bazanella

Feliz dono de um Xbox One, Xbox 360, PS3, PS2 e PS1

You aren't following bazanella.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • bazanella Marlon Bazanella
    2019-04-18 20:44:15 -0300 Thumb picture
    bazanella checked-in to:
    Post by bazanella: <p>#img#[631474]</p><p>Ótimo game até agora!</p><p>
    Monster Hunter World

    Platform: Xbox One
    49 Players
    27 Check-ins

    Ótimo game até agora!

    Obrigado Mãecrosoft, tava de olho nesse game desde que lançou, mas como a verba ta curta tive que ficar soh na vontade.

    Grata surpresa vê-lo no Game Pass, vou jogar muito!

    11
  • danilodlaker Danilo Rodrigues
    2019-04-18 19:37:05 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    15
    • Micro picture
      bazanella · about 17 hours ago · 2 pontos

      Por isso que eu digo, isso aí não serve de plataforma principal, no máximo pra jogar uns 3 jogos e deu. Xbox está anos luz a frente, tanto da Sony quanto Nintendo.

      1 reply
    • Micro picture
      leopoldino · about 17 hours ago · 2 pontos

      Mas ele foi avisado que existia esse risco.

      1 reply
    • Micro picture
      lipherus · about 14 hours ago · 2 pontos

      Eita apagou tudo oq o maluco conquistou na conta dele? Que sad :-T

      1 reply
  • bazanella Marlon Bazanella
    2019-04-17 22:18:49 -0300 Thumb picture

    Desafio - Problemas Gamer!

    Vi a galera postando, não fui desafiado mas faz tempo que não participo, vamos lá!

    1 - Sua prioridade, como você decide qual jogo da sua coleção vai jogar primeiro.

    Prioridade alta: Minhas franquias favoritas e lançamentos que me interessam e eu consiga acesso (não pago 250 num jogo nem f!@#$%^)

    Prioridade média: Jogos que me chamam atenção mas por algum motivo passei batido.

    Prioridade baixa: Jogos que ganhei ou tenho acesso fácil, mas pouco interesse ou always on (pouco tempo no momento pra investir nesses modos)

    2 - Você está no meio de um jogo e não está gostando, o que você faz? para ou contínua.

    Paro e provavelmente não volto, se não gostei de primeira dificilmente vou gostar na próxima.

    3 - Você está no final do ano e sua meta pessoal está longe de se concluída, você corre para zerar mais rápido os games ou contínua o ritmo vagaroso.

    Nunca tive metas, sempre joguei o que queria no rítmo que queria.

    4 - Sua esposa, namorado (a) ou amigão quer que você jogue um game junto ele (a), mas você não gosta daquele jogo, o que você faz?

    Jogo porque mesmo que eu não goste, a experiência tende a ser divertida.

    5 - Vai sair uma continuação da sua franquia ou game favorito, porém faz um tempão que você jogou o game anterior e não lembra de muita coisa história, o que você faz? Tenta relembrar rejogando, assistindo alguns vídeos e etc ou joga sem se importar?

    A minha memória é até boa pra essas coisas, mas se achar necessário e na falta do tempo eu assisto um resumo.

    6 - Alguém vem pedir um jogo emprestado, o que você responde?

    Se for alguém de confiança eu empresto, mas confesso que fico receoso haha.

    7 - Aquele game que você está jogando está maravilhoso e você não consegue parar de jogá-lo, o que você faz? Você deixaria de tomar aquela cervejinha no bar, assistir um filme ou série e etc para continuar jogando?

    Jamais, o tempo com os amigos ou família fora do game não pode ser recuperado, já o jogo tem checkpoint ;)

    8 - Nas próximas semanas vai ter alguns lançamentos que você quer muito jogar, porém só vai poder escolher apenas um, qual seu critério para escolher.

    Novamente, pelas minhas franquias favoritas, agora se for 2 delas na mesma janela de lançamento, a briga fica feia kkk, aí tenho que avaliar qual me interessa mais.


    9 - Depois de comprar ou pegar o game na live ou na plus, quanto tempo um game já ficou parado até você inventar de jogá-lo?

    Faz uns 3 anos que voltei pro mundo dos games, tem jogo que peguei na Gold ou comprei em alguma promo que ainda não consegui nem instalar kkk

    11
  • 2019-04-17 15:30:41 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Phil Spencer compartilha sua experiência com o Project xCloud

    A ferramenta parece que irá mudar completamente nossa forma de interagir com os jogos do Xbox.

    11
  • 2019-04-17 14:16:01 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    13
    • Micro picture
      lordsearj · 1 day ago · 1 ponto

      How much?

    • Micro picture
      supermarcosbros · about 24 hours ago · 1 ponto

      O loco, tava esperando esse por uns 800... Espero que no mercado cinza apareça nessa faixa...

  • 2019-04-17 13:44:56 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • bazanella Marlon Bazanella
    2019-04-17 15:44:45 -0300 Thumb picture

    Setup + Pixel Art

    Setup atual, com consoles e games + Pixel Art da patroa.

    Consoles Xbox One S, Xbox 360 Super Slim, PS3 Slim, PS2 Fat, PS1 Slim.

    Arts sem "pézinho" ou são imãs ou chaveiros, já vendidos.

    Lembrando que é totalmente personalizável, desde suporte, imãs de geladeira, chaveiros, cores, tamanhos.

    9
  • speedhunter Renan Loiola
    2019-04-12 13:13:53 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Jornalistas precisam respeitar o legado da FROM SOFTWARE.

    Medium 3715511 featured image

    Minha história com a FROM SOFTWARE começou há muitos anos antes de seu explosivo e importantíssimo sucesso da famosa formula “Souls”. O que para muitos a primeira entrada foi Demon’s Souls e para outros Dark Souls, em meados de 2000/2001 eu já mergulhava no bizarro mundo de Shadow Tower, um RPG de ação em primeira pessoa (que na época já era muito antiquado, hoje em dia, quase injogável) e o popular jogo de furtividade, Tenchu. Isso não quer dizer, que eu seja melhor do que outros jogadores que conhecerem a desenvolvedora após seu estrondoso crescimento de popularidade entre o público mais “hardcore”, apenas quero deixar claro minha experiência com a “era” pré e pós Miyazaki.

    (Shadow Tower foi a minha primeira experiência com a from Software)

    Para quem não conhece, Hidetaka Miyazaki é um dos maiores e mais importantes produtores dessa década. Não é exagero dizer que ele criou o gênero “Souls Like"(por mais que ele seja modesto e recuse essa alcunha), um estilo único e inovador de jogos com alto nível de refinamento em combate, sistema complexo de progressão para um RPG e enredo fragmentado. Sua infância foi extremamente pobre (que foi contada pelo mesmo em diversas entrevistas para a imprensa), seus pais nunca tiveram condições de comprar um console da época para ele, o que não deixou o futuro gênio da indústria desanimar. Miyazaki lia livros com kanjis avançados para sua idade, livros em inglês e muitos outros materiais que eram complicados para sua faixa etária, obviamente, ele não entendia tudo, mas tentava preencher o vazio com sua imaginação e foi aí que muitos anos depois ele repassou esse valor para sua forma de contar estórias.

    Me atento a falar um pouco sobre sua infância, pois foi ali que tudo realmente começou. Apesar de suas inúmeras dificuldades no passado para entrar no mercado extremamente competitivo de produção de jogos (Miyzaki era formado em ciências sociais e não programação), não se pode ir direto ao ponto sem antes explicar o contexto e o que desencadeou toda a atual filosofia da FROM SOFTWARE. Da sua juventude até o mainstream, foi um processo turbulento e arriscado, preço que nenhuma empresa ou desenvolvedor quer pagar para ver!

    Em 2009, o primeiro projeto ambicioso foi lançado. Em parceria com o Japan Studio, a FROM SOFTWARE desenvolveu um RPG de ação exclusivamente para o Playstation 3. Seu nome era Demon’s Souls, um peculiar e diferente RPG de seus principais concorrentes da época. Inicialmente o título já dirigido pelo Hidetaka Miyazaki foi um fracasso de vendas, deixando seu diretor e demais desenvolvedores muitíssimos decepcionados. Sua segunda semana de lançamento também foi muito abaixo das expectativas. Se um título não vende bem em suas semanas iniciais, a probabilidade do fracasso comercial é praticamente iminente. Apesar de suas baixas vendas nas primeiras semanas, o milagre aconteceu! Demon’s Souls começou a ter uma excelente propaganda “boca a boca” sendo bem avaliado por quem teve a coragem de comprar, jogar e desbravar o obscuro e demoníaco mundo de Boletaria. Outros veículos de mídia especializada criticou o jogo por sua elevadíssima dificuldade, sendo para alguns, impossível a sua finalização. Já os próprios jogadores procuravam em sites ou lojas pelo título que se encontrava esgotado em muitos pontos de vendas (isso ocorreu pela a baixa tiragem que o jogo teve e sua repentina alta demanda pela a fama da alta dificuldade). Graças aos fãs que se apaixonaram pelo o particular e diferente título, Demons’s Souls vendeu quase insanos 2 milhões de cópias, marca na qual a empresa jamais tinha alcançado, tudo sem mídia ou imprensa a favor, apenas recomendação de “fã para fã”.

    (O inicio de um lendário gênero).

    Em um mercado cada vez mais saturado de jogos genéricos de mundo aberto, FPS focado em online e RPGs sem profundidade, Miyazaki, após 10 anos de sua ascensão com outros títulos de sucesso “pós Demon’s Souls” na bagagem (Dark Souls e Bloodborne como por exemplo) seguindo a mesma filosofia de dificuldade e respeito aos seus fãs, ousou em repaginar o gênero “Souls” em um game ambientado no sangrento período de sengoku no Japão e uma pitada de “dark fantasy” como já é de praxe. Sekiro: Shadow Die Twice é um sucesso absoluto de vendas e críticas, rendendo também muitas polêmicas em cima de sua alta dificuldade, gênero no qual já é de conhecimento e fama por ser alto por toda a comunidade mundial. A falta de cooperativo online e combate ainda mais complexo deixaram diversos jornalistas enfurecidos, pois dessa vez, Sekiro é bem mais punitivo no combate que seus antecessores. Criticas infundadas e lágrimas de ódio foram traduzidas em palavras por parte de alguns jornalistas e algumas pessoas que fazem parte de grupos ativistas, onde colocaram a acessibilidade como pauta para um possível atualização do jogo. Para quem não sabe, quase todos os títulos da FROM SOFTWARE não há seleção de dificuldade, eles já são complicados pelo próprio DNA da empresa, respeitando assim seu público alvo que compram o jogo justamente pelo seu desafio. Comprar um jogo produzido pela FROM e Miyazaki é garantia de qualidade e desafio, principalmente falando em um atual mercado nos quais jogos assim estão cada vez mais raros e se distância de uma massa mais casual.

    (A era 8/16 bits foi marcada pelo alto nível de desafio, a formula Souls abraça essa filosofia e reinventa um estilo esquecido pelo tempo). 

    Esses mesmo jornalistas, jogadores e ativistas, não entendem e não respeitam a história da desenvolvedora, não respeitam a filosofia e curva de aprendizado do jogo e colocam pessoas que são portadoras de deficiência física no meio do fogo cruzado de debates acalorados e desproporcionais, sendo, que há diversos jogos que são destinados a esse público ou que podem ser jogados por essas pessoas. Há espaço e jogos para todos os tipos de idades e diversificados públicos. Colocar uma pauta tão importante como acessibilidade e usar Sekiro e a FROM SOFTWARE como bode expiatório chega ser o cúmulo do ridículo! Essas mesmas pessoas que causaram essa confusão, são as mesmas que pouco contribuem para a comunidade, se a defesa da pauta é a acessibilidade, por que não criaram um artigo com uma lista de recomendações para pessoas que possuem esse tipo de problema? Assim como abutres, eles só querem tumultuar, gerar confusão, causar intrigas e um debate nada saudável. É perceptível a frustração dessas pessoas e a preguiça para aprender mecânicas de evolução e combate que Sekiro proporciona, são os mesmos que reclamam que a industria está saturada, mas ao provar de uma experiência nova e desafiadora desistem e não se permitem experimentar a amargura da derrota ou de um chefe difícil. São pessoas que questionam campanhas pequenas, mas quando são confrontadas por um mundo mais complexo e desafiador se queixa de alta dificuldade. A hipocrisia é o lema do preguiçoso, eles levantam o estandarte de uma causa justa para camuflar sua falta de paciência, perseverança e dedicação.

    A visão artística de Hidetaka Miyazaki e sua equipe talentosa, juntamente com a FROM SOFTWARE deve ser respeitada! Ele projetou o jogo para ser assim, adicionar um modo fácil tira toda a essência de sua filosofia de criação e fere o legado que deixou a desenvolvedora tão conhecida, ela só é o que é hoje exatamente pela sua base apaixonada de fãs. Se não fosse pela coragem de lançamento do Demon’s Souls, não teríamos Sekiro e isso precisa e deve ser respeitado.

    Sekiro: Shadows Die Twice

    Platform: Playstation 4
    87 Players
    41 Check-ins

    59
    • Micro picture
      leandro · 7 days ago · 3 pontos

      Cara, que belo artigo. Eu ainda estou pra iniciar nessa serie. O texto já esclarece bem o tipo de desafio que se espera. E eu gosto disso

      1 reply
    • Micro picture
      thiones · 7 days ago · 2 pontos

      Excelente texto meu caro!

      1 reply
    • Micro picture
      luis_fajardo · 7 days ago · 2 pontos

      Eu fujo de games difíceis, jogo até onde me divirto, quando começo a me estressar, largo e troco, mas respeito empresas que mantém essa tradição de desafio, chega a ser ridícula a ideia de algum pseudo-jornalista gamer querer falar desse título criticando o fator dificuldade, parece falta de conhecimento para tal feito.

      1 reply
  • fabiorsodre Fábio Sodré
    2019-04-16 20:36:59 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    CAPCOM Home Arcade

    Eis a balezinha um pouco estranha que a CAPCOM anunciava, mas curti a proposta. Preço de 229 Euros para outubro deste ano e sem valores para o dólar até o momento que soube. 

    Olhem os títulos disponíveis! Só plugar na tv e se divertir. Os games terão placar online! Achei demais.

    Mais detalhes:

    Super Puzzle Fighter II Turbo

    Platform: Sega Saturn
    77 Players
    1 Check-in

    32
    • Micro picture
      avmnetto · 3 days ago · 4 pontos

      Péssima lista. O controle até que é bonitão (e ainda há controvérsia dos que reclamam dos botões da mesma cor do fundo).

      5 replies
    • Micro picture
      jclove · 3 days ago · 4 pontos

      Como fanboy fa capcom a unica coisa q nao curti foi o preço.vai custar mais q um play4 aqui u_u

    • Micro picture
      hard_frolics · 3 days ago · 3 pontos

      Colocar Darkstalkers 1 e não o 3, e SFII HF não o ST é muita mancada... E só 16 jogos? Sem falar do preço :/

      1 reply
  • bazanella Marlon Bazanella
    2019-04-16 21:55:19 -0300 Thumb picture
    bazanella checked-in to:
    Post by bazanella: <p>#img#[631050]</p><p>Dominação concluído!</p><p>A
    Forza Motorsport 7

    Platform: Xbox One
    74 Players
    152 Check-ins

    Dominação concluído!

    Ainda faltam 2 campeonatos, mas devagar chegamos lá!

    12
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...