Você não está seguindo edknight.

Siga-o para acompanhar suas atualizações.

Seguir

  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-16 14:21:25 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Eae negada. To sumido porque tive mini férias aq - Alvanista
    Armello

    Plataforma: PC
    27 Jogadores
    11 Check-ins

    Eae negada. To sumido porque tive mini férias aqui no trampo (fiquei de folga desde sexta, até ontem), mas não tenho jogado tanto assim até porque to sem net em casa ainda, mas amanhã vão instalar lá e aí eu vou querer testar umas coisinhas e vai ter checkin pá desgraça (e outras cositas más, quem sabe). Por enquanto, checkin de mobile e dessa vez não é de Opera Omnia (mas quinta chega o evento do tio Cid então logo logo venho com novidades).

    Acho que vocês sabem que eu sou fã de Armello. Melhor Boardgame digital que eu já joguei, e eu compraria fácil uma versão física (o que infelizmente não é possível por causa da mecânica de stealth). Mas é difícil convencer uma pessoa que não é tão ligada no hobby a comprar esse jogo pra jogar. A boa notícia é que recentemente eu descobri que lançaram uma versão mobile do jogo, e é grátis.

    GRÁTIS

    FREE

    0800

    SEM NENHUM CUSTO ADICIONAL

    (essa última é falsa, já que tem uma lojinha que dá pra comprar coisas com dinheiro real, mas acho que vocês entenderam)

    Eu fiz uns testes rápidos, e ele parece ser basicamente a versão Vanilla do Armello de PC: 4 personagens selecionáveis, alguns poucos anéis e amuletos, e um board. Tem algumas coisinhas das versões mais recentes, como dados compráveis e personagens de DLC, mas não tenho jogado muito online pra saber se compensa arrecadar dinheiro do jogo pra comprar essas coisas ou se é melhor mesmo gastar uns mitos pra conseguir os conteúdos.

    Meu celular é bem grande, então qualquer coisa é razoavelmente fácil de jogar, mas ainda assim eu achei que a interface tá bem adaptada pra mobile. A única dificuldade que eu tive é pra escolher uma maldita carta da minha mão pra jogar, e quando você tá no board com tempo infinito ainda vai, mas nos momentos de combate ou perigo, é recomendável desligar o temporizador se não quiser passar raiva. Para todo o restante, é tão suave quanto jogar no PC.

    Enfim, para quem quiser testar essa belezinha sem investir nada, vale a pena. Não tenho certeza se tem pra IOS, mas para Android é só baixar no Google Play

    12
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-11 14:01:06 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Em comemoração aos 6 milhões de downloads, a Squ - Alvanista
    Dissidia Final Fantasy Opera Omnia

    Plataforma: Android
    33 Jogadores
    97 Check-ins

    Em comemoração aos 6 milhões de downloads, a Square tá dando 6000 diamantes para todos os jogadores que fizerem login essa semana. Agora, as novidades da semana:

    Sabin, Seymour, Ace e Rem receberam buffs quando saiu a nova leva de Lost Chapters, e hoje foi a vez do King. A maioria deles mudou só a quantidade de usos de habilidades, acho que o que mais mudou mesmo foi o King, que ganhou um ajuste no Reload, que além de recarregar os usos de Rapid Bullets, transforma o ataque em Rapid Bullets+ (além dos dois ataques BRV, ele finaliza o movimento com um ataque HP) por 6 turnos.

    E mais uma skin liberada, dessa vez o Ramza Mercenary. Assim como a Yuna X-2, só muda a aparência do personagem, não altera nenhuma habilidade nem nada. E assim como a Yuna, a skin nova só é possivel de se obter com grana de verdade.

    E por último o mais importante, a personagem nova da semana, Lenna. Ela é uma personagem de dano à distância, seus comandos são dominados (Mastery) após uma quantidade de usos assim como é comum com os personagens de FFV. O comando inicial dela é Rapid Fire, são 9 hits de ataques Ranged em inimigos aleatórios, e após 3 usos se torna Rapid Fire+, os ataques ficam levemente mais fortes, e são 15 hits BRV Ranged. O segundo comando é Wind Drake Arrow, ela ganha um pouco de BRV baseado no INT BRV, e usa um ataque HP. Após dois usos, o ataque se torna Wind Drake Arrow+, aumenta a quantidade de BRV ganho antes do ataque HP.

    7
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-10 11:02:07 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Acabei, dessa vez de verdade! Aliás, eu dei uma - Alvanista
    Ni no Kuni: Wrath of the White Witch

    Plataforma: Playstation 3
    2192 Jogadores
    688 Check-ins

    Acabei, dessa vez de verdade! Aliás, eu dei uma pesquisada aqui, e na versão do Nintendo DS, o chefão final é o Jabo / Shadar mesmo, então eu teria terminado o jogo no checkin anterior se estivesse jogando aquela versão. Vou tentar falar sem spoilar nada importante mas pra quem é muito sensível a spoilers pode pular aqui.

    Mas enfim, o arco exclusivo do PS3 começa quando o Oliver ia voltar para o seu mundo, mas os três grandes reinos do mundo são atingidos por uma nova ameaça, e a equipe de heróis só escapa porque o Marcassin aparece na última hora para salvar a todos. Also ele entra pra equipe, como reserva, e apesar de ser um personagem bacana com umas magias boas, eu já tava meio acostumado com a composição Oliver / Esther / Swaine.

    Outra personagem que passa a acompanhar a equipe é a Pea, a pequena garotinha fantasma que só o Oliver via, e que agora todo mundo consegue interagir. Mas ela não é um membro ativo da party, ela só acompanha porque nesse arco do console ela é o personagem chave.

    Depois de libertar os três reinos da corrupção desse novo oponente (o que foi razoavelmente fácil depois de conseguir a magia do Shadar, Evenstar), todos os reinos do mundo e até os piratas se unem contra esse novo inimigo. Enquanto todos os esforços de guerra estão focados ali, eu fui fazer umas quests porque sim. E bom, acabei descobrindo umas coisas boas nessa, como o fato de que eu larguei a "quest" do Horace pelo meio, e ela dá uma das magias mais fortes do jogo, deixando até a Evenstar no chinelo.

    Com uma varinha nova, dada por um "inimigo" na última dungeon (e foi uma lutinha bem dificil, diga-se de passagem), e essa nova magia, a maioria das lutas seria um atropelamento, mas com os inimigos fortes nessa última torre, eu usei Veil e passava direto por eles, só enfrentando quando eu achava um Tokotoko que dá MUITA EXPERIENCIA.

    E enfim a luta contra o chefe final, teve altas revelações mas nada tão mindblow que não se pudesse supor com um pouquinho de antecedencia. De novo, a luta contra o chefe foi em fases, a primeira acabou sendo mais difícil porque lutar contra um mago que apela jogando 5 MAGIAS DIFERENTES NA SUA CARA EM SEGUIDA SEM DAR TEMPO DE RECUPERAR O COMANDO DE DEFESA É SACANAGEM. A segunda fase é uma luta loooooooooooooonga porque o chefe transformado tem um bazilhão de HP, mas os ataques são bem telegrafados e o mais perigoso deles leva uns 10 segundos pra executar, o que dava tempo de dar counter com Astra ou colocar um familiar com Evade e anular completamente. 

    Acontece que ainda tem uma terceira luta, e essa, apesar de um membro extra novo na equipe, é um tormento, porque o boss fica invocando uns minions que ficam interrompendo suas magias, e ele tem uma magia em especial que basicamente mata toda a sua equipe se você não colocar todo mundo pra defender. Eu precisava usar Astra 3 vezes pra eliminar todos os minions, mas depois de usar uma vez TODOS OS INIMIGOS ME FAZIAM DE ALVO. Olha, gastei muito item nessa luta, todos que economizei no resto do jogo. Mas na segunda tentativa, venci. E o final foi bem bobinho, de fato podiam ter feito como a versão do NDS e terminar o jogo após a luta com o Shadar que influencia diretamente no desenvolvimento do protagonista.

    Agora abriram novas sidequests e hunts, mas vou descansar um pouquinho de Ni No Kuni antes de terminar tudo. No geral, um jogo recomendadíssimo, tem algumas coisinhas meio chatas nele mas é um dos melhores RPGs de fantasia que eu me recordo de jogar recentemente.

    24
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 7 dias atrás · 1 ponto

      congratza.. quero mto jogar esse tbm ;/

    • Micro picture
      joanan_van_dort · 7 dias atrás · 1 ponto

      O que eu gosto muito nele são duas coisas. A primeira são os designs e as animações do Studio Ghibli no jogo. Eu amo o estilo e as obras Ghibli e sem dúvidas é um diferencial poderosíssimo do jogo. E em segundo lugar e principalmente o modo como ele aborda a questão do luto e a superação dele na narrativa. Eu passei pelo mesmo processo, de outra maneira, claro, quando criança e me identifico demais com as emoções e os enredos do Oliver. Acho as simbologias e as alegorias belíssimas, muito delicadas mesmo não sendo muito sutis na maioria das vezes. E fica mais impactante desse jeito. Vejo o Oliver progredindo, se superando ao dar um passo de cada vez e penso "a vida é dura, mas de uma forma ou de outra temos que seguir em frente, sempre seguimos em frente".
      Adoro esse game!

      3 respostas
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-08 16:51:45 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Acabou o draw e não consegui um chicote decente - Alvanista
    Dissidia Final Fantasy Opera Omnia

    Plataforma: Android
    33 Jogadores
    97 Check-ins

    Acabou o draw e não consegui um chicote decente pra Quistis, mas pelo menos nesse fim de semana eu fiz um pouco de Lost Chapters e consegui a Masamune do Sephiroth. E terminei as quests de caçar Kactuar (mas vou continuar caçando porque dá muito XP).

    E foi liberado um novo Lost Chapters, dessa vez com os personagens Ace, Seymour e Sabin liberados permanentemente para todos os jogadores, juntamente com um novo World of Illusion: Search for Artifacts baseado nesses personagens, e um Draw com as melhores armas para os três e apenas 2500 diamantes na primeira tentativa (spoiler, eu tentei e só veio arma ruim).

    Also já revelaram que a próxima personagem a ser liberada é a Lenna do Final Fantasy V.

    12
    • Micro picture
      wilford_fernandes · 8 dias atrás · 1 ponto

      mto da hora essas versoes dos personagens ;p

    • Micro picture
      reasel · 8 dias atrás · 1 ponto

      o Ace ta lindinho

  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-05 11:59:35 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Depois de liberar o miasma do pântano, consegui - Alvanista
    Ni no Kuni: Wrath of the White Witch

    Plataforma: Playstation 3
    2192 Jogadores
    688 Check-ins

    Depois de liberar o miasma do pântano, consegui atravessar, rumo ao confronto final com o Dark Djinn. Mas é obvio que não seria assim tão fácil, e o chefão mandou seu guarda costas, Vileheart

    Eu tô ficando confiante de novo, porque um chefe que era pra meter medo e eu consegui passar tão fácil dele. Ele dropou um item chamado Soulsnare, que era onde a alma da grande maga Alicia estaria presa e... bom, essa parte aqui tem tantas reviravoltas que irei me abster de comentar muito. Basta dizer que ganhei uma magia nova, Mornstar, e tive que lutar com um boss de novo, mas usando a magia recém aprendida, eu conseguia arrancar entre 300 e 400 de dano com cada lançamento.

    Depois disso, fui de novo para Miasma Marshes, e enfim para o palácio do Shadar, Nevermore.

    A dungeon é bem linear, mas é difícil porque os corredores estreitos não são práticos pra evitar batalhas, e eu tive que encarar quase todas as lutas pelo caminho. Meus familiares estão bem fortinhos, mas os inimigos me vencem pelo cansaço, já que lá pelo meio do castelo a mana para lançar magias de cura está crítica. Mas depois de um bocado de esforço, peguei todos os baús, explorei todo o mapa, recrutei uma Ghost Wisperer que precisava pra adiantar a última quest disponível, e cheguei no Shadar.

    Primeiro, ele tenta dissuadir a equipe de lutar com ele, contando uns spoilers da história. Oliver decide enfrentar ele mesmo assim. E a luta foi muito fácil. Fácil demais. Não gosto quando uma luta contra o chefe final é fácil demais, porque isso geralmente é sinal de que tem uma segunda fase.

    Shadar usa um summon pra colocar o Eternal Knight na treta. Bom, ele parecia meio difícil, então e gastei meu mana nele com gosto, ele ficou com a vida crítica com meus usos da Mornstar, e uns poucos Glims Dourados terminaram o serviço. E daí eu descubro, depois de gastar todo meu recurso nessa luta, que ainda tem mais uma fase da luta contra o Shadar.

    A última fase foi fácil, o único golpe realmente perigoso dele é telegrafado demais (mas ainda assim errar a defesa é quase uma sentença de morte da party inteira). Mas eu consegui vencer ele praticamente usando o Dynamite, e com uns glims azuis que eu conseguia, usava Mornstar nele. Demorou um pouquinho, mas venci.

    Aí teve um grande diálogo entre o herói e o vilão, teve o backstory do Shadar, e o momento final feliz, onde todas as pessoas que o Oliver salvou iriam para uma festa em Ding Dong Dell e ele faria sua despedida desse mundo de fantasia, após crescer bastante em sua jornada e conseguir forças para seguir adiante.

    Mas, de novo, tudo tava indo bem demais...

    18
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-04 10:40:53 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Trials of Odin liberado permanentemente no World - Alvanista
    Dissidia Final Fantasy Opera Omnia

    Plataforma: Android
    33 Jogadores
    97 Check-ins

    Trials of Odin liberado permanentemente no World of Illusion.

    Eu to mais interessado nesse evento pelos diamantes, já que logo logo acaba o Draw do Sephiroth e eu ainda não consegui a Masamune. Mas pra quem usa o summon, é uma boa pedida pra evoluir ele.

    Falando em draw, tem Draw Semanal novo, custando metade do valor. As armas em destaque são meio bobas, mas a chance de conseguir uma Partisan pro Edgar já compensa um pouco se você tiver diamantes sobrando. Além dos 35 CP, ela aumenta a potência do Drill, e isso já me salvou em alguns nívels Hard.

    11
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-03 10:39:22 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Surpresa hoje não começar com checkin de Opera O - Alvanista
    Ni no Kuni: Wrath of the White Witch

    Plataforma: Playstation 3
    2192 Jogadores
    688 Check-ins

    Surpresa hoje não começar com checkin de Opera Omnia, mas voltei a jogar no Play (tem uns jogos pendentes ali que quero terminar, e logo).

    Nesses últimos dias eu tava tentando me lembrar como que joga isso, já que eu parei na parte em que o Oliver tenta restaurar o poder da Monstar, e isso faz alguns anos já. Mas aí peguei minha lista de sidequests, cacei uns monstros, procurei itens pro povo, e mais ou menos peguei o jeito, então fui em busca das três jóias da varinha.

    Um dos pontos tava apontando para o mar do norte, quando cheguei lá teve uma bossfight bem fácil. O que eu não imaginava era que a luta foi fácil porque o boss de verdade vinha depois. O Capitão Crossbones foi terrível, não pela dificuldade da luta (que foi bem difícil para quem tava voltando ao jogo agora), mas porque um dos principais ataques dele causavam um dano absurdo na party, e convertia esse dano em cura para ele. Só consegui equilibrar a luta quando toda a party morreu e ficou só o Oliver soltando fogo e defendendo contra esses ataques esperando sair um orbe dourado pra usar Burning Heart.

    O próximo foi o Aapep, o chefe foi meio chato também, mas menos que o anterior, já que ele não tinha cura. Usei a mesma tática do chefe anterior e deu certo. Acho que a maior dificuldade aqui foi a dungeon em si, já que uma boa parte dela o time está transformado em sapo.

    Por fim, fui para Yule, a terra da neve. Lá peguei mais umas quests, fui pra uma das dungeons mais terríveis até o momento (cada luta contra mob era um esforço tremendo, acentuado pelo fato que meus familiares mais usados chegaram no último estágio e voltaram para o primeiro nível). Mas depois de muitas tentativas, cheguei no Cerboreas, a luta contra esse chefe é sensacional. De novo solei com o Oliver, e dessa vez ainda mais dependente do Burning Heart.

    Depois de juntar as joias, a galera foi pra Hamelin, mas o Marcassin não conseguiu restaurar a Monstar. Depois de um belo rolê achamos quem poderia fazer isso, a líder de Perdida, Khulan. O problema foi chegar lá e ver que a cidade estava esquisita, nem musica toca lá, e logo descobrimos a raiz do problema, e mais uma bossfight.

    Eu lembrava mais ou menos de umas duas lutas contra Nightmares, ainda assim esse aqui deu bastante trabalho. Os movimentos especiais dos Nightmares são fáceis de bloquear, mas esse aqui dava muito status negativos, às vezes mesmo bloqueando. Além disso ficam umas nuvens pretas no chão que causam poison. Foi fácil uma meia hora de combate aí.

    Liberando a Khulan, liberou também o amor como um dos "itens" que eu consigo com Take Heart, logo fui fazer sidequest de novo. Isso foi bom porque vi que tava jogando meio errado, melhorei alguns familiares, ganhei bastante lv, tinha umas caças de alto nível que eu tava enrolando pra fazer, fui terminá-las. 

    A Khulan disse que pra enfrentar o chefão Shadar eu ia precisar de um instrumento forjado pelos reis das 3 grandes nações. Pegar a madeira sagrada em Al Mamoon foi fácil, em Ding Dong Dell fomos roubados, e na jornada para recuperar esse item, acabamos achando outro Nightmare.

    Esse aqui era mais fácil que o anterior, mas a prova que eu tava jogando muito errado era que cada bossfight desse checkin eu demorei entre 20 e 30 minutos, e esse último Nightmare foi pro saco em menos de 5. E com toda a party viva. Enfim, derrotando o fantasma da Ambição, fiz mais quests restaurando os "brokenhearts" do mundo todo, cacei uns bichos mais fortes, revisitei todas as dungeons pra pegar os baus roxos, e fiz todas as sidequests exceto uma. Restaurei o instrumento Clarion, e parei logo na entrada do pântano logo após sair de Perdida.

    19
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-02 13:13:55 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>MIM DESCULPEM PESSOAS, mas tem que falar de novo - Alvanista
    Dissidia Final Fantasy Opera Omnia

    Plataforma: Android
    33 Jogadores
    97 Check-ins

    MIM DESCULPEM PESSOAS, mas tem que falar de novo de Opera Omnia aqui, porque acabei o capítulo 10 agora e, olha, que montanha russa que foi esse pedaço, não esperava tanto assim de um joguinho mobile faz um tempo.

    (BTW, eu não costumo avisar pq geral raramente se importa com história de jogo mobile, mas VAI TER SPOILER PRA DANAR DAQUI PRA FRENTE)

    Começando pelo mais suave, Seifer finalmente faz parte da minha equipe. Seus comandos são No Mercy (dano BRV baseado em Vento a todos os inimigos) e Bloodfest (dois ataques BRV seguidos de um ataque HP em toda a party inimiga). Um bom personagem, embora não seja nenhum matador ainda. Como eu já fiz o draw da campanha, ele já tá com sua arma de 5 estrelas (embora a de 15 CP), e mesmo nos níveis iniciais já tá dando dano suficiente pra deixar ele treinando no Auto.

    Agora, para a história. Em primeiro lugar precisamos falar deste senhor FDP

    Vayne chega na história meio perdido. Ele diz que seu único objetivo na vida é consolidar a linhagem dos Solidor no poder, e que aqui neste mundo ele não tem muito o que fazer. Apesar dos protestos do Vaan, ele entra na equipe como um convidado (ele não luta), com uma diplomacia do Edgar e uma ajudinha do Balthier. Aliás é engraçado que o Ramza também tem reações inesperadas ao Vayne, já que também veio de Ivalice, embora em outra era.

    Enfim, depois de enrolar bastante, os heróis acharam a Ultimecia, inclusive o Squall invoca uma Torsion pra alcançar seu objetivo. Ao mesmo tempo, Mog chega com o Seifer. Raijin e Fujin tentam convencer o amigo a não lutar, mas não dá certo, e começa a treta generalizada entre Ultimecia / Seifer e os heróis.

    Depois da derrota, Ultimecia some e larga o Seifer pra trás. Não apenas ela, mas o Mog também fala que só usou o rapaz para poder chegar à sua equipe, e que não queria nada com a feiticeira. Well, dizem para pegar um traidor você precisa de outro traidor...

    Vayne resolve mostrar a que veio, assim como o Vaan tinha previsto. Ele sequestra o Mog, mas ainda diz ter um bom motivo pra isso: ele vê claramente que o Mog está usando todo mundo na equipe, e não apenas o Seifer. Mas os heróis resolvem salvar o Mog e começa a segunda treta generalizada do dia. Depois de apanhar um bocado, o Imperador de Ivalice usa um poder que prende o Mog numa bolha e joga o mesmo em uma Torsion gigante, da qual sai ninguém menos que...

    Seitenshi Ultima, um dos espers mais fortes e desgraçados do FFXII. E a luta contra ela aqui foi igualmente desgraçante, já que o primeiro movimento dela é selar o summon do jogador (que eu guardo sempre pra usar contra o boss no final).

    No fim, sem Mog, sem Vayne e sem Ultimecia, esse final pareceu uma grandíssima derrota. Mas ainda teve mais um pouco de revelações no fim.

    A Deusa Materia surge diante dos heróis, para confirmar o que o Edgar tinha suspeitado no início do capítulo: ela não sabia muito sobre o Mog. Mas agora ela descobriu algumas coisas, como o fato dele fazer acordos tanto com a Deusa quanto com seu opositor. Embora ainda não saiba o motivo pelo qual ele fez isso.

    E falando em deuses, o próprio Spiritus aparece diante dos heróis também. Ele diz que sua missão é salvar o planeta, que ele chama de seu. A diferença, segundo ele mesmo, é que enquanto a Materia quer salvar o mundo com a luz e esperança e cantando Imagine, o Spiritus quer salvar o mundo com poder bruto e Bonoro 17 dando porrada na cara de bandido monstro. Ele ordena ao Seifer que vá atrás do Mog traíra e descubra o que está acontecendo, e some. A Materia dá a mesma missão aos heróis da luz, e o Squall diz para seu rival que, já que eles vão ao mesmo local com a mesma missão, por que não uma trégua? e enfim o líder do Comitê Disciplinar da Garden de Balamb se une ao time.

    E agora, damn, tem que esperar o capítulo 11 pra saber o que vai rolar com o Mog, Vayne e com os heróis.

    17
    • Micro picture
      thii · 15 dias atrás · 1 ponto

      Mim desculpar

    • Micro picture
      jailsonbraga · 15 dias atrás · 1 ponto

      Eu achei esse capítulo bem legal

      E desde o começo não confiava no mog...

      Nunca confio em personagens cheios de alegria e positivismo no seu discurso... hahaha

      Eu não tenho a arma do seifer... deixei ele usando uma gunblade velha do squall mesmo só pra causar um dano até deixar ele no nível 50 e largar ele no esquecimento.

      1 resposta
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-10-01 12:09:51 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Cara, o capítulo 10 é gigantesco. Eu joguei um b - Alvanista
    Dissidia Final Fantasy Opera Omnia

    Plataforma: Android
    33 Jogadores
    97 Check-ins

    Cara, o capítulo 10 é gigantesco. Eu joguei um bocado no fim de semana, porque tava na casa dos meus pais, e quase que não consigo liberar a Fujin. Mas a história tá ficando interessante, o Mog fez uma aliança como Seifer, pra encontrar a Ultimecia, embora não esteja claro o motivo pelo qual ele quer encontrar a feiticeira sem o apoio dos seus guerreiros. E do lado dos heróis, um convidado completamente inesperado:

    Mas enfim, bora falar sobre os novos personagens

    Ela uma versão feminina do Raijin com poucas diferenças. O comando inicial dela é o Metsu, um ataque BRV que acerta todos os inimigos. O segundo comando é o Sai, que funciona do mesmo jeito que o Raijin Special: Dois hits BRV baseados no elemento Vento, seguidos por um ataque HP, e deixa a Fujin no Wind Mode. Nesse modo, o ataque BRV e Metsu ficam mais fortes e ganham propriedades elementais de vento.

    Além disso, hoje começou o Evento One Winged Angel, e se você tem um conhecimento bem superficial de Final Fantasy já deve imaginar de quem se trata:

    Apenas testei ele, Fervent Blow é sensacional, são 10 hits BRV, e dependendo da força do Sephiroth ele ganha MUITO BRV nessa brincadeira. O segundo comando dele é o icônico Octaslash, são 7 hits BRV seguidos de um ataque HP, ou seja, ele tá muito fácil de entrar no meu time de elite se eu conseguir a arma de 35 CP dele.

    Aliás, é interessante pontuar aqui, tiveram algumas poucas mudanças nos eventos de personagem a partir do Sephiroth. O custo de tokens para comprar itens diminuiu, e além das duas peças de armadura únicas que você ganhava nos estágios de lv 30 e 50 (agora vem no 30 e no 40), tem uma arma de 15 CP vindo de presente no lv 50. No caso do Sephiroth, é uma Masamune Blade (que não é a Masamune original dele).

    18
    • Micro picture
      jailsonbraga · 16 dias atrás · 1 ponto

      queria que tivessem feito isso quistis

      gastei 15mil gemas e nao veio UMA arma dela.

      em compensacao veio OITO arcos da Serah, que eu ja tinha a cp35 maxed

      2 respostas
  • edknight Eduardo Botelho
    2018-09-28 09:51:58 -0300 Thumb picture
    edknight fez um check-in em:
    <p>Mais um daqueles checkins de atualizações minhas - Alvanista
    Dissidia Final Fantasy Opera Omnia

    Plataforma: Android
    33 Jogadores
    97 Check-ins

    Mais um daqueles checkins de atualizações minhas no Opera Omnia (calma gente, minha net vai voltar em breve :D ).

    Eu fiquei quase o dia inteiro, no trampo, deixando meus chars no automático lutando no evento A Cactuar Conundrum. Tanto que meus chars que estavam na missão já estão quase todos no nível máximo. E só consegui achar UM MALDITO KACTUAR.

    Ele é bem mais perigoso em grupo, pelo simples fato do ataque especial ele ser o 9999 Needles. Ou seja, 9999 de dano de BRV garantido. Acho que isso é um Break automático. Mas sozinho ele não assusta muito, pq eu enrolei um bocado na luta, de propósito, e ele não usou um único ataque HP, apesar dos três 9999 Needles que eu tomei. O problema é só que os Cactuars normais que acompanham ele ganham o bonus do Break e esses sim são agressivos.

    Also, comecei a jogar o episódio 10. A vilã dessa vez é a Ultimecia, ela dá uma bagunçada na cabeça do Squall, mas pior que isso, ela meio que fez uma lavagem cerebral no Seifer, agora ele é um "Cavaleiro" da Ultimecia. E o restante do Comitê Disciplinar, obviamente, segue ele de maneira incontestável. Depois de uma treta com os três, os heróis são separados do Moogle (que ainda tá tramando algo), e o Seifer é separado de sua equipe. Eu achei e recrutei o Raijin.

    O comando inicial dele é o Fist, basicamente ele dá um socão no inimigo pra causar dano de BRV. O segundo comando é o mais interessante, o Raijin Special, que causa dois ataques físicos de Eletricidade, seguido de um ataque HP, e deixa o personagem no Thunder Mode, que dá propriedades elétricas para o ataque BRV comum e para o Fist, e melhora o poder do Raijin Special. Até agora tem se mostrado um personagem decente.

    Pra fechar o checkin, fiz um draw 10+1 pra pegar as armas dos três novos personagens. Consegui as de 15 CP do Seifer e do Raijin, e não vou tentar mais porque tem que guardar gems pro Sephiroth que tá ali na porta.

    14
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...