2018-10-22 19:46:55 -0200 2018-10-22 19:46:55 -0200
anduzerandu Anderson Alves

Registro de finalizações: Mighty Morphin Power Rangers: Mega Battle

Zerado dia 13/10/18

Nunca demorei tanto pra postar sobre um jogo que terminei, mas isso aconteceu pelo fato de ele ser tão desinteressante que eu não tive a menor inspiração pra escrever.

Pois é, eu estou falando do (Saban's) Mighty Morphin Power Rangers: Mega Battle. Lembram dele? Da época que lançaram o filme/reboot dos Mighty Morphin no cinema.

Não vou mentir que cai na ilusão da propaganda do jogo: beat'em up dos Rangers que me lembrava coisa da época do SNES de jogar no sofá com os amigos + o fato de todo mundo estar falando do jogo. Não seria a melhor experiência do mundo, mas com certeza parecia muito interessante!

Eis que surge uma promoção na PSN e peguei MMPR:MB por R$18. Na primeira reunião de amigos, partimos pra jogar.

Logo de início o visual do jogo já o joga lá pra baixo, pois a impressão é de estar jogando um jogo em flash do fliperama.com. Nome genérico, visual genérico e logo, gameplay genérico.

Escolha um dos 5 personagens disponíveis (com atributos diferentes) e parta para a aventura, que começa na Alameda dos Anjos e conta a estória da série desde o início. Essa parte foi a mais interessante do jogo, inclusive, pois muita coisa eu não sabia ou não lembrava e já até penso em reassistir a série que não vejo desde a infância (gosto muito de sentai e tokusatsu).

Logo esbarramos com clássicos inimigos se apresentando, os trapalhões Bulk e Skull e bonecos de massa! Maneiro demais rever esses capangas bizarros enquanto aprendemos a socar, pular, rolar etc.

Depois de uma fase completa e muitos bonecos de massa derrotados, eu me perguntei: "caraca, eles tinham outros inimigos genéricos? Será que iremos matar esses bichos o jogo todo?" Dito e feito. Meus amigos já estavam achando um jogo uma bela bosta desde o primeiro minuto, mas na falta do que fazer...

Se você jogou Power Rangers: The Movie no SNES vai sentir falta de muita coisa nesse aqui:

-as fases são super parecidas, longas e feitas sem a menor criatividade;

-o level design é tosco e 99% sem a parte plataforma e acaba que seus movimentos servem quase que exclusivamente para bater em bonecos de massa, andar e bater em mais bonecos de massa;

-variedade minúscula de inimigos e sempre a mesma estratégia de ficar apertando um botão.

Pois é, o jogo inteiro se baseia em fases longas e sem graça que você anda, dá umas porradas, espera os inimigos que ficam caindo toda hora se levantar só pra dar mais umas porradinhas e eles caírem de novo, anda um pouco, quebra uma caixa, coleta um pouco de HP e vai bater nos caras de novo.

Pra não dizer que nada mudou, existe um sistema de level up que te concede pontos, assim como derrotando inimigos, que podem ser usados para adquiris habilidade numa skill tree. Essas habilidades vão desde passivas como vida maior a combos mais completos, ao maior estilo Devil May Cry/Bayonetta, só que não.

Golpeando inimigos o bastante, é possível morfar para ficar mais rápido e forte, com os combos e tudo. Geralmente fazemos isso bem rápido, mesmo em 4 pessoas.

No final de todo estágio a mesma coisa: um chefe com uns capangas. O derrotamos e ele cresce e vamos brigar no Megazord. E claro que não poderia ser diferente: a luta é ridícula. 

Primeiro, o jogo fica em primeira pessoa, como se estivéssemos olhando de dentro do robô. Nessa parte controlamos miras com o objetivo de destruir os alvos e projéteis inimigos que vierem em nossa direção. Depois há todo um setup de um jogo de luta mas a batalha é automática e o que fazemos? QTE (Quick Time Events)!

Quadrado, quadrado, triângulo. Inimigo perdeu HP. Quadrado, triângulo, bola. Mais um pouco. Quadrado, Triân... ops, errei e perdi um pouquinho de vida. No caso do multiplayer, todos devem fazer todos os QTE que aparecerem. Monstro morto, lá vamos nós d enovo para outra longa e repetitiva fase.

Resumindo: Mighty Morphin Power Rangers: Mega Battle foi uma das piores experiências do ano e fez os R$18 parecerem uma fortuna. É uma fonte de trabalho tosco e amador, que felizmente tive amigos pra rir e conversar durante toda a aventura. Só não perde pro 99Vidas - O Jogo.

De bom: possibilidade de evoluir o personagem. Jogatinas de até 4 pessoas. Fácil, deve dar certo para deixar as crianças jogando naquele churrasco da família.

De ruim: repetitivo, muito fácil. Pouca variedade de tudo. Cadê o platforming? Visual Uol Jogos. Trilha sonora horrível. Tudo muito feio e tosco. Diálogos quebrando a continuidade do jogo com frequência. Luta do Megazord muito tosca. Monótono e as vezes demasiadamente longo. Zeramos com umas 2 horas e pouco, mas pareceu bem mais.

No geral, não recomendo nem de graça. Power Rangers não é isso. Passe longe.

Mighty Morphin Power Rangers : Mega Battle

Platform: Playstation 4
16 Players
1 Check-in

14
  • Micro picture
    lcfreezer · 7 months ago · 4 pontos

    Perdi a vontade de conhecer o jogo, tinha esperança que saísse pra PC. Quando vi a parte artística do jogo foi bem broxante mesmo, cara desses jogos em flash. Essa foto aí do Dino Megazord? Minha nossa senhora, pra um trabalho PROFISSIONAL tá patético ...

    3 replies
Keep reading → Collapse ←
Loading...