2016-11-05 23:21:37 -0200 2016-11-05 23:21:37 -0200
anduzerandu Anderson Alves

Registro de finalizações: Donkey Kong Country

Zerado dia 05/11/16

Não é a versão clássica de SNES, mas a de GBC, meio que esquecida pela humanidade. Pois é, fui atrás de fechar os Donkey Kong Land e acabei lembrando da existência desse jogo, que foi finalmente o DK de GBC, diferente dos anteriores, que eram do portátil em preto e branco.

Esse DKC é um port direto pro GBC do primeiro jogo da série Country, e que port! O jogo é simplesmente perfeito, visualmente e em relação as suas mecânicas. Logico que há um downgrade em relação a versão original, mas isso é algo que você nem nota ou sente falta a menos que compare ambas as versões.

Não há quase nada de novo, as fases são as mesmas e dificilmente receberam grandes alterações como os chefes nos Lands.

É DKC portátil, só isso.

O personagem age sozinho na tela e o outro toma seu lugar quando o mesmo morrer. As vidas são indicadas por números no canto na tela, também como na versão original e diferente dos Lands.

É visível as diferenças em relação aos outros jogos da série portáteis da época, sobretudo as cores que o GBC permitia, que deixam a experiência muito mais vívida e interessante.

Como eu já disse, mantiveram todos os elementos do jogo, como os animais que nos transformamos, bônus e segredos. Há ainda os mapas de cada mundo com fases nomeadas e aqueles "estágios" com uma tela e um macaco, como o Funky Kong, que ainda te ajuda a viajar de mundo pra mundo e o Cranky, que não salva mais, mas dá dicas sobre o jogo.

O sistema de save ficou automático assim que passamos de fase, o que eu amei. DK é uma série que morro muito e tomar Game Over e ter que refazer estágios do passado porque não salvei é um saco. Então podemos dizer que ouve uma evolução nessa versão!

Resumindo: Donkey Kong Country, de GBC, é o mesmo jogo de SNES, e apesar dos gráficos mais simples, a Rare ainda fez um super trabalho que tem um visual, cores e músicas muito boas e tudo ainda melhor que nos Lands. Entretanto, quem jogou o jogo original do Super Nintendo, não tem porque voltar e jogar esse. Motivo nenhum, já que é a mesma coisa e se for pra jogar portátil, melhor ficar nas versões de GBA, diferentemente dos Lands, que apresentam uma aventura meio diferente.

De bom: bonito demais! Os comandos respondem muito bem e dá mesmo a impressão de estar jogando no SNES. Músicas muito boas também. Saves automáticos. Todo o conteúdo da versão original está aqui.  Experiência completa e perfeita pra quem gosta de DKC e quer jogar em qualquer lugar.

De ruim: só alguns problemas típicos do jogo no SNES, como inimigos pulando na sua frente ou caindo diante dos macacos e armadilhas bem safadas assim que não tem como prever quando estamos correndo, por exemplo. Alguns desafios parecem levemente mais difíceis, como partes de se atirar de barril em barril por várias vezes. No PSP foi tranquilo, mas imagina fases tipo as que apagam as luzes a todo momento num GBC! Se já era tenso iluminar aquela tela, com fases assim deve ser bem chato.

No geral, é um jogo muito bom e que supria a necessidade de ter o jogo bonitinho pra jogar no ônibus. Infelizmente, com a versão de GBA, não tem muito porque jogar essa versão. Pra quem é muito fã da série e quer experimentar, dá pra fechar com uns 50% em 2 horas. Muito legal!

Donkey Kong Country

Platform: Gameboy Color
336 Players

5
  • Micro picture
    jorgegt · over 3 years ago · 2 pontos

    Podia transformar esse texto em uma crítica.

Keep reading → Collapse ←
Loading...