2020-01-17 11:20:07 -0200 2020-01-17 11:20:07 -0200

FM Towns Marty: O primeiro videogame da quinta geração

Single 3769782 featured image

Em fevereiro de 1993, a japonesa Fujitsu lança o primeiro console de 32-bits baseado em mídia de CD, dando início a quinta geração de videogames. Baseado no hardware de sua linha de computadores, o FM Towns Marty vinha em uma carcaça branca bem moderna, entrada para disquetes, uma tampa com leitor de CD na parte de cima, entrada para 2 controles e um slot para inserção de um cartão de memória auxiliar. Por dentro ele vinha equipado com uma CPU de 32-bits da AMD, o 386SX de 16 MHz, 2 MB de RAM principal, 640 KB de vídeo RAM e uma GPU personalizada da Fujitsu capaz de gerar 480i de resolução e mais de 32 mil cores simultâneas. Havia um chip de som da Yamaha, o YM2612 com 6 canais e um Ricoh RF5c68 de 8 canais, além de reproduzir músicas de qualidade com o CD-DA.

 O controle padrão do FM Towns Marty era branco e tinha um formato curvo. O D-pad era semelhante ao controle do Mega Drive, havia 3 botões de ação, sendo B e A na parte frontal e um botão de ombro do lado direito. Na parte inferior, estavam os botões Select e Run. Seu conector era o DB-9, o mesmo do Atari 2600. Havia também uma entrada para teclado e mouse de computador da linha FM Towns. Os jogos em disquete vinham no tamanho 3.5”, os mesmos da linha PC-98 da NEC. Os jogos em CD vinham em um estojo de plástico quadrado com uma arte externa e interna, além de um desenho prensado na face do disco óptico. O leitor do FM Towns Marty possuia a velocidade de 1x, o mais baixo nível de leitura.

 Uma das grandes vantagem do novo aparelho era sua total retrocompatibilidade com jogos da linha FM Towns de computadores, ou seja, games feitos desde 1989. Infelizmente, todos os jogos foram pensados com o hardware da linha de computadores em mente, que mesmo que tenham alguns títulos impressionantes, não tiravam todo o poder de hardware que o FM Town Marty podia oferecer. Sendo um console japonês, a plataforma já contava com dezenas de RPGs, shoot ‘em ups e jogos eróticos. O aparelho chegou muito caro no mercado, 700 dólares em conversão direta. A plataforma também sofreu com a biblioteca fraca, uma vez que as linhas PC-98 e PC-88 da NEC eram as mais populares.

@andre_andricopoulos, @cleitongonzaga, @jack234, @old_gamer, @ziul92, @mardones, @porlock, @darlanfagundes, @jokenpo, @darth_gama, @armkng, @lgd, @noyluiz, @marlonildo, @joanan_van_dort, @volstag, @manoelnsn, @shuichi, @gus_sander, @willguigo, @thecriticgames, @kb, @sergiotecnico, @srdeath, @melkorbelegurth, @avmnetto, @spider, @denis_lisboadosreis, @rogerlopezx, @fredson [Quem quiser ser marcados nas próximas postagens, é só botar nos comentários]

60
  • Micro picture
    darlanfagundes · about 1 month ago · 3 pontos

    Nunca nem vi...hehehhe.

    1 reply
  • Micro picture
    leafargs · about 1 month ago · 2 pontos

    já tinha ouvido falar, pelos gráficos dos jogos parece bem interessante!

    1 reply
  • Micro picture
    darth_gama · about 1 month ago · 2 pontos

    Sinceramente não me lembro sequer de ter ouvido falar desse daí, mas tivemos muitos consoles obscuros lançados ao longo dos anos. Este certamente é um exemplo deles.

    1 reply
  • Micro picture
    topogigio999 · about 1 month ago · 2 pontos

    Esse é novo pra mim hem

    1 reply
  • Micro picture
    raphaelcarvalho · about 1 month ago · 2 pontos

    Belo post, bicho!

    1 reply
  • Micro picture
    fagnerale · about 1 month ago · 2 pontos

    Esse eu nem sabia que existia

    1 reply
  • Micro picture
    artigos · about 1 month ago · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

Keep reading → Collapse ←
Loading...