Medium picture

juninhonash Juninho Rodrigues

I suggest you to stay down...


mais de 3 anos atrás 2015-07-13

Black

Black é de longe um dos mais conceituados jogos do PlayStation 2 e não é de forma desmerecida, mesmo dentre um gênero que começava timidamente e se tornar cada vez mais comum e repetitivo, Black veio em 2006 e mostrou como se faz um FPS de verdade.

A trama é bem simples, você é um soldado que conta tudo que sabe pra quem sabe ganhar uma liberação pouco antes da hora, e ele não tem nada a perder, caso conte, ele sai mais cedo, se não contar, permanece preso e sabe-se lá quando vai sair da cadeia por seus atos criminosos.

Mas... Até onde vão os crimes? O que realmente aconteceu? O que era a Operação Black? Só jogando pra descobrir. O enredo é simples, tem aquele tom de mistério leve e vai sendo contado aos poucos, mesmo alguns documentos te dão leves pistas do que aconteceu e o jogador vai montando tudo, cada fase é uma das lembranças de Jack Kellar, seja elas antes ou depois da guerra. Oito fases simples, relativamente longas e com objetivos a serem cumpridos com o decorrer como parte do necessário pra prosseguir.

Mecanicamente falando também se mostra superior a esmagadora maioria do gênero, misturando elementos do FPS moderno com temática de guerra, ambientes urbanos e explosões de parte do cenário porém também com elementos de FPS old school, com comandos simples e diretos, itens de cura espalhados pelas fases e uma quantidade moderada de inimigos que dá mais dor de cabeça que muitos jogos do gênero onde há milhões e milhões de soldados com IA baixa. Quem não lembra claramente dos soldados com escudo ou os soldados com colete usando Shotgun?

O jogo não somente é bom e bem feito como também é bonito, gráficos muitíssimos detalhados, facilmente entre os mais bonitos da sua época, mas o legal é poder explodir os cenários, usar várias coisas de uma vez na tela, o massa é que a variedade de armas colabora fortemente pra que possamos explodir o cenário com inimigos tudo de uma vez com uma certa variedade.

Uma coisa que eu curti em 100% do jogo foi as músicas, elas são clichês porém muito boas, mas o que difere Black nesse quesito é o modo que as usam. Você geralmente anda mais em silêncio do que tudo, as músicas tocam nos momentos mais densos e dá claramente a impressão de: "Fodeu, o pau vai quebrar é agora".

Esse uso das músicas me gerou uma tensão muito massa, eu sempre era pego de surpresa e ficava esperando o que ia rolar, e de repente aconteciam cenas de andar atirando em muitos até certo ponto ou mesmo emboscadas mas o mais divertido é que Black raramente te obriga a ficar num ponto preso até limpar a área, muitas vezes você pode abrir o caminho e passar batido.

Só existem duas coisas que me impediram de dar uma nota máxima à Black. A primeira é o atraso leve de inputs que as vezes acontece no jogo, muitas vezes precisei recarregar a arma e precisava jogar uma granada as pressas, as vezes cancelava o comando e jogava, as vezes não, não incomoda muito mas em situações críticas podia ser fatal, afinal os checkpoints ficam muito distantes uns dos outros (o que é ótimo), e o segundo seria a falta de opções pra customizar os controles, o giro do personagem é meio lerdo e não há a menor opção pra melhorar nem que seja um pouco isso. 

Seus pontos negativos são poucos e não tiram o brilho, tranquilamente um dos melhores FPS do PS2 (isso se não for o melhor, afinal não joguei muitos) e de longe um dos jogos mais divertidos e desafiadores da vasta biblioteca do console, envelheceu super bem e é mais do que recomendado pra qualquer um que goste do gênero, seja por mecânica ou por um enredo bom apesar de toda sua simplicidade.

Só é lamentável saber que a sua continuação foi cancelada, mas fazer o que...

9.5 9.5 10
Nota Geral
9.5 Jogabilidade
8.0 História
10 Música
10 Gráficos
Divertidíssimo, desafiador, excelentes mecânicas e level design!
Excelentes músicas e uso magistral delas
Variedade de missões na rápida campanha que dura de 8 a 10 horas
Interação com cenários muito boa, existe uma porção de coisas que pode ser destruída e usada a seu favor
Enredo simplista porém divertido de se acompanhar
Leves atrasos no inputs dos comandos
Não há opções de giro de câmera e o padrão do jogo é um pouco devagar

28 de usuários gostaram desta crítica.


Outras críticas do mesmo autor:

Continuar lendo → Reduzir ←
Carregando...