2019-02-07 21:50:16 -0200 2019-02-07 21:50:16 -0200
anduzerandu Anderson Alves

Registro de finalizações: Game of Thrones: A Telltale Game Series

Zerado dia 07/02/19

Eis que meu recesso termina e eu tenho que ir pro meu serviço pra ficar olhando pras paredes. Com isso, resolvi fazer a mesma coisa que vinha fazendo no final do semestre passado, quando eu também não tinha o que fazer: zerar uns jogos! Pensei em jogar 3DS as queria algo mais discreto e é aí que entra o celular, e mais especificamente os jogos da Telltale.

Nesse tempo que deve somar quase um mês e meio, se foram Walking Dead Season 2 e Michonne, Tales from the Borderlands e agora, há dois dias de voltar ao árduo trabalho, Game of Thrones.

Com os jogos da falida produtora rapidamente saindo da minha lista de pendências, as opções incluíam esse ou Minecraft Story Mode, que ainda não animei muito e vou dar uma pausa nesse tipo de jogo por enquanto. Ah, qual é? GoT é um jogo sem continuação, sem season 2 e é isso que eu queria no momento, apesar de o título ser razoavelmente famoso por ser fraco.

GoT segue o mesmo estilo de jogo que quase tudo os que eles fizeram de relevante: "filmes interativos".

Você acompanha a estória acontecer e escolhe como o personagem em questão reagirá àquele acontecimento. Há muitas formas de responder à diálogos que, embora o jogo diz que isso afetará o futuro, dificilmente parece fazer diferença. Em outras partes, as escolhas tem uma importância muito maior, como escolher um personagem para te seguir em batalha ou decidir quem morrerá. QTEs também são comuns, principalmente em partes que envolvem batalhas.

Há ainda partes que você anda, explora e interage com os cenários, mas essas são raras e, sinceramente, chatas. Chatas porque parecem dar uma freada na estória e te enrolar pra continuar o jogo em si. 

A verdade é que tudo com o selo Telltale é mais legal pelo enredo do que pela jogabilidade e, fora as partes que notavelmente as suas escolhas farão a diferença, tudo parece uma desculpa para podermos chamar de videogame.

Esse Game of Thrones conta uma estória paralela aos eventos principais da série, começando pelo famoso Casamento Vermelho. Os personagens principais são os Forresters, uma casa do norte de Westeros importante pelas suas florestas e um tipo super forte de madeira. 

Dois dos muitos membros da família são assassinados graças a traição dos Frey e a casa se vê abalada, com membros distribuídos pelo mundo e a necessidade de coroar um novo rei, que acaba se tornando um garoto muito novo e com dificuldades de lidar com suas responsabilidades, sobretudo quando outra casa, Whitehill, ameaça a família em crise e suas terras.

Logo os Forresters que ainda detém o controle de sua cidade se vem de mãos atadas com mais membros mortos, sem exército e dependendo dos familiares que estão em outros lugares que consigam ajuda.

O jogo é como uma novela, com vários núcleos principais: 

-Os fracos Forresters em sua cidade, focado em Rodrik e sua constante necessidade de ganhar tempo e manter seu povo e família vivos diante das ameaças dos Whitehills e Boltons (é sempre um prazer odiar o Ramsey);

-Gared, um escudeiro da família Forrester que é enviado à Muralha para proteger sua vida. Como parte da Patrulha da Noite, ele faz novas amizades, incluindo Jon Snow;

-Mira, a filha já adulta que se encontra em King's Landing e usa toda a sua inteligência para tentar convencer pessoas como Margaery Tyrell, Tyrion e Cersei a ajudar sua família em sua terra natal;

-Asher, o filho adulto que foi exilado e vive como um mercenário junto a alguns amigos em Essos, onde a Daenerys passa a série quase toda libertando escravos e constituindo exércitos. Ele é tipo o Thor do filme mais recente dele (Ragnarok).

Com pouco tempo de jogo, logo você percebe que o jogo inteiro está longe de ser original. Ele segue exatamente a mesma fórmula do seriado, com uma família do Norte que perde membros e tem que se reorganizar para enfrentar um mal superior, sendo que seus membros se encontram em diversas partes do mundo e nem sabem quem está vivo ou não.

Rodrik é uma mistura de todos os Starks defendendo Winterfell, Gared é como Jon Snow, Mira é como Sansa e Asher segue a onda da Daenerys e os caçadores que a seguem.

O enredo do jogo também leva bastante tempo para realmente ficar no mínimo de interessante e vendo-o usar da mesma fórmula só me fazia pensar: "por que eu tô jogando isso?" e "eu deveria estar reassistindo a série antes da última temporada".

Em resumo, o jogo é bem desinteressante 80% do tempo.

Uma da coisas legais dos jogos da Telltale é uma espécie de filtro que colocam sobre os personagens que os deixam como uma aparência meio que de desenhado, como linhas pretas fortes  mas em GoT esse efeito foi completamente retirado. Que estranho!

O mais bizarro foi descobrir que esse jogo saiu depois de tudo o que e já joguei da empresa (menos Michonne), sendo que ele tem uma cara de ser dos primeiros jogos que eles criaram nesse formato.

No geral os personagens são bem feitos, mas as versões dos personagens da série que já conhecemos, como Jon Snow, Cersei Lannister e principalmente a Margaery, são bem esquisitos. Até suas expressões faciais são super robóticas! Ao menos conseguiram o pessoal original para dublá-los e suas participações não são tããão recorrentes.

Esses personagens parecem aqueles dos Star Wars: Outcast e Jedi Academy. Isso não seria um problema se Got não fosse um jogo de 2014!

Nos últimos dois ou três capítulos, eu estava legitimamente curioso para saber o final da aventura (e também ansioso pra me livrar do jogo que tanto se arrasta em cada capítulo). 

Vou dizer que a estória se enrolou demais para fazer seu "setup" e finalmente caminhar, mas até que valeu a pena. Quando as coisas começam a andar, você começa a valorizar o que conheceu e até sente por personagens que se vão de alguma forma.

Os momentos finais do último capítulo são bem legais e percebi (depois ainda fui atrás no Youtube) que algumas escolhas pesaram MUITO, principalmente em como a estória se desenrola de acordo com o personagem escolhido. O final deixa altos cliffhangers para o que seria a Season 2 e os créditos são os mais bacanas de qualquer jogo da Telltale, em que pessoas contam a estória como ela foi jogada enquanto aparecem estatísticas na tela de muitas e muitas escolhas que você fez por toda a campanha. Bonito e emocionante a ponto de me deixar bolado com o fato de não haver um próximo jogo.

Resumindo: Game of Thrones: A Telltale Game Series é um jogo legal, mas muito pouco original. Se existir um superfã da Telltale, eu recomendaria, mas entre os demais jogos deles, eu diria que existem muitas opções mais interessantes. E pra um fã de GoT? Difícil. Só pra quem quer conhecer o universo completo mesmo e olhe lá. Não me arrependo de ter jogado e esperava menos mas... por que jogar esse jogo? Não tem motivação!

De bom: o enredo fica bom no final e finalmente justifica as muitas horas investidas nele. Decisões que realmente tem efeitos, sobretudo no final. O cliffhanger no final te faz querer que a estória continue. Muitos personagens bons, de verdade. Eu amei ou odiei alguns deles como poucos jogos conseguem fazer. Personagens da série dublados por eles mesmos.

De ruim: modelos 3D meio estranhos e cenários meio vazios. bugs visuais aqui e ali, as vezes causados pelos contantes saves durante partes de ação ou com muitos personagens. Estória desinteressante pela maior parte do tempo, dificultando ter ânimo de chegar até o final. Muitos QTEs não fazem diferença, tanto que eu chegava a não fazer nada pro meu personagem morrer e eu escolher outra opção anterior mas ele acabava fazendo sozinho. Alguns diálogos tão chatos que eu perdia a atenção e escolhia qualquer opção como resposta por estar "com a cabeça nas nuvens". Jogue sabendo que jamais haverá uma continuação, apesar do final ser razoavelmente fechado.

No geral, o seriado é excelente eu eu SUPER recomendo a todos a assistir e acompanhar conforme cada episódio for saindo semanalmente. Não é sempre que temos séries tão incríveis assim. O jogo? Começa lentão que nem a série mas só fica "bacana" depois. Sinceramente, fique só na série mesmo.

Game of Thrones

Platform: Android
5 Players

13
  • Micro picture
    jcelove · 5 months ago · 2 pontos

    Puxa que pena que não curtiu tanto. Uma dos pontos que a galera mais reclamou do jogo foram os gráficos. a Engine da telltale é a mesma pra todos os jogos, mas nesse em especial acho que o problema foi tentar criar modelos foto realistas condizentes com os atores do seriado, forçaram demais.hehe

    Eu gostei muito dele, é de longe o mais cruel dos jogos que els fizeram, bem na pegada do seriado mesmo, onde todos se ferra no final. Pena que nunca terá continuação U_U

    4 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...