• 2018-12-13 21:55:19 -0200 Thumb picture

    Eu dito as regras

    Medium 3690966 featured image

    Salve, Salve meus caros Talkers…

    Eis eu aqui de novo, lhe escrevendo mais algo que acabei de esquecer se é realmente importante, se é ou não, tenho a mínima ideia kkk…

    Em ritmo de final de ano (2018 está no fim e que venha minha folga para jogar na virada para 2019), trago algo que ocorre muito desde a geração passada de videogames e games…

    Acompanho vários fóruns, comunidades de games, comentários que a galera vem passando de uns tempos para cá, é meio que cancerígeno...sério mesmo, cancerígeno é a palavra que utilizo.

    Você simplismente compra um game que está muito afim de jogar com os seus amigos, ter aquele momento de descontração, e eis que aparece o primeiro indivíduo, você o nunca viu na vida, e começa a proferir palavras a sua pessoa, dizendo que este não é o modo correto de jogar.

    Ué? Não é assim que se joga? Não entendi isso?

    Chega a ser engraçado, porque comprei o jogo para a minha diversão, a forma como eu jogo, sou eu mesmo quem determina, assim como todos pensam...mas vamos lá ao grande choro que muitos fazem na internet.

    Se você joga FIFA, tem uma modalidade Ultimate Team, no qual você compra um booster pack de cartas, e dentro dele vem os jogadores de forma randômica, você pode tirar uma carta “Ultra Rara” como também pode tirar uma carta “Comum”, o que ocorre muito das vezes. Você tem vários fatores do time para ter uma classificação.

    Vamos ao teste, uma partida online, e o que ocorre, depois de uma chuva de chutes ao gol, não consegue sequer abrir o placar, e tem “os melhores jogadores” que seu adversário não possui. A frustração, você toma um gol de um time que é considerado pior que o seu. Como me defender, você começa a proferir palavras de forma a denegrir seu adversário, tentando ter uma justificativa para aquele placar, até mesmo xingar em comunidades, mostrar prints, informar que o jogo está todo errado e por aí vai.

    Uma outra parte, é os comentários que alguns fazem, quando você está jogando online, “As Regras do Além” aparecem do nada, e o mais engraçado, você revirar um manual de instruções do jogo, ver em sites oficiais, e isso não existe…

    Uma das coisas mais claras que ocorre em quem está querendo um PvP, Dark Souls é um destes jogos, se você quer jogar online, terá ajuda de outros jogadores que tiveram uma certa dificuldade, como terão pessoas que apenas querem enfrentar aquele boss novamente, aumentar as almas para upgrade. Como estará propenso a “Invasões” durante o jogo, aquele cara que atrapalha sua jogatina, e que faz parte do jogo, pois dá uma pitada maior de dificuldade no jogo.

    Agora “A Regra do jogo” é: fazer reverência ao adversário, não tomar estus para recuperar life, não ir para os inimigos da fase pois é um duelo injusto…Na boa, respeito demais a todos que fazem isso, até que é muito legal, mas tem partes onde você faz isso, tem até mesmo clube da luta para isto. Mas pensando como muitos fazem, eu estou invadindo seu mundo, eu vou te matar ou morrerei tentando, se tenho itens no qual pode me favorecer dentro do jogo, o porque não irei fazer isso?

    Em jogos de FPS, se você não souber jogar da forma que eles esperam, prepare para ser bombardeado por comentários do pessoal “Pro” que está no jogo a mais tempo que você.

    Ainda mais se você pega uma classe no qual o outro quer tanto, e depois fica dando quit game no meio de uma partida, ferrando a todos que querem apenas se divertir.

    Alguns mesmos se intitulam como “Jogador Raiz” porque está a mais tempo no jogo, e outros que estão chegando é o famoso “Jogador Nutella”, e para sair desta condição, chega ser totalmente ridículo.

    Outro dia estava conversando com um amigo meu, e logo de alguns meses lançado o Fortnite, um jogo no qual baseia em construção, coletar recursos e muitos tiros, game muito divertido e viciante. Ele iniciou a jogar desde que lançaram o jogo, depois ficou um tempo sem jogar ele, ao voltar e conversar em uma party do jogo, muitos já o chamavam de Nutella, porque ele estava ali naquele momento jogando o game, não começou a jogar quando lançou, porque ele (a pessoa intitulada Raiz) está desde o começo…

    Pera amigo? Não entendi nada do que você disse? Só porque estou jogando agora sou considerado Nutella aos seus olhos???

    Muitos players querem impor uma condição de como você jogar, sendo que quem comprou o jogo foi você, quem terá a experiência de diversão, de como você irá se divertir, isso é determinado a você mesmo.

    Algumas pessoas das antigas, Old Gamers, falam que eles são gamers de verdade, que já finalizou Battletoads sem morrer 1 vez sequer, e quer ditar na geração nova como eles devem jogar.

    A geração nova também quer falar para você como deve jogar, se divertir, que gráficos X tá uma M@#$%, que o Remaster daquele jogo poderia ser melhor, que jogo Y tá cheio de bugs que estragam, que console Z não roda a 1080p e 60FPS...

    Na boa galera, isso é totalmente chato, assim como você que acha que isso é excelente nos jogos, tem pessoas que estão nem aí pra saber se vai rodar Full HD, se durante uma batalha durante um PvP é justo não usar itens cura, ou se a pessoa irá usar.

    Na realidade isso não importa para o momento de diversão que você precisa.

    Um amigo meu mesmo me disse, que se eu não zerar um jogo X sozinho, não necessitando de ajuda de outras pessoas online não tem graça. Porque ele já fechou X jogos sozinho, sem precisar de coop, pois ele se sente que o desafio é maior, já na minha opinião isso é um desafio que você próprio se adestrou a fazer, e por isso a “primeira viagem, jogatina” no game ir sozinho é legal também, por outro lado prefiro ter aquele modo cooperativo para chamar a galera, conhecer outras pessoas e prosseguir com a história do jogo, se isso vai me atrapalhar ou não, só eu mesmo para dizer.

    É isso galera, o que vocês pensam sobre essa galera que querem ditar certas regras de como você deverá jogar um determinado game?

    Ano de 2018 está acabando e eu vou me internar de novo na virada jogando mais alguns games para não perder a minha tradição.

    Um grande abraço a todos e que venha 2019…

    @armkng

    18
    • Micro picture
      santz · 3 dias atrás · 3 pontos

      Tem como ditar regras e ainda ficar divertido. Ser desafiado em um jogo simples a jogar sem usar o mais básico que ele possui, tipo, sem pegar nenhuma moeda, sem atacar, etc.

      1 resposta
    • Micro picture
      blacksunray · 2 dias atrás · 2 pontos

      gostei do seu texto, sou gamer da época do atari e passei por vários sistemas e convivi com uma dos melhores rivalidades da historia, o mega vs snes, e eu, meu irmão e meus amigos jogávamos e nos divertíamos juntos, hoje essa geração gosta de cagar regras, por isso essa geração são todos nutellas, os games em geral foi feito para divertir, se um jogo, sistema, fizer isso por vc, ele já valeu o investimento.

    • Micro picture
      saraiva · 1 dia atrás · 2 pontos

      Eu não tenho muita paciência, então quando alguém vem cagando regras simplesmente digo "O jogo permitr, Então pode".
      Em relação a dificuldade eu sempre fui apreciador das histórias dos jogos, eu jogo em maioria das vezes para viver a a experiência de estar dentro de uma história que não é possível vivenciar e tomar decisões na vida real, e quero jogar pra me divertir e quando o jogo é muito difícil deixa de ser divertido (para mim, meu estilo de jogo, sei que tem jogadores que adora Desafios). Com isso acabou jogando a maioria dos jogos no nível fácil.
      Em relação a ser Nutela ou não, sei lá. Jogo vídeo game desde o Atari, passei por praticamente todas as gerações, estou sempre informado sobre a indústria (por amar games), se só por que jogo no fácil sou Nutela, ok então, procuro não me importa muito com isso.
      Ótimo artigo.

  • molinsky Rodrigo Molinsky
    2018-12-05 16:20:00 -0200 Thumb picture

    Agradecimentos e continuação do desapego

    Quero agradecer a todos que me ajudaram a divulgar os anúncios há duas semanas. Me surpreendi tanto com o apoio quanto com o volume de pessoas interessadas. Tive um trabalho danado pra organizar e etiquetar tanta caixa - mas fiz tudo com muito prazer. Parecia mudança, hehe!

    Agradeço ao @nicholasaraujo00, @filipessoa, @carlospenajr, @raxgmr2, @trocavenda e à minha irmã @tinahorta pelos compartilhamentos. Agradeço @jclove e tantos outros pelos comentarios e pela moral. 😊

    No entanto, não vendi tudo. Ainda tenho muita coisa. De pouco em pouco, espero limpar tudo aqui.

    Fiz uma lista dos arremates desta semana, caso alguém tenha interesse. São jogos que não foram comprados na semana retrasada, ou cópias avulsas daqueles que foram vendidos ou simplesmente games ou itns que deixei de anunciar inicialmente.

    Todos os arremates terminam neste Sábado à noite.

    Link com a lista:
    https://docs.google.com/spreadsheets/d/1NBij3SzzD6HXbahD4nLUiwwynN3flRl4fVbLvZYydZA/edit?usp=sharing

    Caso prefira navegar pelo próprio site do Mercado Livre, link dos meus arremates:
    https://games.mercadolivre.com.br/games/_AuctTypeID_AUC_CustId_56517743_seller*id_56517743

    A nota de repúdio/desabafo fica por um conta de um usuário que me difamou. Fiquei muito contrariado com um cidadão que me acusou de inflacionar os arremates com contas falsas porque ele estava vencendo 20 deles por uns 2 dias, mas no último dia perdeu a maior oferta em 18. Ele duvidava que os vencedores existiam. Eu não sabia se ele acreditava que arremate tem cadeira cativa, se não sabia que qualquer um pode superá-lo enquanto o arremate ainda está no ar, se era paranóico ou babaca mesmo. No fim das contas, ele deu um calote em dois jogos que finalizaram na casa dos R$ 20. Ou seja: era um babaca mesmo. Eu pensei seriamente em processá-lo, pois ele passou dos limites com as ofensas. Mas eu recadastrei os dois jogos e os valores já passaram os que ele arrematou, então ele simplesmente perdeu a chance de levar bons games por um preço de banana (se bem que tem banana que tá mais cara). O interessante é o retorno que já estou tendo com os que arremataram, todos bem satisfeitos. Melhor não gastar mais energia com quem não merece.


    Grande abraço!

    44
    • Micro picture
      filipessoa · 11 dias atrás · 3 pontos

      Imagina @molinsky dá aquela forcinha nos shares nunca é demais pra mim xD Sobre o cara que te difamou acho que você fez bem em deixar pra lá, gente assim não merece nem tempo.

      1 resposta
    • Micro picture
      raxgmr2 · 11 dias atrás · 2 pontos

      Só pela menção vou compartilhar de novo u.u

      2 respostas
  • canal_bitmania Lipe Vasconcelos
    2018-11-24 17:17:14 -0200 Thumb picture

    Donkey Kong Country - Vídeo Análise Bitmania

    Donkey Kong Country foi desenvolvido pela Rareware em 1994, e foi um dos games que mais explorou a capacidade técnica do Super Nintendo. Nesta divertida aventura, acompanhamos os macacos Donkey Kong e Diddy Kong numa busca pela ilha Donkey Kong, para recuperar as bananas roubadas pelo vilão King K. Rool, numa divertida aventura de ação/plataforma. Confira nossa review completa neste vídeo!

    2
  • xravenxp Thales Renan
    2018-11-01 18:46:40 -0200 Thumb picture

    Donkey Kong Country, um dos melhores games da era 16 bits!

    Olá galera, tudo bem com vocês? Fazia tempo que eu não aparecia, mas estou aqui divulgando o meu longplay do Donkey Kong Country, de SNES. Esse foi, sem dúvida nenhuma, um dos jogos mais fantásticos e revolucionários que o SNES já teve e introduziu alguns novos personagens e também jogabilidade estilo plataforma. Espero que curtam.

    2
  • eduardo_wrzecionek Eduardo Wrzecionek
    2018-10-30 18:30:26 -0200 Thumb picture
  • gusgeek Gustavo Francescheto
    2018-10-23 16:08:45 -0200 Thumb picture
  • 2018-10-20 16:13:28 -0300 Thumb picture
    26
  • singleplayers Singleplayers
    2018-10-02 18:07:09 -0300 Thumb picture

    Entrevista com o compositor da trilha de Donkey Kong Country

    Medium 3676013 featured image

    Confira mais matérias originais, vídeos e podcasts em: www.singleplayers.com.br

    David Wise é um dos compositores mais geniais do mundo dos jogos e concede pouquíssimas entrevistas. Por sorte, temos este raro registro com o compositor premiado e adorado até por pessoas que não fazem ideia de quem ele seja. Atualmente ele contribuiu para obras como Snake Pass, Yooka-Laylee e Donkey Kong Tropical Freeze. Só que nos tempos antigos ele trabalhou com a Rare em Battletoads e seus jogos favoritos sobre macacos.

    Você era parte da Rare desde 1985, quase no começo da companhia. Como você se tornou um compositor de video games?

    Me tornei compositor de video games quase por acidente. Eu estava trabalhando em uma loja de música, demonstrando um computador musical Yamaha CSX usando alguns dos meus próprios arranjos. Tim e Chris Stamper pediram uma demonstração de vendas, perguntaram quem havia escrito aqueles arranjos, e me ofereceram um trabalho na Rare.

    É o estilo de vida que você imaginou quando era criança?

    Eu queria ser compositor, então eu considero um privilégio compor músicas para video games.

    Em Battletoads a música é puro rock, DKC tem uma sensação ambiente de jazz, a música de DKR é pop e cativante…seu trabalho é bastante variado. Que tipo de música você gosta de ouvir?

    Eu absolutamente escuto montes de diferentes estilos de música, constantemente. Orquestra, ópera, balé, rock, funk,pop, músicas infantis, trilhas de filmes, qualquer coisa que se conecta comigo emocionalmente.

    Você normalmente toca qualquer instrumento?

    Eu toco uma variedade de instrumentos: meu favorito é o saxofone e sou afortunado em ter um grande piano Bluthner no lounge. Toco violão, baixo, bateria e percussão, e no momento estou reapredendo a tocar trompete, que eu costumava tocar quando era criança.

    A música de Donkey Kong Country ainda é aclamada por fãs e críticos, 15 anos depois. Essa série de jogos será inevitavelmente ligada a temas como Jungle Groove, Fear Factory ou Aquatic Ambiance. De onde veio essas melodias?

    Muito da inspiração veio da tentativa de superar as limitações de ter disponível apenas 64K de memória no SNES, e para fazer isso eu tinha que ser um pouco mais criativo na maneira que usava os dados de ondas sonoras disponíveis.

    Em muitos jogos da Rare, era comum ver vários compositores creditados. Você era incluído ao lado de Graeme Norgate em Donkey Kong Land, em DKC com Robin Beanland e Eveline Fischer. Como era distribuído o trabalho entre os compositores?

    Felizmente Graham, Robin e Eveline são compositores talentosos e tecnicamente competentes. Executar as melodias no SNES ou no GameBoy era um processo que consumia um certo tempo, então era mais o caso de quem estava disponível para escrever a próxima melodia requerida.

    Hoje em dia, as músicas dos jogos best sellers são gravadas com orquestra, arranjos orquestrados…são ótimas, mas as vezes os jogadores se lembram mais de um tema em midi gravado vinte anos atrás com menos recursos do que o arranjo sinfônico mais atual. Você acha que isso se deve a nostalgia, ou existe alguma coisa coisa?

    Nós não tínhamos nem mesmo o luxo do midi, tudo era escrito em código Hex até o Nintendo 64.Os chips sonoros eram muito mais limitados do que os recursos disponíveis atualmente, então a música era muito mais proeminente nos jogos.

    Talvez porque a música agora tenha que competir com efeitos sonoros, falas e sons ambientais, não tenha a atenção que merece.

    Stickerbrush Symphony, Aquatic Ambiance, Spaceport Alpha, Forest interlude, Turbo Tunnel Race em Battletoads… todo mundo tem seu tema favorito. Mas qual é a música de que você se orgulha mais? Por quê?

    Eu considero Aquatic Ambience foi o ponto da virada. Era tecnicamente trabalhoso de emular a técnica da “sequência de ondas” do Korg Wavestation para contornar o limite de 64k do SNES. Aquatic Ambience levou 5 semanas de programação, re-programação e para funcionar, mas os resultados defintivamente valeram a experimentação.

    Nos anos noventa, a Nintendo e a Rare pareciam competir para ver quem fazia os melhores jogos no SNES e Nintendo 64, como Mario Kart e Diddy Kong Racing, Banjo Kazooie e Mario 64 ou Donkey Kong Country e Super Mario World. Você sentiu essa rivalidade saudável nas músicas?

    A Nintendo escreveu grandes temas musicais, afinal todos conhecem o tema do Mario, é simplesmente icônica, assim como os temas para Zelda, Star Fox e incontáveis outros video games da Nintendo.

    Então sim, havia definitivamente uma rivalidade saudável. Por exemplo: com a trilha para Diddy Kong Racing eu queria fazer que fosse mais Mario Kart do que o próprio Mario Kart. Os jogos da Nintendo e seus estilos são grandes fontes de inspiração.

    A saída da Rare da Nintendo foi traumática para a companhia japonesa, para os fãs e para a Rare também. Desde então, você está apenas trabalhando em alguns poucos títulos relacionados a franquias ou consoles da Nintendo. Eu não sei o que aconteceu nessa indústria quando um grande compositor como você teve de deixar uma companhia para qual trabalhava tanto tempo. Mas você começou de novo com o David Wise Sound Studio. Você tem projetos para continuar a fazer jogos para video games?

    Me sinto muito sortudo por trabalhar com alguns projetos muito inspiradores de video games no momento, com alguns produtores muito telentosos. Tempos muito excitantes, e estou ancioso para que esses projetos dêem seus frutos.

    Dessa maneira (computador + intrumentos reais) serão suas músicas de seus novos projetos, ou você tem em mente, como Grant Kirkhope fez em Viva Piñata, que escreveu uma trilha orquestrada?

    Caso um projeto suporte uma trilha orquestrada completa, e onde o orçamento estiver disponível, então sou bastante favorável a seguir esse caminho.

    Também acredito que a trilha tenha que ser harmônica em relação ao ambiente do jogo também. Uma trilha que eu trabalhei no ano passado era bastante atmosférica, e eu preferi um uso mais esotérico da instrumentação.

    Eu sempre prefiro a performance e a entrega do uso de instrumentos reais quando for possível, pois nada pode se comparar. Entretanto, as vezes eu faço de outro jeito usando controladores midi para tocar samples ou instrumentos VST, tanto de um kit de bateria midi ou de um controlador de sopro Akai EWI.

    Eu também uso vários microfones ajustados para gravar a colecão de instrumentos que eu tenho em mãos no meu estúdio.

    Confira mais matérias originais, vídeos e podcasts em: www.singleplayers.com.br

    28
    • Micro picture
      reasel · 2 meses atrás · 2 pontos

      esse cara é foda!!

    • Micro picture
      deathcorps · 2 meses atrás · 2 pontos

      Tem uma mulher que também fez música de DKC.

      1 resposta
    • Micro picture
      fagnerale · 2 meses atrás · 1 ponto

      David Wise está entre os melhores compositores, é gênio...só de lembrar da fase da água em Donkey Kong já vem a nostalgia

  • felipefabricio felipefabricio25
    2018-09-26 20:41:37 -0300 Thumb picture
    felipefabricio fez um check-in:
    <p>PARANANANANANANANA-PAM-PÁ</p><p><a href="https:/ - Alvanista

    PARANANANANANANANA-PAM-PÁ

    enfim, depois da minha tentativa retardada e desnecessária de sonorizar esse tema sensacional de Gang-plank Galleon...

    ZEREI!

    Ah, que jogo lindo ><3

    Tem umas fases encapirotadas ali - basicamente a maioria que envolve minas e gelo, se ferrar os negócio de minecart e aquele da gasolina -, mas o jogo é extremamente divertido no geral, e super cheio de charme!

    also a trilha sonora é sensacional

    boa, cranky

    Cranky é incrível, aliás UHEAUHHUAEUHA

    Enfim, não sei se vou pra DKC2 direto ou não, acho que vou dar uma pausa. Mas é isso mesmo, jogo excelente, quem nunca jogou não sabe o que está perdendo.

    Té <3

    15
    • Micro picture
      gus_sander · 3 meses atrás · 3 pontos

      Pois é, esse jogo é muito bom, tanto ele, quanto seus posteriores, o DKC 2 e 3. Assim como o @old_gamer, recomendo muito jogar toda a trilogia do SNES hehe. E parabéns pela finalização desse!!

    • Micro picture
      old_gamer · 3 meses atrás · 2 pontos

      Pode jogar a trilogia DK do Snes que vc não irá se arrepender.

    • Micro picture
      filipessoa · 3 meses atrás · 2 pontos

      Bananas e barris, adoru xD parabéns!

  • felipefabricio felipefabricio25
    2018-09-22 21:31:42 -0300 Thumb picture
    felipefabricio fez um check-in:
    <p>#img#[587345]</p><p>ENFIM</p><p>desde que K. Roo - Alvanista

    ENFIM

    desde que K. Rool decidiu dar o ar da graça em Smash, eu me empolguei pra jogar DKC - eu já tinha jogado, era viciado nisso quando pequeno, mas... eu não tinha como salvar, então nunca passei do World 2 UHEAUHEAUHHUEAHUEA

    ah, e eu sempre jogava DKC2

    Enfim, me divertido bastante aqui com os gorilões. Jogão <3

    12
    • Micro picture
      raxgmr2 · 3 meses atrás · 1 ponto

      Gostei demais desse game.Me senti na obrigação de ter feito 101% desse game auhsuahsuahsu <3 s2

Carregar mais postagens

Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...