farusantos

Indies, jogos não muito conhecidos e análises :) https://faru.wordpress.com/

Você não está seguindo farusantos.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • farusantos Farley Santos
    2018-08-28 14:50:00 -0300 Thumb picture

    Análise: Into the Breach

    Into the Breach me conquistou com suas incríveis opções de estratégia e desafio intenso. Cada missão traz uma série de dilemas complicados de resolver, e é muito recompensador sair ileso dessas batalhas (algo incomum, mas acontece). Além disso, o jogo oferece várias alternativas para deixar as partidas distintas — gostei, especialmente, de testar os outros esquadrões de robôs. Into the Breach é intenso e demanda muita atenção, criatividade e experimentação, e são justamente essas características que o fazem excepcional.

    Análise completa

    Into the Breach

    Plataforma: PC
    9 Jogadores
    4 Check-ins

    7
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-28 09:26:49 -0300 Thumb picture

    Análise: Bad North

    Bad North se destaca como título de estratégia ao se concentrar em poucas mecânicas. O resultado é um jogo acessível, mas nada fácil: as batalhas apresentam momentos muito complicados que exigem domínio das tropas e experimentação. A combinação de comandos simples, um pouco de customização e grande influência da topografia oferece várias camadas interessantes de complexidade. De negativo, há uma sensação de repetição por causa da variedade reduzida de situações e ausência de extras. Por trás de um visual agradável, Bad North esconde uma experiência tensa e brutal, e é justamente isso que o torna ótimo.

    Análise completa

    Bad North

    Plataforma: Nintendo Switch
    1 Jogadores

    8
    • Micro picture
      filipessoa · 3 meses atrás · 1 ponto

      Curti a análise e amei seu blog, rapaz! O fazes no tempo livre?

      1 resposta
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-27 22:06:43 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p><a href="https://steamcdn-a.akamaihd.net/steam/a - Alvanista
    The Messenger

    Plataforma: PC
    19 Jogadores
    3 Check-ins

    The Messenger me surpreendeu bastante. Ele é um jogo de ação e plataforma nos moldes do Ninja Gaiden clássico, porém tem controles e mecânicas modernas.

    A coisa mais legal nele é ficar alternando entre duas eras diferentes, o visual muda de 8 bits para 16 bits para refletir a mudança. E é, também, uma mecânica dentro do jogo.

    Curti demais o que joguei até agora :)

    12
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-26 16:24:11 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p>#img#[580018]</p><p>Aproveitei uma promoção e fi - Alvanista
    NieR: Automata

    Plataforma: Playstation 4
    462 Jogadores
    132 Check-ins

    Aproveitei uma promoção e finalmente peguei NieR: Automata :)

    Confesso que eu tinha jogado a demo e não tinha curtido tanto na época, mas depois da recepção extremamente positiva resolvi dar uma chance. Pouco mais de 4h de jogo e tô curtindo bastante, ambientação ótima, mecânicas legais (um bom misto entre ação e RPG) e trilha sonora excepcional. Esse é um que provavelmente tentarei fazer tudo :)

    9
    • Micro picture
      gus_sander · 3 meses atrás · 1 ponto

      Boa!! Parabéns pela aquisição!

  • farusantos Farley Santos
    2018-08-26 09:24:04 -0300 Thumb picture

    Nintendo Switch: dez ótimos indies para jogar no console

    Medium 3665140 featured image

    O Nintendo Switch se estabeleceu no mundo dos games e recebe constantemente inúmeros títulos indie de qualidade. Muitas das melhores experiências do ano no console, inclusive, foram proporcionadas por jogos indies — Hollow Knight, Celeste e Owlboy são alguns exemplos. Por conta do grande volume de lançamentos, muito jogos excelentes acabam não recebendo o devido destaque. Sendo assim, escolhi alguns ótimos indies já disponíveis no Switch e que não são muito falados por aí, confira:

    Battle Chef Brigade

    Em Battle Chef Brigade controlamos chefs guerreiros que participam de uma competição a fim de entrar em uma brigada de elite — todos os pratos são feitos com partes dos monstros abatidos. O jogo combina de forma criativa e simultânea dois gêneros bem improváveis: beat'em up nos momentos de caçada e puzzle de combinar na hora de cozinhar pratos. Conseguir coordenar os dois estilos é o que faz esse título divertido.

    Graceful Explosion Machine

    Graceful Explosion Machine é um shoot'em up (também conhecido como "jogo de navinha") de movimentação lateral no qual a nave tem acesso constante a quatro diferentes tipos de armas. É um jogo bem colorido e ágil, sendo que o maior desafio é conseguir montar grandes combos sem morrer.

    Flinthook

    Flinthook é um jogo de plataforma 2D com elementos de roguelike. No controle de um pirata espacial, exploramos naves repletas de desafios de plataforma e muitos inimigos. Além de uma pistola para atacar os oponentes, o protagonista utiliza um gancho com corda para se lançar pelos cenários e consegue deixar a ação em câmera lenta. É um jogo difícil e com muita variedade de situações.

    Treadnauts

    Treadnauts é um jogo de arena competitiva com conceito inusitado: até quatro jogadores participam de batalhas controlando tanques, tentando explodir uns aos outros. Os veículos são bem ágeis e conseguem pular com facilidade e andar pelas paredes (!). As partidas são rápidas e repletas de momentos imprevisíveis, perfeito para jogar com os amigos.

    Minit

    O protagonista de Minit se meteu em uma enrascada após pegar uma espada amaldiçoada na praia: ele morre depois de 60 segundos e reaparece em casa. Mesmo com uma limitação tão intensa, o herói vai tentar quebrar a maldição. Para isso, exploramos um mundo repleto de puzzles e complicações, um minuto de cada vez. É impressionante o quanto é possível fazer nesse intervalo de tempo tão limitado e tem muitas situações legais pela aventura.

    Wizard of Legend

    Em Wizard of Legend controlamos um mago extremamente ágil, capaz de atacar rapidamente os inimigos. As batalhas são muito rápidas e lembram bastante um hack ‘n slash, sendo possível adquirir várias novas magias no decorrer da aventura — há forte incentivo à experimentação e montagem de combinações de ataques devastadoras e estilosas. O jogo conta com elementos de roguelike (morte permanente, geração procedural) e multiplayer cooperativo e competitivo para dois jogadores.

    Crawl

    Crawl é um título de ação com multiplayer somente local para até quatro participantes. Nele, um jogador controla um humano, já os outros três são fantasmas que assumem o controle de monstros e armadilhas a fim de tentar matar o herói. O legal é que o fantasma que desfere o golpe fatal assume o lugar do herói, o que faz com que os papéis mudem constantemente. Crawl é uma excelente opção para jogar localmente com amigos, principalmente no modo tabletop.

    Floor Kids

    Floor Kids é um jogo de ritmo com temática de hip hop nada usual: na maior parte do tempo, podemos montar as danças livremente. Pode parecer estranho não ter nenhum guia de marcação como outros títulos do gênero, porém ele consegue traduzir bem a liberdade e improvisação do hip hop. Além disso, o visual é marcante com seus gráficos que lembram rabiscos se mexendo e a trilha sonora é repleta de composições contagiantes.

    Hand of Fate 2

    Hand of Fate 2 combina cartas, ação e roguelike para trazer uma experiência bem única. O jogo lembra uma sessão de RPG de mesa, pois precisamos tomar decisões de acordo com o que aparece nas cartas tiradas. Quando é hora de batalhar, ele se transforma em um jogo de ação com combate que lembra levemente o da série Batman Arkham. O resultado é um RPG bem diferente e com muitas opções de rejogabilidade.

    Yoku's Island Express

    Seria possível criar um metroidvania com mecânicas de pinball? Yoku's Island Express prova que sim. No papel de um protagonista que não pula, exploramos uma imensa ilha lançando o bichinho pelo ar com a ajuda de flippers e bumpers. Sendo assim, cada trecho lembra uma pequena mesa de pinball com puzzles e mecânicas embutidas. O visual colorido, personagens cativantes e uma progressão não linear deixam a aventura ainda mais divertida.

    42
    • Micro picture
      artigos · 3 meses atrás · 4 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    • Micro picture
      roberto_monteiro · 3 meses atrás · 2 pontos

      Muito bom em! Agora quero jogar todos eles T.T

    • Micro picture
      manoelnsn · 3 meses atrás · 2 pontos

      Aopa! Verei todos eles com mais detalhes quando chegar em casa!

  • farusantos Farley Santos
    2018-08-21 11:01:24 -0300 Thumb picture

    Análise: Guacamelee! 2

    Um extenso mundo colorido e muito humor resumem Guacamelee! 2. A sequência não traz mudanças drásticas, porém a aventura oferece uma experiência bem distinta por se concentrar em trechos contidos de exploração que usam as habilidades de maneira criativa. O combate continua flexível e divertido, e a adição de novos inimigos exige novas estratégias. Essas novidades resultam em uma aventura mais intensa e repleta de momentos difíceis, atrapalhada somente por alguns momentos de tentativa e erro. E, claro, a presença de texto divertido, memes e muitas referências deixam a experiência bem agradável. Guacamelee! 2 se concentra em refinar os melhores aspectos do antecessor e é justamente isso que o torna excelente.

    Análise completa

    Guacamelee! 2

    Plataforma: PC
    9 Jogadores
    2 Check-ins

    2
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-18 08:28:51 -0300 Thumb picture

    Análise: Minit

    Minit me cativou com sua série de pequenas aventuras de um minuto cada. É impressionante o quanto é possível fazer nesse intervalo de tempo tão limitado, e isso se dá, principalmente, pelo ótimo design dos enigmas e desafios. Gostei bastante de desbravar esse mundo curioso repleto de personagens inusitados e situações malucas — interagir é uma das grandes diversões do jogo. Apreciei a progressão aberta, porém é muito fácil ficar completamente perdido por causa de algumas dicas meio obscuras. Minit triunfa ao explorar um gênero diferente, resultando em uma experiência igualmente rápida e instigante.

    Análise completa

    Minit

    Plataforma: PC
    4 Jogadores

    6
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-17 10:54:15 -0300 Thumb picture

    Análise: Treadnauts

    Treadnauts se destaca com mecânicas acessíveis e batalhas rápidas e frenéticas — é muito divertido controlar tanques ágeis em combates imprevisíveis. A sensação geral é de um party game, porém técnicas avançadas trazem um aspecto competitivo ao jogo. Há muita variedade de situações proporcionada por inúmeros modificadores que alteram significativamente as partidas, por mais que a quantidade de estágios não seja muito grande. O foco é claramente no multiplayer, no entanto é possível se divertir sozinho com o jogo. Treadnauts é mais um daqueles jogos perfeitos para curtir com os amigos e é mais uma ótima opção do gênero no Switch.

    Análise completa

    Treadnauts

    Plataforma: Nintendo Switch
    1 Jogadores

    1
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-01 09:45:10 -0300 Thumb picture

    Análise: Ys: Memories of Celceta

    Ys: Memories of Celceta é um JRPG que se destaca com a ação acelerada e grande mundo. As mecânicas principais são simples e acessíveis, no entanto existem algumas camadas de complexidade capazes de agradar jogadores mais exigentes. A jornada cativa com um mapa extenso, muito conteúdo adicional e combates divertidos. A versão para PC conta com várias melhorias técnicas interessantes, por mais que o visual apresente um pouco de simplicidade em alguns momentos. Ys: Memories of Celceta é mais um sólido episódio na série e também um ótimo JRPG de ação.

    Análise completa

    Ys: Memories of Celceta

    Plataforma: PC
    13 Jogadores
    8 Check-ins

    4
  • farusantos Farley Santos
    2018-07-25 09:21:42 -0300 Thumb picture

    Análise: Sonic Mania Plus

    Sonic Mania é um autêntico retorno às origens do ouriço azul da Sega. Gostei demais do andamento bem balanceado entre momentos de velocidade e de plataforma, o que resulta em uma aventura ágil e divertida. O visual, áudio e ambientação são feitos com capricho e há uma forte sensação de nostalgia no título. O passado atrapalha um pouco a experiência com a volta de alguns problemas, porém, por sorte, eles não são muito graves.

    Lançada quase um ano depois, a atualização Plus deixa a experiência mais completa. Os personagens Mighty e Ray abrem mais opções de jogabilidade e são um ótimo motivo para revisitar a aventura. Já o modo Encore apresenta mecânicas divertidas e desafio mais afiado, por mais que ele reaproveita conteúdo já existente e vai agradar mais aqueles que têm interesse em um modo um pouco mais difícil. No fim, Sonic Mania Plus é um excelente pacote como um todo e, também, um ótimo jogo do Sonic.

    Análise completa

    Sonic Mania Plus

    Plataforma: PC
    14 Jogadores
    9 Check-ins

    5
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...