firerockbird

A Konami é o inferno, e os jogadores de yugioh são os demonios!

You aren't following firerockbird.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2015-07-11 17:09:26 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    25
    • Micro picture
      ghostsnakin · over 4 years ago · 2 pontos

      ( ͡° ͜ʖ ͡°) ( ͡° ͜ʖ ͡°) ( ͡° ͜ʖ ͡°)

    • Micro picture
      firerockbird · over 4 years ago · 2 pontos

      se a gwynevere abrisse os olhos perto do chosen undead,também ficaria impressionada com o greatsword +5 que ele carrega,se é que você me entende.

  • 2015-07-10 22:12:53 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    25
    • Micro picture
      firerockbird · over 4 years ago · 1 ponto

      belo guia,me ensinando a morrer no primeiro boss,e me fazendo pensar "será que consigo zerar essa josa"

      1 reply
    • Micro picture
      colt47 · over 4 years ago · 0 pontos

      Não entendi

      1 reply
  • 2015-07-10 08:24:35 -0300 Thumb picture
  • 2015-07-10 08:19:50 -0300 Thumb picture
    Post by firerockbird: o jogo tinha poucas chances de se bacana,mas acaba

    o jogo tinha poucas chances de se bacana,mas acaba por ser que nem ninja gaiden 3,se me perguntarem qual dos dois e o pior não saberei responder.

    Zumbis, Ninjas E Uma Máquina de Socar Botões

    Review by: @juninhonash

    Sim, exatamente. A máquina de socar botões é justamente você, jogador.Yaiba: Ninja Gaiden Z é bem isso, um jogo da série Ninja ...

    Keep Reading →
    6
    • Micro picture
      juninhonash · over 4 years ago · 2 pontos

      Yaiba é pior, parece um jogo beta. O Ninja Gaiden 3 é um jogo ruim, o Yaiba é quase uma versão Beta e você jogador o beta-tester. Toma no cu dessa porra. Jogo horrível. Mil vezes mais os Ninja Gaiden 1 e 2 do reboot.

  • marcusmatheus Marcus Vinicius de Paula Matheus
    2015-07-09 23:00:13 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Dark Souls 3 ??? Jovens, conheçam o poder dos Mods...

    Medium 3111005 featured image

    Para aqueles que ainda não sabem, eu ando tendo “um pouquinho” de dificuldade em parar de jogar Dark Souls (tanto o primeiro quanto o segundo!). Gostei muito destes jogos e do desafio proposto e sempre termino uma jogada já pensando em como vou iniciar a próxima. O anúncio de Dark Souls 3 apenas serviu para aumentar ainda mais a minha dificuldade em me livrar destes games.

    Claro que, após o anúncio do próximo game da franquia o meu Hype foi lá no alto e agora este vem sendo o game que eu mais aguardo pelo lançamento. Diante de tanta ansiedade me peguei pensando em como poderia me acalmar e ir jogando outros games para relaxar – já que, de tanto jogar Dark Souls 1 e 2, não existem mais novidades para ver.

    Então fiquei pensando: Seria possível que algum outro jogo pudesse me passar ao menos “a sensação” que os games da From Software vem me passando? Que jogo, no estilo fantasia medieval, poderia me passar aquele clima sombrio, de desolação, com inimigos que impõe respeito, chefes desafiadores e cenários misteriosos para explorar? Lords Of The Fallen até me passou pela cabeça, mas eu não estou disposto a gastar grana com jogos agora e, por isso, coloquei esta ideia na gaveta... Até que a luz ascendeu!!!

    Skyrim era o game que eu procurava(e já tinha)!!!

    Mas como assim Skyrim?!? Clima sombrio?! Desolação?! Inimigos que impõe respeito?! Bem, apesar de Skyrim ser um ótimo jogo ele não possuía (em sua essência) aquilo que eu procurava. Mas quem disse à vocês, jovens gafanhotos, que eu iria jogar Skyrim em sua essência...?

    Longe de mim amigos querer criar disputas entre consolistas e PCistas, mas aqueles que jogaram Skyrim nos consoles, apesar de terem experimentado (realmente!) um jogo incrível e muito bom, não puderam aproveitar aquilo que o jogo da Bathesda mais apresenta de revolucionário: O seu código aberto e o apoio da empresa para que os Nerds e gênios de plantão pudessem desenvolver conteúdo ilimitado para o game original! Isso é o que faz Skyrim ser um jogo ainda tão presente nas redes sociais, apesar de ter sido lançado láaaaa em 2011.

    Os chamados “Mods” são modificações feitas por programadores amadores para melhorar, otimizar ou ampliar a experiência dos jogos. Apesar de serem possíveis nos consoles, são uma ferramenta costumeiramente exclusiva dos Pcs. Muitas vezes os Mods são capazes de criar situações ou até mesmo jogos completamente diferentes!!! Infelizmente existem até mesmo Pc gamers que esquecem (ou ignoram) esta incrível revolução em criação de conteúdo compartilhado.

    Um exemplo muito legal de suporte à programadores e mods é o game Starcraft 2 da Blizzard (que eu simplesmente adoro!). Lá uma vez ou outra (enquanto ainda na expectativa do capítulo final que irá fechar a trilogia) eu entro no menu do game e exploro a opção de conteúdo criado pelos jogadores (através de ferramentas oficiais cedidas pela própria Blizzard.) Já joguei Starcraft 2 de maneiras muito diferentes das que vocês estão acostumados a ver: Já o joguei como um RPG (Com direito a criação de personagem e tudo!), já joguei como um jogo de ação e até mesmo como um jogo de terror! (Na verdade eu não cheguei a sentir medo de verdade, mas a iniciativa dos programadores foi muito bacana e a experiência me rendeu alguns bons sustos!). Sem contar a infinidade de mapas para partidas multiplayer né...

    Porém, existem modificações que vão muito além do título original, criando jogos totalmente novos; é o caso de franquias hoje famosas como Team Fortress e Counter Strike que começaram, respectivamente, como simples modificações de Quake e Half Life. Os mods são tão poderosos que muitas vezes são responsáveis pela criação de gêneros totalmente novos; como o Moba, surgido a partir de uma modificação do game Warcraft III intitulada DOTA.

    O bacana é que os desenvolvedores nestes casos (geralmente) não buscam o lucro, sendo somente necessário o investimento no jogo original. As modificações de jogos de computador não são consideradas pirataria, sendo assim uma forma legal de divertimento. Já as modificações desenvolvidas por terceiros para jogos de consoles são consideradas ilegais pois, neste caso, a mídia física do console teria de ser regravada para o funcionamento do mod.

    ( Alguém ai se lembra da época de ouro do GTA San Andreas...  :)

    Recordando a minha pergunta inicial e tendo me lembrado dos Mods, pensei se seria possível transformar Skyrim em Dark Souls mesclando um monte de modificações diferentes e aumentando a dificuldade do jogo?! Além de eu ter descoberto que tudo era possível, notei que muitos programadores já estavam trabalhando nisso e não tive nenhuma dificuldade em achar os Mods certos para criar minha própria experiencia com o jogo da Bathesda. Vejam agora os mods que eu estou usando e como eles alteram e modificam totalmente o game original!

    1- Dark Fantasy Overhaul ( http://www.nexusmods.com/skyrim/mods/66971/?)

    Este modo modifica as árvores do game original e acrescenta um monte de árvores mortas, deixando o cenário muito mais macabro e "sinistro", por assim dizer...

    2- Supreme and volumetric Fog (http://www.nexusmods.com/skyrim/mods/24460/?)

    Para complementar ainda mais o clima de tensão, este modo espalha uma neblina densa pelo cenário do game tornando as viagens entre cidades e vilas muito mais macabras e imprevisíveis...

    3- Monster Mod 

    (http://www.nexusmods.com/skyrim/mods/35631/?) 

    Os monstrinhos de Skyrim não assustam ou intimidam tanto quanto os de Dark Souls correto? Pois bem, este Mod corrige isso, acrescentando centenas de novos monstros e dragões (alguns de arrepiar!!!). Não esqueça apenas de aumentar bastante a dificuldade do game até que a luta contra um dragão possa ser comparada à luta de um boss em Dark Souls (acha impossível? Então já vi que você NUNCA jogou Skyrim no nível mais difícil... ^_^ )

    4- Dark Souls - Elite Knight   (http://www.nexusmods.com/skyrim/mods/22899/?)

    Bem, eu não me sentiria muito em Dark Souls sem esta armadura clássica!. Este Mod simplesmente nos entrega o Set completo do Elite Knight.

    E fim! Estes são os Mods principais que usei para mudar radicalmente a aparência de Skyrim; mas na verdade estou usando muitos outros para completar ainda mais a imersão no game e na história: Estou jogando sem Fast Travel, sem mapa, sem música de fundo (apenas durante as Boss Battles), tenho um Mod que melhora a IA das pessoas, tornando o game muito mais realista (por exemplo, se estivermos enfrentando um humano e a energia dele chegar à metade, ele irá tentar fugir da luta para se curar com uma Potion - Isso torna as lutas mais difíceis, mas também permite que seu companion não fique na frente do bafo de fogo de um dragão ate a morte, ou que o povo das cidades se protejam em suas casas quando ataques de dragões acontecem!), e por ai vai!

    O importante é notar o poder que os Mods podem exercer sobre um game e o quanto ferramentas como essa podem ajudar a manter vivos jogos de muitos anos atrás!!!

    Os mods estão mais presentes em nossas vidas  do que muitas pessoas acreditam e quando tratados com a devida atenção podem ampliar e expandir a diversão que temos com diversos jogos. Ao possibilitar que os próprios jogadores modifiquem suas experiências, os desenvolvedores estão na realidade nos oferecendo um passe livre para a criatividade, cabendo apenas a nós adota-los da maneira que acharmos mais convenientes.

    (Left 4 Dead 2 - Mod Alien)

    (Monster Mod para Fallout New Vegas)

    (Mod gráfico para Half Life 2)

    Por isso jovens, da próxima vez que estiverem sem jogos novos, ou entendiados com os jogos que têm, procure saber se não existem Mods para modificar algum jogo antigo que você até já tinha colocado na gaveta. As vezes, a experiência pode ser até melhor do que aquela que você teve com o conteúdo original!

    Um abraço!!!!!

    The Elder Scrolls V: Skyrim

    Platform: PC
    17093 Players
    902 Check-ins

    23
    • Micro picture
      williamtael · over 4 years ago · 5 pontos

      Fui jogar Dark Souls 1 pela primeira vez no PC.
      Erro que poderia ter me custado caso eu tivesse comprado o jogo original.
      A começar pela resolução travada abaixo de 720p, o cursor do mouse aparecendo no jogo e a terrível câmera que me deu dor nos olhos de tão ruim, a jogabilidade é TERRÍVEL!
      Agora posso entender porquê esse jogo é considerado difícil.
      Claro que as armadilhas, a incapacidade de pausar o jogo e os salvamentos nas fogueiras ajudam a dificultar ainda mais, mas a jogabilidade é tão travada e a stamina (fôlego) do personagem é tão ridiculamente irrealista que se torna desprazeroso jogar DS só pela jogabilidade.

      Há quem tenha sido insanamente leigo de dizer que a jogabilidade de DS tem "combate realista", mas qualquer iniciante em esgrima e/ou artes marciais sabe muito bem que DS não tem um combate realista.
      Nenhum cavaleiro medieval que quisesse viver atacaria outra pessoa com uma espada do jeito que o protagonista de DS ou de Skyrim atacam.
      Em ambos os jogos os protagonistas atacam como se estivessem bêbados ou como se estivessem usando uma vara no lugar da espada.

      Eu gosto muito de jogos em que o protagonista enfrenta monstros, dragões e outros seres mitológicos gigantes em um mundo vasto, mas depois de eu ter jogado The Witcher 2 e 3... fica praticamente impossível eu gostar de Dark Souls.
      Tenho vontade de jogar God of War, mas o terceiro jogo só tem para PS3.

      Talvez seja menos ruim jogar DS no console, mas no PC é nota 3/10.

      A dificuldade pra mim é algo que tem de se sustentar no combate e nos pré requisitos das missões como quando você consegue passar de um boss sem ter o equipamento certo, mas com muita cautela ou quando você não consegue matar um mísero inimigo por causa do escudo dele, mas quando um jogo, no caso o DS, limita seus movimentos como se você estivesse pesando uma tonelada e não consegue atacar sem passar "um século" com o braço estendido e a guarda baixa... aí eu começo a perceber que o jogo não é realista porra nenhuma.

      Tenho observado os depoimentos de pessoas que também não gostaram de DS em fóruns pela internet e vi que a maioria dos fanboys de DS gostam de usar palavras eloquentes, ataques diretos e provocação infantil para contrariar os críticos.
      Os fanboys simplesmente tapam os ouvidos e os olhos para qualquer argumento contrário a DS.

      Opinião, que fique bem claro, não se baseia em fatos comprováveis no jogo;
      Ela se baseia no que o jogador gostou e no que ele não gostou no jogo, por mais que tal elemento funcione bem.

      Argumentos se baseiam em fatos, coisas que foram analisadas e que estão realmente no jogo, que funcionam ou não, conforme o que o argumentador evidencia.

      Por fim, devo deixar claro que: não é porque um jogo tem um defeito que eu tenha que odiá-lo de imediato. Nem todo jogo precisa ser bom em tudo pra mim.
      Por exemplo, eu gostei muito de Skyrim, admito que a jogabilidade não era lá essas coisas e o combate era infantil e lento, mas o combate era certamente muito menos "bugado" que o de DS.
      Ambos Skyrim e DS têm jogabilidade medíocre, mas Skyrim tem tanto conteúdo e história que isso acaba tirando o foco nos defeitos do jogo.
      Por mim, eu preferia que a Bethesda vendesse a franquia Elder Scrolls para a CD Projekt Red, pois eles são muito mais competentes na resolução de bugs, texturas, roteiro de história, jogabilidade (nem tanto), iluminação, criação de cenários, dublagem e etc.

      11 replies
    • Micro picture
      firerockbird · over 4 years ago · 2 pontos

      seria foda se você consegui fazer de alguma maneira a tomb of giants.

      3 replies
    • Micro picture
      andbrevi · over 4 years ago · 2 pontos

      Parabéns Marcus por mais um fascinante texto, sempre fui um jogador de console, tanto que tenho os PS's 1,2 e 3 e um Super Nintendo (xodó da família), tenho o Skyrim no PS3 e gosto bastante dele, agora ver a obra de arte que você fez no seu Skyrim no PC me deixou com muita inveja e tristeza pois meu PC não roda games, é uma maquina antiga, realmente um excelente texto e uma obra de arte sua modificação do game, abraços e parabéns.

      1 reply
  • 2015-07-09 22:45:58 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Ainda vale a pena manter uma coleção ?

    Medium 3110969 featured image

    Boa Noite Excelentíssimos Leitores !

    Muitos jogadores ainda gostam de manter uma coleção de jogos em mídia física, mas será que vale a pena ?

    Com o Steam o Tio Gabe ganhou milhões com a venda de jogos digitais pela internet. São geralmente mais baratos, mais práticos para se comprar e instalar. Porém é necessário baixá-los, e a não ser que você tenha uma internet razoável, o download de um jogo da nova geração pode demorar algum tempo...

    Se você tem uma biblioteca no Steam, ou em qualquer outra plataforma de vendas de jogos digitais, sabe que não é a mesma coisa que ter uma prateleira repleta de jogos nas caixinhas prontos para serem jogados a qualquer hora, sem a necessidade de download ou instalação.

    Além disso, não ter um cartão de crédito deixa as coisas um pouco mais complicadas. A maioria das lojas de jogos em mídia digital (incluindo a eShop, PSN, XBOX Live, etc...) aceita apenas cartões de crédito como forma de pagamento, alguns até aceitam o pagamento por boleto mas mesmo assim isso dificulta a compra.

    Porém os jogos em mídia física são em sua grande maioria bem mais caros; o custo de produção, entrega, e até mesmo o acréscimo em impostos obriga as distribuidoras a lançarem o jogo com um preço bem maior. Outro ponto negativo, é que diferente de um jogo digital, a mídia física pode se quebrar, estragar e arranhar com o tempo, por isso precisam ser muito bem cuidados.

    E você leitor, qual a sua coleção ? Prefere mídia física ou digital ? Acha que vale a pena manter uma prateleira cheia ? Ou prefere uma biblioteca digital ?

    Deixe sua opinião nos comentários !

    @doctorlarry

    95
    • Micro picture
      zuppao · over 4 years ago · 8 pontos

      acho que isso é uma opinião mto particular.. vai mto de gosto... tem gente que prefere economizar espaço e ganhar em praticidade deixando td no online ao invéz do físico.... já tem gente (me incluo nesse grupo) que prefere o apelo nostalgico da caixinha, do CD, do livro e tal...
      mas acho que isso é mto gosto... =)

      4 replies
    • Micro picture
      gradash · over 4 years ago · 5 pontos

      Depende do jogo, eu ficaria feliz em ter o Neverwinter Nights 1 e 2 como mostra ali na versão box.

      2 replies
    • Micro picture
      redbomber · over 4 years ago · 4 pontos

      Prefiro media fisica, mas colecionar... outra historia. Prefiro ter o jogo, mas nao comprar pra ter na coleçao, e sim por querer ter o jogo.

      3 replies
  • juninhonash Juninho Rodrigues
    2015-07-09 11:17:14 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    33
  • juninhonash Juninho Rodrigues
    2015-07-09 08:01:22 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    juninhonash checked-in to:
    Post by juninhonash: <p>Pronto, fui pro capítulo 4.</p><p>Não fiz as pri
    Bayonetta

    Platform: XBOX 360
    2168 Players
    113 Check-ins

    Pronto, fui pro capítulo 4.

    Não fiz as primeiras impressões porque tava cansado de tanto malhar e com preguiça, mas agora vamos lá.

    Bayonetta é simplesmente o suprasumo da doença japonesa humorística. É um jeito bem simples de se resumir tudo que senti ao jogar esse jogo por duas horas e meia. As poses, as cenas, a forma de como tudo se passa e é contado e principalmente pela própria personagem, que tem um puta nível de carisma gigantesco. Bem que o @guee e o @diogo_paixao me falaram.

    A história não me parece ser nem de longe algo que eu deva levar a sério, aparecem documentos aqui e ali explicando algumas bruxarias aqui e ali mas faço igual fiz com Ninja Gaiden, leio e nem dou a devida atenção. Por outro lado, apesar da galhofagem total, o jogo conseguiu me fazer ter a mesma sensação despretensiosa de Devil May Cry 3, da qual eles contavam algo bobo sem me fazer levar a sério e eu ainda dava um sorriso com as cenas malucas.

    Graficamente é de cair o cu da bunda, incrível como esse jogo é bonito pra um jogo de 2009 (no ocidente 2010) e não para de me surpreender com o quão polida essa versão do 360 é, apesar de ter a do PS3 original, cheguei a jogar uns minutinhos e apesar de jogável (afinal, injogável é forte demais pra ser usado nesse caso) ela é bem abaixo da versão a qual o jogo foi projetada pelo fato do 360 ser um PC de mesa.

    Pra quem duvida e acha que é bobagem, a própria Sega postou isso sobre o port da Platinum pro PS3: http://sega-addicts.com/2012/09/25/bayonettas-ps3-...

    Mas a graça de um hack'n'slash é sua jogabilidade, Hideki Kamiya com toda certeza fez com base em Devil May Cry porém usando algum tipo de toxina ao limite pra criar um universo tão louco e uma jogabilidade tão boa apesar de visualmente um tanto quanto bizarra, e o mais absurdo é que mesmo ele tendo feito DMC1, o jogo lembra muito mais DMC3 (que foi feito por Hideaki Itsuno) que qualquer outro, um botão pra troca de pares de arma, o esquema de botões, até mesmo o modo de como a câmera se movimenta é parecido, porém a câmera do Bayonetta é bem melhor, e por algum motivo ela vem invertida, logo de cara troquei isso e aumentei a velocidade de giro, tal como fiz com Metal Gear Rising.

    Achei extremamente satisfatório e divertido brincar com os combos dela, é simplesmente muito irado ver ela socar os caras com as armas de fogo, fazer altas pirueta pra cima e pra baixo girando e batendo por todos os lados, morri de rir e achei extremamente divertido.

    Dá pra ver que o sistema é bem refinado também, e bem amplo, diferente de DMC como um todo, a gente já começa com uma pá de coisas e vai pegando/comprando muitas outras. Em DMC quase tudo você tem que comprar na raça, Bayonetta já se mostra mais amplo à novatos e pessoas que gostam de explorar  as mecânicas logo de cara.

    Já entendi como funciona boa parte das mecânicas, tanto que aprendi a usar bastante o golpe de desviar na hora e ter alguns segundos pra bater.

    Diferente de DmC, esse aqui não multiplica me dano por trilhões, deixando o jogo totalmente roubado e sim deixa o inimigo lento por cerca de 5 segundos mas eu continuo com o mesmo dano. Deixando tudo mais equilibrado.

    Porém, uma das coisas que eu vi e fiquei tipo "WTF" foi isso:

    Como assim o cabelo dela passa um portal, vira uma espécie de demônio e engole o cara enquanto ela fica com leves riscos tapando o corpo???!?!?!?! O que é JoJo Bizarre perto de Bayonetta.

    Sem contar o fato de que ela atira com o sapato. Totalmente desconcertante, porém engraçado. 

    Uma coisa que eu não imaginei que seria tão foda, até porque ninguém me falou que era foda são as batalhas com chefes, são simplesmente muito malucas, cheias de cenas incríveis, uns ângulos diferentes e me deixou levemente surpreso e eu essa variedade toda me lembrou vagamente Lords of Shadow 2, eu posso até estar delirando mas vai saber.

    Mas nem tudo são flores, teve uma coisa que eu não curti e não foi a OST, que por sinal é muito boa e divertidíssima e sim o fato de que muitas vezes a câmera aproxima demais ou não aproxima o suficiente e tem muitos inimigos na tela e não dá pra saber exatamente onde a Bayonetta está e e de onde vem o ataque até porque os inimigos quase sempre são facilmente duas vezes maiores do que ela. Não acontece frequentemente, mas foi a única coisa que me aborreceu até então, mas o jogo é tão bom que nem liguei tanto pra isso.

    Ah, e andar na parede é foda bagarai, e se já tava bom esporrar anjos com armas de fogo, ficou ainda melhor depois que ganhei a Shuraba, uma katana bem daora e que deixei misturada com a Shotgun dela. 

    Agora é só andar rebolando e atirando cheio de estilo sem descer do salto. Ui.

    21
    • Micro picture
      s7ephano · over 4 years ago · 2 pontos

      Bayotetta... netta é muito foda. É um game que dá para curtir demais.

      1 reply
    • Micro picture
      firerockbird · over 4 years ago · 2 pontos

      pelo que entendi, ela tem uma historia muito identifica a de Dante,mas como não quero da spoiler ,só vou dizer que envolve um um romance proibido

    • Micro picture
      natnitro · over 4 years ago · 2 pontos

      A Cereza é uma figuraça mesmo! O que mais gostei nos jogos é esse estilo zuado tipo dmc e a luta tambem é ótima, com um ritmo bem louco... XD

      5 replies
  • 2015-07-08 19:57:56 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Sério isso?

    Tava aqui vendo coisas sobre Dark Souls e acabei achando esse site: http://www.pastemagazine.com/articles/2015/07/rank...

    Nesse artigo organizaram os chefes de Dark Souls 2, do mais fácil ao mais difícil. E eu achei meio estranho considerarem a Scorpioness Najka, um dos três bosses mais fáceis pra mim, mais difícil que o Smelter Demon. Eu não tive dificuldade com o Smelter, mas vi MUITAS pessoas dizerem que ele é extremamente difícil, mas não falaram o mesmo da Najka.

    Ok, mas e vocês? O que acharam disso? Essa lista foi mal feita?

    @joaoguilherme

    Dark Souls II

    Platform: XBOX 360
    718 Players
    300 Check-ins

    15
    • Micro picture
      marcusmatheus · over 4 years ago · 3 pontos

      Sem chance da Najka ser mais difícil que o Smelter Demon brother. Você foi quem deu muita sorte no carinha de fogo ou muito azar na mocinha de ferrão...

      1 reply
    • Micro picture
      firerockbird · over 4 years ago · 2 pontos

      o que você acha @gakuma

      1 reply
    • Micro picture
      filipevital · over 4 years ago · 2 pontos

      matei najka de primeira, sem ajuda alguma. Smelter eu me lasquei de verdade. Tomei no toba fácil! morri pra kct!

  • 2015-07-08 10:41:34 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    26
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...