flaviadecarvalho

Sou pesquisadora de jogos como mídia e comunicação e estou interessada em sentidos de saúde em jogos

Você não está seguindo flaviadecarvalho.

Siga-a para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2018-10-04 13:18:56 -0300 Thumb picture
    <p>Somos todos ciborgues</p> - Alvanista

    Medium 590157 3309110367

    Somos todos ciborgues

    Cyberpunk 2077

    Plataforma: Playstation 4
    137 Jogadores
    2 Check-ins

    32
    • Micro picture
      gus_sander · 4 meses atrás · 2 pontos

      Caramba, esse sim é bem funcional.

    • Micro picture
      filipessoa · 4 meses atrás · 2 pontos

      Uma praticidade que nunca havia pensado antes kkk

    • Micro picture
      natansouza · 4 meses atrás · 1 ponto

      kkk Essa eu gostei!

  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2018-10-01 14:52:33 -0300 Thumb picture

    Deus Ex Human Revolution e/ou BioShock: pesquisa com vocês! :)

    Medium 589420 3309110367

    Atenção amigos do Rio de Janeiro!

    Como alguns de vocês já sabem, eu sou estudante de doutorado e pesquiso como os jogos falam de saúde. Mas jogo não acontece sozinho, né? Tem que ter alguém jogando para ter sentido. Por isso quero encontrar vocês para bater um papo sobre como viveram isso em BioShock e/ou em Deus Ex: Human Revolution.

    Mas calma, esse bate-papo não tem como objetivo medir conhecimento, nem habilidade para jogar nem fazer qualquer julgamento sobre ninguém. Não tem resposta errada! É para tentar entender a diversidade mesmo. Eu parto do pressuposto de que cada sessão de jogo é única e que os jogos AAA dão abertura para uma diversidade grande de estilos, interpretações, estratégias...

    Quem puder, também pode indicar outra pessoa!

    No final desse mês, estarei no SBGames em Foz do Iguaçu, se alguém que não é do Rio for, vai ser uma ótima oportunidade!

    A única limitação é que, por questões éticas, só posso falar com quem tem 18 anos ou mais :(

    Criei um formulário aqui para vocês me passarem uma forma de contato e marcarmos um encontro em um lugar público:

    https://goo.gl/forms/GwvCFg68yQ5KQmoT2

    Deus Ex: Human Revolution

    Plataforma: PC
    2455 Jogadores
    97 Check-ins

    34
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2018-09-30 16:04:05 -0300 Thumb picture

    BioShock e/ou Deus Ex Human Revolution: pesquisa com vocês! :)

    Medium 589221 3309110367

    Atenção amigos do Rio de Janeiro!

    Como alguns de vocês já sabem, eu sou estudante de doutorado e pesquiso como os jogos falam de saúde. Mas jogo não acontece sozinho, né? Tem que ter alguém jogando para ter sentido. Por isso quero encontrar vocês para bater um papo sobre como viveram isso em BioShock e/ou em Deus Ex: Human Revolution.

    Mas calma, esse bate-papo não tem como objetivo medir conhecimento, nem habilidade para jogar nem fazer qualquer julgamento sobre ninguém. Não tem resposta errada! É para tentar entender a diversidade mesmo. Eu parto do pressuposto de que cada sessão de jogo é única e que os jogos AAA dão abertura para uma diversidade grande de estilos, interpretações, estratégias...

    Quem puder, também pode indicar outra pessoa!

    No final desse mês, estarei no SBGames em Foz do Iguaçu, se alguém que não é do Rio for, vai ser uma ótima oportunidade!

    A única limitação é que, por questões éticas, só posso falar com quem tem 18 anos ou mais :( 

    Criei um formulário aqui para vocês me passarem uma forma de contato e marcarmos um encontro em um lugar público:

    https://goo.gl/forms/GwvCFg68yQ5KQmoT2

    BioShock

    Plataforma: PC
    4533 Jogadores
    355 Check-ins

    33
    • Micro picture
      gus_sander · 5 meses atrás · 4 pontos

      Eu infelizmente não posso participar por motivos que o @filipessoa já citou ali em cima. Mas assim como a outra pesquisa, espero que tenha uma ótima experiência a respeito, muito sucesso nessa nova empreitada de projeto de pesquisa!!

      1 resposta
    • Micro picture
      filipessoa · 5 meses atrás · 2 pontos

      Repassando aqui. Infelizmente não poderei participar por não cumprir muitos requisitos pra essa pesquisa (eu só passo na questão da idade kkkk) e principalmente pela localização onde moro :-/ Mas não tenho dúvidas de que você conseguirá fazer uma pesquisa super produtiva com a galera daqui. Boa sorte!

      1 resposta
    • Micro picture
      flaviadecarvalho · 4 meses atrás · 2 pontos

      Olá! @rcukierti, @lordsearj, @leandro, @akirarobert, @edufigueiredos, @raxgmr2, @chrnotodd Gostariam de participar desta pesquisa? =)

      2 respostas
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2018-09-06 16:47:22 -0300 Thumb picture
    <h4><a href="http://alvanista.com/flaviadecarvalho/ - Alvanista

    Meu artigo (científico) analisando BioShock e Deus Ex: HR

    Olá pessoas! Finalmente publiquei um artigo de análise de jogo em um periódico científico. Eu tenho usado BioShock e Deus Ex: Human Revolutionpara investigar como jogos de entretenimento podem falar de questões de saúde. Muitos outros jogos falam, mas precisei escolher poucos para focar.

    Não é um artigo comum de análise porque tem que atender exigências da academia, como referencial teórico, metodologia e objetivo delineado. Talvez seja uma leitura chata :(

    Tá aqui o link do artigo :D

    http://periodicos.uff.br/midiaecotidiano/article/view/10066/8499

    Deus Ex: Human Revolution

    Plataforma: PC
    2455 Jogadores
    97 Check-ins

    42
    • Micro picture
      filipessoa · 5 meses atrás · 1 ponto

      Amo ler análises de games mesmo que seja científica, dá pra aprender e tirar muitas coisas interessantes delas. By the way vou salvar aqui pra ler com calma. Parabéns @flaviadecarvalho!

    • Micro picture
      harpuia · 5 meses atrás · 1 ponto

      Com certeza lerei, o assunto já parece bem interessante!

    • Micro picture
      gus_sander · 5 meses atrás · 1 ponto

      Eis o tipo de leitura sobre games que sempre venho procurando. Primeiramente gostaria de te parabenizar pelo trabalho de fazer esse artigo científico. Em segundo, gostaria de saber se o mesmo apresenta muita informação sobre a trama principal de ambos os games, ou ao menos do Bioshock.
      No mais, estou marcando ele aqui pra ler logo, logo.

      4 respostas
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2018-09-06 16:27:39 -0300 Thumb picture

    Meu artigo (científico) analisando BioShock e Deus Ex: HR

    Olá pessoas! Finalmente publiquei um artigo de análise de jogo em um periódico científico. Eu tenho usado BioShock e Deus Ex: Human Revolution para investigar como jogos de entretenimento podem falar de questões de saúde. Muitos outros jogos falam, mas precisei escolher poucos para focar.

    Não é um artigo comum de análise porque tem que atender exigências da academia, como referencial teórico, metodologia e objetivo delineado. Talvez seja uma leitura chata :(

    Tá aqui o link do artigo :D

    http://periodicos.uff.br/midiaecotidiano/article/view/10066/8499

    BioShock

    Plataforma: PC
    4533 Jogadores
    355 Check-ins

    48
    • Micro picture
      kawens · 5 meses atrás · 1 ponto

      Salvando no pocket pra ler depois

    • Micro picture
      andre_luiz · 5 meses atrás · 1 ponto

      Também salvando no Pocket :)

    • Micro picture
      montanaro · 5 meses atrás · 1 ponto

      Opa... salvando aqui para ler. Parabéns pela produção!

  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2016-08-18 12:56:50 -0300 Thumb picture
    <p>Muito bom, ainda tem participação de advogado in - Alvanista

    Muito bom, ainda tem participação de advogado inspirado no cantor Falcão. Joguei no SBGames 2015. :)

    Carcará - Asas da Justiça

    Plataforma: PC
    18 Jogadores
    4 Check-ins

    5
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2016-08-17 14:29:36 -0300 Thumb picture
    <p>Este “simulador de cirurgião” é uma piada. Ele n - Alvanista

    Este “simulador de cirurgião” é uma piada. Ele nasceu em uma Game Jam e hoje é vendido para diversas plataformas. Você controla o braço esquerdo de um cirurgião para fazer transplantes de vários órgãos. O resultado é uma bagunça. Você quebra as costelas do paciente, voa osso para todo lado, tira um pulmão, ele cai atrás da mesa de cirurgia. É muito difícil controlar esse braço e o paciente morre na maioria das vezes.


    O protagonista (o tal do cirurgião) é todo errado. Logo no início a gente descobre que ele usa remedinho que passarinho não toma. Ele usa um relógio que nos primeiros movimentos solta do pulso e vai cair lá no meio dos órgãos do paciente. Logo depois a imagem fica psicodélica por causa dos remedinhos que ele toma. Não consigo!

    Surgeon Simulator 2013

    Plataforma: PC
    550 Jogadores
    11 Check-ins

    2
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2016-08-17 14:27:26 -0300 Thumb picture
    <p>TRAUMA é um jogo independente sobre uma mulher q - Alvanista

    TRAUMA é um jogo independente sobre uma mulher que sofreu um acidente de carro e está se recuperando internada em um hospital. Na verdade, esta é a história de fundo que entendemos pelo trailer do jogo. O jogo em si não é sobre a internação mas sobre os sonhos dela nesse período e as memórias que se misturam difusas.

    O jogador percorre belíssimos cenários fotográficos noturnos, faz e refaz caminhos, recolhe memórias, encontra estranhos símbolos, tenta resolver quebra-cabeças com coleções de imagens e movimentos gestuais. Os ambientes são sempre lindos, solitários, difusos... Os quebra-cabeças são surpreendentes.

    Além da beleza da atmosfera, o que me inspira nesse jogo é a capacidade de contar uma história específica de maneira tocante, mesmo para mim que nunca sofri um trauma como esse.

    Trauma

    Plataforma: PC
    168 Jogadores

    6
    • Micro picture
      pauloaa · 5 meses atrás · 1 ponto

      Joguei a muito tempo atrás nem tinha adicionado aqui ainda, lembro de ter gostado bastante do jogo por contar uma história de forma tão diferente. Mas é um jogo pra poucos.

  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2016-08-16 16:55:02 -0300 Thumb picture
    <p>Papo & Yo é um jogo lindísimo, todo feito de met - Alvanista

    Papo & Yo é um jogo lindísimo, todo feito de metáforas dos traumas de infância do diretor criativo Vander Caballero, co-fundador do estúdio canadense Minority. Caballero passou sua infância na Colômbia, cujas favelas inspiraram os cenários do jogo. Como na Colômbia, e na família de Caballero, o Brasil é bastante popular, foram acrescentados também elementos mais brasileiros, como os traços étnicos do protagonista, que é mulato. Tudo é lindo, as imagens, a trilha sonora.

    Vander Caballero

    Pode parecer que estou colocando spoiler aqui, mas tudo que escrevo também está disponível no material de divulgação e em entrevistas.

    O protagonista aos poucos vai se metamorfoseando em um guerreiro.

    Os personagens são metáforas diretas. O monstro é o pai alcoólatra do garoto, que quando engole um sapo fica muito violento (ou seja, quando bebe, mas também assumi a nossa expressão para engolir sapo lembrando dos caras que ficam com raiva do chefe e descontam na família). Também há uma referência ao abuso sexual (pelo menos na minha interpretação, né?) quando o monstro enfurecido come (no sentido deglutitivo) uma menina, e quando a mesma depois é representada como bonecas. Essa parte para mim foi bem tocante.

    É uma história sobre traumas de infância. O próprio Caballero fala que um jogo aubiográfico é uma forma de terapia pois "A única maneira de se libertar de um passado horrível é falando abertamente sobre ele, com um amigo, através da arte, através de videogames."

    Há uma coisa bem triste nesta história, que é a conclusão de que para este monstro não há cura. Só resta sobreviver, esquecer e seguir adiante com a sua própria vida. Me lembra que, no campo da saúde mental, o álcool é considerado a droga que causa mais danos aos usuários e a terceiros. Imagino que para o alcoolismo não há cura, no sentido de que em qualquer ocasião que o alcoólatra venha a beber a coisa não vai dar certo, mas há tratamento. Nem que seja só psicológico. Deve haver esperança.

    Papo & Yo

    Plataforma: PC
    291 Jogadores
    14 Check-ins

    7
    • Micro picture
      msvalle · mais de 2 anos atrás · 1 ponto

      Esse jogo é fantástico, uma experiência pessoal brilhantemente transposta para a mídia jogo. Mais ainda porque é um tema tão triste e traumático, bem difícil de enfrentar.

      2 respostas
    • Micro picture
      mattfenrir · mais de 2 anos atrás · 1 ponto

      Me emociono sempre ao ouvir o tema de encerramento.

      1 resposta
  • flaviadecarvalho Flávia de Carvalho
    2016-08-16 16:47:47 -0300 Thumb picture
    <p>Gone Home é um jogo em primeira pessoa em que ex - Alvanista

    Gone Home é um jogo em primeira pessoa em que exploramos um ambiente e vamos juntando os pedaços de uma história. É muito bom! Lá fui eu jogar apavorada desde o início, porque o jogo acontece em um casarão no meio do mato, à noite e durante uma tempestade. Eu encarnei a irmã mais velha da verdadeira protagonista da narrativa, chegando naquela casa que nunca havia conhecido, depois de passar um ano na Europa. Puxa vida, chego no meio de uma tempestade e não tem ninguém para me receber.

    (SPOILER A SEGUIR) Fui explorando aquele lugar escuro com um medo constante de encontrar um fantasma ou um cadáver a cada porta que abria. Até pentagrama demoníaco achei no sótão. Na verdade o jogo estava me trollando. Encontrei uma banheira com manchas vermelhas - Oh meu Deus! É sangue! - mas era tinta de cabelo. As coisas assustadoras eram só vestígios inocentes da minha irmãzinha, que entrou na adolescência e andou tomando aquele gosto de menina revoltada por coisinhas punk. Na verdade, o cartaz mais apropriado para história que descobri no jogo deveria ser esse aqui ao lado, olha só:

    Mas... e a saúde? Ah... Não é que encontrei a danada lá?! Mas como ela é plural, está em todo lugar mesmo...

    Encontrei um trabalho de escola da minha irmã sobre o ciclo menstrual. A tarefa consistia em ler frases fora de ordem de eventos que iam da ovulação até o início da menstruação e depois re-escrever na ordem correta. A danada da garota não se contentou com isso e acrescentou uma história passada na Polônia durante a II Guerra Mundial, em que, enquanto o óvulo fazia seu caminho sem ser fecundado, a protagonista sobrevivia a um ataque alemão e via seu amado morrer, junto com tantas outras pessoas. Segue abaixo a segunda página do trabalho:

    Rá! Essa minha irmã não é mole! Pegou aquele texto típico da biomedicina, moldado por uma racionalidade científica médica que separa as coisas que acontecem no nosso corpo da nossa vida, e acrescentou uma história incrível. Me fez lembrar um problema detectado pelo departamento de DST e Aids do Ministério da Saúde: o material de comunicação de assuntos da saúde é ineficiente porque não dialoga com a vida cotidiana dos jovens.

    Claro que o contraste do texto “chapa branca” do exercício com a história dramática de guerra deixou um tom bem irônico no conjunto. O recado da professora “See me!” me deu calafrios. Claro que a garota foi castigada por sua insolência! Que nada. A professora a chamou para reconhecer seu talento para escrever e a convidou para participar de uma outra atividade de redação muito mais legal. Ah, como o mundo é belo nesse jogo...

    Gone Home

    Plataforma: PC
    486 Jogadores
    43 Check-ins

    17
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...