This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • eduardo_wrzecionek Eduardo Wrzecionek
    2020-01-20 16:08:19 -0200 Thumb picture
    eduardo_wrzecionek checked-in:
    Post by eduardo_wrzecionek: <p>Começando um novo jogo&nbsp; descobri que na pri

    Começando um novo jogo  descobri que na primeira vez que joguei era o emulador que deu um bug que impedia de seguir a historia  algo como save corrompido e fiz uma paradas totalmente errada tb. Mas enfim estou curtindo muito o game dessa vez jogando no modo certo é impressão minha ou as musicas são familiar ja ouvi em outro lugar ??? curti pacas  o humor dele e a historia ja começa com uma tragedia bem forte.

    6
    • Micro picture
      lukenakama · 2 days ago · 1 ponto

      A trilha desse jogo é delícia, o game em si nem se fala, sensacional.
      Um pecado a Nintendo nunca ter traduzido o game :(

  • 2019-11-28 23:57:31 -0200 Thumb picture
    10
    • Micro picture
      lukenakama · about 2 months ago · 3 pontos

      Pior que essa é uma das poucas vezes que concordei em quase tudo com ele kkkkkkkkkk

      5 replies
    • Micro picture
      manoelnsn · about 2 months ago · 2 pontos

      Valeu o/

  • lukenakama lucas
    2019-11-28 23:30:01 -0200 Thumb picture
    Post by lukenakama: E assim termina a jornada de Manoel com Mother. Mo

    E assim termina a jornada de Manoel com Mother.
    Mother 3 é o melhor de longe, a narrativa é mais densa, bem estruturada e bem contada que os jogos anteriores, claro, é uma narrativa padrão de jogos da Nintendo, mas tem sim uns momentos pesados que explicam ele nunca ter saído do Japão.
    Eu sinceramente queria Mother 4 pois acho que a franquia tem mais história pra contar, mas mesmo se não tiver, to satisfeito com a série, Itoi deveria ter continuado como designer de jogos, na moral.

    Estranho, engraçado e comovente

    Review by: @manoelnsn

    Mother 3, o terceiro jogo da franquia criada por Shigesato Itoi (cujo primeiro jogo saiu pro NES em 1989 e o segu...

    Keep Reading →
    20
    • Micro picture
      manoelnsn · about 2 months ago · 1 ponto

      No fim das contas, só por Mother 3, valeu a pena.

      Eu não sei, realmente dava pra melhorar mais coisa na franquia, mas ainda penso que foi melhor assim ele ter terminado no auge

      11 replies
    • Micro picture
      kalini · about 2 months ago · 1 ponto

      Prefiro 1 trilhão de vezes o 2, com melhor batalha final e animações das PSI/PK.

      4 replies
  • luchta Ewerton Ribeiro
    2019-11-18 15:01:50 -0200 Thumb picture

    Jogos importantes do Nintendo 64 que foram cancelados!

    Quem sabe o Nintendo 64 tivesse uma biblioteca mais variada e melhor caso estes jogos fossem lançados...

    11
    • Micro picture
      manoelnsn · 2 months ago · 1 ponto

      Vendo essas imagens de Mother 3 do 64 eu agradeço por terem lançado o jogo pra gba anos depois 🤣

      3 replies
    • Micro picture
      santz · 2 months ago · 1 ponto

      O N64 carece MUITO de RPG.

      2 replies
  • manoelnsn Manoel Nogueira
    2019-11-17 00:44:04 -0200 Thumb picture
    manoelnsn checked-in:
    Post by manoelnsn: <p>Finalizado!</p><p>#img#[670994]</p><p>Foram umas

    Finalizado!

    Foram umas 20 horas, mais ou menos. Sim, ontem eu tava com quase 9, ou seja: só hoje foram umas 10 horas de jogo... Às vezes me espanto comigo mesmo, ahauhaua

    Como foi muita coisa que aconteceu nesse meio tempo, vou basicamente falar a minha impressão geral do game, e como eu acabei de zerar e não parei pra analisar cada parte do jogo com mais calma, posso estar precipitado em alguma coisa ou outra, ainda mais porque eu gostei pacas do game. 

    Sim, e eu me lembro de comentar pra muita gente que muito provavelmente gostaria de Earthbound (por dizerem que ele era uma children adventure despretenciosa e por ser da era de ouro dos JRPGs) e não gostaria de Mother 3 (porque todo mundo que vejo falar do jogo começa a bradar que ele é lindo, emocionante e que chorou mais do que as crianças dos anos 80/90 quando entravam na nave da Xuxa), vivendo e aprendendo... Ou seria jogando e aprendendo? ahauhaua

    Pra começo de conversa a história, os personagens, tudo tá muuuito melhor do que Earthbound. Nem tem como comparar os 4 personagens mudos de lá com os 4 jogáveis daqui, seja a desbocada Kumatora, o ladrão Duster ou mesmo o protagonista Lucas, que apesar de ser silencioso, tem um grande destaque da narrativa, especialmente com seu passado trágico do qual o jogador participa ativamente, não apenas vendo um flashback ou lendo alguma coisa offscreen. Também tem o cachorro que rende algumas cenas bem hilárias, como quando ele se veste de gente pra entrar na boate, ahauhauhaua

    O gameplay, nem tem o que falar também, é o que Mother 2 devia ter sido, basicamente. Apesar de ainda ser em primeira pessoa, tem algumas minúcias bem legais, como o sprite do personagem aparecendo quando a ação do mesmo acontece (me lembrando um pouco o primeiro Lufia, uma das poucas ideias boas de lá). HITS NÃO ERRAM, LUCAS NÃO FICA CHORANDO IGUAL UM RETARDADO NO MEIO DO COMBATE, OS STATUS NEGATIVOS SÃO DECENTES E NÃO TE FAZEM TOMAR NO RABO IGUAL OS DAQUELA COISA DO SNES... Isso sem falar do sistema de combo com ritmos, onde tu tem que ouvir as batidas da música tocando no background, podendo fazer até 16 hits num único tapa.

    Esse sistema deu uma identidade própria pra Mother, não fazendo da franquia só um clone chapado de Dragon Quest, mas a melhor parte dele é sem dúvidas tu não precisar se especializar no mesmo pra terminar o jogo. Vi vários relatos na net de gente, mesmo alguns com experiência em música, tendo trabalho pra entender como os hits funcionam, mas felizmente o game te dá a velha e boa alternativa do grinding pra não depender dos combos musicais, esse bicho aí da imagem de cima, por exemplo: ele aparece no começo do jogo, é fácil de matar e dá 16000 de XP, independente do nível que tu esteja. Com apenas alguns eu fiquei no lvl 40 logo que consegui a party completa e só fui precisar preocupar com nível no final, quando tava tendo alguma dificuldade. 

    A ambientação continua maluca somo sempre, até achei o jogo mais chapado do que antes e as piadas bem melhores, talvez porque agora a party realmente importa, então tudo passa a ter mais graça. Só as dungeons, cidades e cenários no geral que não achei tão grandes e detalhados como no Earthbound, mas pra mim não fez a menor diferença.

    A batalha final novamente foi mais um teatrinho do que um embate épico mesmo, a diferença é que no Earthbound o final boss dava uma sensação de estranheza e aqui é mais uma carga emocional bem pesada, pode-se dizer que seja uma característica da franquia fazer bosses assim, talvez?

    Enfim, Mother 3 é um jogo do caralho, e com certeza vale a pena ser jogado pra quem gosta de RPGs japoneses, especialmente para aqueles que nunca se interessaram/droparam Earthbound: o jogo até tem uma pequena ligação com ele, mas não vale a pena o suplício de mais de 30 horas naquele jogo cujo gameplay envelheceu extremamente mal. Ainda não vou fazer uma review dessa belezinha, pois ainda falta um jogo pra jogar: Mother de NES, aí depois resolvo esse assunto XD

    26
    • Micro picture
      jcelove · 2 months ago · 3 pontos

      Caramba man, dois dias vc zera um jogo de 40h em 20...to cada vez mais envergonhado com tanto jogo se arrastando a meses aqui.hehe

      Bom q curtiu. Tecnicamente nao tem como duscutir, o 3 saiu muitos anos depois, é superior dm todas as mecanicas. Mas como disse antes eu curto mais o clima da narrativa do 2. Nao tive problemas com o comportamento infantil do ness (ate pq é uma criança sendo forçada a salvar o mundo) nem com as batalhas, ate farmei a sword of kings pro Po.
      O 3 acho q se leva a serio demais mesmo ainda carregado dd sarcasmo e tem muito mais carga dramatica, que nao era o q eu esperava.hehe

      Mas a batalha final e o retorno doMAIOR vilao da serie e sua derrota ridicula vsleram a pena.

      O final acho meio drepe tbm.

      Tem um projeto de fas autorizado pelo criador da serie Shigesato Itoi (q nao tem inyeresse algum em trabalhar com ganes novamente) q prometia mas apardntemente parou. .
      http://www.mother4game.com

      1 reply
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 2 months ago · 2 pontos

      o,O.. rapido d+++ lek ueauaehueah
      q bom q curtiu ;p bem melhor msm ^^ neh naum???? uaehueauaehuea

      2 replies
    • Micro picture
      lukenakama · 2 months ago · 2 pontos

      Se tu não curte rpg em 8 bits você vai odiar Mother 1.

      8 replies
  • manoelnsn Manoel Nogueira
    2019-11-16 10:14:32 -0200 Thumb picture
    manoelnsn checked-in:
    Post by manoelnsn: <p>Quase 9 horas de jogo!</p><p>#img#[670840]</p><p

    Quase 9 horas de jogo!

    Nesse meio tempo muita coisa interessante aconteceu, a parte mais legal é como o jogo deu um capítulo introdutório pra cada personagem, dando tempo pra que o jogador pegue estima e se acostume com eles.

    Primeiro o capítulo do ladrão Duster, que também introduz a garota do time, a tomboy Kumatora. Ambos são personagens bem diferentes, e dá pra ter uma boa noção de ambos nessa parte.

    Depois o capítulo do macaco Salsa, que por algum motivo teve sua namorada raptada pelos vilões (os caras de roupa branca que fazem saudação nazista e grunem feito porcos) e é usado por um cara árabe que dá choques no símio quando ele não faz o que ele manda. Ainda não entendi o que esse macaco tem de especial pra estarem fazendo isso, ou se é só por serem os badguys mesmo. Não gosto de animais antropomórficos (estou falando de você, macaco loser de BOF2!), mas ele é só um macaco mesmo, então foi legal jogar com ele até. Só não sei se ele voltará pra party no futuro, já que pelo que andei vendo na wiki ele não está listado na party principal.

    E por último finalmente podemos controlar o protagonista, Lucas. A parte legal é que isso só acontece 3 fucking anos depois da tragédia no começo do jogo, deixando bem orgânica a recuperação do moleque (aprende, Indivisible!). Com ele agora eu tenho acesso ao caixa eletrônico, que aqui funciona através dos sapos que salvam seu game. Engraçado que cada hora aparece um sapo diferente, hora sapo fantasma, sapo de carro, sapo fada, é uma maluquice como sempre, hauahuha

    Depois disso tive que trabalhar com o Lucas pra ganhar o ingresso pra um clube onde provavelmente Duster estava, e chegando lá me deparei com a tomboy Kumatora vestida de garçonete... Como é um jogo da Nintendo, pressuponho que ela tenha pelo menos uns 16/17 anos pra estar vestida assim e um monte de marmanjo olhando pra ela, ahuahauha

    Enfim, depois dessa parte a equipe tá completa e agora posso ir atrás do artefato que o Duster tinha guardado... Mas a anta perdeu a memória nesses 3 anos e terei que procurar o bagulho por mim mesmo.

    Ah, e nesse meio tempo teve uma cena hilária, onde o pobre cachorro do Lucas teve que se vestir de gente pra poder entrar no clube, ahauhauhauha

    30
    • Micro picture
      lukenakama · 2 months ago · 2 pontos

      Vai lá zerar isso, eu falei que era melhor que Earthbound?
      Se não fosse umas ligações que tem com Earthbound, eu recomendaria fortemente todo mundo começar pelo terceiro game mesmo.

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 2 months ago · 2 pontos

      Cachorro vestido de gente?
      Kkkk

      2 replies
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 2 months ago · 2 pontos

      uheuaehueahgegae

      1 reply
  • manoelnsn Manoel Nogueira
    2019-11-15 14:43:57 -0200 Thumb picture
    manoelnsn checked-in:
    Post by manoelnsn: <p>Ia jogar Summon Nights do GBa depois da experiên

    Ia jogar Summon Nights do GBa depois da experiência dantesca que tive com Earthbound... Mas a galera alvinística aqui me falou tão bem do Mother 3 que fiquei curioso com ele, então bora!

    Logo no começo somos apresentados à família de Lucas, o loirinho do Smash Bros, que está visitando o avô e seus dinossauros de estimação, algo bem familiar e bucólico, e em seguida o jogo mostra Flint, o pai cowboy do protagonista, que ficou na cidade natal e ajuda uns vizinhos a apagar um estranho incêndio que começou na floresta ao lado...

    E cacete, aqui já dá pra perceber a evolução que o jogo teve, se comparado com aquela coisa 16 bits: apesar das batalhas continuarem em primeira pessoa (e nem DQ ser mais assim nessa época), tudo tá bem mais dinâmico, quando tu ataca por trás o sprite do inimigo fica de costas pra tu.

    Outro diferencial é o sistema de ritmo, onde tu tem que apertar o botão de ataque conforme o ritmo da música de background. Eu não tenho o menor ritmo, então vou apertando o botão de ataque a esmo até algum combo acertar, se ficar craque nisso for necessário pra se zerar o jogo, mais adiante dou uma treinada, é bem chatinho, mas prefiro muito mais isso do que um moleque que fica chorando pela mamãe no meio da batalha, vai se foder, ahuahuaha

    Enfim, depois apareceram esses caras estranhos que estão mecanizando os animais da floresta, e tive que quebrar a cara desse alce mecanizado. Detalhe que o cachorro aqui também é um membro da party, mas ele é controlável e não foge quando a porra fica séria, ao contrário daquele vira lata do jogo anterior... 

    Enfim, após resolver o incêndio, o cowboy volta pra casa e fica aguardando sua esposa e seus filhos voltarem, mas nada de aparecerem. Aí toda a cidade vai na floresta procurando a família dele, até que encontram Lucas e seu irmão gêmeo caídos num rio, mas nada da mãe deles... Até que um cara chega com a bomba:

    E fala que achou um dente de dinossauro cravado no coração dela! Aí o cowboy surta, começa a dar murros no chão (isso me lembrou até o final da 3ª temporada de Sailor moon, onde a protagonista faz o mesmo), pega uma lenha pegando fogo e sai quebrando tudo, até um cara com um porrete enorme chegar atrás dele e o fazer desmaiar. Caralho, eu já sabia que a história do jogo era dramática, mas matar uma personagem importante logo no começo? Já chegaram com a voadora de dois pés, te jogando no chão e dizendo: "Tá achando que isso aqui é Earthbound, cumpadi? Aqui é Mother 3, porra!"

    Depois desse início excelente, o jogo mostra o cowboy indo matar o dinossauro que matou sua esposa e mais umas coisas, e aonde eu parei já começa o capítulo 2 (pelo visto ele vai ser dividido em capítulos), onde tu não controla mais o cowboy e sim um ladrão chamado Duster. Enfim, não sei como o jogo vai ser daqui pra frente, mas com certeza ele começou muuito bem, te mostrando a família do protagonista, te fazendo controlar o pai dele, te chocando com uma tragédia e focando nos outros personagens jogáveis. Enquanto com aquela coisa do snes me desanimou logo no começo, tô bem animado com o que vi de Mother 3 até agora, vejamos como o jogo se desenvolve a partir daqui...

    E sim, ele continua bizarro, com direito a um lugar em forma de concha cheio de homens barbados travestidos, ahuahauhauhaua

    29
    • Micro picture
      jcelove · 2 months ago · 5 pontos

      De tanto que reclamou do 2, achei que não fosse querer conta com o 3 tão cedo.
      Tecnicamente ele é superior em tudo, mas tem umas coisas que não crti como a divisão em capítulos com personagens diferentes e saltos na timeline e o tom da narrativa que apesar de ainda ter as piadinhas nonsense e quebra da quarta parede tem uma carga dramática bem maior.

      O Itoi devia ta chateadaço com os problemas que o jogo teve (originalmente seria pro n64, mas desistiram depois de ter feito uma parte do game, ai foi cancelado e o o Iwata conseguiu convencer a equipe a recomeçar do zero no gba) e a história é cheia de coisas mais dark como a morte chocante no começo e o tem de tristeza e perversidade que permeia a história. Da pena do Lucas e do Coitado do Salsa...
      Prefiro o sarcasmo e sutileza do Mother 2, MAS foi bom vc jogar em sequência pq tem uma ligação forte no final.hehe

      Um dos motivos do jogo não ter saido no ocidente foram os Magypsys total Village People servindo de "mentores" do heroi pré-adolescente.hehe

      6 replies
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 2 months ago · 3 pontos

      esse eh o melhor^^ correr por cima de mobs level baixo n tem preço ;p ueahuehuae

      1 reply
    • Micro picture
      lukenakama · 2 months ago · 2 pontos

      Aee, falei que esse era sensacional.

      1 reply
  • 2019-08-17 11:34:15 -0300 Thumb picture

    Bad Ending imaginário e que não consigo lembrar no Mother 3

    Eu tive um sonho em que eu havia terminado Mother 3, e como todos os meus sonhos em que eu tô jogando um jogo que já joguei, o jogo tava bem diferente, mas como sempre, não consigo lembrar como uahsuha. E quando eu terminei teve um Bad ending lá em que o Lucas e o pessoal não conseguiu  sair do que era a dungeon final do jogo no meu sonho, porque eu tinha feito negócio errado lá uahsuaha. Mas eu lembro que eu disse que eu ia jogar de novo pra fazer o "good ending" do jogo, mas só daqui há uns anos uahsuaha. 

    Ah, e em Mother 3 não existe bad ending e nem good ending uahehauea

    13
    • Micro picture
      lukenakama · 5 months ago · 1 ponto

      Você sabe quando tá viciado em videogames quando você sonha com isso.
      Mas beleza, eu sonhei várias vezes com games e até com o Alvanista XD

      1 reply
  • a2 A2(天照大神)
    2019-07-23 04:59:16 -0300 Thumb picture
    a2 checked-in:
    Post by a2: <p>#img#[649759]</p><p>#img#[649760]</p><p>#img#[64

    MOTHER 3 score:

    25
    • Micro picture
      emphighwind · 6 months ago · 1 ponto

      "no crying until the end".

  • a2 A2(天照大神)
    2019-07-23 04:55:19 -0300 Thumb picture
    a2 checked-in:
    Post by a2: <p>quarta parte.</p><p>#img#[649751]</p><p>#img#[64

    quarta parte.

    4

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...