Este jogo não tem nenhuma crítica. Seja o primeiro a criticá-lo!

Adicionar Crítica


  • jclove José Carlos
    2018-01-06 11:09:07 -0200 Thumb picture
    jclove fez um check-in:
    <p>Rapaz, esqueci de mencionar que joguei MUITO ess - Alvanista

    Rapaz, esqueci de mencionar que joguei MUITO esse no mês passado. Peguei baratinho a um tempo, mas só decidi jogar depois que terminei o Bravely Default.

    Apesar do apelo infantil (trata-se de mais um jogo de anime da Level 5 como Youkai Watch e Inazuma Eleven) o visual cell shading é bonito e o gameplay divertido, lembra os gundans do PSP só que mais simples. 

    A pegada do jogo lembra uma mistura de pokemon (pela coleção) com medabots (por serem robos controlados por crianças) e Monster Hunter (pelo esquema de classes e customização gigantesca de peças e sets.

    O plot reconta o do anime homonimo trazendo as aventuras do menino Van Yamano e seus amigos num futuro próximo onde as crianças (e adultos) são viciados em colocar robozinhos de 10 centímetros controlados remotamente pra lutar em arenas feitas com caixas. A confusão começa quando Van recebe um frame Lbx misterioso entregue por uma fugitiva que diz conhecer seu falecido pai. Dai descamba pra altas aventuras envolvendo torneios underground, corporações sinistras e planos de dominação mundial, que obviamente apenas crianças podem impedir.

    Bobinho, mas o objetivo é esse mesmo, ja que o público alvo são crianças. No entendo o gameplay é suficientemente viciante pra prender marmanjos tbm, além dos personagens serem legais.

    A campanha dura umas 23h pra terminar, mas o jogo tem mais de 130 sidequests que são acessadas no terminal de controle do personagem, no estilão quest de monster hunter e no minimo dobram esse tempo se quiser tudo. Algumas são bem boring mas no post game aparecem miss~oes que permitem desbloquear quase todos os personagens que aparecem na história pra sua party, cada um com seu LBX exclusivo. Acabei gastando umas 50h no jogo por causa delas (e nem terminei todas).

    Os LBX são divididos em classes, começando com 3, mas expandindo bastante conforme a história e assim como em MH vc pode comprar ou fazer drops vencendo inimigos que permitem adquirir infinitas peças e sets que alteram o visual e performance dos robozinhos, da pra perder um tempinho se curtir essas coisas.

    Acabei me divertindo muito mais do que esperava com o jogo, é fácil e divertido (no post game a dificuldade da um salto monstro) e as cenas em anime são fartas e muito bem feitas, quase deu vontade de assitir a série inteira.hehe. O replay é monstruoso. Pena que ele só tem modo multi local.

    15
  • 2016-08-17 00:11:29 -0300 Thumb picture
    <p>ta de cabeca pra baixo mas... aparentemente tem - Alvanista

    Medium 329915 3309110367

    ta de cabeca pra baixo mas... aparentemente tem como, eu nao testo porque pretendo destravar o 3ds pra fazer region free, to com um jogo japones e pretendo pegar mais...

    So que eu acho que o online e apenas apos concluir o jogo

    3
  • hydeist Guilherme Gomes
    2016-08-16 13:17:57 -0300 Thumb picture
    <p>Alguem pode me tirar uma duvida....ja vi em algu - Alvanista

    Alguem pode me tirar uma duvida....ja vi em alguns lugares dizendo que o jogo nao possui modo online eh verdade ?  no caso de existir o modo online dele eh tipo pokemon e etc o jogo fica procurando ate achar um oponente ai começa ?

    3
    • Micro picture
      goncalves · mais de 2 anos atrás · 2 pontos

      Acho que nao tem online nao, posso olhar mais tarde aqui...

    • Micro picture
      hydeist · mais de 2 anos atrás · 1 ponto

      Poxa se puder vai me ajudar muito Obrigado

  • 2016-08-13 14:51:20 -0300 Thumb picture
    <p>Feriaaaaaas, ta na hora de zerar finalmente...</ - Alvanista

    Feriaaaaaas, ta na hora de zerar finalmente...

    1
  • waterstill Raffael
    2016-01-20 12:44:41 -0200 Thumb picture

    Cadastro repetido!

    Gente, o cadastro desse jogo tá repetido. O jogo já está cadastrado com o nome original japonês, Danball Senki Baku Boost.

    E o pior de tudo é que esse cadastro tá com a data errada de lançamento, a versão de 3DS é de 2012, 2015 foi só o lançamento localizado mesmo.

    1
  • jugemu 寿限無
    2016-01-01 19:29:21 -0200 Thumb picture
    jugemu fez um check-in:
    <p>Terminei a história principal do jogo e vi os cr - Alvanista

    Terminei a história principal do jogo e vi os créditos. Tirando alguns momentos de susto, o jogo não apresenta grande dificuldade e é divertido.

    Não vou fazer uma análise do jogo, porque já fiz isso no chech-in anterior. Ou no anterior ao anterior. Sei lá. Foi no ano passado. XP Mas no geral é um bom jogo que vale a pena ser jogado pelo menos uma vez. Não vai marcar a geração por ser excelente, mas não vai marcar por ter fama de ruim.

    Agora vou ver o que tem de extras etc e tal, jogar mais algumas vezes e então voltar ao Resident Evil Revelations que eu estava re-jogando ou terminar as quests em Dragon Ball Z Extreme Butoden

    2
  • jugemu 寿限無
    2015-12-26 17:23:05 -0200 Thumb picture
    jugemu fez um check-in:
    <p>Capítulo nove.</p><p>Avancei muito rápido pelos - Alvanista

    Capítulo nove.

    Avancei muito rápido pelos últimos capítulos e a diferença de level entre meu personagem e a dos NPC ficou bem baixa, o que começou a complicar as batalhas. Se bobear, perco sem nem ver donde veio a pancada. Então, estou gastando bastante tempo treinando e upando level.

    Agora, estou revezando entre três LBX, treinando o level individual de cada um e o do personagem enquanto vou juntando medalhas para vender e poupar dinheiro. São Sakura Zero, Odin e Jiraiya.

    Sakura Zero é a mais fraca na defesa e vida, mas gosto muito da velocidade dela. Odin é o LBX da história, então, não posso deixar ele muito para trás, além disso, tem um rotina de ataque especial muito legal. E Jiraya, rápido, poderoso e de visual mais legal. Jiraiya é o herói que chega quando todo o resto caiu.

    2
  • jugemu 寿限無
    2015-12-20 15:46:20 -0200 Thumb picture
    jugemu fez um check-in:
    <p>Talvez pelo jogo ter tido pouca publicidade no o - Alvanista

    Talvez pelo jogo ter tido pouca publicidade no ocidente, a ausência de versão física no Brasil, ou por ser uma franquia pouco conhecido além mar do Japão ... então como acho que sou um dos poucos que jogam LBX 3DS aqui no Alvanista, então vou fazer um check-in mais completo e explicativo.

    Produzido pela Level 5, produtora de vários famosos do 3DS, como Fantasy Life e Professor Layton. O jogo acontece num universo onde existem os LBX, pequenos robôs controlados por controle remoto, que duelam por diversão, sozinhos ou em times, em arenas.  Os robôs são constituídos de diversas partes (cabeça, torço, braço direito, braço esquerda e pernas) e usam diversas e diferentes tipos de armas e escudos. No geral, os duelos são por diversão e são só crianças se divertindo brincando.

    Mas como regra e receita de bolo das produções japonesas, o personagem principal é um garoto fanático por LBX, que por alguns motivos não tem o próprio. E através de uma série de eventos, ganha um LBX especial e acaba se envolvendo, junto com os amigos, num combate contra uma conspiração de uma empresa do mal.

    Como eu disse, receita de bolo. Quase roteiro de mangá Shonen Jump. Mas não é um bolo murcho. Dá para jogar e aproveitar bem e sem problemas.

    Não cheguei a jogar Professor Layton (ainda), mas joguei Fantasy Life e percebi algumas semelhanças no jeitão do jogo. Talvez algo da Level 5. 

    A primeira é o jogo ser em capítulos, com uma série de eventos a ser cumpridos, sem pressa, e com liberdade para o jogador poder passear pelo mapa e upar experiência ou fazer dinheiro. 

    Existe uma inserção de cenas de anime durante o jogo, que não é estranho ao jogo, já que existe um anime do jogo. Mas me incomodou um pouco que algumas vezes as cut scenes são feitas em anime e em outras é feita com CG.

    O jogo tem áreas novas abertas no mapa a capa capítulo. Sendo livre a circulação pelas áreas e entre elas.

    A presença de quests, missões obtidas com NPC para conseguir arrecadar dinheiro ou experiência, que não tem relação com a trama principal do jogo. Algumas são batalhas, outras são serviço de office boy.

    Agora as batalhas. 

    As batalhas acontecem conversando com NPCs (os indicados no mapa por pontinhos amarelos) ou em algumas áreas onde acontecem de forma aleatória (devido a história). Uma coisa que achei legal é que o level dos NPC aumentam a cada capítulo completado, então nunca fica fácil demais as batalhas e nem difícil demais de upar experiência. Mas nas áreas onde as batalhas aparecem de forma aleatória, é muito cansativo e não existe nenhuma forma de evitar.

    A batalha sempre começa com uma tela de menu, onde é possível fazer algumas configurações do LBX, itens, estratégia e party (caso seja uma luta com party). Dá para fazer tudo isso com calma. 

    A batalha, propriamente dita, é feita entre os LBX, com controles simples. Direção, uso da arma, troca de arma, pulo, corre, troca de alvo, uso de itens e de habilidades especiais. Nada que exija habilidade por parte do jogador, ou seja simplista demais. 

    Só acho um pouco longo, e depois de muitas batalhas, cansativo, o tempo de loading para as batalhas. 

    Sobre a parte técnica, são só impressões minhas. Não entendo nada disso para escrever de forma bonita sobre.

    O jogo é simples, mas bem feitinho e funcional na parte visual. Mas é um jogo para um público juvenil. A trilha sonora igualmente simples e não chama atenção nenhuma, mas também não me incomodou nenhum momento. Controle etc e tal, não vi nada que prejudicasse a jogatina. O level dos NPC aumentam a cada capítulo, mas sofri um pouco no primeiro capítulo, talvez por ainda não ter entendido o jogo ou talvez pelos NPC serem mais fortes que o personagem. mas se bobear nas batalhas, mesmo com level superior ao do NPC, pode ser surpreendido e perder. Tem possibilidade de luta online e street pass, como também passwords que liberam a compra de itens mais poderosos nas lojas no jogo. E não sei mais o que falar dessa parte técnica.

    Eu estou gostando do jogo. Não é nenhuma mega produção ou mega jogo, mas é divertido e de boa jogar. E como é um sistema bem livre para andar pelas áreas do mapa e para encontrar combates, acaba sendo bem casual de jogar. E tem a diversão de poder trocar as peças, ou o set inteiro, e as armas do seu LBX para customizar o visual.

    Se algo ficou confuso ou se alguém tiver alguma dúvida sobre o post ou o jogo... podem perguntar. É isso.

    3
    • Micro picture
      hydeist · mais de 2 anos atrás · 1 ponto

      Pode me tirar uma duvida....ja vi em alguns lugares dizendo que o jogo nao possui modo online eh verdade ? vi no site da eshop que ele sera lançado dia 21/08/2016 mas pelo visto o jogo ja existe entao seria um update ? ou uma nova versão ?

  • jugemu 寿限無
    2015-12-13 19:56:13 -0200 Thumb picture
    jugemu fez um check-in:
    <p>Depois de muita procura... e nada de encontrar, - Alvanista

    Depois de muita procura... e nada de encontrar, deu um jeito (graças a uma tia) de comprar a versão digital.

    Por enquanto, só conhecendo o jogo. É divertido e muito interessante, só peca de vez em quando na questão de visual.

    2
  • aquelemarcos Marcos Araujo
    2015-09-08 23:07:58 -0300 Thumb picture
    aquelemarcos fez um check-in:
    <div>Joguei um pouco, quase 3 horas apenas. Curti b - Alvanista

    Joguei um pouco, quase 3 horas apenas. Curti bastante, tem uma pegada meio Medabots de troca de peças do LBX. O enredo é bem simples e infantil, mas mesmo assim tá bem divertido. Gostei das cutscenes do jogo, que parecem que foram tiradas direto de um anime.

    2

Carregar mais postagens

Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...