Medium picture

juninhonash Juninho Rodrigues

It's gonna be a hell of a party


over 3 years ago 2016-02-26

Crash Bandicoot: The Huge Adventure

Crash era um exclusivo de peso da Sony e uma vez que seus direitos foram repassados definitivamente pra Universal, ele começou a ter várias alterações e uma delas, muito válida, foi justamente tentar algo nos portáteis.

A ideia é muito válida, afinal de contas, nada impede o carismático personagem de ir do 3D ao 2D. Mas diria que apesar de funcional, não foi muito bem acertada.

Seguindo os padrões dos jogos anteriores em termos de história, Crash agora precisa enfrentar Cortex que simplesmente diminuiu a Terra e tem ela em mãos, usando a velha fórmula funcional de sempre, só que agora pegando 20 ao invés de 25 cristais, provavelmente uma limitação do console que ainda não havia sido devidamente explorado.

O problema é que o level design das fases é praticamente idêntico às fases 2D que o inspiraram, sem nenhuma exceção, é sempre as florestas do Crash 3, as fases de gelo do Crash 2, uma fase em 3D no ar e algumas poucas variações incluindo fases futuristas e corridas com o Polar (o Urso) usando os mesmos ângulos dos jogos tradicionais que consagrou a franquia.

Não somente pela ideia repetida mas também pela imensa repetição das fases, mudando pouca coisa, e tornando a jogatina cansativa com o passar do tempo, principalmente porque as fases NUNCA mudam, é sempre os mesmos temas, com os mesmos tipos de inimigo e etc, repetindo assim, em duas dimensões, partes dos erros do primeiro Crash.

Outro problema é o delay de pulos, é insuportável em algumas situações, o jogo tem um delay que ora te pega e ora não existe, além de ter os mesmos upgrades do Crash 3, tornando ele assim mais do mesmo pra quem já está familiarizado com a franquia.

Apesar de ser longe de um jogo ruim, a repetição de vários elementos da franquia e o delay no pulo (que é deveras importante num jogo de plataforma) prejudicam bastante a experiência e tudo isso somado à uma trilha sonora repetida porém piorada pela limitação de hardware do GBA só fazem esse jogo ser pouco acima de mediano.

6.5 6.5 10
Overall
6.0 Gameplay
4.0 Story
6.0 Music
7.0 Graphics
Os mesmos upgrades do Crash 3 e o 2D permitia mais criatividade
Estréia de Crash nos portáteis
Trilha sonora repetida e em qualidade piorada
Delay no input dos pulos
Repetição de fases

16 of users found this review helpful.


Outras críticas do mesmo autor:

Keep reading → Collapse ←
Loading...