You aren't following denis_lisboadosreis.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2019-07-18 18:21:03 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • 2019-07-17 09:04:16 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Super Famicom: O 16-bits da Nintendo

    Medium 3734134 featured image

    Apesar do lançamento do PC Engine, Mega Drive e suas versões americanas, tanto o NES quanto o Famicom ainda eram as plataformas favoritas. Com uma vasta e rica biblioteca de qualidade, a Nintendo não se via pressionada a lançar a sua plataforma de 16-bits. O protótipo NES 2 trazia um design todo esquisitão, mas em 21 novembro de 1990, no Japão, a Nintendo lança o Super Famicom, seu console de próxima geração que chegou desbancando suas concorrentes, mesmo com uma biblioteca mínima inicialmente. O lançamento foi tão intenso que o governo do Japão teve de intervir e pedir para que empresas não lançassem mais novos consoles em dias de semana, como foi o caso.

     Com uma carcaça branca e cinza, o console trazia botões de força, reset e um para ejetar o cartucho, que era inserida na parte de cima. Vinha com um novo padrão de entrada para controles. Por dentro, vinha equipado com a CPU Ricoh 5A22 de 16-bits com 3,58 MHz, 128 KB de RAM e um chip dedicado de som da Sony, o S-SMP. O conjunto de GPU trazia 8 modos para trabalhar com planos de fundo e principal, permitindo parallax e uma ampla opções de cores dependendo do modo escolhido. O modo mais famoso, o Mode 7, permite escalonar e rotacionar uma camada usando transformações matriciais. O aparelho chegou ao mercado japonês custando ¥ 25.000, um pouco mais caro que o Mega Drive.

     O controle padrão do videogame segue o mesmo estilo do NES, com direcional à esquerda, start e select no centro e botões de ação a direita, que agora somam 4 (A,B,X e Y) e dispostos em forma de losango, cada um com uma cor. Há também mais 2 botões de ação situados na parte de cima do controle, os chamados L e R, posicionados de forma ergonômica. Tomando como exemplo o chip MMC em cartuchos de NES para dar mais possibilidade aos jogos, a arquitetura do console foi desenhada para dar suporte nativo a possíveis chips que poderiam vir no futuro e competir com as novas gerações. Os cartuchos seguiam um estilo arredondado com uma belíssima arte desenhada na parte frontal.

     A Nintendo foi ousada e trouxe apenas 2 jogos no lançamento do aparelho. F-Zero, um jogo de corrida futurista que mostrava as possibilidades do Mode 7 e Super Mario World, novo jogo da franquia de maior sucesso. Até o final do ano de 1990, mais 6 jogos foram lançados, 3 originais (Bombazul, Pilotwings e ActRaiser) e 3 portes (Final Fight, Gradius III e Populous). Mesmo com um catálogo muito menor que as concorrentes, o novo jogo do Mario superou todas as expectativas dos fãs. Com este videogame, temos o início da primeira grande guerra dos videogames, no Japão, contra o PC Engine e nos EUA, futuramente, contra o Genesis.

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @fredson, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    54
    • Micro picture
      manoelnsn · 2 days ago · 6 pontos

      Acho lindão o super famicom, até mais do que o snes americano

      3 replies
    • Micro picture
      artigos · 2 days ago · 3 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    • Micro picture
      spider · 2 days ago · 3 pontos

      Texto bonito! Quando fala da estreia do SNES, até hoje lembro daquele histórico Globo Repórter que apresentava o SuperNintendo, e as novas tecnologias, como o mode 7. Era de encher os olhos!

      1 reply
  • 2019-07-16 20:50:48 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Controle uma Criança Conscientemente Psicopata em Emily Enough

    Com esse título parece que estou falando de algo que possa ser extremamente mórbido, porém no Adventure Point and Click: Emily Enough Imprisoned, não é bem assim.

    Não que o jogo não tenha seu humor ácido, pois ele tem, mas esse jogo acaba sendo tão casual, que em certos momentos nem parece que a personagem fez o que fez.

    Emily é uma garota que, se não me engano, está completando 11 anos (por ai); vem de uma família rica e é considerada uma criança genial.

    E logo no inicio, nos deparamos com uma intro onde toca uma música com um estilo que Tarantino provavelmente usaria em seus filmes, e Emily nos é apresentada comemorando seu aniversário, sentada na ponta de uma enorme mesa olhando para a frente, e do outro lado da mesa, distantes dela estão seus pais e dois empregados observando a menina e prontos para escutar suas exigências.

    Depois de um diálogo entre a criança e seus pais, percebemos primeiramente que Emily claramente não tem vocabulário e trejeitos comumente infantis, e que ela age com prepotência perante os adultos.

    Acontece algo que não contarei em detalhes (pois a mágica está em assistir a Intro), mas isso resulta em Emily sendo mandada para um Hospital Psiquiátrico.

    A menina logo que chega no lugar, reclama do hospital cheirar mal, ter uma aparência ruim e não ter nenhum maleiro para carregar sua mala até seu quarto; e abismada com tudo isso, a menina diz que precisa fugir, e é onde a trama começa.

    Um dos lances que eu acho interessante nesse jogo, são justamente os personagens. Em alguns momentos, vendo um diálogo entre Emily e algum paciente ou funcionário do Hospício, chega curiosamente a passar pela sua cabeça, vendo apenas aquela conversa, que Emily é mais ''sã' que a maioria deles, e isso é apenas mais uma das artimanhas que Emily consegue fazer com a gente.

    Emily é tão ''consciente'' de seus atos, e os ''aceita'' tão bem, dizendo ''eu sou assim e pronto'', que você se pega  olhando para ela ansioso em ver sua jornada e o que mais ela tem a dizer e fazer; a gente em certo momento não olha mais para a menina pensando no que ela fez, mas como uma criança realmente genial, interessante e até graciosa. Claro, rolam muitas outras cenas no jogo que fazem com que a opinião de quem joga vá flutuando, mas isso varia de cada jogador.

    O jogo com certeza tem desafios interessantes e personagens mais interessantes ainda, onde todos são carismáticos e peculiares. O cenário deprimente (ou apenas solitário) do jogo com certeza traz uma ambientação condizente com o que rola no Hospital onde Emily foi parar.

    O jogo foi feito por Logan Worsley, e é completamente indispensável para quem gosta de jogos indie, ou simplesmente de quem gosta de um jogo completamente ótimo em todos os requisitos.

    Pode ser baixado aqui: https://www.adventuregamestudio.co.uk/site/games/game/602/

    27
    • Micro picture
      jcelove · 2 days ago · 1 ponto

      visual é até alegrezinho pra uma temática perturbadora. Vou ver se consigo conferir depois. a lista só cresce XD

    • Micro picture
      gus_sander · 2 days ago · 1 ponto

      Mais um pra dar uma olhada colocado aqui na lista lol

  • 2019-07-16 01:40:38 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    3- Majin Tensei (Super Nintendo)

    O primeiro rpg táctico spin-off da serie Shin Megami Tensei  (o jogo mantém varios elementos da série como o sistema da lua,recrutamento de demônios,temas profundos na narrativa,etc)

    Desenvolvedora: Atlus

    Link da Tradução: https://www.romhacking.net/translations/4832/

    Majin Tensei

    Platform: SNES
    15 Players

    27
    • Micro picture
      deathcorps · 3 days ago · 2 pontos

      Wow daora saiu uma tradução, agora não faltam tantos títulos da Atlus pra traduzir.

  • jugemu 寿限無
    2019-07-15 06:04:37 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • lendaryo Solivan Martins
    2019-07-14 21:55:51 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    46
  • denis_lisboadosreis Denis Lisboa Dos Reis
    2019-07-13 22:00:28 -0300 Thumb picture

    Quebrada Gamer

    Medium 3733480 featured image

    Excelente matéria sobre acessibilidade e representatividade na produção nacional de jogos e também sobre a realidade no país. Acho que esses representam bem o que era chamado nas aulas de Jogos Digitais como jogo útil, ou seja, aquele jogo que além de entreter o jogador ainda trás algum tipo de questionamento, aprendizagem, e/ou representação útil à sociedade.

    Segue o link da reportagem: 

    https://start.uol.com.br/reportagens-especiais/que...

    Créditos do material publicado em 10 de junho de 2019:

    Direção de Arte: Elias Fernandes; Edição: Renato Bueno; Ilustrações: Caio Yo; Texto:Bruno Izidro.

    Start é a nova plataforma de jornalismo voltado ao mundo dos jogos do UOL e tem feito uma boa produção jornalística, uma espécie de herdeira do antigo UOL Jogos.

    Segue o link para o Start: 

    https://start.uol.com.br/

    17
  • 2019-07-12 21:51:14 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    thiagoreis checked-in to:
    Post by thiagoreis: <p>Pessoal, saiu essa semana a versão do Resident E
    Resident Evil 3: Nemesis

    Platform: Gamecube
    364 Players
    11 Check-ins

    Pessoal, saiu essa semana a versão do Resident Evil 3 Seamless HD Project !! E TA LINDO DEMAIS !!

    Eu tinha postado aqui no Alva ja sobre o RE2 (Quem não viu entra no meu perfil e procura) e manos... só baixando e jogando mesmo pra ver o otimo trabalho que esses caras fizeram com as texturas Pré renderizadas desse game....

    Segue algumas fotos pra vcs verem:

    Até o MaxMRM fez um video sobre.. 

    O unico "defeito" dessa "remasterização" que o pessoal da HD Project fez, foi os menus de armas itens etc, que continuam com a textura original, ou seja, bem pixelizada no emulador. Pois disseram que essas texturas são impossiveis de remasterizar e substituir por novas texturas HD.... Mas isso é absolutamente insignificante pelo Belissimo trabalho que esses caras fizeram... ah e tem um Brazuca no meio deles..

    O link do site pra quem quiser baixar e testar ai:

    https://www.reshdp.com/re3/

    Tem como baixar o FMV pack tambem, que melhora as CGs do game... mas  não recomendam colocar os packs hd das CGs junto com as texturas, senão pesa muuuuito no pc... Mas pra quem tem uma maquina violenta (o que não é meu caso kkk) testa ai ...

    Pra mim, Obrigatorio pra quem é fã da serie e quer desfrutar dessa obra prima agora com texturas em HD....

    41
    • Micro picture
      vinicios_santana · 6 days ago · 3 pontos

      Gostei hem, ficou bem lisinho, sem serrilhado.

      7 replies
    • Micro picture
      thiagoreis · 6 days ago · 3 pontos

      Esqueci de mencionar que, quem baixar ja vem o emulador Dolphin propriamente configurado pra esse jogo !! Basta teu uma ISO (USA) do game, configurar o controle e sair pro abraço !!!!

    • Micro picture
      jcelove · 6 days ago · 2 pontos

      Ah, e a vetsao do cubo ne? Deve dar uns 10gb com essas texturas lindonas. Pena q meu pc da xuxa mal roda ps1.hehe

      1 reply
  • 2019-07-11 18:35:23 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    [VOXEL]Gameplay de Moons of Madness

    A desenvolvedora Rock Pocket Games e a Publisher Funcom revelaram recentemente um novo gameplay de Moons of Madness, um game de terror em primeira pessoa que trará diversos elementos de ficção científica com temática lovecraftiana.

    A trama se passa em Marte e cientistas descobrem um sinal de comunicação que, depois de analisado, é revelado como vindo de uma fonte dotada de inteligência. Em segredo, uma companhia constrói um posto avançado no planeta para identificar a origem da mensagem. Neste pano de fundo, o jogador assume o papel de Shane Newehart, um técnico que trabalha na estação marciana e que deve garantir que as luzes fiquem acesas enquanto uma nave chega.

    Como você deve imaginar e acontece em qualquer obra de terror, as coisas não vão conforme planejado e os problemas técnicos começam. Neste ponto, uma misteriosa névoa começa a rodear o local e vozes estranhas espalham terror cósmico. Confira o gameplay de 12 minutos de Moons of Madness:

    O game terá muitos elementos de insanidade e paranoia enquanto o jogador explora a estação espacial para tentar encontrar uma luz no fim do túnel. Pelo que foi mostrado até agora, o jogo de terror espacial tem um potencial bacana para os fãs do gênero.

    Moons of Madness está previsto para chegar ao Xbox One, PS4 e PC no Halloween de 2019 (no mês de outubro).

    FONTE: VOXEL

    13
  • 2019-07-10 09:53:54 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    #164 - Mega Man 3 [NES] 1990

     Depois de um sucesso estrondoso de Mega Man 2, a Capcom preparou algo especial para os fãs do robô azul. A mecânica do jogo segue o tradicional da série, com 8 Robot Masters para serem derrotados antes do confronto final com Dr. Willy, que havia roubado a invenção Gamma de Dr. Light que prometia trazer a paz para o mundo. No meio de algumas fases, Mega Man vai ter que lutar contra Proto Man, um robô vermelho equipado com um escudo. Além da nova habilidade de deslizar, Mega Man conta com seu novo aliado canino, Rush, que inicialmente serve como mola para um salto mais alto, mas também ganha novas habilidades. O jogo foi outro sucesso de vendas desde o lançamento.

     - Mais um jogo de qualidade da série trazendo novos elementos de jogabilidade que deixou tudo mais divertido. A habilidade de deslizar foi uma adição surpreendente, pois dá muito mais dinâmica nos combates contra os chefes para desviar dos golpes. Os gráficos receberam uma melhora significativa nos cenários. A trilha sonora, mais uma vez, é altamente viciante e bem feita. A dificuldade está de volta, porém com a opção de passwords. Nas fases finais, temos combates contra chefes do Mega Man 2 que te deixa bem surpreso. Os power-ups novos são bem legais, especialmente as formas de Rush, que foi uma ideia genial. A adição do Proto Man dá um toque misterioso a história do jogo.

    Nota pessoal: ★★★★★

    @andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @fredson, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

    Mega Man 3

    Platform: NES
    1776 Players
    69 Check-ins

    45
    • Micro picture
      old_gamer · 9 days ago · 3 pontos

      ❤️❤️❤️❤️❤️

      4 replies
    • Micro picture
      lukenakama · 9 days ago · 3 pontos

      Meu jogo da saga clássica favorita, talvez se eu rejogar, vire meu Mega Man Favorito, nem sei direito qual é kkkkkkk

      1 reply
    • Micro picture
      spider · 9 days ago · 3 pontos

      Da série clássica este é meu Rockman favorito! De longe! O jogo é perfeito, desafio, música, jogabilidade, cenários. É o que eu mais re-joguei até hoje.

      2 replies
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...