2019-07-12 14:25:47 -0300 2019-07-12 14:25:47 -0300
brunothebigboss Bruno dos Anjos Seixas Featured

Stadia prevalecerá ou morrerá na praia?

Single 3711707 featured image

Muitas ameaças à maneira tradicional de jogar já ocorreram -e foram todas numeradas na parte 1 -, mas o Stadia, pelo que tudo indica, será diferente de tudo, pois ele ameaça a próprio concepção do meio PRINCIPAL para jogar videogame. no caso, os consoles, pois afeta a distribuição de jogos de maneira profunda (já expliquei isso no post passado).

Antes, foi visto as tentativas passadas de se alterar o "tradicionalismo gamer", e agora veremos essa concepção totalmente nova de jogar vídeo-game: o "streaming em qualquer lugar"

Vamos lá!

A favor - Praticidade

Jogar video games por um serviço de streaming certamente é algo mais prático do que todas as formas de jogar que vimos até então. Mesmo no jogo digital, quando "temos" o jogo (explicarei o porquê das aspas depois), nós ainda precisamos comprá-lo. Aqui, é preciso apenas assinar um serviço de assinatura. Isso não apenas é muito prático, como torna a mídia mais acessível (me aprofundarei mais depois). Mas isso pode ser dificultado...

COUNTER: Nem todo aparelho/contexto pode ser apropriado

Confesso que esta imagem é um exemplo absurdo (35 anos!), mas para pra pensar...

Existem alguns fatores a se levar em conta quando se cria um serviço totalmente digital e ainda por cima dependente de internet (algo que foi confirmado na 2ª conferência do Google sobre o Stadia, já que não é um serviço de download, e sim de jogos via nuvem mesmo).

Além da preocupação do consumo de internet (que já foi confirmado que será alto), há a preocupação em como o jogo irá se parecer em um computador antigo. "Mas é streaming" Sim, o que me preocupa não é se roda, e sim o FORMATO da imagem dependendo do monitor. Isso sem contar o já alto consumo de internet. Imagina pra quem tem abaixo ou chega no nível recomendado praticamente no limite.

A favor - Vantagens dos jogos digitais

Já se discutiu bastante a respeito, então este e o próximo ponto serão bem resumidos.  Em suma, as vantagens são essas:

-Fim da necessidade de armazenamento físico

-Fim dos custos de fabricação e logística

-Possibilidade maior de promoções

-Maior conveniência ao usuário (AKA fim da necessidade de se deslocar para lojas físicas ou online ou mesmo de trocar de disco)

Essas são as vantagens, mas tudo tem uma sombra...

COUNTER: Desvantagens dos Jogos Digitais

Nem preciso dizer nada...

...e a sombra das vantagens são as seguintes:

 -Possibilidade de remoção de loja

-Desgosto dos colecionadores e "historiadores de jogos"

-Modernidade Líquida (retomo daqui a pouco...)

A favor - Acessibilidade

[Não achei uma imagem para isso...]

Eliminar os consoles (um intermediário entre o jogo e o jogador) da jogada e apenas usar um serviço de assinatura barato (isto é, tirando os custos de internet...) poderia TEORICAMENTE aumentar a base de jogadores consideravelmente. Afinal, um intermediário caro (pois é, consoles raramente são encontrados baratos :( ) sai do processo.

E...bom, não tem muito mais o que dizer neste argumento. É a coisa mais óbvia a respeito das consequências do Stadia.

P.S: Soube disso de última hora, mas no Stadia, não basta pagar assinatura, TEM QUE PAGAR PELO JOGO A PREÇO CHEIO! Isso certamente enfraquece bastante... 

COUNTER: "Aprisionamento"

Burguês safado monopolista versão século XIX (exceto que estamos no XXI)

Certamente, este seria o fato mais grave em relação ao Stadia, e de duas formas possíveis: a primeira referente ao funcionamento do Stadia e a segunda em relação a um possível sucesso do formato oferecido.

Primeiro ponto: o Stadia é um DRM* para jogos offline. O DRM, como já vimos é uma política extremamente polêmica por si só, mas a forma que o Stadia a usa (ainda que não fale de DRM ou sequer de pirataria) a erleva a um novo patamar: jogos que podem nem ter elementos online precisariam, na prática, de conexão, pois como já foi dito, o Stadia um streaming de transmissão de jogos, e não um por download. Simplesmente parabéns.

Segundo ponto: Não é nenhuma novidade que o Google tem uma tendência monopolista, e isso nem sou que digo (casos aqui, aqui e aqui). Caso o Stadia dê certo, não seria surpreendente ver o Google usando todo tipo de manobra para que o mercado gire em torno de si (talvez até faça isso de uma forma bem parecida que a Epic Games Store está fazendo com a Steam: comprando exclusividades e criando concorrência desleal). Os casos linkados são recentes, mas essa prática decorre desde a fundação do Google em 1998. Apenas pergunte a alguém que usava internet nos primórdios (meus pais por exemplo eram privilegiados nesse quesito) e pergunte quantos buscadores existiam na época.

Mesmo que o console não vingue, o formato certamente terá futuro. Ainda assim, a preocupação em que o formato físico ou mesmo digital como conhecemos hoje seja extinto ou marginalizado, o que acarretaria uma série de problemas...

CONCLUSÃO

...que será tratado em um próximo artigo, que se aprofundará nos problemas que um possível "fim da história" traria (acho que deu pra ver o que penso sobre isso, né?)

Bom gente, é isso. Agradeço pela paciência na espera da 2ª parte, e prometo que publicarei a 3ª e 4ª (sim, haverá uma quarta) em breve. Muito obrigado e até mais!

*DRM (Em português, Gestão de Controles Digitais) é uma medida antipirataria. Um dos métodos mais usados para isso é forçar uma conexão online para inviabilizar o ato da pirataria.

22
  • Micro picture
    brunothebigboss · 5 months ago · 2 pontos

    FINALMENTE SAIU!!!!
    Prometo que irá demorar menos para publicar as coisas, e a terceira parte já está em andamento...

  • Micro picture
    miguelpardal · 5 months ago · 2 pontos

    Não tinha visto nada sobre esse console antes mais pelo que vi e uma netflix de jogos e isso ?

    2 replies
  • Micro picture
    gucarneiro · 4 months ago · 2 pontos

    Bruno, curti muito esse teu texto. Tu poderia postar ele também la na https://pyre.com.br/, somos uma comunidade que ama falar sobre jogos e muita gente lá iria adorar conversar contigo sobre o Stadia e o futuro dos videogames, pois temos muitos desenvolvedores independentes escrevendo por lá que se engajam bastante com esse tipo de assunto. Abração e parabéns pelo artigo!

    1 reply
  • Micro picture
    eduardo_wrzecionek · 5 months ago · 1 ponto

    Já nasceu morto esse projeto do Google, não vai dar em nada.

    1 reply
  • Micro picture
    artigos · 5 months ago · 1 ponto

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    santz · 5 months ago · 1 ponto

    Eu não acho que o tamanho e o formato da imagem do jogo seja um problema. A maioria dos jogos modernos é adaptado para o mais variado tipo de monitor e tela existente no mercado.

    1 reply
  • Micro picture
    darlanfagundes · 5 months ago · 1 ponto

    Eu acredito no projeto...Se a google trabalhar certinho com os caras certos dá pra fazer isso sossegado... Acho que a maior dificuldade seria o multiplayer online...estou aguardando novas informações deles a esse respeito...

  • Micro picture
    noblenexus · 5 months ago · 1 ponto

    Inovação sempre trás incerteza, me lembro ainda da época em que lojas virtuais como a Steam eram questionadas quanto a segurança e tals, vai haver prós e contras como sempre.

Keep reading → Collapse ←
Loading...