This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • gabriel_alecsander Gabriel Alecsander
    2019-11-09 20:58:54 -0200 Thumb picture
    gabriel_alecsander checked-in:
    Post by gabriel_alecsander: <p>F 09/11/19</p>

    F 09/11/19

    0
  • angeloasoares Angelo Soares
    2019-06-03 09:46:45 -0300 Thumb picture

    Música final de Fatal frame 2

    Semana passada acabei por mencionar project zero 2 (fatal frame 2 ) e acabo por me lembrar dessa maravilhosa música feita para a versão original do game . Ainda torço para que a série volte com tudo, e seja tão marcante quanto ja foi a anos atras, enquanto isso não acontece, fico aqui relembrando os titulos que foram lançados .

    22
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 5 months ago · 3 pontos

      podia msm heim... agora com os terrores em alta ;p
      fatal frame eh baum d++++

      1 reply
    • Micro picture
      thiagoreis · 5 months ago · 3 pontos

      Já que estamos na geração dos Remake/Remasters.. um Remake de um Fatal Frame seria muito bem vindo !!!

    • Micro picture
      angeloasoares · 5 months ago · 3 pontos

      Um remake da série seria perfeito, nunca joguei o primeiro e tem mtos que nunca jogaram também e alias nem tiveram contato com a série.

      1 reply
  • 2019-03-28 13:30:30 -0300 Thumb picture

    Desafio 30 dias de games 2019

    Último dia, com 8 itens para fechar o @desafio ..... vem comigo que está bão, pelo menos pra mim tá bão por demais da conta recordar essas coisas, rsrsrs!

    Dia 23 - Chefão mais difícil

    Motaro, em Ultimate Mortal Kombat 3 - tecnicamente Motaro é um subchefe e não um chefe, mas pra mim dá no mesmo. Nessa categoria pensei em muitos chefes desafiadores, incluindo os temidos (e com razão) chefes da franquia Dark Souls, mas daí eu lembrei do quanto eu sofri nas mãos do Motaro nos idos de 1997/98. Está pra nascer boss mais apelão. E quando ele entrava em "modo combo" então, queria ver você conseguir levantar pra respirar. 

    Ele te dava um coice que você atravessava a sala e perdia metade da barra de vida. E o cara ainda se teletransportava e te deixava zureta. Pra mais ajudar era imune a magia, que era o meu porto seguro para enfrentar inimigos difíceis. Não só era imune como também refletia sua magia contra você. Boatos de que tem uma das magias da Sindel que funciona contra ele, mas nunca testei, e olha que eu jogava muito com ela. O chefão mesmo, Shao Kahn, era mole de derrotar. Depois do Ultimate, Motaro foi muito injustiçado pelos desenvolvedores de MK, até virar aquele ser bípede de bosta em MK Armageddon. 

    Dia 24 - Final decepcionante 

    AC Odyssey - eu terminei esse game tem uns dois meses e já reclamei bastante do final dele, o suficiente para uma vida. Origins dá de 10 a 0, muito melhor, e não tem qualidade técnica de Odyssey que o faça ser superior ao Origins pra mim. 


    Dia 25 - Gênero favorito

    Terror - acho que vocês já estão cansados de saber disso, né? 

    Vader se intrometendo nos vilões do terror, mas tudo bem...


    Dia 26 - Personagem favorito

    Aloy, de Horizon Zero Dawn - além de ser um dos melhores jogos que já joguei  na vida em muitos aspectos, acho que nunca me identifiquei tanto com um personagem como aconteceu com a Aloy. Para quem presta atenção nessas coisas, Horizon Zero Dawn possui uma temática religiosa (antirreligiosa até) bem interessante. Da mesma forma como evangélicos ou membros de religiões africanas sofrem preconceito, ateus também o sofrem, principalmente no Brasil atual. Como ateu que sou, assumido há uns 15 anos, foi muito interessante ver como a Aloy passa de uma espécie de agnosticismo para o ateísmo sem desrespeitar as crenças de ninguém, guiada por seus próprios preceitos de humanidade, companheirismo e senso de comunidade enquanto espécie que precisa conviver em um mesmo mundo, respeitando uns aos outros, independente de suas crenças, ou da falta delas. 

    O mais interessante é que Aloy sai da tribo mais fundamentalista de todas que povoam o mapa em busca das próprias respostas para o seu lugar no mundo. Mas da mesma forma que os fundamentalistas da tribo são os responsáveis pelo exílio dela (um chegou a tacar uma pedra na cabeça dela quando criança), Aloy contou com a ajuda e carinho de alguns religiosos que não concordavam com atitudes extremistas. A protagonista guarda profunda gratidão por essas pessoas e por isso acho que Aloy, assim como o jogo em si, ao mesmo tempo em que soam como antirreligiosos do ponto de vista prático (afinal, ser ateu faz parte disso, em grande medida), esse caráter "anti" não implica em fazer uma oposição grosseira, mas sim muito mais voltada para a convivência e o respeito, afinal as pessoas são diferentes. No fim, importa saber entender onde começa o espaço de um e termina o do outro. Tem diversos artigos na rede sobre essa característica do Horizon, todos em inglês...não lembro de ter visto algum em português. 


    Dia 27 - Primeiro jogo que jogou

    Alex Kidd in Miracle World - não lembro de muita coisa desse jogo, tenho alguns flashes de memória de eu jogando ele e só. Esse polvo é uma das coisas de que mais lembro. 


    Dia 28 - Melhor Cutscene

    Intro e Morte de cada Colosso de Shadow of the Colossus - Ainda hoje eu fico de boca aberta com as cutscenes desse jogo, principalmente a introdução dos Colossos e suas respectivas mortes. Além da admiração pela grandiosidade das cenas, também sempre fiquei um tanto triste por ver a queda de seres tão primordiais. (A intro do Phalanx está entre as melhores. Nesse vídeo começa em 6:22)


    Dia 29 - Universo de jogo que gostaria de viver

    A Hong Kong de Sleeping Dogs - me vejo com muita facilidade andando pelas ruas daquela cidade e comendo aquelas comidas.


    Dia 30 - Indique um jogo

    Fatal Frame II: Crimson Butterfly - esse game foi um que eu pensei em colocar na lista em pelo menos três momentos, então acho justo indicá-lo e usá-lo como fechamento desse meu desafio. O jogo foi um dos mais medonhos que já joguei, de verdade. Não possui muitos sustos, mas tem uma atmosfera pesada e tensa, é tudo muito tétrico. Além disso, eu nunca consegui terminar o jogo...sério, eu parei enquanto enfrentava o último boss, que era difícil. Foi bem na época em que eu estava pegando meu PS3 e daí eu jogava o Fatal Frame II no PS2 e acabei deixando-o para trás na empolgação com o console novo, mas quero muito voltar lá um dia para terminar. Encerrando aqui, também acho que ele merece muito um remake ou remaster para a nova geração que está para vir. 

    17
    • Micro picture
      roberto_monteiro · 8 months ago · 3 pontos

      Indique um jogo: Nunca mais durma

      1 reply
    • Micro picture
      johnny_bress · 8 months ago · 2 pontos

      esse pra mim vai ser muito dificil, nao lembro do boss mais dificil que enfrentei, um que acho complicado é o liquid snake, apesar de nao ser difiicil, a parte mano a mano sempre morro muito. vou me acabar pra lembrar o boss mais dificil que enfrentei

  • emersson_maia Emersson Maia
    2019-03-25 22:42:34 -0300 Thumb picture
    emersson_maia checked-in:
    Post by emersson_maia: <p><em>Recordar é viver!</em></p>

    Recordar é viver!

    4
  • mandaloriano_95 Henrique
    2018-12-11 23:05:18 -0200 Thumb picture
    mandaloriano_95 checked-in:
    Post by mandaloriano_95: <p>Terminei após 8 horas e 53 minutos no Normal, qu

    Terminei após 8 horas e 53 minutos no Normal, que era a maior dificuldade disponível. Praticamente duas horas a mais do que levei no primeiro, mas muito desse tempo foi gasto comigo andando pelas casas da vila perdido (enquanto o caminho estava bem na minha frente, malditas casas gêmeas).

    Gostei muito, e deram uma melhorada legal no combate e um pouco na movimentação em relação ao primeiro, além da história ser bem mais bacana com todo o lance das gêmeas. Ah, a dublagem em inglês também sofreu uma melhora considerável, embora a sincronia labial seja bem ruim em algumas cutscenes. Porém, acho que estou inclinado a dizer que gosto um pouco mais do primeiro título por conta da ambientação que a mansão proporciona e de alguns momentos específicos. 

    Este segundo também sofre por ser muito, mas muito mais fácil que o anterior.  Tudo bem que há duas dificuldades desbloqueáveis acima do Normal, mas o próprio Normal do primeiro era bem mais desafiador. Aqui, eu não morri uma única vez, sequer precisei usar uma Mirror Stone. Ao final do jogo, eu estava com mais de 40 ervas e 10 Sacred Water, além de um monte de filme para a câmera (não fiquei sem em momento algum). 

    No entanto, tem uns momentos bem intensos, com destaque para o trecho com a Sae te perseguindo e você sem meios de atacá-la. E por falar em Sae, estranhei muito não enfrentar ela no final. Guardei meus filmes mais fortes durante a batalha contra o Kusabi achando que o verdadeiro chefe final viria depois, mas não, o jogo acaba logo em seguida.

    E não esperava esse desfecho para a história, que coisa.

    8
  • mandaloriano_95 Henrique
    2018-12-08 23:54:12 -0200 Thumb picture
    mandaloriano_95 checked-in:
    Post by mandaloriano_95: <p>Hoje já emendei com o segundo Fatal Frame e alca

    Hoje já emendei com o segundo Fatal Frame e alcancei o capítulo 3.

    Acho que, ao menos por enquanto, na questão da ambientação eu ainda fico com a mansão do primeiro, mas a vila aqui ainda é extremamente horripilante.

    7
  • darlanfagundes Darlã Fagundes
    2018-07-13 21:10:09 -0300 Thumb picture

    Sexta 13, dia do medo,ao vivo!

    Hj o Dan vai jogar e tomar susto,ele detesta jogos de terror! kkkkkk!

    12
  • bahamut Vitor Henrique Batista
    2018-06-27 22:40:28 -0300 Thumb picture

    Desafio das 20 músicas

    E vamos de duplo aqui também:

    1 - Poste uma música de um jogo por dia por 20 dias.

    2 - Não pode repetir o jogo.

    3 - A música precisa estar no jogo (abertura e créditos contam, certo?)

    4 - Vale versão remix ou música licenciada no jogo.

    5 - Marque um amigo por dia e a persona @desafio.

    6 - Não explique nada, só poste.

    Dia 5

    Dia 6

    Dia 1: Liberi Fatali - Final Fantasy VIII

    Dia 2: Way to Fall - Metal Gear Solid 3: Snake Eater

    Dia 3: Ventus - Kingdom Hearts Birth by Sleep

    Dia 4: Karma - Tales of the Abyss

    11
  • eduardo_wrzecionek Eduardo Wrzecionek
    2018-05-10 18:17:21 -0300 Thumb picture

    Finalizado

    QPQ que jogo do caralho amei S2 jogo delicia  que final do caralho  OMG que final incrível para um jogo épico.  Parabens a Tecmo acretou em cheio com esse jogo zerado no emulador. 

    7
  • eduardo_wrzecionek Eduardo Wrzecionek
    2018-05-09 13:06:39 -0300 Thumb picture
    Post by eduardo_wrzecionek: <p>Meu cacete meu irmão!!! que jogo difícil é muito

    Meu cacete meu irmão!!! que jogo difícil é muito fácil de se perder. 

    1

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...