Medium picture

taironecass Tairone Santos

Videogames e Rock: my life style.


about 6 years ago 2014-04-25

Mighty Morphin Power Rangers: The Movie

Muito se ouve falar da versão SNES do jogo “Mighty Morphin Power Rangers The Movie” e que ela é o melhor jogo dos Power Rangers. Eu também pensava assim... Mas isso foi até finalizar essa versão do Mega Drive. Agora minha opinião mudou completamente e quero registrar nessa crítica o quão surpreso estou pelo o conjunto da obra nesse game, que é digna de meus sinceros elogios. É claro que ela tem seus pontos altos e baixos, como muitos jogos do gênero; mas o game consegue superar praticamente todos os jogos sobre a série, quando analisamos o mesmo por completo e o comparamos com os que foram lançados antes dele (e até depois dele, por que não?).

Mas antes de mostrar minha análise, gostaria de resaltar que cresci jogando a versão SNES do game em questão, e até hoje curto ela demais! É sem dúvida um dos melhores jogos sobre os famosos “heróis coloridos”. Só que ele é um jogo feito apenas pra ser jogado (não sei se vocês vão entender minha frase). Não se tem diálogos, cenas de animações e a ordem dos bosses que enfrentamos na versão SNES em nada tem a ver com filme no qual o mesmo foi baseado. O game nem mesmo tem um enredo propriamente dito. Cabe ao jogador imaginar algo baseado nos monstros e fases que se passam ao longo do jogo. E é aí onde realmente começa nossa análise da versão SEGA dos Power Rangers.

Mighty Morphin Power Rangers The Movie para Mega Drive (Sega Genesis) se destaca pelo fato de se basear fielmente no enredo do filme. E não só isso! O game também consegue desenvolver uma trama própria respeitando a série de TV. E como sou fã da série, sei muito bem que o filme é como se fosse um spin-off (ou remake da franquia). Mas o jogo para Mega Drive conseguiu manter esse respeito, lembrando até dos primeiros Ranger Vermelho, Amarelo e Preto, permitindo até que os antigos Rangers se tornem jogáveis ao decorrer do game.

Se no console concorrente o jogo é ao estilo plataforma, aqui ele se torna um verdadeiro “briga de rua”, permitindo que o jogador possa andar com o personagem para todos os cantos da tela. Os monstros que te atacam durante as primeiras fases, são os mesmos do filme, criados por Ivan Ooze, o grande vilão por trás da trama. Os Rangers não deferem golpes únicos sem mudanças - como na versão SNES - e sim uma pequena sequência de golpes ao pressionar repetidas vezes o botão de ataque. E aqui começa um dos pontos negativos do jogo: não há uma diferença de destaque entre as sequências de cada Ranger no jogo e isso o torna um pouco repetitivo. Sem falar também que as formas com que os monstros te atacam ao decorrer das primeiras fases, que fazem o jogo se tornar não só repetitivo como também um pouco chato à primeira vista. Mas não se engane! Se você for um pouco persistente, verás que vale a pena continuar jogando o game até o fim. Nessa versão você também tem direito a lutar usando os famosos Megazords. E cá entre nós: quem não gosta de uma briga de robôs gigantes?!

Os cenários das fases são bem legais e bem feitos a meu ver. As músicas apesar de não terem uma qualidade muito agradável no Mega Drive, são bem fiéis à série e ao filme, proporcionando nostalgia aos fãs. E as animações e diálogos entre as fases?! Isso sim torna o jogo bacana e digno do título dessa crítica! Porque é isso que dá o toque todo especial ao game e é isso que amamos ver nos jogos de 16 bits: ANIMAÇÕES, DIÁLOGOS E CENAS! Sem falar no final do jogo, né?! Fez-me sorrir de felicidade ao ver aquelas imagens relatando cenas pertencentes à série de uma forma tão magistral, que me empolgou ao ponto de escrever todo esse texto (risos).

Talvez você não sinta e não perceba o que eu senti e percebi jogando esse jogo na versão para Mega Drive. Mas se você é um fã da série ou ao menos um fã da primeira temporada de Power Rangers, eu te recomendo o jogo. Vale a pena cada minuto dedicado a ele! O jogo não é difícil, mas também não é fácil a ponto de se tornar chato (claro que isso é uma opinião pessoal). Para todos os efeitos, jogue Mighty Morphin Power Rangers The Movie para Mega Drive e tire suas próprias conclusões!

9.0 9.0 10
Overall
8.0 Gameplay
10 Story
7.0 Music
9.0 Graphics
Respeito total a estória tanto da série, como do filme.
Enredo próprio e em nada confuso.
Possibilidade de se jogar com os Megazords.
Cenas de diálogos e simples animações ao decorrer do game.
Monstros repetitivos durante as fases e de forma apelativa.
Músicas numa qualidade não muito agradáveis.
Personagens sem muita diferença na única sequência de golpes.

17 of users found this review helpful.


Outras críticas do mesmo autor:

Keep reading → Collapse ←
Loading...