Medium picture

katsuragi Jefferson Trindade

Mietta zo... Ending ga. l Super Highschool Level Overworked Gamer


about 6 years ago 2013-09-14

Castlevania: Lords of Shadow - Mirror of Fate

Mirror of Fate... após o anúncio deste jogo e logo depois que algumas poucas imagens foram soltas, eu fiquei aguardando este jogo de uma forma bastante ansiosa.
Bons elementos mencionados eram os motivos de minha espera por este título. A premissa de ter 3 personagens diferentes jogáveis, no caso, 3 faces bastante conhecidas na série, me deixavam ainda mais louco para querer joga-lo. O fato do jogo ser em gameplay 2D foi a maior influência de todas, mostrando que teria um pouco do que era antes.

A linha de história "Lords of Shadows" não me agrada de forma alguma. Mais do que claro fica o por que disso.
Boa parte de tudo que a série tinha antes foi abandonado por um gameplay bastante diferente do que muitos fãs estavam acostumando. Diferente de muitos, não irei comparar com God of War. Antes mesmo de God of War, tinhas um outro título desta mesma série com jogabilidade parecida: Lament of Innocence.

Porém, um ponto bom de Mirror of Fate foi que ele tem uma jogabilidade parecida com Lament of Innocente em termos de combos e evolução. Conforme você sobe de nível, aprende novas habilidades e combos que assim expadem seu repertório para enfrentar os seres das Trevas. Sem contar as Sub Armas que estão sempre lá para lhe dar uma bela força, podendo serem usadas durante combos para terminar com inimigos mais rápido ainda.
Os controles respondem bem e não há falha alguma quanto a isto, o que torna o Gameplay muito bom.


Os gráficos são belos. Com ótimos cenários durante a jogabilidade , proporcionando alguns dos melhores cenarios dispostos no Console. As Cutscenes são maravilhosas e o traço usado durante as mesmas são distintos e belos. Os efeitos são simples. O 3D do Console concede bons momentos durante várias cenas ao longo do jogo.

A história é um pouco rasa, porém, a forma que ela é contada é muito bacana. Tendo uma transição contrária do normal, você inicia sua jornada já após o que havia acontecido com Trevor, iniciando a Aventura com Simon e explorando o Castelo para até então encontrar-se com Gabriel.
Então, a cena vira para Alucard que após ter fracassado uma vez em sua missão, jura que irá fazer de tudo para cumpri-la desta vez.
Em seguida, no Ato Final do jogo, temos finalmente a Aventura com Trevor, que mostra o real início da história do jogo.
É interessado a forma que a história é dita ao jogador.

A trilha sonora não é das melhores, mas tem sim algumas faixas boas:

1. Library
2. Cursed Village

3. Castle Entrance
4. Travel Book

Há outras belas faixas, porém, como uma trilha Sonora oficial ainda não foi lançada, não consigo ter um nome para ressalta-las corretamente, atualizarei quando isto ocorrer.

Os elementos RPGs no jogo são poucos, porém, significantes.
Assim como em Lamment of Innocence, você pode achar Heart/MP/HP Max Ups durante várias localizações do jogo, aumentando suas chances de sobreviver.

O jogo peca no fator Replay, pois, após terminado em 100%, nada além de tentar reinicia-lo numa dificuldade maior é disponível. Nem uma opção de escutar a trilha sonora do jogo é disponibilizada...
Outro ponto ruim é que o jogo é curto. Com cerca de 10 ou 15 horas ele pode ser terminado em 100%. E como explicado acima, o fator Replay é pouco, o que faz o jogo ser facilmente deixado de lado.

O jogo é fácil e se você for alguém que procura desafios, não irá encontrar muitos aqui já que os inimigos possuem padrões fáceis de decorar e são muito abertos a ataques, podendo facilmente derrota-los sem levar golpe algum.

A diversidade para items de combate também é uma enorme falha. Diferente dos títulos anteriores de portáteis da Nintendo, em que a leva e armas e sub-armas para usar, assim como magias, cada personagem disponibiliza apenas da sua própria versão da Cruz de Combate em conjunto com 2 magias e 2 sub-armas, assim como algumas habilidades especifícas usadas apenas para atravessar alguns pontos do Game. Isso chega a ser um pouco desanimador se comparados a títulos da série principal da Franquia.

Se quer devolta um pouco da exploração dos jogos antigos, pode encontrar um pouco neste título e se divertir bastante a procura de todos os tesouros espalhados. Porém, se apenas quer um pouco de diversão num clima fantasmágorico, este também pode ser o seu jogo. Diante da boa livraria de títulos que o 3DS tem, apesar de não muito forte, Castlevania: Lords of Shadows - Mirror of Fate consegue se destacar um pouco pela tentativa de ter tentando voltar um pouco ao que era antes.

8.5 8.5 10
Overall
8.0 Gameplay
8.5 Story
7.5 Music
9.0 Graphics
Personagens marcantes retornam a série
Ótimos gráficos e bom uso do efeito 3D do console
Trilha sonora boa
O jogo é pequeno e não dispõe de um bom fator Replay
Fácil, sem muitas dificuldades até nos Chefes mais difíceis
Áreas, apesar de bem feitas, são pequenas
Diversidade de inimigos pequena, diferente de outros títulos da série

11 of users found this review helpful.


Outras críticas do mesmo autor:

Keep reading → Collapse ←
Loading...