This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • creedin Creedin
    2014-11-25 20:00:03 -0200 Thumb picture

    Qual dos Games???

    Qual dos seguintes Games vocês gostariam de ver a série no Canal???

    5
    • Micro picture
      guiguig0 · about 4 hours ago · 3 pontos

      eu faço de skyrim pra vc :v uahsuahsahsuhuashuahsuahsuashasuh

    • Micro picture
      luuckgameer · about 4 hours ago · 2 pontos

      Skyrimmmmmmmmmmmmmmm

  • frohlich Gabri
    2014-11-25 11:37:21 -0200 Thumb picture
    4
    • Micro picture
      anaelize · about 12 hours ago · 2 pontos

      Na lista tem RPGs que eu gosto, porém discordo totalmente em eles colocar Diablo 3 na lista, todo mundo sabe que de todos o 2 é o melhor.

      1 reply
  • 2014-11-24 08:56:14 -0200 Thumb picture
    Post by tumblr: <p>#img#[20674]</p>

    1
  • miagi_mishima Níckolas de Aguiar Alves
    2014-11-22 23:24:26 -0200 Thumb picture
    miagi_mishima checked-in:
    Post by miagi_mishima: <p>Check-out. Continuo tentando pegar o Vampire Mas

    Check-out. Continuo tentando pegar o Vampire Mastered. Acho q amanhã minha jornada pelos troféus de Skyrim termina...

    4
  • anghfick Ângelo Gabriel GuerraTavares
    2014-11-22 19:24:37 -0200 Thumb picture
    Post by anghfick: <p><em><strong>SKYRIM &nbsp;&nbsp;</strong></em></p

    SKYRIM   


    Finalmente, após muitas horas, muitos dias, muitas indas e vindas, posso dizer que terminei Skyrim, ou ainda, terminei sua campanha principal. Entre missões paralelas, pequenas buscas e participações em diferentes organizações, venho escrever minha crítica sobre esse jogo tão falado, premiado e jogado mundo afora. O intuito aqui não é funcionar como um juiz, nem dizer se vale a pena comprar ou não um jogo, mas sim analisa-lo de uma forma mais profunda, tocando em pontos que me incomodaram e/ou que me surpreenderam.

    Elder Scrolls Skyrim é o quinto jogo da série, consagrada por sinal, e vem na sequencia de outro jogo muito badalado, Elder Scrolls Oblivion. A história geral do jogo eu não vou comentar aqui, pois ela é facilmente encontrada dando uma googlada por aí. Só digo que o personagem controlado pelo jogador é um Dragonborn, sendo considerado o único capaz de acabar com um mal terrível que assola a todos.

    Após a construção do personagem você passa por uma sequencia interessante, em que após quase morrer você é libertado e começa a sua saga pelo mundo. Essa etapa de moldagem de seu personagem é interessante, apesar de um pouco frustrante, pois você praticamente não olha para seu personagem, sobretudo seu rosto, ainda mais se jogar com a visão em primeira pessoa.

    Começado o jogo de verdade, a liberdade é imensa. Você pode vagar em qualquer direção e entrar em qualquer dungeon, cidade, caverna, etc. Mesmo possuindo uma história central, você não fica preso a ela, podendo seguir seus próprios passos, se envolvendo em outras questões, desbravando lugares novos, conhecendo personagens, buscando itens, enfim, você tem liberdade para fazer sua própria história dentro do jogo.

    Amostra do mapa de Skyrim

    Inicialmente isso parece fantástico. A cada lugar novo que surge em seu mapa a curiosidade só aumenta e o desejo por ir cada vez adiante só aumenta. No meu caso, em pouco tempo eu jpa estava envolvido com a escola de magia e me tornando um mago poderoso e envolvido com as questões do colégio. Termino as missões e me torno o arqui mago do colégio e, para minha surpresa, nada mudou. Meu personagem continuou sendo o mesmo! O mago que havia me indicado para ir até o colégio continuava dizendo a mesma coisa de antes, não levando em conta a posição que eu já havia alcançado. Estranho, mas resolvi ignorar isso em nome da minha diversão.

    Depois disso resolvi me alinhar com o pessoal da Guilda de ladrões. Entre missões mais e menos divertidas, me tornei um nightingale, um verdadeiro andarilho nas sombras. Também pouca coisa mudou e comecei a reparar que eu tinha poucas escolhas dentro de casa missão. Eu tive a escolha de ir até a Guilda, mas estando lá as missões eram bem em cima dos trilhos.

    Em pouco tempo comecei a reparar duas coisas: o estilo das missões se repetia bastante e as dungeons mais ainda. Os inimigos eram quase sempre os mesmos, não há drop aleatório de itens e você logo para de ficar andando pelo mapa, usando o fast travel o tempo todo. No caso do Ps3 isso é ainda mais chato, pois as telas de load são bem lentas.

    Outro ponto também começou a me tirar do sério. Em determinados diálogos você PRECISA responder o que o NPC quer, pois do contrário você não consegue determinado item ou missão. Eu, que estava tentando fazer um personagem que não matava inocentes, logo se viu matando quase todo mundo, afinal o jogo meio que premia isso. Se você matar personagem X ganhará esse item, se não matar não ganhará nada. Quando vi que ficar sem matar não me auxiliava em nada, acabei me tornando um verdadeiro assassino. Posso dizer que talvez tenha sido o ponto que mais de decepcionou em Skyrim, pois aqui matar é algo bom em quase 100% das vezes.

    Não digo que todas as missões sejam iguais, mas muitas são.O conflito entre os Imperials e os Stormclocks é interessante, apesar de eu achar que de pouca influência sobre nosso personagem em si.

    O sistema de evolução também é muito elogiado e eu mesmo estava simpatizando com ele no começo, mas isso foi até perceber que no final das contas ele só serve para que no final nosso personagem saiba fazer de tudo. Não sei se isso é ruim, mas particularmente eu não gostei de ficar com um personagem tão genérico assim ao final do jogo. Eu praticamente não tinha fraqueza alguma e isso não é muito legal.

    Voltando a campanha princial, que possui um tom bem épico, uma grata surpresa, pois ela é bem conduzida e bela. Mesmo enfrentando os mesmos inimigos de sempre, ela se mostrou interessante e consegue transmitir uma boa sensação de urgência e heroísmo durante o jogar. Porém, como nada pode ser bom demais para ser verdade, a decepção veio com toda força. Ao matar o grande Dragão Alduin e por fim a toda loucura, eu voltei por um portal e aguardei ansiosamente para alguma cutscene ou diálogo entusiasmente. Não via a hora de ver meu personagem ser carregado nos braços do povo, ou no mínimo ser admirado dentro dos bares. Mas não foi nada disso que aconteceu. Ou melhor, NÃO ACONTECEU NADA. Eu volto pelo portal, vejo alguns dragões voando e só. SÓ. As pessoas pela rua continuam falando a mesma coisa, sobre o perigo dos dragões etc.

    O dragão alduin

    Para um jogo dessa magnitude eu achei esse final uma falta de vergonha e bastante desanimador. Somando a ausência de qualquer espécie de multiplayer, meu desejo por um replay foi quase a 0%. Não é que o jogo seja ruim, mas para um replay falta muito.

    Recentemente foi lançada uma expansão para o jogo, que poderia mudar minha opinião sobre isso. Mas a resenha feita pela Kotaku mostra que pelo visto nada mudou. Pega um item aqui, fala com alguém ali, mata os mesmos inimigos, pega outro item, fala com outro alguem, mata os mesmos inimigos e por aí vai.

    Tudo me leva a crer que a maioria das críticas e resenhas feitas sobre o jogo na época de seu lançamento foram feitas sem as pessoas terem-no jogado por muito tempo. Ok, o jogo é imenso e os consumidores querem sempre uma análise feita “para ontem”, mas isso não justifica. Nessas e outras fico pensando se não foram injustos com Portal 2 ou Batman Arkan city em relação ao prêmio de jogo do ano.

    Quero ressaltar que não considero skyrim um jogo ruim, mas repetitivo e cheio de decisões questionáveis. Isso, mais os problemas já apontados aqui mesmo nesse blog me fazem pensar se não foram precipitados os prêmios dados a ele.

    O jogo tem seus méritos, oferencendo um mapa imenso e grande liberdade e talvez seja justamente essa sua maior dificuldade, pois arcar com tudo isso é algo muito difícil. Tenho certeza que muitos irão discordar de minha opinião e não vejo problemas nisso, mas eu apenas transcrevi minhas sensações enquanto joguei Skyrim.

    Você que já jogou Skyrim, o que acha?

    2
  • miagi_mishima Níckolas de Aguiar Alves
    2014-11-22 18:49:33 -0200 Thumb picture
    miagi_mishima checked-in:
    Post by miagi_mishima: <p>Check-in atrasado em umas 6 horas. Bem, até agor

    Check-in atrasado em umas 6 horas. Bem, até agora já consegui o Werewolf Mastered (Oh yeah!) e só me falta o Vampire Mastered. Se não fosse o design extremamente feio do vampire lord eu com certeza seria um vampiro pra sempre...

    3
  • infernape aaaaaa
    2014-11-22 15:22:01 -0200 Thumb picture
    infernape checked-in:
    Post by infernape: <p>Joguei bem pouquinho seguindo a quest principal

    Joguei bem pouquinho seguindo a quest principal e percebi o quanto a quest principal é chataaaa

    nem quis continuar jogando, enjoei

    4
  • jo_netto José Moreira Neto
    2014-11-22 09:38:00 -0200 Thumb picture
    jo_netto checked-in:
    Post by jo_netto: Necromancia. ❤️

    Necromancia. ❤️

    1
  • miagi_mishima Níckolas de Aguiar Alves
    2014-11-21 20:59:45 -0200 Thumb picture
    miagi_mishima checked-in:
    Post by miagi_mishima: Check-out do dia. Avancei mais um pouquinho lá na U

    Check-out do dia. Avancei mais um pouquinho lá na Unearthed, fiz o Lost to the Ages (Oh yeah!) e tô quase "platinando" o Dawnguard e o jogo no total. Faltam só os malditos Werewolf e Vampire Mastered. Agora quase todas as quests de Dragonborn que eu tinha em aberto estão completas! Ganhei três novos pets (Rieklings, Steadfast Dwarven Spider e Steadfast Dwarven Sphere). Curti as botinhas de Ahzidal, ou melhor, botinhas de Jesus, pra andar sobre a água. Vamo ver se esse im de semana eu pego esse 100%!

    P.S.: Bethesda, favor dar um jeito de meu jogo não dar lag a cada 5 minutos, ou, ultimamente, a cada 5 segundos. #Ficaadica

    2
  • 2014-11-21 15:54:41 -0200 Thumb picture
    11

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...