andreycout

Faço jogos e escrevo paredes de texto. http://walloftext.com.br/

You aren't following andreycout.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • andreycout Andrey Coutinho
    2016-07-09 17:29:37 -0300 Thumb picture
    andreycout checked-in to:
    Post by andreycout: <p>#img#[314708]</p><p>Mais um finalizado no Super
    Mega Man & Bass

    Platform: SNES
    1746 Players
    7 Check-ins

    Mais um finalizado no Super Nintendo. Mega Man & Bass!

    A versão do SNES desse jogo nunca chegou no ocidente, então eu joguei uma versão traduzida por fãs, mas diretamente no console, sem emulador ou Save State (graças à magia do SD2SNES).

    Quem me conhece sabe que eu sou muito fã dos jogos da série Mega Man, seja a clássica, X ou Zero. Mega Man & Bass é um dos últimos jogos da série que me restavam jogar do começo ao fim (tirando spin-offs de gênero completamente diferente como os Battle Network). E eu não fiquei desapontado com ele.

    Alguns detalhes que me chamaram atenção:

    Visual e som. O jogo é como uma mistura entre Mega Man 7 e Mega Man 8. Ele foi lançado para o SNES depois do Mega Man 8, que já é um jogo de PlayStation. Por conta disso, ele acabou herdando os sprites do Mega Man 8, mas o chip de som do SNES não é potente o suficiente pra lidar com os efeitos sonoros e a qualidade das trilhas introduzidas no PlayStation, então ele acabou reciclando os sons e instrumentos do Mega Man 7, do SNES. O resultado é essa sensação de um híbrido da velha geração com a nova. De qualquer modo, os sprites são cheios de detalhes e bem impressionantes para o Super Nintendo, e o jogo tem muitas animações bacanas.
    Reciclagem. Não foram só áudios e gráficos que foram aproveitados de outros jogos. Vários inimigos e até mesmo dois dos oito Robot Masters (Tengu Man e Astro Man) foram retirados diretamente de Mega Man 8. Apesar disso, os novos Robot Masters são bem interessantes, e há muitos inimigos novos.

    Seleção de personagens. Ter dois personagens jogáveis é algo que a série já tinha feito em Mega Man X4, do PlayStation, mas eles resolveram repetir isso nesse jogo. Assim como em Mega Man X4, você escolhe o personagem e tem que seguir com ele até o fim, e não é possível aproveitar o progresso de um com o outro (tirando os CDs colecionáveis).


    Bass. Jogar com ele não é tão diferente do Mega Man quanto o Zero é do X, mas as diferenças sutis no tiro e movimentação acaba mudando drasticamente como enfrentar certas situações, especialmente por conta do level design muito mais rígido e cheio de restrições da série clássica, se comparado à série X. O Bass tem uma dash muito similar à do X, o que torna a jogabilidade com ele um meio-termo entre a série clássica e a X. Você pode atravessar a fase em alta velocidade com os dashs e usar o dash-jump e pulo duplo pra pular vários obstáculos sem perder tempo.

    Colecionáveis. O jogo tem um sistema de CDs colecionáveis que dá detalhes sobre personagens da série. São ao todo CEM (!!!) colecionáveis espalhados pelas fases. Eles geralmente são bem escondidos, ou exigem usar as armas dos chefes de maneira inteligente no meio da fase para serem alcançados. Pra mim, esse foi o ponto alto do jogo. Eu não costumo gostar muito de colecionáveis em jogos de ação 3D, mas em sidescrollers como Mega Man, as fases são altamente gostosas de rejogar, e os colecionáveis acabam sendo um incentivo pra explorar elas mais a fundo. Nesse jogo, você tem que progredir tanto com o Mega Man quanto com o Bass pra pegar todos os CDs, porque alguns só podem ser alcançados com o double jump do Bass ou com o Slide do Mega Man.


    Level Design. O Level Design desse jogo é realmente brilhante, porque ele é feito pra funcionar de maneira diferente quando você joga com o Mega Man ou com o Bass. As fases são exatamente iguais, mas várias situações são mais fáceis para um ou para outro personagem por conta do skill set deles. Os tiros do Bass por padrão não atravessam as paredes, por exemplo, então alguns inimigos facílimos de passar com o Mega Man exigem um monte de esforço pro Bass. Em compensação, vários buracos, espinhos e obstáculos em geral podem ser completamente ignordos pelo Bass graças ao dash-jump e o pulo duplo. Esse é o tipo de detalhe que você só percebe e aprecia quando joga a mesma fase com os dois personagens (o que você vai ter que fazer bastante se quiser coletar todos os CDs).
    Dificuldade. O jogo é tão difícil quanto os predecessores, mas tem vários “auxílios” que podem ser comprados na loja do Auto, dado que você adquira parafusos suficientes. Está longe de ser o jogo mais difícil da série, mas também não é o mais fácil. Mega Man 7 me deu bem mais trabalho, especialmente o último chefe.

    No geral, esse o insight de Game Design que esse jogo me passou é de quão divertido pode ser simplesmente buscar itens escondidos sem grandes preocupações, desde que o núcleo do gameplay do jogo seja gostoso o suficiente. Os Castlevanias desde o Symphony of the Night são basicamente construídos em torno disso. Procurar os corações e as armaduras em Mega Man X sempre foi uma das partes mais divertidas do jogo pra mim. Mega Man & Bass tem mais colecionáveis escondidos que muitos jogos da série somados, muitos dos quais são engenhosamente posicionados, então se você gosta desse elemento de “caça ao tesouro”, vale a pena experimentar o jogo.

    4
    • Micro picture
      xbinho · almost 3 years ago · 2 pontos

      Você terminou com os dois?

      Comecei com Mega Man e estou tendo muita dificuldade, o jogo é muito difícil!

      @projetox - Já que gosta de Megaman!

      2 replies
  • andreycout Andrey Coutinho
    2016-06-21 11:41:51 -0300 Thumb picture
    andreycout checked-in to:
    Post by andreycout: <p>#img#[306403]</p><p>Joguei pela primeira vez e f
    King of demons

    Platform: SNES
    25 Players
    3 Check-ins

    Joguei pela primeira vez e finalizei hoje. Jogo de ação/plataforma simpático. A sua esposa e filha foram raptadas pelo Rei dos Demônios e você tem que resgatá-las. Você começa como um humano armado com uma pistola, mas no final de cada fase, pode escolher um entre três demônios pra se transformar e jogar a próxima fase.

    Os demônios têm jogabilidade um pouco diferente um do outro, mas o jogo só tem três ações (atirar, pular e esquivar), então o que muda é basicamente o projétil e a esquiva.

    Até curti os cenários e o design de alguns monstros, mas os sprites em geral não são muito detalhados. O jogo tem uma atmosfera meio castlevania clássico, algo entre terror e humor. Não gostei muito da trilha sonora, que é um dos pontos fortes de outros jogos com os quais ele é comparado (Castlevania, Megaman X, Demon's Crest).

    Na real, não acho justo compará-los com esses outros. Ele é muito mais linear e simples, com uma proposta bem próxima de jogos de fliperama mesmo (talvez seja até um port de fliperama, não tenho certeza). É curtíssimo e não é tão difícil. O jogo te dá continues infinitos, e a sua barra de life máximo aumenta à medida que você ganha pontos (mas ela volta pro padrão inicial se você perder todas as vidas e der continue).

    Alguns insights interessantes de game design: é um dos poucos jogos nesse estilo em que os inimigos não dão respawn depois de escondidos pela câmera (o que eu considerei positivo; evita muita situação caótica e estúpida). Também curti muito os chefes, eles têm padrões de ataque bem claros e definidos. Se você jogar com atenção, dá pra aprender o padrão e evitar morrer até mesmo na primeira tentativa. Só são difíceis se você jogar "na doida", mas bem fáceis se você respeitar o padrão e jogar de acordo.

    Um detalhe bizarro: além da história ser um grande "Donzela em Perigo" padrão, quando você tá na forma de demônio, o jogo tem uma mecânica de "devorar inimigos mortos pra recuperar life". Mas essa mecânica só funciona em demônios com aparência feminina (a maioria das quais são criaturas nuas do busto pra cima).
    ¯\_(ツ)_/¯

    1
  • andreycout Andrey Coutinho
    2016-01-05 04:55:42 -0200 Thumb picture
    andreycout checked-in to:
    Post by andreycout: <p>Finalizado! Primeiro jogo do ano. Chegar ao fina
    Super Meat Boy

    Platform: Playstation Vita
    59 Players
    19 Check-ins

    Finalizado! Primeiro jogo do ano. Chegar ao final do jogo me rendeu exatamente 5% dos troféus do jogo. Tá aí um que eu nunca vou nem me atrever a tentar platinar...

    7
    • Micro picture
      lleogame · over 3 years ago · 1 ponto

      Tem que gostar mt do game pra querer jogar de novo e de novo

    • Micro picture
      fredson · over 3 years ago · 1 ponto

      Platina Megaman 10 e ta com medinho desse pedaçço de carne? Hehehehe.

  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-12-23 05:39:54 -0200 Thumb picture
    andreycout checked-in to:
    Post by andreycout: <p>Finalizado/platinado. A minha impressão é de que
    Zero Escape: Virtue's Last Reward

    Platform: Playstation Vita
    262 Players
    31 Check-ins

    Finalizado/platinado. A minha impressão é de que o Uchikoshi escreveu o jogo nesse estado aqui: 

    Acho que nenhuma história de Sci-fi que eu já tenha jogado/assistido/lido jamais levou as coisas tão absurdamente longe. Isso não quer dizer que seja a melhor história de ficção científica do mundo, ou a mais bem escrita (nem de longe). Mas é a mais absurdamente pretensiosa de todas elas. Kotaro Uchikoshi é certamente fruto de uma experiência genética que misturou o DNA da Agatha Christie ao do Isaac Assimov (com pitadas generosas de Animu).

    Presenciar isso num meio interativo como um videogame, e com uma execução que faz uso dessa interatividade de maneiras quase tão insanas quanto o próprio roteiro do jogo é, bem... o que posso dizer... minha cabeça tá rodando ainda.

    @platinadores

    4
    • Micro picture
      tsutomu · over 3 years ago · 2 pontos

      agora só esperar a parte 3 para ver onde vai isso ai kkkk
      mas concordo com seu texto, o VLR tem varios momentos WAAAT de revelações
      meu visual novel favorito até hoje

  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-11-25 08:39:17 -0200 Thumb picture

    Dark Souls enfim platinado

    Essa foi minha primeira "platina" (100% achievements) no Steam, e possivelmente última. Depois de três playthroughs (New Game++) e 144 horas de jogo, finalmente forjei a última arma rara que faltava pro achievement "Knight's Honor". 

    Mais imagens da jornada: http://steamcommunity.com/id/andreycout/screensho...

    Mantive meu personagem no Soul Level 120, que é o recomendado pra PVP, então quem quiser marcar uns duelos, é só chamar.

    Dark Souls: Prepare to Die Edition

    Platform: PC
    1898 Players
    790 Check-ins

    7
    • Micro picture
      lica · over 3 years ago · 3 pontos

      Um dia eu consigo também! *-*

    • Micro picture
      barbarabai · over 3 years ago · 3 pontos

      Úiaa parabéns XD

    • Micro picture
      montanaro · over 3 years ago · 2 pontos

      Parabéns, cara... isso é pra poucos.

  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-10-29 22:14:39 -0200 Thumb picture
    Post by andreycout: <p>Finalmente platina (feat. based Flaming Buffalo,

    Finalmente platina (feat. based Flaming Buffalo, a verdadeira protagonista do jogo). 211 horas de jogo. Minha platina mais demorada até hoje. 

    @platinadores

    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    Platform: Playstation 4
    1289 Players
    520 Check-ins

    24
    • Micro picture
      fredson · over 3 years ago · 2 pontos

      Parabéns dude!

    • Micro picture
      lucasbarcelos5 · over 3 years ago · 2 pontos

      Pra mim está faltando dois, desenvolver 300 itens e completar todos os tasks das missões.

    • Micro picture
      zuppao · over 3 years ago · 2 pontos

      Parabens....
      mas pqp.. 211 horas..kkkk mano que loucura..!!!!

  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-10-16 04:25:09 -0300 Thumb picture

    Metal Gear Online com os amigos

    Partidas fodásticas de Metal Gear Online com o @mamotromico, @onizukaa e Gabriel Lage. As presepadas que se destacaram já estão no youtube:

    Metal Gear Solid V: Ground Zeroes

    Platform: Playstation 4
    1200 Players
    87 Check-ins

    3
  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-10-11 15:31:54 -0300 Thumb picture
  • coopgeeks Co-op Geeks
    2015-10-06 17:01:15 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Papo Geek - Entenda o final de MGSV: The Phantom Pain (SPOILERS)

    Muitos jogadores estão terminando Metal Gear Solid V: The Phantom Pain e ficando desapontados ao encontrarem um final inesperado e que na opinião de muitos, não cumpre o que Hideo Kojima prometeu para o título. No entanto, isso provavelmente se deve pelo fato da cena ser muito simbólica e cheia de detalhes ocultos e interpretativos.

    Confira minha análise do final do jogo em vídeo e entenda a mensagem que Kojima deixou para os fãs e o que o final representa para a franquia.

    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    Platform: Playstation 4
    1289 Players
    520 Check-ins

    36
    • Micro picture
      xualexandre · over 3 years ago · 2 pontos

      ah tá, só é ruim pq ninguém entende..... se entender fica genial

      1 reply
    • Micro picture
      walclecio · over 3 years ago · 1 ponto

      O final era exatamente o q eu esperava, não me surpreendeu nem um pouco. Logo no início quando pede para editar o personagem ja imaginava como terminaria o jogo. E pra quem estava em dúvida, a última missão do homem em chamas entrega o desface do venom, o tal volgin da um piripaque quando persebe q esse não era o homem q ele buscava vingar-se. Gostei da história mas detestei a maneira como foi contada, muito fragmentada, do tipo q faz qualquer um perder o interesse

    • Micro picture
      solidrenan · over 3 years ago · 1 ponto

      Eu prometi a mim mesmo não discutir nada do MGSV aqui no alva, simplesmente nada, mas hoje eu refiz a missão final e entendi melhor coisas que acabei deixando passar batido pelo choque inicial, e hoje mudei por completo minha opinião sobre o final. Vou ver o video aqui e logo depois comento o que achei dele, mas pode esperar que quando se trata de MGS eu tenho "olho clínico" pra tudo o que é falado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-10-06 16:22:08 -0300 Thumb picture
    andreycout checked-in to:
    Post by andreycout: <p>82% de completion. Tava rejogando a cena do hosp
    Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

    Platform: Playstation 4
    1289 Players
    520 Check-ins

    82% de completion. Tava rejogando a cena do hospital e quando o médico diz: "look up", eu mexi o analógico pra baixo (porque Fuck the Police). Mesmo assim o Big Boss olhou pra cima.

    Resultado: o jogo entendeu que eu prefiro o sistema japonês de controle vertical de câmera (invertido, como se você controlasse a câmera literalmente e não a tela, pra cima mexe a câmera pra cima, mostrando o que está embaixo e pra baixo mostra o que está em cima) e mudou essa configuração nas opções automaticamente. Ele nem avisa nada, mas eu notei que ficou esquisito depois, fui lá nas opções e vi que tinha mudado.

    Kojima, seu jênio.

    3
    • Micro picture
      ramonplayerone · over 3 years ago · 1 ponto

      Se não me engano, isso das cameras tem no Halo também (nao sei qual deles haha). Muito bem bolado esse sistema =D

Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...