You aren't following andycarlos.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • 2016-03-04 22:44:14 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Não existe vida só no online.

    Medium 3275440 featured image

    Boa noite galera da Eusoudosgames, hoje é dia de tratar de um assunto que assombra muitas empresas de games, pois nossos gamers estão cada vez mais exigentes quanto ao que jogar, a qualidade do jogo e sim se o mesmo possui algum modo online, que seja PVP, cooperativo, mas que tenha essa interatividade com os gamers de todo o mundo, pois hoje com a vida online ficou mais difícil de chamar os amigos para aquela partidinha marota em casa.

    Mas tudo deve ser online, tudo tem que ter multiplayer?

    A carência por jogar somente games online ou que tenha multiplayer chegou a um patamar que quase 90% dos jogos que as empresas produzem focam muito em seu modo online, mesmo que não agrade a gregos e troianos, tem aqueles games que focam demais no online e esquece que existe um modo… Campanha? Não preciso nem citar alguns hehe, enfim o modo online hoje é o que diz o quanto de vida útil o game vai ter, seja ele longo devido aos desafios cabulosos ou curto com pouca experiência no mesmo, sendo assim deixado de lado.

    Isso fez com que indústria dos games ficou presa ao modo online, participo de grupos na qual alguns gamers quando ver um lançamento próximo ele pensa ou diz: “Vai ter modo online”, “Vai ter Co-op”, frases que se tornam rotineiras em grupos de games e afins, mas não é só de online que vive os games, ainda podemos saudar os bons e velhos RPGs que necessitam de total jogatina off-line, seguir uma história, upar seu grupo, fazer aquela estratégia marota contra os Boss das fases mais difíceis, sim ainda existe vida no modo off-line, ainda existe uma campanha, uma historia e um jogo que passe a diversão no mesmo teor que estivesse jogando online, hoje em dia neste mundo onde MMORPGs a rodo dominam o mundo, onde existem os MOBA, os games focados apenas em off-line se tornaram raros, mas eles existem.

    Durante esses dias eu me deparei com meu PS2 e olhei meus jogos, o quanto de RPG que sequer terminei na sua era, o quanto ainda posso me divertir com RPGs da serie Tales of, Final Fantasy, Mana Khemia, Atelier Iris, Grandia, quantos títulos bons que posso ainda jogar nele e tudo off-line, comecei a jogar o Tales of the Abyss no PS2 e Tales of Phantasia no emulador de SNES, como me divirto jogando esses games, olha que tem gamer que olha torto quando falo isso ou apenas nem da bola, vamos dizer que se não fosse por esses jogos, o que você joga hoje nem seria idealizado talvez.

    Mas não estou querendo dizer que o modo online em um game é ruim, hoje temos os Hunting Games, aqueles jogos de caça que permite sempre até 4 players em busca de um monstro, cumpri missões, conquistar novas armas e armaduras, subir de level, rank todos juntos que são febre a eras no Japão e aqui no ocidente ganhou uma força tremenda, vide Monster Hunter que é sucesso até hoje. (Poderia ter um Monster Hunter no Vita).

    Imagina um Destiny sem modo online, ele duraria o tanto que está durando com suas expansões e dlcs ?

    E você o que acha? O Modo online é totalmente obrigatório nos jogos hoje em dia ou ainda devemos da aquele valor aos games que focam mais em campanha no off-line?

    Deixe seu comentário, curta e compartilhe com os amigos.

    #Eusoudosgames

    ~Andy

    2
  • 2016-03-03 21:59:55 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    Post by eusoudosgames: <p>https://eusoudosgames.wordpress.com/category/gam

    https://eusoudosgames.wordpress.com/category/game-news/

    Estamos agora no WordPress galera o/

    2
  • 2016-03-01 22:08:57 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Remaster vale a pena?

    Medium 3272988 featured image

    Olá galera da Eusoudosgames , hoje vamos falar de um assunto que gera alguma polêmica quanto a indústria de games hoje em dia, principalmente nessa nova geração, os títulos que estão sendo remasterizados para as novas plataformas de games.

    Bem digamos que isso já vem da geração passada, como alguns títulos que ganharam versão remasterizadas no PS3 de jogos aclamados do bom e velho PS2, como God Of War 1 e 2, Final Fantasy X/X-2, Zone of the enders HD e por ai vai, mas esse tipo de remasterização foi ficando cada vez maior agora com o surgimento da nova geração PS4/XboxOne, ouvir dizer que 2015 foi o ano do Remaster, mas entramos na discussão, vale ou não a pena jogar seus games favoritos remasterizados para as novas plataformas, até o onde o clássico e nostalgia nos faz ter que comprar novamente o mesmo game com gráficos melhorados e jogar tudo de novo em mundo gamer onde milhares de jogos novos surgem e os indies invadiram com força total.

    As opiniões são bem divididas, e olha que isso gera até atritos e brigas desnecessárias nas famosas redes sociais, pois o valor do remaster de cada jogo é colocado em dúvida, digamos que você jogou o Metal Gear Solid em todo seu sucesso no PS1 e PS2, logo mais surgiu as versões HD para o PS3 do mesmo jogo, sem contar que um dos games só saiu para o PS3 sendo ainda de PSP, mas enfim vai entender a SONY/KONAMI nesta parte, acho que logo de cara você compraria o game por ser fã da serie ou porque não teve a oportunidade de jogar os mesmo na geração passada devido a tempo ou falta de dinheiro, um pouco difícil se tratando de PS1 e PS2 que eram reis no Brasil com a “pirataria”, essa é a questão, alguns gamers acham isso um absurdo, ter que comprar um game que já jogou/zerou e gastar dinheiro com algo que não vai completar em nada, mas ai entra o assunto “Troféu”, para os caçadores de plantão isso é como uma isca para o mesmo, então bora jogar tudo de novo.

    Tivemos alguns remaster de pesos logo de cara com o PS4, como foi o caso do The Last of Us e Tomb Raider, eu confesso que fiquei impressionado com a qualidade gráfica dos dois jogos remasterizados, pois seu poder gráfico no PS3 já era bem top, então na nova geração ficou mais top ainda, são títulos que valem a pena jogar se o seu caso foi de não ter conseguido jogar no PS3 e afins, como é o meu caso, se eu tivesse um PS4 eu compraria essas duas versões para jogar no mesmo, mas tem os gamers que não tiro sua total razão também que acabaram de jogar os seus games na geração passada e logo sai o mesmo na geração nova e sente uma certa preguiça em jogar tudo de novo só por causa dos troféus distintos só para a versão remasterizada, chamamos que o gamer quer economizar dinheiro neste ponto, mas não esqueçam que tem o fator coleção.

    Citei como exemplo os casos de Remaster no sistema Playstation, mas isso também acontece com o sistema Xbox da Microsoft, tivemos os HALOS remasterizados e conheço amigos que gostaram muito de jogar ele após a remasterização, como também existem os jogos de PC que estão sendo remasterizados para HD também.

    Temos citados alguns dos melhores Remasters;

    GTA 5 (PlayStation 4, Xbox One e PC)

    The Last of Us Remastered (PS4)

    Resident Evil HD Remaster (PS4, Xbox One, PS3, Xbox 360 e PC)

    Dark Souls 2: Scholar of the First Sin (Xbox One, PlayStation 4 e PC)

    Borderlands: The Handsome Collection (Xbox One e PS4)

    Devil May Cry 4 Special Edition (PS4, Xbox One e PC)

    God of War 3 Remastered (PS4)

    Tomb Raider: Definitive Edition (Xbox One e PS4)

    Grim Fandango Remastered (PS4 e PC)

    E você que acha de tudo isso a respeito do Remaster, vale ou não a pena jogar novamente seu jogo favorito? Deixe sua opinião para nós.

    #Eusoudosgames

    ~Andy

    3
  • 2016-02-25 22:44:02 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Localização de jogos (O grande MIMIMI)

    Medium 3269284 featured image

    Hoje em dia é normal algum jogo da nova geração e alguns da geração passada ter sua localização do idioma para o português do Brasil, isso mudou com a grande campanha de algumas empresas que começaram a olhar para o mercado brasileiro de games, visto que algumas empresas resolveram criar suas filiais aqui no Brasil.

    Claro que isso ajudou bastante a uma grande categoria de gamers que tem certa dificuldade com inglês e alguns jogos orientais também ganharam destaque por aqui, principalmente por jogos de animes como Naruto, Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

    Mas agora vem o famoso MIMIMI, “Eu prefiro jogo em inglês”, “Passei a vida inteira jogando em inglês”, “Dublagem é tosca”, “Legendado é ruim”…enfim.

    Mas antes das localizações dos jogos para português do Brasil, o MIMIMI era assim, “Poxa nada de jogo traduzido”, “Não manjo de inglês”, “Deveria sair mais jogos em PT-BR”.

    E como estamos falando do mundo gamer, mas esses post vai para o Cantinho MIMIMI, merece, pois não é possível agradar Gregos e Troianos hehe.

    Vamos partir do inicio, o Brasil sofreu muito com a Pirataria (Jogos Alternativos), e isso afugentava as empresas para o mercado brasileiro de games, com o reino total da pirataria aqui no Brasil, era absolutamente normal os jogos só em um idioma, inglês dominava e tem aquele que hoje domina ou tem facilidade com o idioma inglês, graças aos jogos de antigamente, mas nesse tempo, para ser exato na época do PS1, PS2, começaram a surgir grupos que traduziam roms de SNES, MEGA, NES e afins, para a galera jogar em PT-BR antigos jogos da era do cartucho em seus emuladores, isso foi facilitando as coisas para muitos gamers, até hoje roms em português do Brasil são procuradas em sites específicos.

    Mas foi no PC, que os jogos ganharam força para vir traduzidos para o nosso idioma, mas não podemos nos esquecer de Phantasy Star no Master System que era totalmente em português do Brasil.

    Mas hoje em dia isso é normal, muitos dos jogos estão ganhando sua localização para o português, até começou a surgir os games dublados para o nosso idioma e isso gerou novamente uma polemica, na qual o ano passado foi a cantora Pitty que sofreu várias represálias com a dublagem da personagem Cassie Cage do Mortal Kombat X, e assim entrou a polemica que os dubladores não eram bem selecionados e preparados para esse tipo de dublagem, foi um dos post aqui da “Eusoudosgames” ano passado.

    Mas existem jogos que possuem uma dublagem impecável, aquelas que você mesmo sendo do contra se rende e diz que o mesmo está bem dublado, cito esses casos com o game da Ubisoft Child of Light e tive o prazer de conhecer a dubladora que faz a narrativa do jogo e também fez a dublagem da Ellie do jogo The Las of Us, outro game com uma dublagem profissional.

    Enfim o que hoje é solução, para alguns não é de nada válido, mas como disse a Pitty: “Coloca nas opções em inglês e seja feliz”.

    O que você acha sobre a localização dos jogos para o nosso idioma, expresse sua opinião aqui.

    ~Andy

    #Eusoudosgames

    5
    • Micro picture
      lucas_okita · over 3 years ago · 1 ponto

      Hoje em dia é estranho quando um jogo não vem nem mesmo em Português Brasileiro. Vide os Remasters do Resident Evil que foram lançados esses tempos, estavam totalmente em inglês, a gente dá uma chiada, mas nesse caso entendemos. Agora jogos da Square, como Final Fantasy, já passou da hora de virem traduzidos.

      Eu aconselho a ouvirem podcasts sobre o cenário de dublagem de jogos no Brasil, isso vai esclarecer muito, desde porque alguns jogos são bem ou mal dublados até porque escolhem pessoas famosas com zero de experiência em dublagem para dublar jogos grandes, o que pode resultar em algo bom ou ruim.

      Quando fica ruim é um problema. Julgaram Mortal Kombat X inteiro como ruim (a dublagem no caso) só porque o papel da Pitty não ficou bom, mas esquecem que tem mais o que? 20 personagens para escolher que foram dublados por profissionais.

      Isso, de contratar pessoas famosas acontece muito em filmes e temos dois exemplos, Tiago Abravanel dublou em Detona Ralph e ficou excelente! Agora Luciano Huck dublou em Enrolados e para muitos ficou uma merda (eu consegui aproveitar bem, não achei tão ruim assim). Depende muito do trabalho do diretor de dublagem. Dubladores profissionais sabem na hora se a pessoa estudou para dublar e quem nunca dublou algo, sabe?

  • andycarlos Andy Carlos
    2016-02-17 23:15:15 -0200 Thumb picture
  • 2016-02-17 21:43:51 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Eu tenho uma pequena coleção.

    Medium 3263147 featured image

    Olá amigos da “Eusoudosgames”, vamos para mais um assunto que gera uma grande discursão a respeito de privacidade ou status para o mundo gamer ou ainda a famosa ostentação.

    Hoje em dia na internet e principalmente em grupos de jogos, consoles específicos, o que mais vemos em postagens são as divulgações de coleções, itens raros, novas aquisições, edição de colecionador a rodo de seus usuários.

    Até que ponto isso é prejudicial a sua privacidade em relações a valores de itens que possuem em sua casa oué um ato de compartilhar o seu tesouro, conquistado com muito suor e muita pesquisa com os demais gamers que curtem esse tipo de coisa, para ganhar aquela famoso “like” no Facebook.

    Conversando com um amigo no meu trabalho e já senti que a opinião dele é bem conservadora a respeito, jamais compartilharia algo de raridade de sua coleção na internet ou grupo, para não atrair o “olho gordo” das pessoas, mantendo assim só para ele sua famosa coleção.

    Mas tenho amigos que buscam várias edições de colecionadores de jogos específicos e consoles também e usam de grupos no Facebook para ser bem exemplificado, para compartilhar as mesmas, suas conquistas e divulgando informações das coleções e como os demais ainda possam correr atrás para conseguir as mesmas, eles ver por esse lado algo saudável, como uma forma de compartilhar informações, que raramente saem aqui no Brasil.

    Em minha opinião vejo as duas partes com seus lados positivos e negativos, claro que hoje em dia muitos fazem por pura vaidade de mostra suas coleções e afins, mas tem aqueles que ainda prefere ficar no anonimato e só observar o que amigo tem conquistado e assim ir atrás ou se já não tem o mesmo, mas já vi comentários meio arrogantes a respeito de certas conquistas com coleções, pessoas egoístas e que destratam os que menos desprovidos de conseguir algumas edições raras de jogos ou limitadas, essa parte ainda no mundo gamer é um câncer a ser combatido, pois se estamos em uma rede social aberta para todos,

     o mínimo é divulgar com humildade e ajudar o próximo, ainda penso que vamos chegar nesse ponto.

    Eu possuo quase nada de coleção, mas tenho algumas ambições que só ao tempo irei compartilhar com os demais, por enquanto fica no anonimato

    E você o que acha de expor suas coleções na internet, algo bom e saudável ou privacidade de valores aberta demais na mesma? Comente, opine, deixa sua critica a respeito e mais uma vez obrigado galera pelo apoio.

    ~Andy

    #Eusoudosgames

    4
  • andycarlos Andy Carlos
    2016-02-17 21:22:29 -0200 Thumb picture
  • andycarlos Andy Carlos
    2016-02-17 21:00:46 -0200 Thumb picture
  • andycarlos Andy Carlos
    2016-02-16 21:05:34 -0200 Thumb picture
  • andycarlos Andy Carlos
    2016-02-15 21:25:15 -0200 Thumb picture
    andycarlos checked-in to:
    Post by andycarlos: <p>#img#[247993]</p><p>KKKKKKK</p>
    Tales of the Abyss

    Platform: Playstation 2
    895 Players
    33 Check-ins

    KKKKKKK

    3
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...