Você não está seguindo farusantos.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • farusantos Farley Santos
    2018-09-18 22:31:38 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p>Conheci Speed Brawl por acaso em algum perfil de - Alvanista
    Speed Brawl

    Plataforma: PC
    3 Jogadores
    2 Check-ins

    Conheci Speed Brawl por acaso em algum perfil de jogos indie no Twitter e me pareceu bem interessante em uma primeira olhada. Hoje o jogo foi lançado e gostei bastante do que joguei.

    Speed Brawl se autodenomina "uma mistura de corrida e combate em 2D" e é tipo isso mesmo. Na essência ele é um beat'em up 2D, contudo as fases são "corridas" em que precisamos derrotar rapidamente os inimigos para chegar no final com bom tempo.

    O sistema de jogo inicialmente parece simples, no entanto tem várias camadas de complexidade que incentivam a velocidade: quanto maior o combo, maior é o dano; e você só mantém o combo enquanto está em movimento. Para ajudar na movimentação constante, os personagens têm uma investida e também conseguem utilizar uns postes no cenário para se lançarem.

    Há, também, um sistema de duplas em que é possível alternar entre os lutadores e ativar um ataque de assistência — se bem utilizado dá pra fazer uns combos bem legais. Cada personagem apresenta estilo de luta bem distinto, há equipamentos com características especiais e uma árvore de habilidades. Ou seja, tem também muita customização.

    O resultado é um jogo ágil, com partidas rápidas, e com sistema de luta divertido. Gostei demais de conseguir fazer grandes combos ao misturar golpes especiais, investidas e movimentos de suporte do parceiro. Ah, é também um jogo muito bonito, com um gráfico 2D caprichado.

    Joguei só o comecinho e fiquei bastante impressionado, e olha que nem vi detalhes como outras modalidades de corrida e modo online cooperativo. Mesmo assim, já recomendo bastante Speed Brawl :)

    6
    • Micro picture
      mattfenrir · 28 dias atrás · 1 ponto

      Gostei da protagonista e o jogo ser ágil faz jus ao título kkkk

  • farusantos Farley Santos
    2018-09-14 13:43:42 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p>Timespinner é um metroidvania com <em>twist</em> - Alvanista
    Timespinner

    Plataforma: PC
    11 Jogadores
    2 Check-ins

    Timespinner é um metroidvania com twist de viagem no tempo. Fazia um tempão que eu estava de olho nele e gostei bastante do que já joguei até agora.

    O visual, a atmosfera e os gráficos lembram bastante um jogo do início da era do PSone, e isso é bem legal. A jogabilidade é bem fluída e a mecânica de viagem no tempo é interessante (por mais que ainda não vi nenhuma alteração significativa no mundo, uma das promessas do jogo).

    Vamos ver se fica legal assim até o final, mas já estou satisfeito com o que experimentei, mesmo com a demora imensa pro lançamento (ao contrário de Chasm, que também demorou séculos pra sair e me decepcionou imensamente).

    27
    • Micro picture
      volstag · 1 mês atrás · 2 pontos

      Eu tava vendo esse jogo ontem, é muito bonito mesmo, qualquer hora vou pegar ele também

    • Micro picture
      gus_sander · 1 mês atrás · 1 ponto

      Que interessante, só de ter essa pegada de viagem temporal já fico louco pelo jogo haha.
      Ele está disponível no Steam, né?

      5 respostas
    • Micro picture
      marvioj · 1 mês atrás · 1 ponto

      Só tem pra Pc??

      2 respostas
  • farusantos Farley Santos
    2018-09-12 11:10:22 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p>#img#[584822]</p><p>TowerFall no Switch está bem - Alvanista
    TowerFall

    Plataforma: Nintendo Switch
    1 Jogadores
    1 Check-in

    TowerFall no Switch está bem legal. Essa versão conta com todo o conteúdo lançado anteriormente e algumas novidades (como Madeline, de Celeste, como personagem jogável), curtindo bastante até agora :)

    7
    • Micro picture
      gus_sander · 1 mês atrás · 1 ponto

      Eitha, ele tem coopzin hehe. Tem a versão desse game pra Android, né?

      3 respostas
  • farusantos Farley Santos
    2018-09-12 09:06:21 -0300 Thumb picture

    Impressões: Touhou Luna Nights

    Touhou Luna Nights apresenta identidade única com a presença de boas ideias. O destaque são as mecânicas de Graze (por apresentar risco versus recompensa) e manipulação de tempo, que prometem um andamento acelerado e distinto. Como metroidvania, o jogo explora as características do gênero de forma levemente diferente. O grau de polimento já é alto, porém a versão de Acesso Antecipado é curtíssima, basicamente uma demo — a promessa é lançar a versão final depois de três meses de ajustes. Mesmo assim, Touhou Luna Nights é uma aventura promissora.

    Impressões completas

    Touhou Luna Nights

    Plataforma: PC
    3 Jogadores
    3 Check-ins

    11
    • Micro picture
      filipessoa · 1 mês atrás · 2 pontos

      Mecânica interessante.

    • Micro picture
      gus_sander · 1 mês atrás · 2 pontos

      Que legal... Já curti pela manipulação do tempo hehe!

  • farusantos Farley Santos
    2018-09-05 09:32:19 -0300 Thumb picture

    Análise: Hyper Light Drifter – Special Edition

    Hyper Light Drifter oferece uma experiência sem igual ao combinar uma atmosfera bem construída e boas mecânicas. É uma aventura com momentos de exploração imersivos e com puzzles de navegação instigantes, com a experiência reforçada pelo visual belíssimo e repleto de localidades marcantes. Já o combate é brutal e intenso, exigindo muita perícia, mas raramente sendo injusto. Para alguns, as qualidades do jogo são também seus maiores defeitos, pois as batalhas podem ser frustrantes e a narrativa é bastante obscura. A versão para Switch traz algumas novidades interessantes que enriquecem a experiência e são um bom incentivo para revisitar o jogo. Imersivo e com acabamento impecável, Hyper Light Drifter é uma aventura excepcional.

    Análise completa

    Hyper Light Drifter - Special Edition

    Plataforma: Nintendo Switch
    4 Jogadores
    2 Check-ins

    6
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-30 08:33:40 -0300 Thumb picture

    Análise: The Messenger

    The Messenger é uma sólida aventura de ação e plataforma que vai além dos títulos utilizados como inspiração com a presença de detalhes únicos. Controlar o ninja mensageiro é prazeroso por causa dos comandos firmes e das várias ferramentas e habilidades — em especial o Passoleve, que permite atravessar os cenários rapidamente se bem executado. As fases estão repletas de momentos complicados que exigem destreza e domínio dos movimentos, sendo o design justo na maior parte das vezes. Viajar no tempo e alternar entre ambientações 8 bits e 16 bits é visualmente interessante e traz possibilidades legais de exploração, mudando sensivelmente a experiência. A soma dessas características faz com que The Messenger resgate e modernize gêneros clássicos em uma jornada imperdível.

    Análise completa

    The Messenger

    Plataforma: PC
    16 Jogadores
    3 Check-ins

    10
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-29 21:22:42 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p>#img#[581161]</p><p>Revisitando Hyper Light Drif - Alvanista
    Hyper Light Drifter - Special Edition

    Plataforma: Nintendo Switch
    4 Jogadores
    2 Check-ins

    Revisitando Hyper Light Drifter, agora no Switch. Impressionante como faz dois anos que o jogo foi lançado, na minha cabeça ele era mais recente. Mesmo assim, para mim, ainda continua incrível.

    Tá bem legal no Switch, um port bem competente (por mais que já vi slowdown) e usa o HD Rumble de forma legal. Tô bem curioso para ver o conteúdo exclusivo dessa versão.

    8
    • Micro picture
      gus_sander · 2 meses atrás · 2 pontos

      Caramba, 2 anos já?! Também achei que fosse mais recente... :0

      1 resposta
    • Micro picture
      mattfenrir · 2 meses atrás · 2 pontos

      Adoro essas cores aesthetics/synthwave.

  • farusantos Farley Santos
    2018-08-29 08:22:13 -0300 Thumb picture
    farusantos fez um check-in em:
    <p>#img#[580831]</p><p>Resolvi revisitar Battle Che - Alvanista
    Battle Chef Brigade

    Plataforma: Nintendo Switch
    5 Jogadores
    1 Check-in

    Resolvi revisitar Battle Chef Brigade agora que ele recebeu uma atualização "Deluxe" e gostei das novidades.

    O conteúdo novo resolveu boa parte das minhas reclamações com o jogo: modo multiplayer, novo personagem e novos modos. Como incentivo para jogar, há agora uma galeria de imagens com artes que são desbloqueadas conforme subimos de nível;

    Gostei, especialmente, do "Survival". Nele, precisamos preparar vários pratos escolhidos de forma aleatória em batalhas diferentes, sendo o diferencial (ou dificuldade) o fato de que a vida não se recupera entre as fases — morrer significa fim da partida. Além disso, começamos só com o equipamento básico e vamos recebendo novos itens ao vencer os estágios. Eu estou bem enferrujado, mas me diverti bastante com a variedade desse modo.

    Vou continuar jogando Battle Chef Brigade nos intervalos dos outros jogos :)

    8
    • Micro picture
      roberto_monteiro · 2 meses atrás · 1 ponto

      Vendo os videos eu tive a impressão que a animação do jogo não é a coisa mais fluida do mundo.... Impressão errada a minha?

      2 respostas
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-28 14:50:00 -0300 Thumb picture

    Análise: Into the Breach

    Into the Breach me conquistou com suas incríveis opções de estratégia e desafio intenso. Cada missão traz uma série de dilemas complicados de resolver, e é muito recompensador sair ileso dessas batalhas (algo incomum, mas acontece). Além disso, o jogo oferece várias alternativas para deixar as partidas distintas — gostei, especialmente, de testar os outros esquadrões de robôs. Into the Breach é intenso e demanda muita atenção, criatividade e experimentação, e são justamente essas características que o fazem excepcional.

    Análise completa

    Into the Breach

    Plataforma: PC
    8 Jogadores
    3 Check-ins

    7
  • farusantos Farley Santos
    2018-08-28 09:26:49 -0300 Thumb picture

    Análise: Bad North

    Bad North se destaca como título de estratégia ao se concentrar em poucas mecânicas. O resultado é um jogo acessível, mas nada fácil: as batalhas apresentam momentos muito complicados que exigem domínio das tropas e experimentação. A combinação de comandos simples, um pouco de customização e grande influência da topografia oferece várias camadas interessantes de complexidade. De negativo, há uma sensação de repetição por causa da variedade reduzida de situações e ausência de extras. Por trás de um visual agradável, Bad North esconde uma experiência tensa e brutal, e é justamente isso que o torna ótimo.

    Análise completa

    Bad North

    Plataforma: Nintendo Switch
    1 Jogadores

    8
    • Micro picture
      filipessoa · 2 meses atrás · 1 ponto

      Curti a análise e amei seu blog, rapaz! O fazes no tempo livre?

      1 resposta
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...