2018-05-04 22:26:04 -0300 2018-05-04 22:26:04 -0300

Qual a verdadeira religião existente em Castlevania?

Single 3626098 featured image

Ilustração de capa de Gustavo Doré para o livro Paradise Lost

Todo mundo que já jogou um ou mais Castlevanias, especialmente os mais novos, sabe que os jogos possuem várias referências e elementos de diversas mitologias, mas qual delas corresponde à realidade do universo Castlevania?

Arte de Kazuo-Sama

A resposta curta é: vários, ou até mesmo todos.

A resposta longa é: avaliando o funcionamento do conceito que origina Drácula, chamado de Chaos, pode-se estimar que as religiões funcionam através da fé. Ou seja, a existência, força e poder das entidades sobrenaturais só existe(e aumenta) dependendo de quantas pessoas acreditam neles, e quão profunda é sua fé. Um dos casos mais óbvios que se pode perceber isso é com o próprio Drácula, além daquilo que é fonte de seu poder, Chaos. Logo no icônico diálogo de Symphony Of The Night, Drácula revela que não é trazido à vida por vontade própria, mas sim através da vontade oculta no coração(leia-se espírito, ou subconsciente) dos humanos. O próprio Castlevania, apesar de ser intimamente ligado ao Vlad Tepes, é uma entidade diferente, pois em Portrait Of Ruin(Nintendo DS) a morte massificada de pessoas na Segunda Guerra Mundial é o suficiente pra fazer Castlevania aparecer, mesmo sem Drácula ter sido ressuscitado pela negra fé humana.

O catolicismo/cristianismo foi a base inicial na qual a lore de Castlevania surgiu, principalmente pelo papel da Igreja em apoiar os Belmonts e repelir quaisquer criaturas surgidas das trevas. A eficácia da religião cristã se dá primeiramente pela famosa Holy Water, que nada mais é que um artefato popular entre as Igrejas, e é uma das armas mais efetivas contra qualquer tipo de criatura. A própria existência dos vampiros como uma antítese à criação divina também reforça o cristianismo em si, inclusive seus "familiars" são citados várias vezes na Bíblia, como abominações e espíritos malignos, hue. O reflexo oposto do cristianismo também aparece em Castlevania, na forma dos demônios de outros mundos que permeiam o castelo, ou de criaturas criadas pelos forgemasters que habitam a escuridão, alguns citados na Bíblia e outros até mesmo na Divina Comédia, de Dante Alighieri. Lúcifer, o grão-mestre da maldade, também faz parte dos demônios de Castlevania(mesmo na saga principal), no entando, se encontra em alguma hierarquia menor que a de Vlad, pois é ele quem possui o título de Maō, o Rei Demônio.

Arte de Ayami Kojima

Uma dúvida que resta é se as religiões ganham seu poder de acordo com a crença direta das pessoas nas religiões, ou se a vontade das pessoas no Bem ou no Mal são direcionadas para Deus(possivelmente) ou para Chaos, e a partir destas duas polaridades são divididas para as entidades que estão a serviço de ambos os conceitos morais e religiosos supremos no universo.

Os cultos pagãos também têm aparição, especialmente a Ars Goetia, que provavelmente ganhou forma com os Templários, e alguns dos 72 demônios goetianos são inimigos dentro dos castelos, como Vassago, Buer, Glaysla Labolas e Malphas.

Aqui, alguns Malphas e Gabriel Belmont

Uma das religiões mais notáveis e sem dúvida importantes, principalmente na reta final do jogo, é o xintoísmo. Essa religião foca muito mais nas forças da natureza e nos fenômenos que rodeiam os humanos do que um ser que habita entre nós e nos guia objetivamente. Quem jogou o arco Sorrow(GameBoy Advance e Nintendo DS) sabem da existência do Hakuba Shrine, um templo xintoísta dedicado ao estudo da natureza mística do eclipse, cujos ensinamentos, em boa parte, pregam que o eclipse representa a metáfora de uma caverna na religião japonesa, caverna esta em que a deusa Amaterasu se escondeu da fúria de seu irmão Susanoo, assim contendo e evitando a fúria do deus. Em Castlevania, monges xintoístas são contatados pelas forças do bem(provavelmente pessoas ligadas à igreja e aos Belmonts) para realizar um ritual ligado ao eclipse, que corresponde à um eclipse da vida real, o Ciclo Saros 145(clique para mais informações).

Amaterasu e Susanoo

Como a religião prega que o eclipse simboliza a calmaria de uma fúria, os monges e padres fazem um ritual, escondendo o Castlevania de Drácula entre algum plano que é aberto, metaforicamente, pelo eclipse, assim aplacando o mal localizado dentro do Castelo, e impedindo que a vontade ímpia de Drácula se catalise e se manifeste na Terra novamente. O budismo também conta com uma participação especial deveras sutil em Castlevania, e ela se manifesta em Aria Of Sorrow, na luta de Soma Cruz contra o Chaos. Há toda uma metáfora que explica como o ciclo da Samsara se relaciona com a estética e a funcionalidade de Chaos nesta luta, de acordo com a teoria de um fã nos fóruns globais de Castlevania(Que inclusive podemos traduzir e adaptar aqui pra persona, se os leitores desejarem). 

Samsara, a roda da vida

E aí, o que acham? Concordam, ou acham que só há uma religião predominante em Castlevania?

Feed Vampírico @volstag , @matsugaki , @ralyson , @vinicios_santana_3 , @mateusfv , @elionazio , @thecriticgames , @ggreed , @zak_yagami

Quer ficar sabendo sobre novas postagens ? Comente em qualquer postagem da persona que te colocaremos no Feed Vampírico :D 


Não se esqueçam também de dar uma passada na nossa Central de postagens! estaremos atualizando ela constantemente e ali você pode ver todas as postagens sobre a historia, a mitologia as inspirações, personagens e curiosidades da franquia Castlevania, conteúdo criado e editado com muito carinho aqui pela gente, para que você fã de Castlevania tenha acesso mais fácil a informações da franquia, e o melhor, aqui no Alvanista e em português ;)

Castlevania: Aria of Sorrow

Platform: Gameboy Advance
2914 Players
161 Check-ins

62
  • Micro picture
    volstag · over 1 year ago · 4 pontos

    Esses caras não desenham... esses caras simplesmente humilham!!
    AS mitologias são mistas, acredito que talvez porque o primeiro Castlevania, em sua simplicidade incluía os grandes monstros do cinema, a Múmia, Criatura da Lagoa Negra, Frankenstein, Medusa e etc... depois quando foram começar a elaborar os outros jogos da franquia, se depararam com o fato da Medusa ser da mitologia grega por exemplo, e ai resolveram explorar essa mistura propositalmente.
    Em outras palavras, acredito que hoje é essa mistura fantástica, talvez por causa de um acidente de planejamento inicial manja? mas a verdade é que pra mim é perfeito como é.

    5 replies
  • Micro picture
    artigos · over 1 year ago · 4 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    3 replies
  • Micro picture
    andre_andricopoulos · over 1 year ago · 3 pontos

    BELZEBÚ

  • Micro picture
    belmontsdomain · over 1 year ago · 3 pontos

    O nome surgiu da união entre Castle e Transylvania, já o nome original seria algo como Castelo demoníaco de Drácula.
    Dentro dos jogos, Castlevania significa a encarnação do Castelo , o castelo dentro da mitologia da franquia, é uma entidade maligna que possui "vida" e está altamente atrelada a maldade dos humanos e ao Drácula. Mais informações em detalhes podem se encontradas na persona, recomendamos ver nossa central de posts para adentrar ao universo da franquia xD

  • Micro picture
    luis_julio · over 1 year ago · 2 pontos

    Ótimo post

  • Micro picture
    seufi · over 1 year ago · 3 pontos

    A arte de Doré...

    2 replies
  • Micro picture
    cleitonaruto937 · over 1 year ago · 1 ponto

    Muito empolgante e instigante esse texto, somente uma duvida: castelvania é nome só do jogo ou de algum personagem?

    9 replies
  • Micro picture
    barroq · over 1 year ago · 1 ponto

    Sempre notei algumas coisas além do catolicismo, tava na cara, porém o pessoal que não tem interesse, não se aprofunda.

    Belo post, valeu.

Keep reading → Collapse ←
Loading...