This game doesn't have any review. Be the first one to review it!

Add Review


  • edknight Eduardo Botelho
    2018-09-10 17:46:43 -0300 Thumb picture
    edknight checked-in:
    Post by edknight: <p>Terminei esse jogo no fim de semana. Foi muito,

    Terminei esse jogo no fim de semana. Foi muito, mas muito tempo que levei pra terminar ele, desde que recebemos na Plus há uns bons anos, por motivos de desmotivação (e tem vários fatores nesse game que me desmotivaram, aliados ao fato que futuro cyberpunk não é exatamente o cenário que eu mais curto), por outros jogos que entraram na frente e chamaram minha atenção, e porque meu PS3 foi encostado há um tempo devido a forças maiores e só consigo pegar ele bem esporadicamente. Mas enfim, ao jogo, que acho que das outras vezes que joguei não cheguei a fazer checkin.

    Deus Ex Human Revolution é um jogo de RPG em primeira pessoa que dá MUITA liberdade pro jogador. Liberdade essa que é uma faca de dois gumes, ao menos na versão Vanilla, já que uma das minhas maiores reclamações sobre o jogo é uma que dizem ter sido consertada na versão Director's Cut. 

    A estrutura básica do jogo é: Grande hub onde você consegue encontrar dezenas de side missions, postos de melhoramentos, lojas de armas, e alguns prédios mais detalhados. Esses prédios seriam as "dungeons" de um RPG clássico, e mesmo nelas o jogador tem bastante liberdade, você pode metralhar todo mundo em seu caminho, usar Stealth, usar Stealth não-letal. Há a opção de usar Hack para abrir portas e caminhos alternativos, há dutos, há caminhos onde é impossível passar por conta da eletricidade ou de um gás tóxico. E o jogador tem liberdade (mais uma vez, sim, sei que tá repetitivo, mas é isso) de selecionar seus upgrades, praticamente tudo disponível desde o começo, para ganhar um salto mais alto, habilidade de hackear mais dispositivos e com mais facilidade, camuflagem, imunidade à eletricidade ou ao gás venenoso, melhorias na pontaria e diminuição do coice da arma, velocidade, armadura, e um ataque especial chamado Typhoon System.

    Como eu disse que a liberdade de Deus Ex é uma faca de dois gumes, aí vem a parte que realmente esse sistema é desvantajoso: Eu gosto de jogar esse estilo de jogo mais Stealth possível, portanto gastei quase todos os Praxis (basicamente o Lv. Up do jogo, mas que pode ser comprado nas lojas por um preço absurdo, e que te ajuda a instalar mais melhorias no Adam) em habilidades de hackear ou ajudas para Stealth. E o jogo me mete uma bossfight contra um inimigo melhorado, em certo momento. Meu Stealth não ajudou aqui, sem Typhoon e com o coice insuportável da maioria das armas, eu dropei o jogo aqui depois de ser lanchado com farofa pelo primeiro inimigo obrigatório do jogo. E o jogo te deixa tão livre pra escolher que basicamente te oferece esse Dead End, onde você tá com um char fraco em combate e é obrigado a passar por um combate contra um oponente mais forte que o comum sem a alternativa de fugir dele, e sem um aviso de que você pode se ferrar lá na frente.

    Enfim, depois de muito tempo que voltei a jogar ele, e lembrei por que tinha dropado, mas minha determinação foi suficiente pra insistir em estratégias suicidas até vencer o boss. A partir daí eu sabia que o jogo poderia voltar a tacar uma bossfight a qualquer momento pra me ferrar e sabia que deveria investir mais em melhorias de combate (spoiler: Não fiz isso), logo me decepcionei menos com o fato de ter que lutar contra chefes OP, porque o resto do jogo estava me divertindo bastante.

    Aliás, um leve spoiler aqui, mas tem uma parte que um personagem secundário bem próximo do Jensen se enrasca numa das viagens dele para cumprir uma missão. Esse personagem diz que você pode largar ele, já que ele vai servir de distração, pra você se infiltrar na base inimiga. Obviamente ele morre nessa brincadeira. Mesmo sem ter upgrades de combate armado, eu decidi que ia salvar o personagem, então eu ia meio no Stealth, dava vários Takedown (e tinha que ficar comendo barrinha de energético pra recarregar a pilha), e achei umas armas mais pesadas que gastei nos robôs Heavy, depois de, sei lá, 20 tentativas, consegui salvar o bendito char. Troféu mais gratificante que pipocou na tela EVER. 

    Depois disso, tiveram poucos momentos tão emocionantes (uma das últimas boss fights, que possivelmente você vai estar bugado, é uma das lutas mais bacanas do jogo).

    A história do jogo é bacaninha (de novo, não sou exatamente o público alvo aqui). Tem muitas escolhas ao longo do jogo, Jensen tem poder de ser um fdp se quiser, graças às suas muitas melhorias. Pra mim, o melhor caminho era sempre tentar resolver os problemas de forma não-letal (inclusive a vez que eu fui cobrar uma moça porque os caras de uma gangue pediram a grana dela. Ela deu uma explicação convincente e que ia me levar para um final da quest, mas eu não queria desembolsar dinheiro por ela, então voltei, dei um socão, peguei a grana dela e usei uma fração pra pagar a dívida com os mafiosos. Mas mandei eles deixarem ela em paz e nunca mais cobrar). Mas aqui eu achei que o problema era outro, o final do jogo especificamente. Ele constrói algo desde o início, com um monte de NPCs que acabam lembrando do Adam caso cruzem seu caminho novamente, e aí seria um ótimo lugar pra meter um sistema que seu final depende das suas escolhas...

    Mas não, seu final depende de um switch que você escolhe logo depois do final boss. Chega a ser um final sem alma, genérico, onde são apresentadas quatro opções e você simplesmente aperta um botão que muda o que será noticiado ao mundo, se você vai beneficiar a empresa X ou Y ou Z. E o Jensen dá o maior discursinho hipócrita do tipo "Eu poderia ter usado meu poder para o mal, mas usei para o bem" (no meu caso, acho que é o limite do aceitável, já que acho que não matei nenhum inimigo não-chefe diretamente, só ativando turrets e robôs pra metralhar inimigos, ainda assim socando muita gente pra conseguir meus objetivos). Mas dependendo de como o jogador trilhou sua rota até esse momento, dá pra enxergar um Adam Jensen maquiavélico, ao qual os fins justificam os meios, e tudo bem matar um monte de gente se eu estiver do lado certo e matando gente que está do lado errado. O que não encaixa bem com seu discurso moralista, seja lá qual for a moral que ele quer pregar. A propósito, pra quem quiser me perguntar, escolhi o final do Hugh Darren.

    Enfim, depois de alguns momentos meio decepcionantes, alguns drops, eu terminei esse jogo, se pudesse dar uma nota para ele seria "é legal mas vacila às vezes". Recomendo para os fãs de Cyberpunk, e pra quem gosta de um joguinho Stealth (mas lembre de melhorar um pouco suas habilidades de combate às vezes)

    17
    • Micro picture
      gus_sander · over 1 year ago · 1 ponto

      Eitha, parabéns mano!!

      1 reply
    • Micro picture
      mcalor · over 1 year ago · 1 ponto

      você sentiu que o jogo é longo demais?

      3 replies
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá, Edknight! Você é do Rio? Estou procurando pessoas aqui no Rio de Janeiro para entrevistas para minha pesquisa de doutorado.

      3 replies
  • jonomaia João Gabriel Maia
    2018-09-08 22:59:28 -0300 Thumb picture

    Mais "uns desenhos aí" (?)

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    os povo gostou, fiquei happy! segue mais uns trem pirado que fiz:

    @inksketch

    47
    • Micro picture
      filipessoa · over 1 year ago · 4 pontos

      Puta merda é cada um melhor do que outro kk

      2 replies
    • Micro picture
      jonomaia · over 1 year ago · 4 pontos

      mano(s). to realmente mto contente de ter achado um pessoal q ta curtindo meus trampim! assim que puder, vou postar mais! valeu demais pelo apoio de todos :))))

    • Micro picture
      darleysantos676 · over 1 year ago · 3 pontos

      @anebarone curte esses traços?

      1 reply
  • jonomaia João Gabriel Maia
    2018-09-07 23:20:20 -0300 Thumb picture

    Uns desenhos aí

    Fala pessoas. vi uma galerildes postando uns desenhos bacanudos por aí, então pensei em postar alguns dos que fiz também. Após me apaixonar perdidamente por Deus Ex e afins, entrei numa loucura de brincar um pouco com a ideia de "orgânico-mecânico", ficção científica e tal. Esses são uns dos resultados. Me digam o que acham :)

    50
    • Micro picture
      darlanfagundes · over 1 year ago · 4 pontos

      Poxa, esse pássaro tá fuderoso!Adoro essas coisas mechas e andróides mas não consigo desenhar...hehehehe..eu queria botar um vilão robô numa historinha mas não deu...rsrsrs, parabéns pelo trabalho...marca a @inksketch que a gente tem prazer em compartilhar artes!

      1 reply
    • Micro picture
      caramatur · over 1 year ago · 2 pontos
    • Micro picture
      caramatur · over 1 year ago · 2 pontos

      Ficaram show!

      1 reply
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2018-09-06 16:47:22 -0300 Thumb picture
    Post by flaviadecarvalho: <h4><a href="http://alvanista.com/flaviadecarvalho/

    Meu artigo (científico) analisando BioShock e Deus Ex: HR

    Olá pessoas! Finalmente publiquei um artigo de análise de jogo em um periódico científico. Eu tenho usado BioShock e Deus Ex: Human Revolutionpara investigar como jogos de entretenimento podem falar de questões de saúde. Muitos outros jogos falam, mas precisei escolher poucos para focar.

    Não é um artigo comum de análise porque tem que atender exigências da academia, como referencial teórico, metodologia e objetivo delineado. Talvez seja uma leitura chata :(

    Tá aqui o link do artigo :D

    http://periodicos.uff.br/midiaecotidiano/article/view/10066/8499

    42
    • Micro picture
      filipessoa · over 1 year ago · 1 ponto

      Amo ler análises de games mesmo que seja científica, dá pra aprender e tirar muitas coisas interessantes delas. By the way vou salvar aqui pra ler com calma. Parabéns @flaviadecarvalho!

    • Micro picture
      harpuia · over 1 year ago · 1 ponto

      Com certeza lerei, o assunto já parece bem interessante!

    • Micro picture
      gus_sander · over 1 year ago · 1 ponto

      Eis o tipo de leitura sobre games que sempre venho procurando. Primeiramente gostaria de te parabenizar pelo trabalho de fazer esse artigo científico. Em segundo, gostaria de saber se o mesmo apresenta muita informação sobre a trama principal de ambos os games, ou ao menos do Bioshock.
      No mais, estou marcando ele aqui pra ler logo, logo.

      4 replies
  • tiagodantas Tiago
    2018-07-21 14:19:58 -0300 Thumb picture

    Desafio dos 30 dias

    Dia 18/30:

    A resposta é quase igual ao segundo dia do @desafio

    Marcus Fenix

    Chris Redfield

    Isaac Clarck

    Altair Abn-La'Ahad

    Adam Jensen

    e tantos outros...

    19
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá, tiagodantas! Você é do Rio? Estou procurando pessoas aqui no Rio de Janeiro para entrevistas para minha pesquisa de doutorado.

  • mattfenrir Mateus
    2018-07-03 01:53:18 -0300 Thumb picture

    Desafio das 20 músicas

    (já que ainda tô acordado e passou da meia-noite)

    As regras são as seguintes:

    1 - Poste uma música de um jogo por dia por 20 dias (total de 20 jogos);

    2 - Não pode repetir o jogo;

    3 - A música precisa estar no jogo;

    4 - Vale versão remix ou música licenciada no jogo;

    5 - Marque um amigo por dia e a persona @desafio

    6 - Não explique nada, só poste.

    Day 2

    12
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá, Mattfenrir! Você é do Rio? Estou procurando pessoas aqui no Rio de Janeiro para entrevistas para minha pesquisa de doutorado.

      5 replies
  • daisuke Daisuke Vieira
    2018-06-25 12:03:27 -0300 Thumb picture

    Desafio dos 10 jogos - Dia 9

    @desafio dos 10 Jogos

    10 games que causaram impacto em mim. Uma imagem apenas, sem explicação. 1 game por dia. E a cada game uma indicação de amigo para participar.

    21
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 2 pontos

      Olá, Daisuke! Você é do Rio? Estou procurando pessoas aqui no Rio de Janeiro para entrevistas para minha pesquisa de doutorado.

      3 replies
  • alphagaara Nelson Costa
    2018-06-12 18:38:44 -0300 Thumb picture

    Desafio dos 10 Jogos!

    Vi este desafio aqui no Alva, e agradou-me imenso, portanto, decidi participar!

    O desafio consiste em postar 10 jogos que causaram impacto em mim. Uma imagem apenas, sem explicação.

    1 jogo por dia.

    Por cada jogo, uma indicação de amigo para participar.

    ______

    Dia 4: 

    Desafio: @miss_dani

    7
    • Micro picture
      miss_dani · over 1 year ago · 2 pontos

      Obrigada pela marcação! =)

    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá, Alphagaara! Você é do Rio? Estou procurando pessoas aqui no Rio de Janeiro para entrevistas para minha pesquisa de doutorado.

    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá! Não consegui o número suficiente de participantes para uma conversa presencial, vou ter que apelar para conversa via Skype! Quem quiser participar preenche o cadastro no link para deixar o contato. :)
      https://goo.gl/forms/3acmmz9idksX3qg52

  • 2018-03-19 13:08:05 -0300 Thumb picture

    Pesquisadores criam interface que permite sentir protése

    Controlar próteses biônicas com o cérebro não é novidade, mas um novo estudo vai tornar o uso de membros artificias ainda mais parecidos com os reais: pacientes agora conseguem sentir as próteses como se fossem parte do próprio corpo.


    O estudo foi divulgado na revista científica Science Translational Medicine. Para conseguir fazer o cérebro "sentir" a prótese, os pesquisadores da Cleveland Clinic criaram uma interface em duas vias que faz os nervos vibrarem no local em que a prótese se prende aos músculos do paciente.

    Assim, o cérebro é "enganado" e entende que existe um membro real naquele lugar. O resultado disso é que os movimentos realizados pela prótese ficam mais naturais, e mais próximos dos que seriam feitos caso um membro natural estivesse naquela parte do corpo.

    A ideia não é fazer com que a prótese seja percebida pelo cérebro do paciente da mesma maneira como um membro natural, e sim que pacientes com membros biônicos consigam se adaptar com mais facilidade aos novos membros, passando menos tempo treinando o cérebro para movimentar um novo braço e mais tempo movimentando de fato o membro.

    O estudo ainda precisa de algum desenvolvimento. A sensibilidade da prótese ainda não é muito complexa, e os pesquisadores querem criar sinais que repliquem mais com mais naturalidade os enviados por membros naturais para o cérebro.

    26
    • Micro picture
      santz · over 1 year ago · 1 ponto

      Caraca, que foda. O cérebro humano é realmente uma coisa divina.

  • 2018-03-11 19:17:05 -0300 Thumb picture
    jade_archer checked-in:
    Post by jade_archer: <p>Jogando o DLC "The Missing Link" pela 1ª vez. Te

    Jogando o DLC "The Missing Link" pela 1ª vez. Tentando encontrar um jeito de me comunicar com o Pritchard depois que recuperei minhas coisas. Estou voltando pra esse game depois de ter terminado uma DLC do Mankind Divided (Desperate Measurese cheguei a confundir os controles porque optei por manter os controles padrões do MD quando o joguei e não usar o esquema do HR e assim me acostumei com eles. rs

    4
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá, jade_archer! Você é do Rio? Estou procurando pessoas aqui no Rio de Janeiro para entrevistas para minha pesquisa de doutorado.

      2 replies
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · about 1 year ago · 1 ponto

      Olá! Não consegui o número suficiente de participantes para uma conversa presencial, vou ter que apelar para conversa via Skype! Quem quiser participar preenche o cadastro no link para deixar o contato. :)
      https://goo.gl/forms/3acmmz9idksX3qg52

Load more updates

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...