andrivaio

"Good Games make your life better"

You aren't following andrivaio.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-09-30 16:22:09 -0300 Thumb picture

    Meninas Gamers

    De um tempo pra cá tem crescido o número de mulheres nos games, mas ainda é uma atividade mais relacionada aos homens.

    Esses dias uma menina de adicionou no Facebook e vi que ela tem um canal no YouTube justamente com o propósito de mostrar que games também é coisa de menina. O nome é Viciados em VG.

    Não curto ficar assistindo gameplays e tal, mas dá pra notar que ela se esforça bastante nesse projeto, então me inscrevi pra dar uma força. Tem uns errinhos e tal, mas também muito tempo dedicado.

    Ontem vi que tem um perfil aqui no Alva que também busca atrair meninas pros games, o @garotanocontrole, então resolvi vim aqui divulgar o Viciados em VG. 

    O link pro canal é esse:

    https://www.youtube.com/c/ViciadosemVídeoGames

    38
    • Micro picture
      garotanocontrole · 20 days ago · 2 pontos

      Obrigada, já estou seguindo ela !! Espero que ela consiga crescer cada vez mais!!

    • Micro picture
      sophos · 20 days ago · 2 pontos

      as mulheres ja sao mais da metade. mas creio q deve se referir principalmente a games de celular, pois nas comunidades que participo elas parecem ser minoria. ou então falar sobre games é coisa masculina sei la.

      8 replies
    • Micro picture
      darth_gama · 20 days ago · 2 pontos

      Já me inscrevi no canal. A menina é novinha, mas bem dinâmica e desenrolada. O canal é bem legal.

  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-09-23 13:13:04 -0300 Thumb picture

    Ainda há esperança de um preço mais justo

    "Ontem eu protocolei um pedido no Ministério da Economia, com um estudo em anexo feito pela Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, para a redução do IPI dos vídeogames.

    Mas antes de você me acusar de populismo, dá uma lida no que vou dizer.

    O Brasil sofre com uma herança de sobretaxa na produção de consoles que faz com que boa parte dos consoles brasileiros sejam adquiridos em outros países ou sejam contrabandeados. O cenário atual incentiva a informalidade e a ilegalidade.

    A Receita Federal sempre considerou console como jogo de azar, como caça-níquel e videogame não é isso. Devido a isso o IPI é de 40%. Se colocar ICMS, II, PIS e COFINS o valor chega a 97% de impostos.

    Por isso que as empresas estão indo embora.

    Segundo a pesquisa da superdata, o total gasto com jogos digitais em Março de 2020 superou US$ 10 bilhões no mundo. Na comparação com Março de 2019 o crescimento foi de 42% para jogos de console, 14% para jogos de celular e 12% para jogos de computador.

    A pesquisa mostrou que há aproximadamente 75,7 milhões de jogadores no Brasil, seja na plataforma que for. Isso é mais de um terço da população brasileira. Desse total, 83% compraram algum item virtual dentro dos jogos.

    Segundo o IBJD o número de desenvolvedoras de jogos digitais cresceu 164% de 2014 a 2018. Além disso, houve uma alta de 144% na geração de empregos no setor, em relação a 2014.

    A receita com jogos digitais atingiu US$ 100 bilhões em 2017 (a previsão antes da pandemia para 2021 era de US$ 133 bilhões). A indústria dos videogames já é maior do que a da música e a do cinema.

    A diminuição da tributação dos consoles representa aumento de arrecadação, porque significa mais gente comprando no mercado legal e mais indústria se estabelecendo no Brasil"

    https://www.facebook.com/833053646745836/posts/3714031278648044/

    É difícil? É, mas a gente já tá acostumado a sempre dar continue depois de tentar 500 vezes aquela parte complicada em algum jogo hahahaah

    22
    • Micro picture
      hyuga · 27 days ago · 3 pontos

      eu sinceramente espero que dê certo, não pela pessoa em si ou pelo movimento que ele faz parte, mas sim pelo resultado final

      1 reply
    • Micro picture
      sophos · 27 days ago · 2 pontos

      pela primeira vez concordo com ele. ate relogio quebrado acerta

    • Micro picture
      santz · 27 days ago · 2 pontos

      Jogos de azar é foda. É produto de tecnologia, como um computador e jogos deveriam ser taxados como softwares de computador. Esse Brasil...

  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-09-13 17:36:58 -0300 Thumb picture
    Post by andrivaio: <p>A Sony tá bem interessada no mercado brasileiro.

    A Sony tá bem interessada no mercado brasileiro. Botou propaganda do PS5 nas placas eletrônicas do Campeonato Brasileiro.

    Espero que também façam num precinho camarada.

    9
    • Micro picture
      santz · about 1 month ago · 1 ponto

      Precinho camarada (menos que 5 mil).

      3 replies
  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-07-29 14:14:44 -0300 Thumb picture

    Promissor!

    Comecei ontem o Ghost of Sparta Tsushima e tô gostando bastante. 

    Poético, bonito, combate fluído e muito bem ambientado. Parece que vai ser um grande jogo! 

    Sou defensor ferrenho de usar a excelente dublagem BR nos games, mas esse eu me obriguei a colocar em JP e tá sendo sensacional!

    Tô ansioso pra ver como vai ser essa jornada do Jin Sakai contra os mongóis.

    Ghost of Tsushima

    Platform: Playstation 4
    241 Players
    166 Check-ins

    9
  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-07-07 21:02:56 -0300 Thumb picture

    The Last of Us Part II - Platina 25

    O texto contém SPOILERS!


    Considero o primeiro The Last of Us como um dos melhores jogos que já joguei. A história pesada e dramática do Joel e da Ellie me emocionou bastante. Joguei lá atrás, em 2013, e achava que nem precisava de uma continuação, por achar o desfecho perfeito, mesmo deixado em aberto. Aquele "Eu juro" seguido de "Tá" e, logo após, a música de encerramento me arrepiou - na verdade me arrepia até hoje, porque rejoguei no mês passado e senti as mesas coisas de antes - e me fez achar que nem precisava de continuação. Porém, em 2016, quando o The Last of Us Part II foi anunciado na E3 de 2016, eu fiquei eufórico. Acompanhado as notícias desde então e contando os dias pro lançamento.

    Nesse ano de 2020 finalmente chegaria o lançamento e em 29 de Janeiro, assim que o jogo entrou em pré-venda na Amazon, eu já tratei de reservar a Edição Especial. Começaram os adiamentos e eu cada vez mais ansioso, até que também começaram os vazamentos. Infelizmente peguei um spoiler do nada na internet por culpa de, perdão pelas palavras, arrombados filhos da puta que não tem mais o que fazer. Fiquei bem triste, porque detesto spoiler e sempre cuido pra não estragar a experiência das outras pessoas. Depois que a raiva começou a passar, a empolgação com o jogo voltou, mesmo sabendo da morte do Joel.

    Chega o dia 19 de Junho e o jogo é lançado. Todo mundo jogando e eu agoniado querendo o meu, que a Amazon sequer tinha enviado ainda. Felizmente no dia 20 eles enviaram e no dia 23 eu já estava com ele em mãos! Já botei no PS4 pra instalar e esperei anoitecer pra começar.

    Finalmente apertei o start pra saber o que aconteceria com a Ellie e Joel. Já na no começo do jogo meu coração bateu mais forte em ver o Joel contando pro Tommy o que aconteceu no hospital, dando pra sentir o quanto ele amava a Ellie como filha mesmo. O coração bateu mais forte ainda quando ele levou o violão pra dar de presente pra ela e tava claro que eles estavam meio "estranhos" um com o outro, mas quando ele tocou pra ela, com todo o coração, meus olhos também já se encheram de lágrimas.

    Acho que o ponto alto de The Last of Us, tanto o primeiro quanto o segundo, é justamente mexer com as nossas emoções. E nisso o segundo jogo mexe MUITO. Logo na introdução, quando o Joel é assassinado na frente da Ellie, me deu um misto de tristeza, raiva, angústia, impotência e tudo o que eu queria era que desse pra se levantar e matar todo mundo. Fiquei sem acreditar e aquela imagem do Joel quase morto e olhando pra Ellie, enquanto ela gritava pra ele levantar, é muito pesada. 

    Aqui vai um parêntese. Antes de jogar a Parte II eu tinha assistido um vídeo sobre o projeto rejeitado do primeiro jogo, onde a Tess seria a "vilã" e perseguiria o Joel em busca de vingança, por ele ter matado o irmão dela. Essa versão foi rejeitada por não acharem que vingança fosse uma motivação forte o suficiente pra fazer com que a Tess perseguisse ele pelo país em meio a todos os perigos. Fiquei com isso na cabeça, me perguntando se o segundo jogo seria bom, porque se trataria unicamente de vingança, coisa que foi rejeitada no primeiro jogo. Só que depois de ver a morte do Joel, fiquei convencido. Sim, justifica vingança. Indo mais além, até botei no Google Maps a distância de Jackson até Seattle indo de bicicleta e ele disse que leva 3 dias. Achei bem razoável ir a cavalo. E 3 dias pra vingar aquela morte brutal é praticamente nada. Ah, também vi pra Santa Barbara e é 4 dias.

    Voltando ao jogo, mergulhei na trama de cabeça e a cada passo que a Ellie dava em direção a Abby eu vibrava. Matava os Lobos com gosto e fazia eles sofrerem ao máximo, sempre lembrando do Joel. Até que cheguei no Aquário. Quando a Ellie matou a Mel e vi que ela tava grávida, mesma situação da Dina, eu pensei "Puta merda, até onde isso vai. Já tá indo longe". Já no teatro, quando a Abby aparece e mata o Jesse, eu só queria que acabasse ali. Que a Ellie finalmente conseguisse a vingança e acabasse de vez com isso. Só que não foi bem assim.

    Cortou pra parte da Abby e eu fiquei MUITO irritado com essa quebra de ritmo. Tava achando um saco jogar com ela, mas minha opinião foi mudando conforme fui vendo quem ela era. Filha do médico que o Joel matou a sangue frio também, uma pessoa boa e que também tem sentimentos. Perdeu todos os amigos, assassinados pela Ellie, e também buscava uma vingança. Não tive tanto apego a ela como tenho pela Ellie, acho que por toda a bagagem do primeiro jogo, mas eu não queria mal pra ela. Acabei gostando muito da personagem e só queria que ela fosse feliz depois dessa desgraça toda. 

    Depois de jogar toda a parte da Abby, chegamos novamente ao teatro. Eu já não sabia mais o que queria, porque não tinha nem herói e nem vilão, bem como o Neil Druckmann tinha comentado. Fiquei aliviado por depois da luta a Abby ter poupado a Ellie graças ao pedido do Lev. Pensei que acabaria por aí, ao ver Ellie e Dina na fazenda, assim como elas tinhas conversado no centro de Seattle, mas não foi bem assim. Visivelmente a Ellie ainda tava perturbada a ponto de não conseguir ter uma vida normal, então nem julguei ela por deixar a Dina e o JJ rumo a Santa Barbara.

    Já pulando pra cena final na praia, pensei que a Ellie ao ver a Abby e o Lev nas estacas mudaria de opinião, por ela já ter sofrido a ponto de quase morrer, mas a luta começou. Novamente eu não sabia o que pensar. Não queria que ninguém se machucasse. Não queria matar a Abby, mas não queria que a Ellie morresse, porque entendia perfeitamente as duas. Quando a Ellie começou a afogar a Abby eu só pensava que a Abby tinha poupado a vida dela por duas vezes, o que só confirmava o que eu achava sobre ela, que ela não era uma pessoa ruim e não merecia morrer. Eu tava relutante apertando o quadrado e respirei de alívio quando a Ellie soltou e deixou ela ir. Finalmente tinha acabado. Nessa hora eu já nem respirava mais.

    Volta a Ellie pra fazenda. Vazia. Sem Dina e sem JJ. Sem nada. Sobe as escadas e pega o violão. Essa cena foi uma das que mais me tocou. A tentativa de tocar com uma mão faltando dois dedos. A jornada da vingança, além de tirar a família, também tirou uma das últimas lembranças e ensinamentos que ela tinha do Joel: tocar violão.

    Assim fechei o The Last of Us Part II com 47 horas de gameplay, sem contar o tempo extra pra plantina. Jogo ESPETACULAR! Além de uma história pesada e envolvente, como aquela narrativa padrão Naughty Dog de qualidade que a gente já conhece, os gráficos são impressionantes. As expressões faciais, as texturas, ambientação detalhada e iluminação dos cenários deixam tudo muito bonito e imersivo.  Os combates e sistema stealth aprimorados, junto com a inteligência artificial melhorada, deixou muito mais desafiador. Cenários mais abertos tornaram mais prazeroso explorar em busca de suprimentos e colecionáveis. Enfim, é um jogo de excelência que conseguiu cumprir o que prometeu. 

    Obrigado, Naughty Dog, por essa sequência digna de um primeiro jogo que já era perfeito.

    The Last of Us Part II

    Platform: Playstation 4
    751 Players
    209 Check-ins

    10
    • Micro picture
      nader_kimota · 3 months ago · 1 ponto

      Só falta os dois troféus das evoluções das armas e das melhorias de saúde. Mas com a Ellie no jogo tá completo desde o dia 1!

      2 replies
  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-06-26 21:57:57 -0300 Thumb picture

    Detalhes

    Comecei a jogar o meu The Last of Us Part II bem quieto. Nem fiz check-in hahahaah

    Mas precisei vir compartilhar esse Easter Egg que achei explorando. Muito já devem ter visto, mas de repente pode ter passado batido pra outros.

    Tentei usar aquela opção NSFW pra sinalizar possível spoiler. Não sei se funciona pra isso. 

    Se alguém não quiser arriscar spoiler, pule essa publicação!

    .

    .

    .

    .

    .

    .

    .

    Esse álbum do Pearl Jam, o Lightning Bolt, foi lançado em 11 de outubro de 2013. O surto de Cordyceps teve início em 26 de Setembro de 2013. Lá o álbum ficou com o eterno "coming soon".

    Esses detalhes são espetaculares e dão ainda mais imersão.

    The Last of Us Part II

    Platform: Playstation 4
    751 Players
    209 Check-ins

    18
    • Micro picture
      hanzy · 4 months ago · 2 pontos

      caramba, que show, eu vi esse cartaz mas não prestei atenção nesse detalhe

      1 reply
    • Micro picture
      andre_andricopoulos · 4 months ago · 2 pontos

      😂😂😂😂 sensacional.

      Eu só tinha reparado o PS3 e o JACK AND DEXTER

      Mano, os combates estão incríveis, não? ❤️

      2 replies
    • Micro picture
      tinahorta · 4 months ago · 2 pontos

      Tirei foto desse momento também, hahahaha! ;-)

      1 reply
  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-06-19 20:06:06 -0300 Thumb picture

    Uma imagem vale mais que mil palavras

    Não seja esse tipo de babaca. Se não jogou, não opine, independentemente de qual jogo for e de qual plataforma tu goste mais.

    Melhor que isso, só de nota depois que tiver finalizado o game, pra que a nota seja a mais sincera possivel. Muitas vezes a gente muda de opinião durante uma campanha. Um jogo que antes era 10 pode acabar com 8 ou o contrário.

    Vamos tentar mudar essa comunidade gamer que se polarizou e infantilizou. Vamos ser mais sensatos e respeitosos. 

    Quando a gente vê todo o trabalho envolvido num game como parte artística, game design, programação, captação de movimentos, atuação real com várias tomadas, gravação de vozes, animação e muitas outras coisas, é triste ver gente avacalhando com a nota do game só porque prefere outra plataforma. Isso deve dar um desgosto nos profissionais envolvidos no projeto durante anos.

    Aqui no Alva eu até nem vejo hate de notas, mas vi que já tinham 24 avaliações no TLOU2 antes mesmo do jogo completar 20h desde o lançamento. Então não me sinto confortável em acreditar nessa média por enquanto.

    Espero que consigamos estancar esses fanatismos ridículos que se vê na internet e que um dia possamos conviver mais em paz, sem ódio gratuito, sem spoilers propositais e com mais respeito.

    The Last of Us Part II

    Platform: Playstation 4
    751 Players
    209 Check-ins

    43
    • Micro picture
      ersatzgott · 4 months ago · 4 pontos

      Eu basicamente só dou nota aqui quando zero ou quando desisto do jogo (afinal, se não consegui finalizar por ser chato, ele merece a crítica). Mas, eu dificilmente considero avaliações na hora de escolher meus jogos. Até aqui no site, tem muito jogo top de plataforma que eu não me interesso ou simplesmente detesto.

      Mas sobre a imagem em si, não participei dessa geração, mas sempre estive do lado PlayStation, só que eu sempre achei bacana e tive interesse em exclusivos do Xbox como Blue Dragon e Lost Odyssey. Infelizmente não pude jogá-los, mas não é por isso que saio dando hate neles. É extremamente lamentável que exista esse tipo de briguinha em pleno 2020. O que falta nisso tudo é respeito e maturidade, e não é só com video games, é com tudo na vida mesmo, é só ver quando começa papo político em qualquer rede social...

      Em suma: Respeitem gostos alheios, não briguem por futilidades e nunca desistam de jogar algo por notinha em site.

    • Micro picture
      hanzy · 4 months ago · 3 pontos

      O problema maior é que tem isso dos dois lados e um alimenta o outro. Quando tiver um lançamento grande pro Xbox vai ser a mesma coisas com os Sonystas hardcore retardados. Só daria pra arrumar isso se os dois lados decidissem parar.

      4 replies
    • Micro picture
      supernova · 4 months ago · 3 pontos

      Fanboy seja qual lado for é causa perdida.

      1 reply
  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-06-17 22:50:59 -0300 Thumb picture

    Separados Nunca Mais!

    Enquanto The Last of Us Part II não lança, resolvi pegar alguma coisa retrô pra jogar. O escolhido foi Sonic 3 & Knuckles.

    Meus queridinhos de Mega Drive, já joguei e rejoguei várias vezes, porém nunca do jeito certo. Pra quem não sabe, foi lançado o Sonic 3 e depois, como se fosse uma expansão, o cartucho do Sonic & Knuckles, mas não um cartucho normal. Ele vinha com um espaço em cima que servia para encaixar o cartucho do Sonic 3, fazendo os dos virarem um jogo só e tivesse alterações na história.

    Que eu me lembre, e até onde eu sei, esse era pra ter sido um jogo só, mas por limitações nos cartuchos resolveram separar. E agora com emuladores é possível reviver esse jogão.

    Nesse novo formato, o jogo ficou com 14 Zonas e a história fez muito mais sentido sobre o papel do Knuckles. Além disso, pegando todas as Esmeraldas do Caos na primeira parte do jogo, depois as Super Esmeraldas na segunda parte que, consequentemente, liberam a Hyper Esmeralda, é desbloqueado o verdadeiro último Boss.

    A quem não jogou essa versão, recomendo muito! Nunca mais vou jogar eles separados.

    Sonic the Hedgehog 3 & Knuckles

    Platform: Genesis
    721 Players
    43 Check-ins

    23
    • Micro picture
      volstag · 4 months ago · 2 pontos

      Não sei se é bem isso a história, só sei que é realmente muito legal poder jogar a versão "estendida" hahahaha.
      Mas essa fita também podia usar com o Sonic 2, e também gerava mais coisas dentro do jogo, inclusive a existência do Knuckles nele também.

      1 reply
    • Micro picture
      santz · 4 months ago · 2 pontos

      Depois libera a Ultra Esmeraldas, depois libera a Blaster Esmeraldas, depois libera o Motherfucker Esmeraldas XD

  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-06-11 21:45:19 -0300 Thumb picture

    SIM!

    Vai dar pra deitar hahahahaha

    10
  • andrivaio Rafael Andriotti Sevaio
    2020-06-08 14:17:35 -0300 Thumb picture

    SAVE THE DATE

    11 de Junho

    17h horário de Brasília

    13
    • Micro picture
      hanzy · 4 months ago · 2 pontos

      Ia ser engraçado se tivesse mais um adiamento, sei lá, eu só acredito vendo agora

      1 reply
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...