2019-03-29 13:00:43 -0300 2019-03-29 13:00:43 -0300

E-sports se aproximam cada vez mais dos esportes tradicionais

Single 3712701 featured image

A história dos e-sports é um fenômeno de sucesso. Com poucos participantes há algumas décadas atrás, essa modalidade explodiu em popularidade e hoje em dia conta com números de respeito que se aproximam dos esportes tradicionais.

Número de fãs e maneiras de participar aumentaram

O mercado de games chegou ao Brasil no final da década de 70 e mudou muito no país e no mundo até chegar aos níveis de hoje. O crescimento do interesse nos e-sports está ligado ao aumento do número de fãs e é possível observar isso pelo Twitch, principal plataforma do setor no que tange às transmissões.

Pouco menos de um ano após a sua criação em 2011, a empresa já contava com 20 milhões de usuários mensais. Em 2013 esse número subiu para 45 milhões e desde então não parou de aumentar.

A empresa Newzoo, especialista em e-sports, afirma que o público chegará a mais de 450 milhões de espectadores, com pouco mais de 200 milhões sendo “entusiastas de e-sports” e cerca de 250 milhões se enquadrando na categoria de “espectadores ocasionais”

O Brasil é o terceiro maior público da modalidade e quase 9 milhões de brasileiros, cerca de 8,5% da população nacional, se enquadra em uma das duas categorias. Um feito que coloca o país atrás apenas dos da China e dos Estados Unidos, respectivamente o segundo e o primeiro colocados.

Para efeitos de comparação, as partidas de basquete da National Basketball Association (NBA) e da Liga Nacional de Basquete (LNB), associações de um esporte com décadas de existência, são acompanhadas no Brasil por aproximadamente de 32 milhões de fãs.

Outra grande maneira que os e-sports estão se tornando mais parecidos com esportes tradicionais é a introdução de apostas no resultado de partidas e campeonatos profissionais. O setor possui um potencial enorme e diversas companhias já oferecem diversas maneiras para os fãs participarem.

Por exemplo, a Betway, que conta com um dos principais sites de apostas esportivas, permite que os entusiastas apostem no resultado de todos os e-sports mais populares, como League of Legends, Overwatch, CS:GO e muitos outros.

Altas receitas e prêmios gigantescos que muitas vezes superam os de atletas de modalidades tradicionais

Já se falou muito sobre a dificuldade dos jogos nos dias de hoje, mas se existe algo indiscutível é que a competitividade entre os grandes atletas dos e-sports nunca esteve tão alta.

Isso se reflete na necessidade de se dedicar de maneira exclusiva a modalidade escolhida e hoje em dia os maiores competidores recebem salários e premiações similares ou até mesmo superiores a de atletas de modalidades tradicionais.

Assim como o país está na terceira colocação em relação ao número de entusiastas, um brasileiro também é o terceiro com mais ganhos em e-sports. Trata-se de Gabriel “Fallen” Toledo, especialista em CS:GO que é líder da equipe SK Gaming e já foi duas vezes eleito um dos cinco melhores jogadores do mundo.

Ao longo dos anos os campeonatos de CS:GO distribuíram aproximadamente US$ 53 milhões e “Fallen” já conquistou mais de US$ 749 mil desses valores. Sua melhor fase ocorreu em 2016, quando o atleta venceu o ESL One: Cologne 2016 e conseguiu US$ 100 mil de uma vez.

As duas primeiras posições em ganhos nos e-sports são ocupadas de maneira respectiva por Lee “Faker” Sang Hyeok e Kuro “KuroKy” Takhasomi. “Faker” acumulou cerca de US$ 1.17 milhões com League of Legends e “KuroKy” chegou a US$ 3,59 milhões com Dota 2.

Finais em estádios atraem milhares de entusiastas

Em 2017, durante as Grandes Finais da The International de Dota 2 na KeyArena em Seattle, o local onde o evento principal aconteceu recebeu mais de 15.000 entusiastas do esporte.

No Brasil não é diferente e os campeonatos realizados aqui também recebem grandes números de fãs. Por exemplo, a etapa Final do 2º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2016 (CBLoL 2016) foi realizado no Ginásio do Ibirapuera e recebeu mais de dez mil espectadores.

Já as finais da ESL Pro League de CS:GO realizadas em outubro do mesmo ano no nesse mesmo local contou com a participação de mais de seis mil fãs do esporte durante os três dias de competição.

A média de público do Brasileirão em 2018, maior campeonato de futebol do país, foi de cerca de 18 mil torcedores, o que mostra que o crescimento do do e-sport no Brasil realmente é algo digno de nota.

Futuro dos e-sports conta com muito potencial para crescer no Brasil e no mundo

Hoje em dia o mercado de games brasileiro é enorme e conta com vários títulos interessantes que precisam ser mais conhecidos. O fato de ainda não existir um game criado por aqui que seja uma modalidade de e-sports mostra que existe potencial para a indústria nacional se desenvolver ainda mais nesse setor.

Fora isso, nas últimas décadas o nível de entusiastas não parou de aumentar e com a profissionalização cada vez maior do setor e características cada vez mais parecidas com os esportes tradicionais essa modalidade relativamente nova deve crescer ainda mais no futuro.

8
  • Micro picture
    artigos · 19 days ago · 0 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

Keep reading → Collapse ←
Loading...