2019-04-15 09:42:56 -0300 2019-04-15 09:42:56 -0300
edfalcao Ed Falcão checked-in to:
Post by edfalcao: <p>Confesso que tinha um preconceito com a série <e
HITMAN

Platform: Playstation 4
187 Players
39 Check-ins

Confesso que tinha um preconceito com a série Hitman.

Jogador de Metal Gear Solid e Splinter Cell, não achava plausível que todas as roupas coubessem no Agente 47 e que os funcionários não conhecessem os rostos uns dos outros. Não ajudou quando, acho que em 2007, eu tentei jogar uma fase que vi no computador de um amigo e falhei miseravelmente.

Isso mudou com a PSN Plus, que me deu a chance de jogar essa peça maravilhosa.

Acredito que a suspensão de descrença aconteça em todos os jogos. Se uma caixa se mexer, no chão, eu vou saber que há alguém lá dentro carregando uma USP, uma FAMAS, uma Nikita e vários outros equipamentos que não cabem em um ser humano; se, no escuro, houver uma tríade de luzes verdes, eu sei que há alguém que nunca fica com dor nas coxas pelo tempo que fica agachado (e que vai arrancar qualquer verdade de mim). O desenvolvedor se esforça pra convencer tanto quanto o jogador precisa colaborar para ser convencido.

E assim eu dei uma chance a Hitman.

De cara, fiquei impressionado com a fluidez que ele roda no meu PS4 Slim. Aparentemente, é uma engine muito bem construída quando entra em contato com o sistema compatível.
A jogabilidade tem a mesma fluidez e foi natural passar pela sessão dos testes. 

De uns tempos pra cá eu venho me desafiando a passar no estilo "Ghost" nos jogos Stealth, e o resultado disso é que eu não posso dizer se gosto do sistema de combate (das 500 vezes em que eu falhei nas missões, eu voltava antes de bater de volta).

A fase do desfile é um mundo por si só. Existem várias histórias. Confesso que me disfarçar de top model e me esconder à vista de todos, numa passarela, foi tão prazeroso quanto me esconder no escuro e me infiltrar em Shadow Moses.

Ainda não sei como funciona a relação entre Hitman e Hitman 2. Vi missões de um no outro e acredito que, quando com mais tempo, vou olhar mais a fundo. Baixei os dois e não sei qual era o gratuito na PSN. O resultado disso é um monte de tela de compras que não me responde o que eu tenho e o que ainda não.

Resumo: a série Hitman antes tinha meu desprezo; passou a ter minha curiosidade quando vi na Plus; hoje, depois de ter jogado algumas fases do 2018 ela tem meu interesse; tudo indica que, em algumas jogatinas, ela terá meu carinho.

11
  • Micro picture
    edknight · about 1 month ago · 2 pontos

    Eu joguei o Absolution (também na Plus, mas para o PS3), sempre ouvi a galera criticando e dizendo que era um dos mais fraquinhos. E olha, se aquele é o mais fraquinho, os outros devem ser realmente MUITO bons.
    Além dele ter esse stealth maneiro, que eu sentia falta desde os Metal Gear, ainda tem um mundinho extenso e com uma cacetada de possibilidades pra se resolver o problema, inúmeros disfarces, formas diferentes de se eliminar seu alvo... Realmente foi um jogo que me capturou na primeira jogada (e que a cada replay ficava melhor)

    2 replies
  • Micro picture
    ryou · about 1 month ago · 2 pontos

    Coloca aí na lista de suspensão de descrenças: entender que em muitos jogos, corpos mortos somem após um tempo. Você, jogador, sabe que isso é por questão de processamento. O personagem, no entanto, deve ficar maluco com isso.

    1 reply
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...