2018-09-19 23:11:27 -0300 2018-09-19 23:11:27 -0300

Review: The Gardens Between

por Carlos Aquino

Nostalgia da infância é um dos sentimentos mais pungentes que nos perseguem desde o início da vida adulta até o ocaso de nossos dias e não é fruto do acaso que ela esteja presente em tantas obras ficcionais que tentam resgatar aquela inocência perdida, aquelas amizades aparentemente eternas, aquela sensação de que o futuro nunca virá. Esse é o tema escolhido pela The Voxel Agents para ser a espinha dorsal de sua primeira obra madura, após vários títulos casuais.

Ao sentimento, a desenvolvedora agrega uma mecânica de manipulação do tempo que se encaixa como uma luva na temática: a memória, esse sistema não-linear que restaura eventos e lugares a partir de fragmentos não necessariamente sequenciais aparece aqui em sua melhor metáfora. O que não dizer que estejamos diante de um jogo memorável.

Continue lendo no Gamerview

The Gardens Between

Platform: Nintendo Switch
14 Players
4 Check-ins

6
Keep reading → Collapse ←
Loading...