2018-01-25 16:17:19 -0200 2018-01-25 16:17:19 -0200

ZiNc: Emulador, Arcades PS1 e seus Ports

Single 3592917 featured image

- O EMULADOR -

Em março de 2002, os desenvolvedores Marcin Duidar e Tratax reuniram o conhecimento adquirido nos emuladores Impact (das placas Capcom ZN-1 & ZN-2) e S11Emu (da placa Namco System 11) para criar o ZiNc, a partir daí tentando englobar toda produtora que utilizasse um hardware baseado no primeiro Playstation (mais informações a seguir).

Embora outros gêneros fossem suportados, o foco do emulador eram os jogos de luta 3D, com destaque para Street Fighter Ex, Rival Schools, Soul Edge, Tekken e o infelizmente nunca "portado" Fighting Layer, jogo original da Arika com personagens de SFEx e um sistema de jogo com elementos novos interessantes. Outro destaque, não 'fighting-game', era a continuação Strider 2 (a verdadeira).

.

Alguns jogos emulados pelo ZiNc

.

O ZiNc utilizava o sistema de plugins iniciado pelo PSEmu (posteriormente aproveitado por vários bons emuladores de PS1), permitindo até mesmo utilizar os já existentes, embora trouxesse plugins específicos mais eficientes.

A opção por diferentes APIs gráficas permitia tirar o melhor de cada placa de vídeo, em uma época sem unificação quando fazia muita diferença a velocidade com que cada placa trabalhava com cada tecnologia.

Esse foi o maior trunfo do emulador: a VELOCIDADE. Enquanto no MAME era impraticável rodar os jogos daqueles sistemas (continuando assim por um BOM tempo), no ZiNc eles rodavam a 60fps em computadores bem modestos*.

 .

Uma feiurinha dessas virava um arcade belezinha daqueles...

(*Tenho a experiência pessoal de ter rodado a maioria dos jogos em fullspeed, num Celeron 900 MHz (levemente 'overclockado') com chip gráfico onboard, incluindo jogos que foram portados só para Dreamcast. Isso no início de 2003.)

 .

- MAME: SEM COMPARAÇÃO -

Pouco tempo depois da versão 1.0, os principais desenvolvedores se afastaram do projeto, assumido por R. Belmont, que usou os códigos no projeto do MAME. Depois de mais uma versão (1.1), alguns jogos adicionados e poucos bugs corrigidos, não houve mais lançamentos e o ZiNc foi descontinuado.

Um bom tempo depois, já em 2009, houve uma nova empreitada focando nos arcades baseados em PS1 com o pSxMAME, uma versão especialmente compilada do MAME++ que também permitia o uso de plugins para melhorar a qualidade da imagem e a velocidade, sem muito sucesso nesse último quesito. A única vantagem era a emulação mais precisa, principalmente do som, mas a um alto custo de recursos. 

.

pSxMAME: Nova foco no 3D e nos "Arcades PS1"

.

Apesar dos problemas corrigidos e drivers adicionados em versões posteriores do MAME (oficiais ou não), houve pouca ou nenhuma otimização, e mesmo hoje em dia é necessário uma máquina relativamente potente para jogar os mesmos jogos (inviabilizando o aproveitamento daquele PC mais antigo), com uma exigência totalmente desproporcional, em termos de requerimentos, dos tempos áureos do ZiNc.

 .

- O HARDWARE DO PLAYSTATION 1 -

Tem quem não saiba, mas o hardware do Playstation 1 deu origem a muitas máquinas de arcade. Sempre foi comum utilizar modificações de um console nos fliperamas, por uma questão de custo, mas foi a primeira vez que diversas produtoras utilizaram a mesma placa como base.

.

32-Bits da Sony: Base de muitos Arcades

 .

Entre personalizações como a BIOS, troca de CD-ROM por ROMs, incremento no clock, adição de mais memória e às vezes a utilização de chips de som proprietários, o fato é que o processador central estava lá com a sua mesma arquitetura do aparelho cinza da Sony.

E isso era interessantes em termos de conversão: embora muitas vezes não fossem possíveis conversões diretas (ex.: Capcom ZN-2 e Namco System 12), ainda era mais rápido e eficiente do que reprogramar um jogo do zero, fazendo os proprietários do 'PSX' serem presenteados com diversas versões caseiras de excelentes jogos do arcade na época.

As principais fabricantes que utilizaram um sistema 'Sony Playstation based' foram Capcom, Konami, Namco, Taito e Tecmo, entre outras.

Para mais informações, consultem essa seção do site System16 (em inglês) e os artigos da Wikipedia: ZN-1 e ZN-2 (traduzidos do francês para o inglês, via Google Tradutor), System 573 (em inglês), System 11 e System 12 (em português).

.

- PORTS / CONVERSÕES (e a flexibilidade na emulação) -

Hoje em dia você ainda pode usar o emulador ZiNc para rodar tais jogos com leveza (links aqui , aqui e aqui), mas não se sabe quanto isso irá durar, e você pode acabar esbarrando na questão da plataforma

O ZiNc nunca foi de código aberto, desde 2005 não houve mais nenhum lançamento, e a então base do desenvolvimento ainda era Windows XP e Linux Kernel 2.6. Cedo ou tarde, provavelmente o programa se tornará inutilizável em computadores atuais sem muitas "gambiarras".

Além disso, nunca houve um port para Android ou iOS (óbvio, nem existiam), nem para qualquer dispositivo de arquitetura ARM, impossibilitando a jogatina em aparelhos modernos como Smartphones e TV Boxes.

.

Smartphones e TV Boxes: Alternativas para retrogames

.

Mais uma vez surge a possibilidade se usar o MAME para cobrir essa brecha, mas se a situação dos requerimentos mínimos em computadores x86/x64 não é das melhores, nos ARMs ela só piora, e quem já tentou usar sabe o quanto qualquer jogo mais sofisticado fica lento em dispositivos low/middle end.

Uma solução é aproveitar os ports feitos para Playstation 1 (nada mais justo, já que ele possibilitou os hardwares de origens desses jogos), mais leves de serem emulados e ainda contam com uma porção de extras.

Assim fica bem mais fácil usar aquele PC encostado, aquele celular parado single-core com 256MB de RAM, ou aquele TV Box de R$120,00...

.

Playstation: Muitos ports de Arcades 3D

 .

Infelizmente alguns ports já estavam aquém das capacidades do PS1, afinal, placas mais avançadas, mesmo que com a mesma arquiterura, haviam recebido aumentos significativos de clock e de memória. 

A Capcom ZN-2 rodava a quase 50MHz e contava com até 8MB de VRAM (dependendo do jogo), e a Namco System-12 rodava a 48MHz e tinha 2MB de VRAM. Tudo isso contra ~33MHz e 1MB do Playstation.

A Namco teve trabalho para converter o Tekken 3. Apesar dos extras (muito bem-vindos, por sinal) os cenários foram convertidos para 2D, houve perdas de polígonos, qualidade de textura, tamanho dos personagens, e resolução geral.

.

Tekken 3: Versão caseira espremida (à direita)

.

A Capcom fez uma ótima conversão de Street Fighter EX 2 Plus, com uma melhoria gráfica significativa em relação ao primeiro e belos efeitos de iluminação, mas parou por aí.

Era necessária outra plataforma doméstica que aportasse os títulos. 

.

- DREAMCAST, ZN-2 e SYSTEM-12 - 

Durante seu, lamentavelmente, curto tempo de vida (e antes da proximidade do lançamento do Playstation 2), o Dreamcast foi o grande destaque da mídia gamística. era difícil imaginar que seria descontinuado já em 2001. Todos queriam seus jogos ali.

Um dos gêneros no qual se destacou também foi o de luta, com várias conversões de arcades de sucesso como Capcom vs SNK, Marvel vs Capcom 2, Guilty Gear X e Virtua Fighter 3 (jogos, inclusive, também desenvolvidos em cima de placas baseadas no hardware do console, como Atomiswave e Naomi) e era a nova aposta para levar esses jogos ao conforto dos lares.

.

Dreamcast: outra grande fonte de bons títulos do Arcade

.

A Capcom levou para o console da Sega os títulos Star Gladiator 2 (Plasma Sword, no ocidente) e Tech Romancer (Kikaioh, no Japão), game de luta entre robôs gigantes bem obscuro, mas muito interessante. Esses jogos foram desenvolvidos antes do lançamento do Dreamcast em novembro de 1998, antes da empresa começar a usar a placa Naomi como base. Os dois vieram com diferenças sutis e visual levemente melhorado.

Já a Namco teve a brilhante idéia de praticamente reescrever Soul Calibur, que também havia sido lançado antes do Dreamcast (sim, o original foi feito em cima do Playstation!), aproveitando todo o potencial gráfico do 128-bits. Todos sabemos o que aconteceu depois... O jogo constantemente figura em listas de melhores de todos os tempos.

.

Star Gladiator 2 e Tech Romancer: ZN-2, mas só no Dreamcast

Soul Calibur no console da Sega: Decisão acertada

.

Enquanto a emulação desses três peculiares títulos para Dreamcast em emuladores desse sistema está longe de ser tão leve quanto emular Playstation, também está longe de demandar tanto processamento quanto o MAME.

Um nullDC devidamente configurado roda muito bem em computadores menos abastados (Makaron e Demul também são boas opções, porém mais pesadas), enquanto que o Reicast, mesmo em fase inicial tendo algumas falhas, pode fazer as vezes em Smartphones e TV Boxes medianos.

.

- LISTA DE PORTS -

Abaixo está a lista não só dos jogos emulados pelo ZiNc, mas de outros baseados no hardware do PS1 e que tiveram conversões domésticas (se para algum sistema diferente do PS1, foi especificado). Lembrando que em alguns deles pode haver elementos a mais (maioria) ou a menos, mas essencialmente são o mesmo jogo de sua contraparte arcade.

Foram usados os nomes das versões americanas, com exceção daqueles jogos que ficaram mesmo consagrados por seus nomes originais (nada de Beastorizer, Plasma Sword ou Soul Blade...)

.

.

Obs.1: Também foram incluídas na lista versões lançadas exclusivamente para PS1, mas de jogos com representantes nos arcades (ex.: Battle Arena Toshinden 3, Coolboarders 2, e títulos de séries musicais como Dance Dance Revolution).

Obs.2: O Gallop Racer 3 (o que está no ZiNc) lançado no Japão, foi o único lançado nos EUA, e somente como Gallop Racer.

Obs.3: A versão '96 da série Jikkyou Powerful Pro Yakyuu, (nos arcades, Powerful Baseball '96) MUITO curiosamente foi lançada apenas no Super Famicom, mesmo depois da versão '95 já ter sido lançada para PS1. Essa série é conhecida no ocidente como Power Pro.

Obs.4: Inicialmente convertido apenas para Dreamcast, Psychic Force 2012 foi posteriormente portado para PS1 como Psychic Force 2.

Obs.5: O Dead or Alive original foi feito na placa Model 2 da Sega, e portado para o Saturn. A Tecmo converteu o jogo para PS1, com uma nova engine gráfica e mudanças na jogabilidade e músicas. A versão dos arcades Dead or Alive++ foi baseada na do PS1.

Obs.6: Certos jogos fizeram o caminho inverso. Lançados primeiro para sistemas caseiros, só depois foram levados aos arcades. International Track and Field (nos arcades, Hyper Athlete) e Um Jammer Lammy são alguns exemplos.

.

>>>>>>>>>>

1-on-1 Government

Battle Arena Toshinden (+ 2, 3, 4-PAL, N)

Beatmania (diversas versões)

Bishi Bashi Special (+ 2, 3)

Block Kuzushi, The

Blood Roar (+ 2)

Bust-a-Groove (+ 2)

Bust-a-Move 2 - Arcade Edition (+ '99, 4)

Cool Boarders - Extreme Snowboarding (+ 2, 3, 4, 2001)

Crypt Killer

Dance Dance Revolution (diversas versões)

Dead or Alive

Ehrgeiz - God Bless the Ring

Fighter's Impact

Fisherman's Bait: A Bass Challenge (+ 2, 3)

G-Darius

Gallop Racer (+ 2, 3, 2000)

Ghoul Panic

Guitar Freaks (+ A2M)

Heaven's Gate

Incredible Crisis

International Track and Field (+ 2000)

J-League Soccer - Prime Goal Ex

Jikkyou Powerful Pro Yakyuu '95 (+ diversas versões)

Jikkyou Powerful Pro Yakyuu '96 [Super Famicom]

Judge Dredd

Konami Arcade Classics

Libero Grande (+ 2)

Logic Pro Adventure

Magical Date

Monster Rancher Hop-a-Bout

Mr. Driller

Nagano Winter Olympics '98

NBA Jam Extreme

Night Raid

Otenki Kororin

Paca Paca Passion (+ 2, Special)

Point Blank (+ 2, 3)

Pop'n Music (+ 2, 3, 4, 5, 6, AM, DT)

Psychic Force (+ 2)

Psychic Force 2012 [Dreamcast]

Quest for Fame - Be a Virtual Rock Legend

Raystorm (+ RxR)

Rival Schools (+ SJK-NSN2)

Salary Man Champ - Tatakau Salary Man

Shanghai - True Valor

Shin Nihon Prowrestling Toukon Retsuden (+ 2, 3)

Sonic Wings Special

Soul Edge

Soul Calibur [Dreamcast]

Star Gladiator - Episode I - Final Crusade

Star Gladiator 2: Nightmare of Bilstein [Dreamcast]

Star Sweep

Street Fighter EX Plus α (+ EX 2 Plus)

Strider 2

Super Football Champ

Tech Romancer [Dreamcast]

Tekken (+ 2, 3)

Um Jammer Lammy

Xevious 3D G

<<<<<<<<<<

.

Quem gostou dê vida e compartilhe!

E vamos jogar!

\o/

Street Fighter EX

Platform: Arcade
95 Players

51
  • Micro picture
    artigos · over 1 year ago · 2 pontos

    Se tirar os links para download, seu artigo é forte candidato à destaque.

    4 replies
  • Micro picture
    santz · over 1 year ago · 2 pontos

    Achei que esse texto nunca ia terminar, mas foi show de bola conhecer esse emulador. Esses dias pra trás estava começando a esbarrar na dificuldade de emular jogos 3D no MAME comum e no MAME Plus. Vou dar uma olhada nesse ZiNc.

    3 replies
  • Micro picture
    filipevital · over 1 year ago · 2 pontos

    Excelente!!!! obrigado pela postagem

  • Micro picture
    artigos · over 1 year ago · 2 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • Micro picture
    vinicios_santana_3 · over 1 year ago · 2 pontos

    Lembro que na época do street fighter 4 ser lançado, eu jogava o sf ex pra ir entrando no clima de um sf 3D

    1 reply
  • Micro picture
    kess · about 1 year ago · 2 pontos

    Emuladores, a solução para termos a chance de pegar em alguns clássicos! E de preservar a história gamística! Espero que tudo ainda possa ser salvo e jogado num computador...

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...