This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • fred_alves_54 Fred Alves
    2020-02-24 13:51:54 -0300 Thumb picture

    Um dos mais difíceis e igualmente divertidos que já joguei.

    Jogo muito bem feito, tem que ser muito preciso e as vezes o jogo da uma trollada na última parte quase terminando a fase morre.

    2
    • Micro picture
      andre_hirosaki · about 1 month ago · 1 ponto

      o resto é bem mais amigável quanto ao level design, só esse q tem mta trollada desnecessária

  • miguelpardal Miguel Pardal Alexandre
    2020-01-24 07:25:52 -0200 Thumb picture

    Difícil esse em slc kk

    quando era criança tive um ps1 que minha mãe vendeu pra compra lingerie engraçado porém triste kkk então nunca tive a oportunidade de  zera esse game mais também acho que séria difícil eu te zerado quando criança tem umas fase que slc muito treta 

    ( eu cadastrei o game separado espero que não me julguem mal afinal mesmo estando em uma mídia com 3 jogos cada  1 e um jogo completo que poderia facilmente ser vendido separado )

    16
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-09 12:50:33 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[675133]</p><p>Continuando a jogatina, cheg

    Continuando a jogatina, chego numa fábrica high tech cheia de robôs e canos quentes.

    Seguindo por sessões com fosso de ácido e um cara jogando barris, aqui é importante ver onde o barril pula e ficar na área segura, mas vai morrer MUITO até achar esses pontos.

    Por fim, o quarto boss, Pinstripe Potoroo, um furão gangster.

    Espere ele acabar de atirar e recarregar e o acerte com o giro, depois volte a se esconder atrás dos bancos, bem simples.

    Mais um trecho dificílimo de pontes.

    Chegamos num castelo ao estilo Castlevania, primeiro no seu exterior, com plataformas realmente inteligentes.

    No interior não há luz, devendo usar a máscara como fonte de luz, mas ela é temporária.

    Visitamos mais templos perdidos e no fim da torre, o quinto boss, Dr. Nitrus Brio.

    Ele prepara alguma mistura química que lança contra nós, inicialmente tentei rebater conra ele, mas não adiantou, ai percebi que ao esmagá-la, o Dr. sofria dano, foi assim até ele resolver beber a poção e se tornar uma ferra a lá Dr. Jekyll e Mr. Hyde.

    Morri algumas vezes nessa pate, até entender que tinha de usar as pedras para alcançar a cabeça do monstro e pular sobre ela.

    Mais uma sessão no laboratório, para então chegar no zepellin onde o último boss nos aguarda, Dr. Neo Cortex.

    A batalha não é complicada, mas requer que se decore o padrão dos tiros, apenas o tiro verde e rebatível.

    Com isso, derrotamos Cortex e fugimos com nossa garota, enquanto a ilha arde em chamas.

    Não fiz 100% no jogo, peguei 1 dos 26 diamantes. além de muitas vezes ter recorrido ao save state, Crash é bem desafiador e diria até cruel em certas partes, ele espera jogadas perfeitas, feitas por um ninja, mas os comandos não são tão precisos assim, isso é frustrante.

    Logo devo pegar o segundo e ver o desenrrolar dessa trilogia insana.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    22
    • Micro picture
      rafaelssn · 4 months ago · 2 pontos

      Nas pontes dá pra você andar nas cordas se calcular o pulo exato, uma curiosidade que descobri não muito tempo atrás no remake desses jogos.

      3 replies
    • Micro picture
      jcelove · 4 months ago · 2 pontos

      Boa! O primeiro eu dropei mas o 2 e o 3 sao bem mais tranquilos e menos injustos,SE nao fizer questao dos 100% vai tirar de letra.
      So nao espere por enredo q é qq coisa, nem sei se dao explicaçao pra separaçao dele com a namorada.hehe

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Mandou bem rapaz. Também zerei só o primeiro Crash, meio frustrante em algumas partes, mas satisfatório.

      1 reply
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-06 05:21:37 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[674459]</p><p>As fases dos rios são muito

    As fases dos rios são muito bonitas e atmosféricas, mas pular de uma folha em movimento para outra, requer muita precisão.

    Enfrentei o segundo chefe, Ripper Roo, um cachorro maluco com direito até à camisa de força, a batalha tem um conceito muito legal, atrair ele para as caixas de TNT, mas a execução é não é tão boa assim, é muito fácil pular errado e cair na água perdendo mais uma vida.

    A cidade perdida trás os setores de plataforma mais desafiadores, com partes bem criativas no uso de plataformas removíveis, além é claro de todo um ambiente muito bem feito.

    O templo em ruínas é outro belo exemplo de ambientação, a impressão que se tem é de que a qualquer momento poderia sair desses corredores, o Drake, ou Lara Croft.

    A fase da ponte suspensa não chega a ser difícil, lógico morri muito nela, mas basta ter um pouco de atenção que da pra passar tranquilo.

    Só perto do fim que descobri que dava para passar correndo pelas cordas, isso teria me ajudado e muito em certos pontos mais complicados.

    As fases das rochas se tornaram minhas maiores frustrações, é preciso ser perfeito, um deslize, um segundo de atraso e já pode dizer adeus.

    Por fim enfrentei o terceiro chefe, Koala Kong, um Koala parrudão hahaha.

    A batalha é simples, mas requer atenção, girar no exato momento que o Koala arremessa as rochas, repetir até que ele seja atingido algumas vezes.

    O problema é quando começa a chover TNT.

    Acabei falando um pouco de cada fase que joguei pois me surpreendi com a variedade de cenários e mecânicas, isso tem me agradado bastante.

    Já algo que vem me desagradando é a alta dificuldade, não pelo jogo ser injusto, mas por exigir movimentos precisos com controles imprecisos. Retiro o que disse no check-in anterior, Crash está em pé de igualdade com Jackie Chan do Ps1 onde se segura para frente e pula, o personagem vai pro buraco em diagonal.

    Tinha me forçado a usar save states apenas nos checkpoints e saves, mas houve sessões que se não fosse o save state, eu teria desistido do jogo.

    Sabem me dizer se no remake continua assim ou eles travaram o ângulo como num Contra de nes que mantem a jogabilidade travada nos setores de plataforma e muda nos setores de troca de perspectiva.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    34
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 4 pontos

      Eu só consegui acertar os pulos do Crash quando comecei a usar o direcional ao invés do analógico.

      1 reply
    • Micro picture
      speedhunter · 4 months ago · 3 pontos

      O Remake ainda é mais difícil em minha opinião. A física foi mudada e requer ainda mais precisão do que a versão clássica.

      6 replies
    • Micro picture
      thejosephkorso · 4 months ago · 2 pontos

      Jogo é pedreira sim. É um ótimo exemplo a ser mostrado para quem considera essa série "jogo de criança". Joguei os três, mas nunca terminei nenhum deles.
      Perdia todas as minhas vidas nas fases das pontes com tábuas quebradas.
      Mas eu gosto e muito desse estilo gráfico da época. Certo que revisito.
      Mesmo já tendo o remastered, ficaria com o original. Pena que tenho apenas o Crash Bandicoot 3 em mídia original. CB1 e CB2 black label são bem salgados atualmente.

      3 replies
  • netogermano Neto Germano
    2019-12-04 00:40:37 -0200 Thumb picture
    Post by netogermano: <p>https://youtu.be/ZwZtgEidZAE</p>

    8
  • jefffvoigt Jefferson
    2019-12-03 23:54:32 -0200 Thumb picture
    jefffvoigt checked-in:
    Post by jefffvoigt: <p>#img#[673946]</p><p>#img#[673947]</p>

    20
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-03 21:46:09 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[673909]</p><p>Tentar ser mais breve nos ch

    Tentar ser mais breve nos check-ins.

    Continuei jogando as fases e me divertindo bastante, principalmente com a trilha sonora.

    Enfrentei o primeiro boss, Papu Papu, um chefe tribal gordão, numa luta simples, porém divertida., esquivar de seus ataques e pular na sua cabeça.

    Ri demais também na sessão onde corro no lombo de um javali, foi frenética e divertida.

    Já as fases verticais, eu não curti muito não, principalmente pelos pulos nas caixas "molas" , são imprecisas e várias vezes ao pular de uma pra outra caí, sendo forçado a fazer todo o percurso novamente.

    No geral as demais plataformas podem ser imprecisas também exigindo certa atenção e posicionamento na hora do pulo, mas nada comparado a Jackie Chan Stuntmaster.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    24
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 4 months ago · 2 pontos

      Super gostoso de jogar...

      4 replies
    • Micro picture
      jcelove · 4 months ago · 2 pontos

      Ah nem da pra comparar com o jogo di jackie mesmo, apesar do design troll de algumas fases.
      Acho bacana o primeiro crash mas o sistema de sace dele me frustrava demais.hehe
      So terminei o 2 e o 3.

      3 replies
  • vinicios_santana Vinicios Santana
    2019-12-02 07:06:15 -0200 Thumb picture
    vinicios_santana checked-in:
    Post by vinicios_santana: <p>#img#[673634]</p><p>Eu nunca fui muito ligado em

    Eu nunca fui muito ligado em Crash, talvez por ter tido um ps1 tarde e tido pouco contato com os jogos da franquia, sou um dos que preferia Mario Kart 64 ao CTR por exemplo.

    Mas polêmicas à parte, desde o lançamento da N. Sane Trilogy, passei a olhar para Crash com novo interesse.

    Cheguei a baixar o original de PS1 para a TV box, mas ele ficou meses lá parado.

    Acreditem, quem mais jogava ele era meu filho Raphael de 2 anos e meio, que chama de "jogo do lobo".

    E foi graças ao meu filho, que o interesse voltou novamente.

    Eu já tinha jogado a primeira missão na praia umas 400 vezes, sempre acompanhado do meu filho e explicando para ele.

    Ontem pela primeira vez, meu filho começou a entender as combinações de botões e mesmo de forma precária conseguia caminha e saltar, faltando apenas certo timming.

    Passamos o dia jogando a mesma fase, até ele meio que enjoar/se frustrar e pedir para eu jogar.

    Deitados num colchão jogado na sala, joguei as fases iniciais, enquanto ele torcia a cada pulo bem sucedido e quando eu caía em algum buraco, ainda me advertia com os ensinamentos " tem que pular papai".

    Seguimos até a 4ª fase se não me engano, onde uma rocha nos persegue no melhor estilo Indiana Jones.

    Foi complicado focar tendo de dar atenção ao meu filho e acabei morrendo bastante, mas isso despertou um interesse em continuar jogando.

    Vou seguir e até peguei o 2 dublado para que Raphael também entenda o que se passa.

    Algo legal é o som que a máscara faz ao ser coletada, eu sempre entendia como um grito "UHU HA HA", Raphael solta a pérola "VÔ TE PEGA", e realmente parece que ele fala isso hahaha.

    Acabou que nem falei da história do jogo.

    Bom, a história de Crash é bem insana, pra falar o mínimo, Crash foi criado pelo Dr. Neo Córtex e seu comparsa N. Brio, sendo o primeiro de um exército de animais mutantes que seriam usados para controlar o mundo, hem???Ele foge caindo numa ilha e tem que resgatar sua namorada.

    Mas o importante aqui é o gameplay que é bem competente para um jogo de plataforma 3D, há algumas partes com alguns probleminhas, como nos bônus, onde é muito fácil cair ao apertar para baixo ou na diagonal por engano, mas no geral é bem satisfatório.

    Bom, é isso, até o próximo check-in.

    34
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 3 pontos

      Quando peguei Crash pela primeira vez como a primeira experiência em um jogo de plataforma 3D, também penei bastante para pegar o jeito, tanto que nunca peguei os games para zerar, só depois de velho. Deve ser muito massa jogar com o guri e ele ficando todo tenso junto com o pai XD

      1 reply
    • Micro picture
      noblenexus · 4 months ago · 2 pontos

      Conheci o Crash por acidente, gnhei de aniversário o CD (Totalmente original) com os 3 jogos do PS1 Crash 1,2 e 3. Como eu não tinha super nintendo pra ficar no Mario world fiquei jogando Crash, ele é bom demias, bem diferente de Mario e com sua própria identidade, mas o primeiro é o mais fraquinho desse trilogia, o 3 é onde a franquia mais brilha na minha opnião, experimente depois o 3, a história é só uma desculpa pra ação mesmo então não vai ter problema rsrsrs

      3 replies
    • Micro picture
      sannin · 4 months ago · 2 pontos

      Esse jogo roda na TV Box ?
      Qual modelo ?

      2 replies
  • 2019-11-01 16:13:36 -0200 Thumb picture

    30 dias, 30 games

    Medium 668359 3309110367

    01/11/19 -  Remake ou Remaster favorito

    Quem não ama Crash?

    5
  • katsuragi Jefferson Trindade
    2019-10-04 21:53:24 -0300 Thumb picture
    katsuragi checked-in:
    Post by katsuragi: <p>Idas e voltas do trampo no busão, quando eu não

    Idas e voltas do trampo no busão, quando eu não queria jogar Mobage, pegava meu PSP e jogava ele. De pouco em pouco mas... foi!

    O Crash original, terminado em 100%! 
    Acredito que essa deve ser a sexta vez na vida que eu fiz um 100% nele, apesar de ter jogado MUITO ele em toda vida, eu raramente ia até o 100%. Quando era mais novo, nem tinha Memory Card então cada jogatina era basicamente uma do zero, por conta disso pra finalizar tinha que ser numa sentada só. Symphony of the Night mesmo foi um perrengue pra finalizar quando pequeno, tinha que deixar o PS1 escondido dos pais ligado por pelo menos 1 semana, eu tinha dó do coitado! 

    O que me travou do 100% por um tempo foi na Jaws of Darkness, da terceira ilha. SEMPRE me faltava uma bendita caixa na Stage e eu nunca entendi aonde é que a maledita estava... até por que eu acessava os dois caminhos escondidos da tela e AINDA ASSIM ficava me faltando 1 caixa... e a miserável tava escondida num canto invisível da tela, bem acima de onde o Crash tá na foto abaixo

    Esses trecos de esconder coisa em ponto invisível parece que era tesão dos desenvolvedores antigos... o número de jogo que eu joguei que tem isso... Até mesmo Bloodstained tem dessas. Dei miss num monte de coisa e nem fazia idéia!
    Alas, a curiosidade bateu e fui ver se eles tinham mantido esse ponto escondido em N.Sane Trilogy também e pra minha surpresa...

    Eles TOTALMENTE fizeram isso também!

     Haha! Foi muito bom rejogar esse classicão denovo, agora é atualizar o """""listão"""". Colocar várias aspas por que né... TÁ MAIS PRA VERGONHÃO!

    Esse Albebaran tá fogo....

    Assim, eu zerei muito mais do que isso esse ano mas... eu tô fazendo o erro de não anotar! AHAAEUIAEHAEEHEUHEA
    Daí eu freaking esqueço... Mas até o final do ano eu vou preecher isso aí, Ah se vou! Ao menos 12 jogos tenho que finalizar, né gente!

    Malditos mobages...

    24
    • Micro picture
      rafaschiabel · 6 months ago · 2 pontos

      Essas caixas escondidas me irritam profundamente!!!!!

    • Micro picture
      vinix · 6 months ago · 1 ponto

      Novo jogo Vent! Novo Jogo! Phoenix Wright! Kindom Hearts! Sonic! Quando que vai man?

    • Micro picture
      speedhunter · 6 months ago · 1 ponto

      Clássico!

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...