You aren't following arbitergamer.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2019-04-16 21:20:00 -0300 Thumb picture
    6
    • Micro picture
      santz · 8 days ago · 1 ponto

      Para um jogo de 2017, ainda mais de luta, ele tem que ser quase perfeito.

  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2019-04-13 12:57:41 -0300 Thumb picture

    Campeonatos de jogos de luta sem DLCs/desatualizados

    Medium 3715694 featured image

    Na era dos DLCs, está cada dia mais difícil fazer campeonatos de jogos de luta. E desta vez, não estou falando de ter uma estrutura, regras e até uma boa premiação, falo de ter jogos atualizados, com todos os personagens disponíveis e todos os patches até o momento.

    O maior problema e que os jogos são lançados "incompletos" e nem sempre quem organiza consegue disponibilizar os DLCs para atender a todos. Street Fighter V por exemplo veio só com 16 personagens, o restante são DLCs pagos.
    Todos querem jogar com seus personagens favoritos e nem sempre são os que foram lançados com o jogo e geralmente fica bem caro deixar o game completo.

    Por isso temos muitos campeonatos com jogos incompletos e desatualizados.
    Entendo ser uma situação complicada:
    Fazer o campeonato, mesmo sabendo que a experiência não será completa e satisfatória para alguns ou simplesmente não fazer e não dar oportunidade de uma cena local aparecer ou crescer?

    Das duas uma. Eu ainda prefiro a primeira opção por pior que possa ser não ter seu personagem favorito na tela de seleção.

    Se bem trabalhado o campeonato pode melhorar no futuro. Se for feito por pessoas que tem uma boa noção dos games e tiver o intuito de melhorar essa deficiência, a coisa pode mudar. Se a comunidade que gosta desses jogos, as o invés de só criticar dar apoio, são grandes as chances dos próximos campeonatos serem melhores nesse aspecto.

    É preciso, na medida do possível, atender as necessidades dos jogadores. Sem a participação deles nada acontece. Mas existem situações que fogem completamente das nossas mãos.
    Quantos campeonatos deixaram de ser feitos por conta desse dilema?
    As vezes conseguimos contar com membros da comunidade com jogos completos, mas nem sempre podemos contar com isso.

    De qualquer forma, ao fazer um campeonato, sem dlcs ou patches, pelos motivos que foram citados aqui, você contribuirá para que os jogos de luta, pelo menos, sobrevivam diante de tantos outros gêneros existentes no mercado.


    36
    • Micro picture
      diogoskark · 10 days ago · 4 pontos

      OK ser contra DLC, mas querer aplicar isso em campeonato não me parece muito inteligente, visto que comunidade já não é muito grande, fazendo isso vai dividir ainda mais.

      1 reply
    • Micro picture
      vante · 12 days ago · 3 pontos

      Dlcs tem que acabar. Sdds de quando os jogos vinham completos e não tinha que ficar comprando expansões e talz.

      1 reply
    • Micro picture
      johnny_bress · 12 days ago · 2 pontos

      no final das contas o jogo pode chegar a sair por uns 500 mangos rs

      2 replies
  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2019-03-27 19:40:05 -0300 Thumb picture

    Review Arcade Razer Atrox

    Medium 3712329 featured image

    Olá pessoal tudo bem com vocês? Esse ano teremos muitos lançamentos de games de luta para todas as plataformas e para aumentar ainda mais o nível da jogatina revolvi adquir um controle arcade pra Xbox One, já que não tinha nenhum para essa plataforma, e o escolhido dessa vez foi o Trazer Atrox.

    Considerado por pró-players e especialistas como um dos melhores controles arcades da atualidade, o Razer Atrox se destaca em vários aspectos como, por exemplo, o fato de você poder customizar seu controle inteiro. Não é uma coisinha ou outra não. Você pode customizar desde botões, até a arte em baixo do acrílico sem muito trabalho, já que o controle foi feito com isso em mente.

    Uma coisa bacana é que se você é daqueles que não consegue jogar com controles estilo ball top (bolinha) pode trocá - lo por um bat top (cotonete) que vem no pacote de maneira simples e rápida um uma chave!

    O controle conta um cabo longo e bem flexível e praticamente inquebrável devido ao formato e você pode guardá - lo no compartimento interno do controle, pois ele é encaixado e rosqueado na parte superior do controle.

    As peças que acompanham o controle são simplesmente as melhores do mercado, as famosas Sanwa, o que garante movimentos suaves e perfeitos.

    Testei esse controle com Tekken 7, Killer Instinct e Dead or Alive 6 e funciona perfeitamente e além do Xbox One esse incrível arcade funciona no pc também.

    Agora vamos para o único contra desse controle se é que podemos chamar assim: o preço.

    Falo isso pelo valor um pouco alto que é encontrado em grandes varejistas, mas consegui encontrar ótimos preços de unidades lacradas em sites conhecidos. Mas esse controle é tão completo que vale a pena até pegar algum usado num bom preço, isso se encontrar alguém que queira desfazer desse ótimo controle.

    7
    • Micro picture
      santz · 28 days ago · 2 pontos

      Eu tenho um Arcade duplo lá em casa gigante. Não é profissa, mas dá para o gasto.

      1 reply
  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-12-29 17:24:48 -0200 Thumb picture

    TheKing of Fighters 94: RE-BOUT

    Medium 3694261 featured image

    The King of Fighters '94: Re-Bout (SNK Playmore, PlayStation 2) - Lançado em 28 de Dezembro de 1994, Re-Bout é uma edição comemorativa de 10 anos da série KOF que foi lançada apenas no Japão e exclusivamente para o PlayStation 2.

    O jogo inclui a versão original do Neo Geo e a nova Re-Bout com gráficos em alta resolução. Uma versão para Xbox estava prevista para Março de 2006 nos EUA e Europa, porém foi cancelada.

    Re-Bout apresenta a versão original de 1994, além da nova versão melhorada com gráficos em alta resolução, opção de jogar com times editados (o que não era possível na versão original) e a habilidade de jogar com Saisyu Kusanagi e Rugal Bernstein, os 2 chefes do jogo. Além disso, o jogo trazia a trilha sonora rearranjada e um modo VS online completava o pacote.

    Mas é importante deixar claro que todo o jogo original está lá. Todos os golpes e tudo que você podia fazer no original conseguirá fazer aqui. não houve um balanceamento de personagens ou alterações em comandos, basicamente o que mudou foi somente a parte técnica.

    Mesmo assim vale a pena dar uma conferida, principalmente se voce é fã da franquia ou até mesmo fã de games de luta em geral.

    6
  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-12-29 17:14:01 -0200 Thumb picture

    Guia para iniciantes em jogos de luta. Parte 7 (Final)

    Medium 3694259 featured image

    Evitando Frustrações

    Quando comecei a jogar games de luta nos fliperamas, meu objetivo era sempre vencer a CPU e ver o final do meu personagem preferido. Pra isso, eu não precisava ser tão bom como alguns jogadores, só o básico já era  suficiente , mas sempre acontecia de alguém querer jogar contra mim, e como não estava preparado, na maioria das vezes,  acabava perdendo a ficha e me sentia um pouco frustrado.

    Isso durou um certo tempo, até perceber que a galera se divertia muito mais jogando um contra o outro do que sozinho contra a CPU e quem perdia sempre procurava treinar mais pra tentar vencer numa próxima oportunidade. Existia uma rivalidade interessante, pois todos queriam vencer o cara que era bom  não perdia.

    Em todos os jogos sempre haviam jogadores que se destacavam e que quase nunca perdiam fichas. Todos sentiam - se desafiados a tentar vencer mas sabíamos que não seria tão fácil. Esse desafio motivava muita gente a melhorar, da mesma forma que fazia com que muitos nunca mais olhassem para o game.

    Havia casos de brigas, discussões e até mesmo agressões, iniciadas, na maioria das vezes por quem não sabia perder. Tá certo que o pessoal que assistia botava pilha, e isso infelizmente acabava tendo consequências boas ou ruins, dependendo do caso. 

    O que eu quero dizer é que você não deveria se cobrar tanto por algo que foi feito apenas pra divertir. Tirando jogadores profissionais que vivem disso, você não tem obrigação nenhuma de vencer e ser bom, o importante é apenas se divertir e curtir seu game.  É uma questão de escolha e saber o que você quer.

    Se a frustração da derrota o incomoda e você não quer abandonar o jogo, cabe a você tomar providências.

    Se você perde sempre pra algum adversário, você pode treinar pra tentar vencê - lo, desde que isso não se torne uma obsessão e não atrapalhe sua vida. Você precisa ter a consciência de que pessoas que são muito boas em algo se dedicaram e abriram mão de outras coisas pra conseguir isso, portanto merecem os títulos que tem. 

    Vejo muitos gamers começando nos jogos de luta e querendo aprender tudo de maneira rápida e fácil, e se não for dessa forma, simplesmente não jogam mais dizendo que não são boas o suficientes. Talvez essas pessoas não devessem mesmo jogar esse gênero, que é bem mais exigente que um jogo de aventura por exemplo, mas os que quiserem verdadeiramente aprender, terão seguir alguns passos e se dedicar.
    Não existe outra maneira de se atingir esse objetivo: dedicação é a palavra chave.

    O importante é se divertir 

    Juntar os amigos pra jogar "uns contras" é muito divertido. Estar com pessoas que curtem o mesmo jogo que você é maravilhoso.
    Seja num encontro em casa com os amigos ou até em algum evento de games, o importante é se divertir e muito com a competitividade que os games de luta trazem.

    Eles, acima de tudo, nos mostram que precisamos aprender a lidar com nossos sentimentos.
    Numa partida, por exemplo, são aplicadas técnicas de coordenação motora, calma, paciência, capacidade de ação e reação e auto controle. Sim, é muita coisa envolvida numa partida. Algo que você só sentirá jogando. Note que os que dominam isso são ótimos jogadores e que passaram por tudo que escrevi aqui nesses artigos.

    Eu fico por aqui. Espero sinceramente que você tenha êxito em tudo que for fazer. Se você conseguir ser um bom jogador com algumas das dicas que dei  ficarei muito feliz.  E você, que esta começando agora e que está se esforçando pra aprender, saiba que está no caminho certo e colherá os frutos mais pra frente.  

    O importante é não desistir dos games que você gosta e se divertir!


    Muito obrigado pela sua atenção!

    Arbiter Gamer

    26
    • Micro picture
      artigos · 4 months ago · 1 ponto

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-12-23 23:04:36 -0200 Thumb picture

    Review: Hori Fighting Commander ver. Blazblue

    Medium 3693013 featured image

    Review:

    Hori Fighting Commander ver. BlazBlue Central Fiction - PS3/PS4/PC

    Trata - se do mesmo controle para PlayStation 4 e Xbox one existente no mercado (preto para PS3 e branco pra Xbox One), mas em uma edição especial.

    Esse controle é uma ótima opção pra você que não quer detonar seu controle padrão e jogar jogos de luta com estilo e precisão.
    Ele é bem construído e confortável, com 6 botões frontais e mais 4 em cima que funcionam muito bem num simples toque. O controle conta ainda com funções turbo, chaves para "transformar" o d pad em analógicos.

    Testei esse controle nos jogos Street Fighter V e a coletânea de 30 anos do Street Fighter nos games Super Street Fighter 2 Turbo e Alpha, jogos que demandam uma execução mais precisa e a resposta foi muito boa.

    Você vai precisar se acostumar um pouco se já estiver acostumado com o DS4, principalmente pelo fato do direcional ser bem diferente. Achei ele um pouco duro num primeiro momento, robusto na verdade, mas você se acostuma fácil com isso.

    Conclusão: temos mais uma ótima opção de controle para games de luta no mercado, bem confortável e preciso, deve atender bem aos fãs do gênero que não querem gastar muito num arcade mas querem ter um experiencia legal nos jogos de luta. Mais uma vez a empresa HORI acertou em cheio.

    Pros:

    Confortável e preciso
    Compatível com PC
    Mais barato que um controle Arcade

    Contras:

    Controle com fio pode incomodar
    Não possui touch (ver. PS4)

    7
  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-11-19 21:13:46 -0200 Thumb picture

    Guia para iniciantes em jogos de luta. Parte 6

    Medium 3686242 featured image

    Não tenha medo de perder

    Certa vez, num evento de games, fiz a seguinte pergunta pra um conhecido: "cara, você vai participar do campeonato?" E ele disse: "não vou porque já vi que só tem ótimos jogadores e não sou tão bom quanto eles". O que mais me deixou chateado, foi que ele sequer tentou, e olha que ele sabia jogar o jogo muito bem.   

    Entenda uma coisa: ganhar ou perder uma partida vai depender do seu grau de dedicação ao jogo e qual seu objetivo. É claro que se quisermos ser competitivos, teremos que treinar sempre e mesmo assim não é garantia de vitória, mas pelo menos você não será surpreendido. E uma coisa eu te digo: pra você conseguir bons resultados você vai perder e perder muitas partidas.

    Eu posso afirmar, com toda certeza desse mundo, que os melhores jogadores perderam muito mais partidas do que ganharam pra chegar onde estão, mas com um detalhe: eles aprenderam a perder.
    E como isso é possível? Você deve estar se perguntando. Você realmente perde no jogo quando simplesmente não tenta e vira as costas pra ele, como nosso amigo fez. 

    Saber perder é aprender com seus erros e fazer uma análise daquela partida e ver o que precisa para melhorar,  e aprimorar sem deixar de jogar e se divertir, e lembre-e: quanto mais você jogar mais experiencia ganhará e isso com certeza vai te ajudar a ser um jogador melhor. 

    Você não deve ter medo de jogar com alguém mais habilidoso e sim encarar aquilo como um aprendizado. Não se sinta intimidado. Ele tem muita coisa pra te ensinar, mas é preciso estar atento e absorver esse conhecimento mesmo na derrota. Talvez você possa usar o estilo de jogo dele como inspiração ou conversar com ele depois da partida e pedir umas dicas. 

    Reconhecer a superioridade do seu adversário  jamais será humilhante, muito pelo contrário: isso só mostra que você é um ótimo competidor e que merece uma revanche no futuro depois de melhorar seu jogo.

    Grandes jogadores sempre estarão dispostos a ajudar quem está aprendendo, seja dando alguma dica ou até jogando com você quando possível.   

    Isso que diferencia os bons dos maus jogadores: a humildade e a vontade de que todos tenham o mesmo sucesso, atributos esses que só os bons tem.

    36
    • Micro picture
      artigos · 5 months ago · 3 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    • Micro picture
      lipherus · 5 months ago · 2 pontos

      E isso vale não apenas pra os games de luta como também qualquer um desses multis super jogados. Quantas partidas onde já perdi que vieram babacas dizer: "gg izi" ou "desinstala que tu ganha mais". Acho que ainda existem muuuuuuita gente que não aprendeu a perder e o pior é que, com essa atitude, não é só na partida onde são derrotados :-/

    • Micro picture
  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-09-17 20:26:30 -0300 Thumb picture

    ARCADE'S DREAM

    Medium 3671882 featured image

    O ano era 2002. Procurar lugares onde pudéssemos jogar um bom fliperama e tomar um refrigerante com os amigos sempre foi normal pra nós. Mas nessa época, pelo menos no Brasil, nosso amado hobby já estava em decadência e na nossa região não era diferente.

    Era raro encontrar locais onde pudéssemos jogar tranquilamente com controles decentes e sem bêbados enchendo o saco.
    Numa dessas tentativas, encontrei um boteco pequeno que parecia esconder algo no seu interior. O formato daquela coisa era muito familiar, e ao me aproximar, não tive dúvidas: era exatamente o que procurava encostadas num canto, aparentemente funcionando.

    Pra nossa decepção, eram jogos desconhecidos e muito chatos com controles sem botões e com a tela horrível pra se jogar.
    A senhora, dona do estabelecimento, me disse que essas máquinas foram colocadas ali por um sobrinho que não tinha espaço em sua casa e que venderia pra quem quisesse tivesse interesse.

    Frustrados, saímos daquele local e voltamos pra casa.
    Mesmo tendo consoles da época, ou até mesmo computadores que rodavam games do momento, sentíamos a necessidade conviver com os arcades. Isso era tão importante que muitas vezes deixávamos os consoles de lado pra jogar os clássicos. Isso aconteceu muito na última locadora do bairro antes dela fechar as portas.

    Lá, tínhamos consoles pra jogar por hora e muitos fliperamas e meu interesse maior era sempre pela caixa grande de madeira e seus jogos cooperativos ou seus jogos de luta com contras acirrados. Aquele local era mágico. Uma pena que acabou
    Num certo dia, caminhando pelo bairro, notei uma movimentação estranha num ponto de comercio.

    Vi que um caminhão descarregava caixas enormes e fiquei curioso com aquilo. Mas não era da minha conta e naquele momento não me importei.

    Outro dia um conhecido me chama em casa e me diz pra ir dar uma olhada naquele local. Chegando lá, fiquei surpreso: eram máquinas de árcade sendo montadas! Algumas estavam prontas e não pude deixar de notar o capricho que elas tinham, com seus adesivos personalizados sem exagero e seus controles cheirando a novos.

    Conversando com o dono, que não parava seu trabalho, mas nos atendia, dizia que era um super fã de fliperamas e estava realizando um projeto antigo: o de fazer a casa de jogos que ele sempre quis! Obviamente isso era tudo que nos queríamos também, pois teríamos um ótimo local pra jogar nossos games favoritos. Ao perguntar pro dono quando seria a inauguração, ele me disse: Será em 2 semanas, porém precisarei fazer um teste em tudo antes. Você gostaria de me ajudar?

    Claro que aceitei. Jamais perderia essa oportunidade de testar em primeira mão os jogos em máquinas novas e estilosas.
    Alguns dias depois, cheguei à frente da loja e vi que o dono não estava pra brincadeira: uma fachada linda e iluminada, com uma pintura impecável e temática que realmente chamava bastante atenção e quando entrei fiquei impressionado.

    Os arcades eram padronizados, devidamente alinhados dos dois lados da sala com seus respectivos logos, só algumas destoando das outras por serem arcades especias para 3 ou 4 jogadores, como aquela máquina linda de Cadilac and Dinossaur, e aquela maior de Time Crisis.

    Tudo era muito bem feito, com detalhes que somente um amante dos fliperamas poderia fazer. Todas as máquinas tinham instruções de como jogar e aqueles adesivos com os golpes dos personagens, controles e botões novos e telas grandes e bem nítidas.

    Nunca tinha visto algo tão grandioso quando o assunto é fliperamas. Essa era a proposta do dono: Ser diferente de tudo que existia até então e fazer daquele um local onde os verdadeiros gamers pudessem se reunir e jogar. Joguei muita coisa boa lá, mas Mortal Kombat 1 foi inesquecível!

    A máquina tinha detalhes dos personagens nas laterais e uma tela perfeita. Dava gosto de jogar e testar, já que eu estava ali pra isso. Testei todas as máquinas pra ver se estava com os controles perfeitos e nada estava falhando. Sistemas de fichas e tudo mais.

    Ainda tirei “um contra” com o dono do fliper em Samurai 2 e antes de terminar, eu disse que convidaria todos os meus amigos para a inauguração e antes de terminar eu precisava testar a última maquina, que por sinal era um dos meus games favoritos: Capcon VS SNK. Linda! Perfeita! Mal deu tempo de escolher meus personagens e de repente escuto alguem batendo palmas e gritando:

    COMBATE A DENGUE!

    Acordei na hora!

    Era o agente da prefeitura passando na minha rua e realizando inspeção nas casas.

    Apenas mais um conto retrogamer. 

    9
  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-09-14 16:25:49 -0300 Thumb picture

    Guia para iniciantes em jogos de luta. Parte 5:

    Medium 3671017 featured image

    Dedicação e esforço

    Você já parou pra pensar no quanto um gamer profissional se dedica pra alcançar seus objetivos? No tempo que ele passa treinando, aprendendo e literalmente suando a camisa pra conseguir bons resultados? Ele passa por tudo isso porque tem um objetivo e sabe que precisa se esforçar ao máximo pra conseguir e continua treinando mesmo com todas as adversidades que porventura, possam aparecer.

    Com você não precisa ser assim, ou se quiser, terá que trilhar um caminho parecido, mas como disse anteriormente no guia numero 2 (https://goo.gl/wf5b7j), você precisa saber qual é seu objetivo. 

    Passar algum tempo treinando, fará com que você melhore suas habilidades e conhecimento sobre o jogo. A cada novo movimento, a certeza que voce está evoluindo no aprendizado. No começo você terá muita dificuldade em fazer certas coisas e notará, entre um continue e outro, que, se fizer as coisas de uma maneira diferente poderá ter melhores resultados. Se algo que insiste em fazer não esta dando certo, tente fazer de outra forma.
    Use o modo de treinamento pra isso, e depois tente por em prática o que aprendeu contra seu adversário. No começo pode parecer impossível aprender certas coisas, mas te garanto que tudo é questão de esforço, paciência e insistência.

    Se você não esta conseguindo sozinho, procure alguém pra te ajudar com algumas dicas e ver o que está fazendo errado e corrigir. E com o tempo seu jogo vai ficar mais fluido e você mesmo notará isso. Perceberá detalhes que antes estavam ocultos, como saber a hora certa de usar anti - aéreos, ou golpes especiais, ou ainda usar combos pra punir seu adversário.
    São esses detalhes "mágicos" que tornam os jogos de luta tão cativantes: muitas opções pra se resolver uma situação e você nunca terá a sensação de "mais do mesmo", seja jogando com a CPU ou com algum amigo.

    25
    • Micro picture
      artigos · 7 months ago · 1 ponto

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    • Micro picture
      kess · 7 months ago · 1 ponto

      Não adianta, os games de luta não foram feitos para serem somente uma pancadaria no controle para que algo saia, tem que ter técnica, estudo, saber bem o que está fazendo, e principalmente, saber ler os adversários!

  • arbitergamer Cesar Borges da Silva
    2018-09-07 20:55:12 -0300 Thumb picture

    Guia para iniciantes em jogos de luta. Parte 4:

    Medium 3668970 featured image

    Inicio dos treinos

    Agora você já está pronto pra cair na porrada e bater nos seus amigos como se não houvesse amanhã certo?
    ERRADO! Você precisa ter muita paciência no inicio.
    Não adianta ir logo pra um modo arcade escolher algum personagem, colocar o dedão na camisa e esfregar o direcional rezando pra sair algum golpe. A maioria dos games atuais oferecem tutoriais completos, mostrando quase tudo sobre o jogo, desde como aprender sobre os sistemas de jogo até como executar os golpes. 

    Street Fighter V é um game bem completo nesse quesito. O modo demonstração, te mostrará tudo que você precisa saber pra começar, e apesar de grande parte do conteúdo ser exclusivo desse jogo, ele servirá pra outros games também.

    É assistir todo o tutorial e executar o que ele pede. Muitas vezes é algo especifico pra esse game outras vezes servira pra outros jogos que você jogará no futuro. Faça tudo que o game oferecer antes de partir para o modo treino. Acredite, valerá a pena.

    Depois de ter se familiarizado com o game é hora dos treinos em si. Mas antes você terá que escolher um personagem pra treinar e é aqui que precisamos conversar.

    Sempre me perguntam: escolher somente um ou jogar um pouco com todos?

    Por mais que jogos de lutam ofereçam uma quantidade enorme de personagens pra escolher, eu recomendaria que você experimentasse alguns ou todos, se preferir, e escolher no máximo dois até que você conheça bem esses personagens.
    Eu sei que todos os personagens são atraentes e que gostaria de jogar com todos, mais isso você conseguirá fazer com o tempo, conforme for evoluindo. Escolha o que você gostar mas e entenda que existe personagens de todo o tipo. Personagens com "magias", "agarrão", rápidos", com longo alcance, ou seja pra todos os gostos.

    Escolhido seu personagem, procure saber tudo sobre ele: cada golpe normal, alcance desses golpes, movimentação e golpes especiais. Caso o game tenha um modo trial, que é um modo onde aprendemos a executar os golpes e fazer alguns combos, não deixe de faze - lo.

    No modo trial você aprenderá a executar comandos como "meia - lua + soco" ,"shoryuken", "tras - frente + chute" entre outros. Caso você não conheça nada sobre isso muita calma e paciência pra ir aprendendo aos poucos.
    No modo treino, você poderá colocar em pratica os golpes que aprendeu e até alguns combos básicos pra começar e quando se sentir a vontade já pode encarar um modo arcade em níveis mais baixos.

    Não recomendo de forma alguma que você, que não tem nenhuma ou pouca prática, se aventure no modo on line se não for com alguém que está no mesmo nível de aprendizado que você.
    O modo arcade ou vs CPU ajuda demais quem esta começando. É nele que você terá uma ideia de como os jogos funcionam e o que fazer pra ir melhorando.

    Jogos de luta são jogos competitivos e o objetivo é acabar com a barra de energia do adversário e pra isso, você terá que colocar em pratica tudo que está aprendendo.
    Aprender a defender é importante. Atacar na hora certa também. Ir pra cima ou recuar. Usar seus melhores golpes, são coisas que você terá que aprender pra se dar bem e acredito que com treino e paciência, logo você estará dominando esses fundamentos básicos.

    Por enquanto é só e se tiver duvidas não deixe de perguntar.


    Bom treino!

    21
    • Micro picture
      artigos · 7 months ago · 2 pontos

      Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    • Micro picture
      mattfenrir · 8 months ago · 1 ponto
      1 reply
    • Micro picture
      mattfenrir · 8 months ago · 1 ponto

      Eu demoro bastante, mas acabo tendo depois os 10 personagens que mais gosto de jogar. Porém, tem sempre aqueles que eu nunca nem tento, tipo Zangief.

      1 reply
Keep reading → Collapse ←
Loading...