This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • 2020-03-11 11:06:01 -0300 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in:
    Post by sergiosamsa: <p><strong>BIOSHOCK 1 FINALIZADO!</strong></p><p>#i

    BIOSHOCK 1 FINALIZADO!

    Primeiro game que jogo e finalizo em 2020. Eu até que gostei, mas acho que criei muita expectativa ao longo dos anos em que o jogo ficou na minha lista de desejados, e acabou sendo menos legal do que eu esperava, mas ainda assim, bom.

    Eu destaco 4 pontos altos do game, pra mim. : o primeiro ponto alto é, sem dúvida, a história. Interessante, relativamente bem construída, cria a curiosidade necessária para que continuemos seguindo no jogo, descobrindo mais sobre a cidade de Rapture, mas acho que a narrativa poderia ser um pouco mais bem explorada. Ela tem um certo ritmo frenético que eu particularmente não gosto e considero que, se diminuíssem um pouco a cadência do jogo a história e os ambientes poderiam ser melhor apreciados. (Um bom exemplo de limite do fator "frenético" pra mim é o Dead Space) 

    Em segundo lugar vem a ambientação. Foi uma sacada muito boa a implantação de uma cidade fortemente baseada em Art Deco e traços de Art Nouveau em estado de decadência, mesclada com tecnologias avançadas e a utilização de uma trilha sonora com músicas dos anos 1940 e 50. Essa mistura ajudou na criação de uma atmosfera de projeto utópico fracassado (majoritariamente americano).

    O terceiro ponto alto do game, de certa forma ainda conectado com a ambientação, é o traço de terror que o game traz e que eu adoro. Eu tenho cá minhas dúvidas se eu consideraria o game como um "survivor horror", como eu já vi ele sendo classificado por aí (é algo que preciso pensar um pouco, pois o game me aponta muito mais para outras coisas..... mas pode ser que seja um game de horror sim, talvez seja só implicância minha).... mas é inegável a inspiração de terror/horror que ele apresenta o tempo quase todo. E levando em consideração a sua data de lançamento, ficou claro pra mim como BioShock serviu de inspiração para inúmeros games que vieram depois dele, como o próprio Dead Space, Amnesia, os games do Batman: Arkham Collection e recentemente eu diria até que inspirou uma parte de The Evil Within 2. 

    Quase toda a sequência em FORT FROLIC, em que temos que dar conta do artista sádico Sander Cohen, fez com que eu lembrasse do Stefano de The Evil Within 2 e as coisas terríveis que ele faz em nome da "arte". Principalmente a cena com o pianista no teatro, e todas as "estátuas" brancas espalhadas pelo cenário dessa fase (sem falar na dinâmica das fotografias/quadros para finalização dos objetivos), eu não ficaria surpreso se o pessoal de The Evil Within 2 me dissesse que beberam na fonte de Bioshock em alguns momentos. É possível ligar os pontos, sem esforço, é muito clara a influência...

    O quarto e último ponto que destaco no jogo é a versatilidade do gameplay. É muito divertido brincar com os poderes (plasmids), combinando os efeitos de gelo, eletricidade, fogo, telecinesia, conjurar abelhas e etc...é possível fazer batalhas bem interessantes se você souber combinar os poderes. 

    Ainda assim, com todos esses pontos positivos que encontrei no game, e de fato ele é bom, acho que a expectativa acabou me deixando um pouco frustrado com a narrativa de maneira geral.  Acho que vai demorar um pouquinho para dar aquela vontade de jogar o Bioshock 2. Eu até já comecei, na verdade, fiz as primeiras missões, mas já larguei, vou esperar passar um pouco a experiência do primeiro, jogar outras coisas e depois eu volto.

    18
  • 2020-03-08 10:28:45 -0300 Thumb picture
    redfield_warrior checked-in:
    Post by redfield_warrior: <p>Primeiro Bioshock platinado!</p><p>1ª Platina de

    Primeiro Bioshock platinado!

    1ª Platina de Março

    6ª Platina de 2020

    96ª Platina no geral

    8
  • 2020-03-06 18:31:24 -0300 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in:
    Post by sergiosamsa: <p>E não é que o myPSt voltou mesmo?! E eu achando

    E não é que o myPSt voltou mesmo?! E eu achando que nunca mais veria o meu singelo perfil.

    14
  • 2020-03-02 13:04:45 -0300 Thumb picture
    sergiosamsa checked-in:
    Post by sergiosamsa: <p>FINALMENTE!</p><p>Depois de meses longe do meu q

    FINALMENTE!

    Depois de meses longe do meu querido PS4, estou de regresso ao Brasil, já reativei minha Plus e não perdi tempo, já comecei a jogar Bioshock. Vocês não sabem como é bom voltar a jogar depois de tanto tempo!

    Não tenho muito o que falar, por enquanto, pois joguei pouco, ainda estou cansado da viagem, sofrendo um pouquinho com o jet lag, mas a ambientação é muito interessante, e tem um ar de terrorzinho que me agradou bastante! 

    Sendo assim, só passando para registrar mesmo. Depois que eu jogar mais e tiver mais tempo, vou contando melhor minhas impressões.

    18
    • Micro picture
      ryou · 26 days ago · 2 pontos

      Bem vindo de volta, man! Curtiu Portugal?

      1 reply
  • mysteron Rafael Faria da Costa
    2020-02-20 09:22:13 -0300 Thumb picture
    mysteron checked-in:
    Post by mysteron: <p>Noite fechando o segundo episódio de Burial at S

    Noite fechando o segundo episódio de Burial at Sea e a saga Bioshock (até o momento...). Senhores.... bateu a depressão pós-imersão em uma saga foda... Tudo nessas DLCs foi perfeito, a história, os personagens, o retorno a Rapture, a motivação de cada um, o rumo que a história tomou - principalmente no Episódio 2.... é sério.... Eu estou até agora tentando absorver tudo o que aconteceu e agradecendo ao Ken Levine por ele ser esse gênio/louco e criar esse universo.

    Todo o universo Bioshock, apesar das reviravoltas, viagens no tempo e espaço, realidades alternativas, etc. conseguiu terminar coeso e com uma miríade de possibilidades para futuras sequências. Basta alguém ambicioso como Andrew Ryan ou Zachary Comstock... Que viagem foi meus amigos... que viagem...

    24
    • Micro picture
      nettolage · about 1 month ago · 1 ponto

      Franquia incrível mesmo, inacreditável o quão coeso é o enredo

    • Micro picture
      kleber7777 · about 1 month ago · 1 ponto

      Eu tinha esquecido que existia essas DLCs. Eu só joguei as campanhas principais.
      Boa dica. Vou aproveitar que deram no plus e vou jogar elas. :)

    • Micro picture
      caramatur · about 1 month ago · 1 ponto

      A franquia é realmente sensacional! O final do Burial at Sea 2 é pra encerrar com chave de ouro...

  • brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas
    2020-02-18 14:38:03 -0300 Thumb picture
    brunothebigboss checked-in:
    Post by brunothebigboss: <p>Não tem intervalo não, já comecei o Bioshock 1!<

    Não tem intervalo não, já comecei o Bioshock 1!

    Mas como eu prometi a mim mesmo, estou jogando pouco. Mal saí da 1ª aparição de Andrew Ryan (aquela em que ele manda splicers para te matar logo no começo) e já mostrei que enferrujei depois de todo esse tempo sem jogar FPS porque foi cada noobada, e os troféus são bem mais difíceis do que os do Infinite, até desmotiva...

    Também tem algumas diferenças mecânicas interessantes a se destacar. Além do level design ser BEM melhor, a vida agora cura por kit médico (bem fácil achar, mesmo no difícil, a dificuldade em que jogo), e as "magias" agora tem várias barras. Explico: existe uma barrinha principal, mas o personagem carrega as seringas que permitem que ele use os poderes. Quando a barra acaba, ele só injeta a seringa e ela volta cheia. Isso é MUITO melhor do que no Infinite, quando isso foi retirado e no jogo de AÇÃO, você só pode usar magia algumas poucas vezes! E o pior é que o 1º Bioshock às vezes é definido como jogo de terror...

    O que sinceramente não é muito absurdo. Isso sem contar a ambientação da icônica Rapture, mil vezes mais foda que Columbia, que já era fantástica!

    O que mais esse jogo pode oferecer?

    19
    • Micro picture
      andre_hirosaki · about 1 month ago · 2 pontos

      Não joguei o 3 ainda entao não sei comentar as diferenças direito.
      Eu gostei dos puzzles de hackear mas com o tempo ficam cansativos demais e alguns demoram um bocado. No 2 eles agilizaram bastante isso mas eu curti a ideia de ser aquele joguinho de cano, só precisava ser melhorado n substituido
      Os poderes aí já são realmente muito bons e dá pra abusar bastante deles, ainda mais com as lutas freneticas dos big daddies.
      As escolhas de matar ou não as little sisters não importam tanto pq dps de um tempo vc consegue comprar quase tudo da loja lá sem precisar ser cruel com elas, apesar de impactar no final, entao vc q escolhe se faz uma run poupando ou matando tds elas.
      As armas tbm oferecem muita munição mas é bom guardar as mais potentes pq o jogo em si com a pistol já é suficiente mas contra chefe é bom guardar shotgun, smg, grenade launcher etc.

      1 reply
  • mysteron Rafael Faria da Costa
    2020-02-18 09:27:37 -0300 Thumb picture
    mysteron checked-in:
    Post by mysteron: <div><p>Fechei o 1º espisódio do Burial at Sea e já

    Fechei o 1º espisódio do Burial at Sea e já parti para o 2º. E como se não fosse possível, os caras soltaram MAIS UM plot twist mind fuck que nunca imaginaria. É sério! É muito legal jogar esse game pela primeira vez e ser surpreendido a cada esquina.

    Enfrentar um Big Daddy depois de "tanto tempo"? Não tem preço...

    10
    • Micro picture
      bazanella · about 1 month ago · 1 ponto

      Sempre vejo falar mto bem desse game, ta na minha pilha da vergonha, nunca joguei 🤐

    • Micro picture
      caramatur · about 1 month ago · 1 ponto

      Espere até chegar no final da parte dois, aí sim vai ser foda

  • hazacc João Pedro
    2020-02-16 05:12:30 -0300 Thumb picture
    hazacc checked-in:
    Post by hazacc: <p>Eu tô em choque. Só ia terminar mais um game e i

    Eu tô em choque. Só ia terminar mais um game e ir dormir. Acabei de zerar o Bioshock Infinite. Eu não sei o que dizer. Toda a história, a gameplay, o estilo do jogo, tudo, simplesmente sensacional. Eu tava achando o jogo muito bom antes do final, mas depois, ele simplesmente subiu no meu conceito de "jogo legal" pra no mínimo Top 2 melhor jogo que já joguei na vida. O plot do Booker, da Elizabeth, o que acontece com a Songbird no final, o Comstock, a garota que o Booker deve pra pagar a dívida, tanto citada no jogo... Tudo é revelado, de uma maneira linda e misteriosa usando os poderes da Elizabeth abrindo universos paralelos. Simplesmente genial, eu nunca me surpreendi tanto com o final. Jamais esperaria que este Bioshock se tornaria o meu favorito. Simplesmente uma obra prima dos videogames 10/10.

    4
  • hazacc João Pedro
    2020-02-14 21:40:16 -0200 Thumb picture
    hazacc checked-in:
    Post by hazacc: <p>Sempre fui muito fã de Bioshock, mas nunca final

    Sempre fui muito fã de Bioshock, mas nunca finalizei o Infinite por falta de interesse. Mas agora que tá de graça junto com os antecessores na PS Plus eu não tenho mais desculpa. Bora lá.

    3
  • brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas
    2020-02-14 18:12:25 -0200 Thumb picture
    brunothebigboss checked-in:
    Post by brunothebigboss: <p>Passei em branco por essa franquia... até agora

    Passei em branco por essa franquia... até agora (obrigado Plus!)

    Infelizmente, o arquivo disponível na aba da Plus do PS4 dava apenas ao Infinite. Depois eu achei a outra parte que tinha o Bioshock 1 e 2, mas nesse meio tempo eu comecei a jogar o Infinite no difícil (nunca desisti totalmente da obsessão dos troféus) e de quebra engatei com a DLC Enterro no Mar. Tudo isso custou uns 3 dias, e acho que foi um erro da minha parte, porque eu me desgastei muito no processo, chegou em um ponto que eu desisti de seguir certinho como faço e tava rushando o jogo. Mas olha, ô joguinho bom

    E justamente o mais polêmico deles. Já vi muitas pessoas que não gostavam desse jogo pelo level design, pela ambientação não ser tão marcante quanto Rapture, por ser machista pelo fato da Elizabeth ser uma princesa indefesa a maior parte do jogo (algo que mesmo se fosse verdade, foi corrigido no final e na DLC), pelo Songbird ser mal-usado (só aparece 4 vezes em 12 horas de jogo!)... enfim, já vi falarem muita cosa desse jogo. Claro que tinha os elogios de sempre que eram usados para toda a trilogia, mas os negativos sempre se sobrepõem...

    O Steampunk é muito bem usado e vai além de uma simples escolha estética (cof cof The Order 1886): não só as implicações políticas do enredo são, no mínimo, interessantes, como também toda a ciência por trás é fascinante e não digo só à "viagem no tempo" (entre aspas porque, apesar de ser um dos atos mais importantes do jogo, e feito várias vezes, não é uma viagem no tempo), mas...tudo mesmo

    A DLC também é muito boa. Tudo bem que muitos dirão que eu joguei do jeito errado e que eu tomei um monte de spoiler do 1, mas eu não me importei (até porque a DLC é tecnicamente "o fim" do Infinite), e até gostei bastante do que ia sendo revelado pra mim (em um dado momento o Andrew Ryan aparece, e mesmo sabendo pouco do personagem naquele momento, a atuação e a direção do Ken Levine tornaram esse cara já inesquecível pra mim)

    Tô ansiosos para jogar os outros 2 jogos...

    23
    • Micro picture
      poisony · about 1 month ago · 2 pontos

      Gostei bastante do Bioshock Infinite quando joguei, mas na época acabei me desanimando com a DLC, achei a mecânica de stealth meio monótona e acabou que eu dropei ela pelo caminho. Mas o jogo em si conta uma história ótima mesmo, o final dele especialmente me impactou bastante.

      Maaas não tão imapctante quanto o primeiro Bioshock, hahaha. Se você por algum milagre não sabe nada da trama do primeiro, recomendo.

      1 reply

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...