This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • chronoxplay Santiago
    2020-08-22 15:30:35 -0300 Thumb picture
    chronoxplay checked-in:
    Post by chronoxplay: <p><a href="https://youtu.be/LQQ5dkXrSAA"></a></p><

    Compartilhando a Playlist que fiz jogando o Dragon Quest I portado para Super Nintendo (SNES) com a legenda em inglês.

    Parte 1 - Encontrando a Primeira Loja que Vende Magic Key

    Parte 2 - Pegando a Armadura mais Forte

    Aqui finalmente salvamos a princesa (e já começamos a pegar ela kkkk), o que possibilitou pegar os 3 itens necessários para criar uma ponte de arco-íris para acessar a ilha do castelo do Dragonlord. Os 3 itens necessários são: Staff of Rain, obtido depois que provamos nossa força para o mago do norte entregando a Silver Harp; Stones of Sunlight, encontrado no castelo de Tantegel depois que encontramos a primeira loja que vende Magic Key (o mago devia ser sonâmbulo, depois que nos entrega o item ele vai logo dormir); e o último item é o Token of Erdrick, encontrado no meio de um ácido seguindo as coordenadas dita pelo mago da última cidade (temos que usar o amor da princesa para encontrar as coordenadas - Gwaelin's Love).

    Na verdade o terceiro item é o Raibow Drop obtido pela fusão do Staff of Rain e o Stones of Sunlight, mas esse item só pego no próximo vídeo.

    Parte 3 - Pegando a Arma mais Forte

    Na última parte da gameplay conseguimos utilizar os 3 itens para acessar o castelo do Dragonlord. Temos que ir no mago que expulsa a gente da dungeon e apresentar o Token of Erdrick. Ele reconhecerá a gente como descendente e vai utilizar o Staff of Rain e Stones of Sunlight para criar o Raibow Drop. Com o último item em mãos, temos que utilizá-lo na ponta a esquerda no norte da mesma ilha. Um ponte de arco-íris será criada dando acesso ao castelo do Dragonlord.

    O castelo possui caminhos falsos. O caminho verdadeiro está escondido e se encontra na sala do trono. Atrás do trono temos que usar o comando Search para revelar uma escada. Seguindo os corredores a esquerda vamos encontrar caminho para a área central que dá acesso ao baú com a espada mais forte do jogo - Sword of Erdrick. Depois de encontrar o caminho certo até de fato a sala do último chefe (tem uma parte que é um loop), podemos pegar mais um item para equipar - o Cursed Belt. Quando equipamos esse item, não conseguimos desequipar e nem mais entrar no castelo Tantegel, então não equipe ele se você ainda pretende passar lá para fazer um save.

    No último chefe temos a opção de se aliar a ele (não sei o que acontece se nos aliamos a ele). Depois que derrotamos as duas formas dele, temos que voltar para o castelo Tantegel e ver o fim dessa historia. A princesa pede para ela acompanhar a gente na jornada e rola uma espécie de casamento.

    Extra - Caçando MetalSlime

    Nesse vídeo mostro a localização do monstro que dá mais experiência - metal slime. Ele dá um total de 775 XP e demora um pouco para aparecer as lutas contra ele. Basicamente ele tem uma alta agilidade e defesa, tomando 1 de dano cada vez que acertamos um ataque nele, mas para aliviar o HP é curto em torno de 6.

    Deixo novamente a crítica abaixo que foi feita pelo @manoelnsn:
    http://alvanista.com/games/snes/dragon-quest-i-ii/reviews/695870-diga-nao-ao-anacronismo


    14
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 2 pontos

      Metal slime vai ficar obsoleto rápido nos próximos jogos, aí tu vai conhecer as variantes dele, ahauhaua

      3 replies
    • Micro picture
      kalini · 3 months ago · 2 pontos

      Não sou lá fã de Dragon Quest, mas tive uma experiencia bem legal com ele, especialmente quando voce viaja na parte oeste do mapa.

      3 replies
  • chronoxplay Santiago
    2020-08-17 15:14:56 -0300 Thumb picture
    chronoxplay checked-in:
    Post by chronoxplay: <p><a href="https://youtu.be/LQQ5dkXrSAA">https://y

    Depois de ler as críticas do @manoelnsn , fiquei curioso de conhecer alguns jogos que ele menciona. Comecei com o Dragon Quest na versão do SNES. Primeiro jogo de RPG que joguei de 8 bits (ou 16 bits não sei como chamar esse port). Achei bem legal ver um dos pais do gênero JRPG . Jogo bem direto ao ponto na história e bastante farm. Gostei de ter jogado e a campanha durou umas 6 horas. Mas dá pra zerar com bem menos tempo.

    Agora entendi a parte do PUFF PUFF. Dei uma conferida pagando os 20 gold kkkk

    Compartilhando o link da crítica do @manoelnsn:

    http://alvanista.com/games/snes/dragon-quest-i-ii/...

    17
    • Micro picture
      manoelnsn · 3 months ago · 2 pontos

      Boa, essa é a melhor versão pra se jogar esse primeiro jogo mesmo. E se acostume, porque puff puff é uma constante na franquia inteira, huahua

      13 replies
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 3 months ago · 2 pontos

      puff puff s2 uhuaehuheahe

      1 reply
  • leandro Leandro Lopes
    2020-07-03 10:38:27 -0300 Thumb picture
    leandro checked-in:
    Post by leandro: <p>E graças aos checkin´s da @kalini me animaram pr

    E graças aos checkin´s da @kalini me animaram pra voltar a jogatina do DQ. Só pra constar que RPG´s não eram la meu gênero favorito. Ai, em uma dessas pesquisas onde indicam jogos pra conhecer o estilo, DQ era o que encabeçava. Pois bem, tinha iniciado ele uns 2 anos atrás, mas deixei de lado pela pesada exigência de repetições de tarefa visando evoluir o personagem, aquirir armas, magias, etc. É algo que é massante, realmente. Ai, umas semanas atrás voltei a jogar com maior dedicação e finalizei o primeiro RPG, nesses 38 anos jogando games. A parte final desse jogo é extremamente tensa, pois é um tal de subir e descer escadas, se perder e enfrentar uma horda de inimigos que meu deus. Ate que, finalmente, chego na parte pra enfrentar o Dragonlord e, depois disso tudo, ele ainda tem a cara de pau de pedir pra se juntar a ele hehehe. Que zoeira. Só aceitei pra pegar a conquista, depois voltei la e finalmente derrotei ele.  

    Mas como nada é perfeito, algumas conquistas do RetroAchievements bagunçaram o coreto. Como eu já tinha levado a princesa Gwaelin ao Rei, antes de enfrentar o Dragonlord, algumas ali parece que só jogando de novo. Uma delas é enfrentar Dragonlord e voltar ao castelo sem a princesa. A outra é levar a princesa ate Dragonlord. Pelo que percebi só jogando tudo de novo?? É isso mesmo, Arnaldo? Se bem que eu acho que nem é culpa do RetroAchievements, dessa vez. Eu que não prestei atenção e deveria ter ido buscar a princesa depois de ter enfrentando o chefe final. Daria abertura pra essa conquistas 

    23
    • Micro picture
      kalini · 5 months ago · 3 pontos

      Que bacana saber que te incentivei a jogar. Obrigada ^^

      5 replies
    • Micro picture
      volstag · 5 months ago · 2 pontos

      Postagens assim que valem a pena, e espero que a sua também incentive outros mais a jogarem também!!
      Bom, eu recomendo a jogar outros Dragon Quests agora, e quem sabe RPGs de outras franquias, como Final Fantasy por exemplo (principalmente os mais antigos).

      2 replies
    • Micro picture
      darlanfagundes · 5 months ago · 2 pontos

      Sim, infelizmente tem que jogar de novo...eu tmbm tive que fazer isso no DQ...rsrs...faça essa primeiro de matar o DL sem ela, guarde o save antes do DL e vá lá e a salve...com ela nos braços enfrente o DL e pronto...estão feitas...as outras aí é só enchimento de chouriço, colocar os nomes como indicado na tela inicial e vc vai platinar o gaminho.

      2 replies
  • thyene Ritsu
    2020-06-22 11:37:14 -0300 Thumb picture
    thyene checked-in:
    Post by thyene: <p>Dia 21 iniciei minha jornada a conhecer mais sob

    Dia 21 iniciei minha jornada a conhecer mais sobre o RPG e suas verdadeiras origens, então minha primeira parada será em Dragon Quest 1, Original, sem usar de SaveStation ou Fastravel.

    Eu nunca havia tido contato com um jogo tão antigo, mas no geral eu nunca tinha ido atrás também, no máximo que consegui foi o Mário de 64 por que eu tinha um console pirata, famoso polystation.  
    Dito isso, vamos as primeiras impressões. 


    Eu achei o jogo bem bonitinho considerando a minha expectativa extremamente baixa. Eu sei que para os padrões de hoje é algo ridículo de se dizer, mas eu não sou bitch de gráficos, sou bitch de coisas expressivas, e isso até agora estou tendo, e fico até impressionada com a quantidade de inimigos que encontrei até agora, e o quão bem feitos eles foram feitos, pois só de ver a silhueta eu já sei qual é, tirando quando é o recolor do Smile e do Morcego feio. 

    Uma coisa que me incomoda bastante é o fato de só ter um save point, que é o rei da primeira cidade, ou seja, eu preciso atravessar todo o mapa para chegar até o maldito, deveria ter pelo menos 1 save point por cidade, mas ok, vou relevar. 
     
    O jogo é uma máquina de grinding basicamente, e o random encounter é bem alto, mas conforme você vai avançando no mapa, para voltar as áreas anteriores os encontros diminuem bastante, então voltar para fazer o save no final não é tão difícil, visto que com 1 porrada os bichos morrem e as vezes eles até fogem de ti, só é meio chatinho. 

    A história é o básico do básico: Tem um vilão que tá fazendo maldades, e os lacaios deles, que são esses bichos no mapa, estão destruindo as vilas e as coisas e eu vou lá bater neles. Nada demais. 

    Eu até que to me divertindo bastante jogando, bem mais do que eu esperava na verdade, e como to fazendo live da jogatina também, é bem cool contar com a ajuda de quem tá ali vendo, por que as vezes eu REALMENTE não sei o que fazer.  
    Para quem quiser conferir, a primeira run de quase 4 horas tá toda lá na Twitch do Grinding cast, e todo Domingo as 14 da tarde eu vou estar por lá jogando mais um pouco <3 

    21
    • Micro picture
      manoelnsn · 5 months ago · 2 pontos

      Interessante que seu rosto também está no vídeo, assim as pessoas poderão ver seu semblante de frustração ao perder um Metal Slime, ahuahua

      Do mais, que bom que tá achando legal, DQ1 é um jogo que defasou, mas foi o primeiro RPG japa basicamente, então vale a pena dar uma conferida

    • Micro picture
      santz · 5 months ago · 1 ponto

      Jogando na raça? Corajosa.

    • Micro picture
      kalini · 5 months ago · 0 pontos

      Que bom que esteja se divertindo com o jogo. Eu me diverti também, mas no final ficou aquele gosto de "só isso?". Essa série é mais importancia histórica e diversão do que qualquer outra coisa.

      6 replies
  • 2020-06-03 12:00:10 -0300 Thumb picture

    Planilha de traduções de RPGs atualizada (3.6.20)

    Medium 712257 3309110367

    Aventureiros,

    Aproveitando que o Game Gear vai ganhar uma releitura, ou o modelo Micro, trago como destaque hoje seu primeiro RPG. Desenvolvido pela JAM, Eternal Legend aparenta ser um título bem simples e carregado por elementos clássicos como encontros aleatórios e batalhas por turnos -- o que não é estranho já que foi lançado em 1991

    Aqui um trio dá início em uma jornada buscando respostas sobre uma antiga civilização chamada Millenium, sem contar os tesouros e a sua tecnologia. Atravessando todo um mundo, o que inclui um overworld explorável por terra ou mar, diversas cidades e dungeons, o desenvolvimento da narrativa também vai alterando os integrantes da equipe.

    Além de Eternal Legend nossa planilha traz os seguintes destaques:

    * Chocobo's Dungeon (Wonderswan), Inglês

    * Deus EX (PC), Português

    * Fallout: New Vegas (PC), Português

    * Faxanadu (NES), Português

    * Phantasy Star Generation: 4 (Mega Drive), Inglês

    * Pokémon Mystery Dungeon - Keep Going! Wildfire Adventure Squad (Wii), Inglês

    * Pokémon Mystery Dungeon - Let's Go! Tempest Adventure Squad (Wii), Inglês

    * Rolan's Curse (Game Boy), Português

    * Saint Seiya: Knights of the Zodiac - The Golden Legend Final Chapter (NES), Português

    Soul Eater: Medusa's Conspiracy (NDS), Inglês

    Link da planilha com todos os 546 jogos, incluindo gêneros/títulos que considero interessantes aos fãs de RPGs:

    https://docs.google.com/spreadsheets/d/1WXlPiCOFLO...

    Lembrando que as atualizações mais recentes da planilha ficam destacadas em verde/negrito, sempre. Se curtir não deixe de compartilhar esse post aqui na Alvanista e em outros locais!

    Join the party!

    [@jvhazuki]

    37
    • Micro picture
      carlospenajr · 6 months ago · 2 pontos

      Planilha de RPG?
      Opa, isso é excelente, vou até compartilhar aqui :D

      1 reply
    • Micro picture
      realgex · 6 months ago · 2 pontos

      Compartilhando, útil demais !

      1 reply
  • manoelnsn Manoel Nogueira
    2020-05-13 23:26:45 -0300 Thumb picture
    Post by manoelnsn: <p>Como eu disse, cuidado com o anacronismo, kalini

    Como eu disse, cuidado com o anacronismo, kalini. O lance é que o primeiro Dragon Quest é um jogo defasado, superado por seus sucessores, porém ele é a base para o RPG japonês que conhecemos hoje, o início de tudo, então não é certo dizer que o jogo peca por não ter um enredo mais elaborado e um development do Dragonlord - já que o NES mal tinha espaço pra texto, ainda mais pra eventos mostrando mais o vilão - é tipo reclamar que um filme preto e branco não tem cores, entende?

    No final tu diz que Dragon Quest poderia ter sido mais. E não poderia, porque na época eram tudo o que podiam fazer com uma ideia recém colocada em prática. E tal como apenas em Super Mario 3 que o marinheiro bigodudo ganhou um inventário, apenas nos jogos seguintes que esse potencial que você diz não ver no primeiro jogo será refinado: seja adicionando party, hordas de inimigos, uma cutscene no começo do jogo e por aí vai.

    Outro detalhe é que a Enix não adaptou Dragon quest diretamente do RPG de mesa, e sim eles usaram conceitos de Wizardry e Ultima, os dois RPGs de PC mais famosos da época...

    A JRPG Draws Near!

    Review by: @kalini

    Nos anos 70 e 80, os RPGs de mesa, como Dungeons & Dragons e GURPs eram um fenômeno entre a garotada nerd na época ...

    Keep Reading →
    18
    • Micro picture
      kalini · 7 months ago · 1 ponto

      Wizardry e Ultima... que são baseados em D&D, a base real de todos os RPGs, indepdentende se forem de mesa ou eletronicos. Não citei esses dois jogos porque não os conheço pra poder traçar um paralelo (Ultima não era action?) e era cliche demais citar. Todo mundo cita exatamente esses dois pra dizer que foi influencia de DQ :D

      Ainda assim eu creio que dava pra fazer algo melhor. Nem precisa de muito texto. Só de ação mesmo.

      4 replies
    • Micro picture
      kalini · 7 months ago · 1 ponto

      Sinceramente, você quer que eu dê um 10 pro enredo? Pra mim 6 é otimo, pois essa é minha média. 5 indica medianidade. 4 pra baixo indica que tal elemento é fraco.

      Se eu estivesse jogando isso em 1986, ainda seria um 6 pra história. tal como seria um 6 em 1950, 1995, 2000 e 2020! Pois qualidade é algo atemporal. Quer ver? Olha os quadros renacentistas e compara com esse monte de literalmente rabisco aleatório nos museus de arte moderna que você vê por aí.

      17 replies
    • Micro picture
      santz · 7 months ago · 1 ponto

      Me fez lembrar a época que fiz o meu check-in de quando zerei esse Dragon Quest;. Meti o pau sem dó nem piedade. Como joguei no SNEStation, achei que era um RPG de Super Nintendo.

      12 replies
  • kalini Kalini Andrade
    2020-05-13 18:04:19 -0300 Thumb picture
    kalini checked-in:
    Post by kalini: <p>ACABOU! ACABOU! É TETRAAAA!!! É TETRA!!!!!</p><p

    ACABOU! ACABOU! É TETRAAAA!!! É TETRA!!!!!

    FINALMENTE TERMINEI MEU PRIMEIRO JOGO DO ANO! FINALMENTE, DEPOIS DE TANTA SURRA, TANTO GRINDING SUADO... TERMINEI O LENDÁRIO DRAGON QUEST!!!

    Aham, depois de salvar a bendita princesa, conseguir os Eldrick Equips e o Rainbow Drop para chegar até a toca do Dragonlord, eis que finalmente encontro o dito cujo em seu trono!

    Naquele ponto, ja tava puta da vida, doida pra terminar o jogo, tava cansada de apanhar mais de 50 vezes dos minions dele (os montros no jogo, não os anães amarelhos caolhos), e na maior cara de pau me vem com a proposta de se aliar a ele... Eu escolhi "sim" só pra ver o que ia acontecer.

    E o que aconteceu? Ele me matou, tirou tdo meu dinheiro e XP!!! PQP!!! E o pior que o jogo deu um "Freeze" de propósito. Ele fica estatico nessa cena até voce resetar o jogo!

    Mas como eu tava no emulador, tinha usado save state, carreguei-o, se recusei a se aliar a ele e a batalha começa. Essa forma é patética, ele mal tirava dano de mim, mas bastou só uns 5 turnos pra depois ele virar...

    ISSO! Caraca, a musica que toca nessa batalha é de arrepiar e ajuda muito na imersão, somada ao fato do boss ser bem duro de vencer e ele ainda pisa na textbox, dando a impressao que ta indo atras de mim, saindo da tela do PC.

    Depois de uns 16 turnos, ficar alternando entre 3-4 ataques de no maximo 15 hits e me curar com Healmore, eu venci o dragão, recuperei a bolinha da luz e me teleportei pro rei pra reportar tudo.

    Escolhi "não" novamente pra ver o que aconetecia, a princiesa só floodava "But Thou Must" (Mas tu deves!). Mas escolhi "sim" logo depois, pois não queria que meu herói fosse um Cloud da vida, haha!

    Chupa, Cloud!

    E ACABOU! Foram 5 dias de muito sofrimento com um misto de diversão. Sofrimento pois eu tinha que fazer um grinding insano na região oeste do mundo, os inimigos lá eram extremamente poderosos, só tinha uma cidade pra dormir no INN e recuparar os status; diversão porque Dragon Quest provou ser um jogo bastante desafiador, fazendo voce te muito cuidado por onde pisa, pois do nada voce pode encontrar inimigos que podem acabar com tua raça sem dó nem piedade.

    A história tá lá nem só porque tem história, mas pra servir de motivação pra arrebentar a cara do Dragonlord. Afinal, os minios dele chutaram o meu traseiro direto. Os diálogos, mesmo simples, tem aquele charme medieval na escrita, o herói do jogo tem uma lore: ele é descendente de um herói lendario cujos feitos são narrados o jogo inteiro pelos transeutes e estes te cobram muito que voce seja mesmo o verdadeiro descedente desse herói, o Eldrick.

    De qualquer forma, tenho que bater palmas pro jogo, por ter lançado as bases pro RPG. Vi muitas coisas lá que me são familiares em outros jogos, como: Os viloes de Breath of Fire negociando contigo, o fato de tu ser um protagonista mudo nesse mesmo jogo, as dungeons escuras que precisam ser iluminadas, tanto quanto outros jogos, eo mundo aberto, tal como varios outros... Tudo isso, Dragon Quest tinha mostrado primeiro!

     Obrigada, Dragon Quest! Sem você, os RPGs jamais seriam realidade.

    Até a próxima pessoal!

    (Agora e voltar a sofrer com o Legaia. Benzo-me!)

    49
    • Micro picture
      onai_onai · 7 months ago · 2 pontos

      Tô pensando em jogar esse, visto que estou jogando alguns jogos do Nintendo.

      7 replies
    • Micro picture
      emphighwind · 7 months ago · 2 pontos

      vai pro 2?

      2 replies
    • Micro picture
      speedhunter · 7 months ago · 2 pontos

      Eu quero jogar DQ clássicos, mas o grinding excessivo me afasta bastante. Parabéns pela zerada, esse é de respeito!

      3 replies
  • kalini Kalini Andrade
    2020-05-10 11:39:01 -0300 Thumb picture
    kalini checked-in:
    Post by kalini: <p>Enquanto uns estão preocupados com peitos e bund

    Enquanto uns estão preocupados com peitos e bundas em video-games de apocalipse zumbi, eu estou é preocupada em achar logo esse maldito dragão, haha!

    Cheguei ao sul do mundo, e estou perto de encontrar a princesa... mas a área por aqui é muuuito variada e hostil. Os inimigos são hardcore ao extremo! Eis aqui um bestiário de aberrações que chutaram bonito meu traseiro: 

    ESSE SAFADO ME PÔS PRA DORMIR, EU NÃO CONSEGUI ACORDAR E ELE FOI ME MATANDO AOS POUCOS!!!

    Essa mistura de urubu com cobra é  inimigo mais chato do jogo até agora.

    E esse aqui me matou a dois passos antes de eu entrar na cidade. TAVA SÓ COM 1 HP, TENTEI FUGIR E NÃO CONSEGUI!!!

    Alô, galera do Dark Souls! Tenho um joguinho pra apresentar pra vocês, haha!

    Mesmo com esse festival de Game Overs, to gostando do jogo. Tá bem desafiador. Só não curtir o rei tirando metade do meu ouro pra me reviver. Tive que usar save state adoidado pra evitar isso. Sei que é desleal, mas as batalhas aqui dão uma merreca e os equips custam o ouro da cara!

    Até a próxima!

    30
    • Micro picture
      ersatzgott · 7 months ago · 2 pontos

      Esse Goldman é um vacilo total, nunca ia adivinhar que ia ter uma porcaria dessas defendendo, tomei uma surra dele na primeira vez que cheguei lá

      3 replies
    • Micro picture
      leandro · 7 months ago · 2 pontos

      Olha, antes de mais nada eu não entendo muito de RPG´s. A pouco tempo eu me interessei pelo estilo e o Dragon Warrior estava na lista de games pra quem quisesse entender o gênero. Eu passei bom tempo jogado ele e o que me desanimou é que você precisa correr e correr pelo mapa para evoluir ( tanto armas, magias, etc ). Só que isso é uma tarefa bem demorada, pois você não pode ir em certos pontos do mapa, pois possui inimigos extremamente perigosos ( todos esses da imagens que você postou ) e fica bem repetitivo. Assim vendo seu post eu fiquei com vontade de jogar, de novo. Mas vou precisar iniciar tudo, pois perdi os saves da antiga jogatina. Esse jogo ai é extremamente cultuado no Japão. Do que eu li sobre ele no dia no lançamento foi coisa de louco. Filas e mais filas nas lojas na época. Incrivel

      2 replies
    • Micro picture
      luis_f · 7 months ago · 2 pontos

      Encaro isso na raça de jeito nenhum, só trapaceando mesmo..

  • kaeldreset Kael
    2020-05-09 22:09:04 -0300 Thumb picture
    Post by kaeldreset: <p>Galera que é mais das antigas vai lembrar. Lembr

    Galera que é mais das antigas vai lembrar. Lembram do anime FLY que passava nas manhas de sabado no SBT? Vem aí uma nova temporada. Se liga nesse Trailer...  Ta no hype tb? Deixa um like pa noi.

    3
  • kalini Kalini Andrade
    2020-05-09 15:45:49 -0300 Thumb picture
    kalini checked-in:
    Post by kalini: <p>Depois de ter solenemente dado o foda-se pra fra

    Depois de ter solenemente dado o foda-se pra franquia Dragon Quest por anos, aqui estou eu, me aventurando no primeiro JRPG da história!

    Só o belíssimo tema de abertura já me fez desintoxicar das musicas chatas e sem vida do Legend of Legaia, haha! No Ocidente, Dragon Quest foi renomeado pra "Dragon Warrior", pois já existia um RPG de mesa chamado "DragonQuest".

    Logo de cara, o jogo pede para que eu escreva meu nome. Como o protagonista é masculino, não dava pra botar o meu, infelizmente, então decidi botar esse lindo nome acima.

    A história é a velha baboseira do "salve a princesa, mate o dragão", com o adicional de que também temos que resgatar um Orb de luz, usado pelo lendário herói Eldrick ("Loto" no Japão, sendo este um titulo, e não o nome), do qual Anonimo é descedente. Esse Orb foi usado pra detonar a fuça de um capetão do passado. Anonimo é o tipico protagonista mudo sem personalidade, mas aqui não é um zé ruela qualquer: ele é descedente de um herói. Já começa no alto.

    Caramba, mas que controles travados esse joguinho tem, hein? Eu tive que segurar o direcional pro "boneco" andar de forma consistente, e ainda por cima tenho que apertar um botão de ação pra acesssar um menu para fazer diversas ações no jogo! Até pra subir/descer escada! Detalhe que tá tudo escrito em inglês medieval, bem pomposo e elegante, dando uma boa estética pros textos.

    Falando com os NPCs, tive uma boa ideia de como é o mundo lá: bem violento, assombrado por um terrível dragão que quer conquistar a coisa toda, mesmo ao custo de vidas inocentes.

    O mapa-mundi, com a dungeon final logo lá em baixo . Tão longe e tão perto ao mesmo tempo...

    5 passos depois e... Batalha aleatória! Finalmente tive o prazer de conhecer o fofinho mascote da franquia, e talvez o monstro mais famoso dos RPGs: Slime. Foi uma luta bem tranquila. O bichinho só dava 1 HP de dano e não aguentou nem quatro turnos. A musica na batalha é bem bizarrinha, mas tem seu charme.

    Cheguei na cidade, e fui comprar uma arma, Club, por 60 conto. Não deu pra comprar mais nada de relevante. Então, decidi começar com o grinding, que tá bem melhor que em Legaia. Mesmo com muitos encontros aleatórios, as batalhas são bem rápidas.

    Depois de exatas 12 batalhas contra Slimes e Red Slimes, subi pro nível 2! Decidi prosseguir mais além ao norte do mapa pra ver se eu acho uma dungeon com monstros mais fortes. O mundo aqui parece ser aberto.

    PÉSSIMA IDÉIA! Essa peste me matou em apenas 4 turnos, hahahahaha!

    http://media.alvanista.com/uploads/timeline_image/20...(img)

    Depois do morrer, renasci imediatamente aqui, e de quebra descobri que o rei também é o save point do jogo. O único, se não me engano.

    Até aqui, tudo bem. RPG bem basico e simples, mas com uma certa personalidade e uma boa dificuldade. Ficar andando pra qualquer lugar do mapa sem ter experiencia o suficiente pode ser fatal. Tá bem mais agradável que Legaia, haha!

    Até a próxima.

    16
    • Micro picture
      ersatzgott · 7 months ago · 2 pontos

      Excelente franquia, boa jogatina

      2 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · 7 months ago · 2 pontos

      Bem vinda a Dragon Quest, huahuaa

      Ele é assim mesmo: cada nova área tu precisa grindar para que possa transpassar os inimigos mais poderosos que irá encontrar adiante. Nesse primeiro jogo ainda existem poucos bosses (só me lembro mesmo do Dragon Lord), mas no segundo começas as hordas de inimigos por encontro, ahuahua

      7 replies
    • Micro picture
      emphighwind · 7 months ago · 2 pontos

      Na versão japonesa do primeiro você não tinha sprite que indique sentido pros bonecos então você ainda tinha selecionar no menu nas interações, usava-se senhas também.

      3 replies

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...