos e chutes em fracos, médios e fortes.

    No GBA, entretanto, você pode configurar cada botão para o ataque desejado.

    Resumindo: Super Street Fighter 2 Turbo Revival é uma excelente versão do clássico de SNES. Já vi bastante gente inclusive falando que esse seria a versão definitiva do jogo. Por mais que esse seja uma opinião pessoal, eu posso dizer ao certo que eu prefiro mil vezes jogar essa versão à que eu jogava na infância.

    De bom: visual muito bom, adição de ataques especiais, tela se seleção moderna e bonita, assim como a tela de derrota. Trilha sonora bacaníssima, alguns cenários novos muito bons. Adição do Akuma. Dificuldade certinha. Personagens com várias "roupas diferentes" (color swap)

    De ruim: limitação de ataques pelos poucos botões do GBA. Uma das fases novas é bem sem graça. Diferentemente de outras versões do jogo, você precisaria de pelo menos mais um GBA e o cabo para poder jogar contra um amigo.

    No geral, amei a versão portátil, de um modo que talvez eu nunca tenha gostado de SF antes (acredite). Apesar dos apesares, sou mais no GBA que no Switch/HD Remix. Como eu estou chegando aos 1000 jogos zerados, esse jogo, assim como muitos outros (incluindo o HD Remix), não serão contabilizados pra esse resultado.

    14
    • Micro picture
      vinicios_santana_3 · 10 meses atrás · 2 pontos

      Cheguei a comentar sobre esse jogo tbm. Adorei ele e não fosse a limitação de botões, realmente seria o Street Fighter 2 definitivo.
      Dizem que da pra usar os 6 botões, onde uma combinação de botão + gatilho, substituiriam o botão faltante. Não cheguei a testar para confirmar.

      1 resposta
  • vinicios_santana_3 Vinicios Santana
    2018-03-21 23:44:58 -0300 Thumb picture
    vinicios_santana_3 fez um check-in:
    <p>#img#[536007]</p><p>Inspirado pelo amigo @thione - Alvanista

    Inspirado pelo amigo @thiones, resolvi colocar esse jogo no celular. E mesmo sabendo que jogar no touch é uma porcaria, ainda insisti em jogar.

    Nunca fui tão ruim em Street Fighter como hoje, o touch realmente não ajuda, mas mesmo assim aos trancos e barrancos, consegui terminar o modo Arcade com o Sagat.

    Gostei das mudanças que o jogo sofreu principalmente da adição dos especiais, alguns cenários novos são meio sem graça.

    Gostei bastante das ilustrações dos personagens, tanto da foto de cada um, quanto dos finais e frases de vitória.

    Odiei os menus de seleção e o world map, parecem feitos no paint pra um Mugen genérico.

    Já a tela de VS é muito bonita.

    Futuramente pretendo comprar um controle para celular, recentemente cheguei a testar um ípega 9025, mas não gostei muito do direcional para jogos de luta, alguém tem algum controle para indicar?

    Com um controle descente, pretendo jogar mais seriamente.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    13
    • Micro picture
      thiones · 11 meses atrás · 2 pontos

      O ipega que estou usando é este mesmo modelo hehe

      3 respostas
    • Micro picture
      roberto_monteiro · 11 meses atrás · 2 pontos

      Meu ipega é o 9028, quase igual esse ai... Da pro gasto hahah

      5 respostas
    • Micro picture
      santz · 11 meses atrás · 2 pontos

      Eu tenho o controle desse da foto. O único problema dele é que os pegadores são curtos demais e acaba cansando a mão se jogar por mais de 1 hora. Mas de resto, o controle é perfeito. Já zerei uma pá de jogos nele dos mais diversos estilos, inclusive no de luta. Se bem que acostumei a jogar games de luta no analógico.

      1 resposta
  • thiones Sebá Oliveira
    2018-03-19 23:04:37 -0300 Thumb picture
    thiones fez um check-in:
    <p>Quase não tive tempo pra nada hoje. Só liguei me - Alvanista

    Quase não tive tempo pra nada hoje. Só liguei meu PS4 a tarde pra testar o Mighty n°9 e só. Estou jogando um pouco só agora. Mas vamos lá pro check-in que é o que interessa aqui... 

    A Capcom não cansa de requentar Street Fighter 2, mesmo dando aquela raivinha pela exploração excessiva do título, não tem como odiá-la por isso.

    Super Street Fighter ll Turbo Revival é tipo uma versão definitiva old school de Super Street Fighter ll Turbo de 1994 e foi produzido inteiramente pela Capcom em 2001 exclusivamente para o Game Boy Advance. Hoje você encontra ele no Virtual Console se não me engano.

    A adaptação é boa e eu particularmente gostei muito.

    O principal problema aqui dele são os controles já que SFll sempre foi adepto do controle de 6 botões e como o GBA só tem 4, uma adaptação meio duvidosa foi feita para que os socos e chutes tivessem as 3 potências.

    Como eu não sou muito chegado nesses malabarismos, simplesmente tirei os ataques médios e configurei apenas fracos e fortes e funcionou até que bem, já que não ia ficar combando mesmo. Tirando esse pequeno probleminha de fábrica que você mesmo pode arrumar, o jogo responde bem e os golpes são executados com facilidade.

    As músicas continuam as mesmas de SSFIIT, porém com uma leve diferença entre a versão de Arcade e provavelmente devido a limitações de hardware do portátil, porém os efeitos sonoros são bem fiéis, o que já faz o jogo ganhar uns pontos comigo.

    Uma coisa que achei legal é que alguns cenários sofreram mudanças drásticas e até que ficaram boas, já que provavelmente muita gente já deve estar enjoada daquele caça e a moça fazendo aqueles gestos... Bem... Você sabe... Lá no estágio do Guile. Os cenários que percebi grande mudanças foram do Ryu, Guile e Chun-li. Outros cenários também tiveram algumas alterações, porém nada chocante.

    O cenário e tema da Cammy continuam lindos como sempre <3

    A apresentação em que o Ryu se prepara para executar um Hadouken também mudou e agora rola umas telas de luta entre alguns personagens.

    Coisas menores como a tela de seleção de personagens, a tela de continue e a de VS também sofreram alterações e apesar de gostar muito das telas antigas, as novas me chamaram muita atenção.

    Há também modos novos que são liberados conforme você joga e personagens como Akuma, Evil Ryu e Ken também podem ser liberados, mas não tive muita paciência pra buscar isso... Por enquanto. Como estou numa vibe de só terminar o jogo, vai ficar só pra quando eu estiver mais tranquilo.

    Segue o final da Cammy:

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Essa é uma versão muito bacana da já surrada e tão explorada  galinha dos ovos de ouro da Capcom e se tu tiver de bobeira, recomendo conhecer essa adaptação pra esse portatilzinho maroto da Nintendo. Vale sua atenção.

    32
    • Micro picture
      manoelnsn · 11 meses atrás · 2 pontos

      tô de olho na versão do Switch, mas anda muito cara... E os joycons são uma merda pra jogos de luta

      3 respostas
    • Micro picture
      vinicios_santana_3 · 11 meses atrás · 2 pontos

      Acho que colocarei no celular então, eu realmente tenho muito preconceito com jogos de luta em portáteis, acho eles frágeis demais pra isso, mas meu celular já caiu tanto que não faz mal kkk.

      7 respostas
    • Micro picture
      kabutojuh · 11 meses atrás · 2 pontos

      o akuma desse jogo é totalmente superior aos outros personagens haha

      3 respostas
  • marlonfonseca Marlon Fonseca
    2018-01-27 21:30:33 -0200 Thumb picture
    marlonfonseca fez um check-in:
    <p><strong>Jogo finalizado #1758-</strong><strong s - Alvanista

    Jogo finalizado #1758-Super Street Fighter II Turbo Revival (Gameboy Advance)

    Quando eu já achava que eu havia jogado todas as versões de Street Fighter 2 possíveis e variações me deparo com essa aqui.

    Ela vai além de um port adicionando alguns novos cenários, animações de introdução até o fim.

    Mas a essência se mantém e isso é um elogio.

    Gráficos e jogabilidade tudo nos conformes.

    Foi bom conhecer essa nova versão que conseguiu ainda que timidamente inovar em algumas questões.

    12
    • Micro picture
      santz · 1 ano atrás · 2 pontos

      Tem até especial? Massa.

  • pauloaquino Paulo Aquino
    2017-07-03 17:13:29 -0300 Thumb picture
    pauloaquino fez um check-in:
    <p>Fui mandar ver uma partida antes de ir descansar - Alvanista

    Fui mandar ver uma partida antes de ir descansar um pouco...

    1
  • pauloaquino Paulo Aquino
    2017-06-09 19:59:33 -0300 Thumb picture
    pauloaquino fez um check-in:
    <p>Mais uma jogatina minha. Agora com Super Street - Alvanista

    Mais uma jogatina minha. Agora com Super Street Fighter 2 Turbo Revival. 

    O que estas figuras sugerem? 

    Agora, o que eu fico bravo, é que por causa da chiadeira de algumas cantoras gospel que pregam a abstinência sexual (outro tipo de gente que quanto mais longe de mim, melhor), agora teremos nos games certos tipos de política que foram bolados na base do "oito ou oitenta".

    Quer virar santa? Problema seu!! Eu tambem sou favorável a variedade nos games. 

    Por que não, por exemplo, personagens brasileiros com o seguinte perfil?

     - apelões até dizer chega (KKKKKKKKK, tá bom, parei)

     - só sabem vestir preto

     - MUITO SÉRIOS E PROFISSIONAIS

     - falam pouco

     - detestam gente arrogante

     - no caso de personagens femininas brasileiras, estas seriam vestidas (tipo foda-se o fanservice)

    0
  • 2017-02-21 19:10:18 -0300 Thumb picture
    ryuuzaki fez um check-in:
    <p>Jogando esse lindo fighting do GBA terminei com - Alvanista

    Jogando esse lindo fighting do GBA terminei com o Blanka e tentarei terminar com os outros lutadores.

    20
    • Micro picture
      santz · 2 anos atrás · 2 pontos

      Representando o espirito BR.

  • netogermano Neto Germano
    2016-10-29 22:43:26 -0200 Thumb picture
  • 2016-05-16 15:42:38 -0300 Thumb picture
    ryuuzaki fez um check-in:
    <p>Mais uma jogadinha nesse jogo terminado com o Gu - Alvanista

    Mais uma jogadinha nesse jogo terminado com o Guile.

    10
  • 2016-05-11 14:44:19 -0300 Thumb picture
    ryuuzaki fez um check-in:
    <p>Senti saudades desse game e resolvi joga-lo salv - Alvanista

    Senti saudades desse game e resolvi joga-lo salvando com a delicinha da Cammy.

    6

Carregar mais postagens

Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...