anddersonrs

Anderson Rodrigues, desenvolvedor, gamer, leitor e surfista nas horas vagas.

You aren't following anddersonrs.

Follow him to keep track of his gaming activities.

Follow

  • deletado999999 Farei uma nova ou não.
    2016-11-24 02:17:58 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    Post by deletado999999: <p>#img#[368797]</p><p>https://youtu.be/sZWxxPpG79c

    Final Fantasy XV

    Platform: Playstation 4
    2189 Players
    579 Check-ins

    27
    • Micro picture
      santosmurilo · almost 3 years ago · 2 pontos

      Pega que vou ter que e$perar bem mai$ que cinco dia$s para jogar por motivo$ maiore$... T_T

    • Micro picture
      tenshi · almost 3 years ago · 2 pontos

      o meu já esta garantido agora é só aguardar :)

      1 reply
    • Micro picture
      tdeploy · almost 3 years ago · 2 pontos

      Esse jogo ta emperrando toda minha Black Friday uahuahuah

  • foxwire96 Milena Daflon
    2016-01-29 10:26:02 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
  • montanaro Paulo Roberto Montanaro
    2015-12-14 14:55:54 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Sobre situação atual da Alvanista

    Não estou tentando puxar para mim algo que é tão maior do que eu e a minha atuação nessa rede. Mas gostaria de convidar a todos vocês para refletirmos sobre os acontecimentos recentes e o que pensamos da Alvanista a partir do ano que vem. Para isso, quero falar um pouquinho sobre como eu vejo a rede e o que ela significa para mim. Convido, antes de mais nada, o @sikora para a reflexão, pelo óbvio motivo de ser uma das cabeças que trouxe essa rede para a luz do dia e é quem, hoje, responde por ela quando chamamos. Marco também @lola e @bruno, só pela força do hábito.

    Bem, entrei na rede há uns 2 anos. Desde que cheguei, me senti muito a vontade. É um espaço sem muitas firulas, sem muita poluição visual, com um sistema dinâmico de atualização, de postagem, de configuração pessoal, uma proposta de gamificação, e sobretudo um espaço sobre games. Muito melhor do que isso, um espaço onde as pessoas de fato CONVERSAM sobre games e assuntos periféricos. Perto de tantas outras opções de redes sociais, é a única que me contemplou nesse quesito básico: é onde realmente se poderia falar sobre um dos meus assuntos favoritos (e que permeia minha vida pessoal e profissional).

    Muito tempo se passou, devo ter pegado o ápice da rede nesse tempo, bem como estou acompanhando, de forma muito triste, uma anunciada derrocada. Não que esteja ruim, muito longe disso. Ao contrário, meu tempo livre no trabalho é bastante pautado pelo que está rolando por aqui. O pessoal da @llevel - @setzer_eduardo e @victorlemes principalmente - chegou a comentar essa semana que tenho aqui meu cantinho, meu puxadinho, minha barraquinha. Pois é bem verdade. Faço daqui meu santuário, buscando sempre fazer a minha parte.

    De uns meses pra cá, entretanto, muita coisa tem acontecido. Pessoas abandonaram a rede por motivos diversos. Desde descontentamento com uma ou outra modificação, passando por questões pessoais, ou mesmo por sentir falta daquilo que nos motivava carregar o site todo dia de manhã. E aí o efeito cascata se seguiu. Muitos dos melhores amigos que fiz aqui já partiram, outros chegaram é verdade, e grande parte das pessoas que faziam desta timeline algo único já não são tão presentes assim. Culpa da rede? Dos admins? Das próprias pessoas? Não sei. Não vou entrar nesse mérito. Mas é fato que a rede tem passado por um processo de sucateamento de seu conteúdo. A qualidade do que aqui é tratado mudou. Se para melhor ou para pior, fica a cargo de cada um julgar. Do meu ponto de vista, está devendo demais para o que já foi.

    Aí temos algumas notícias que sempre vão minando nossa força de manter, de continuar. Sei que o @sikora tem passado por um momento muito delicado, e ele foi muito corajoso e virtuoso ao compartilhar isso conosco em post recente. Desejo muito que tudo passe e que ele fique bem, independentemente do futuro da Alvanista. Uma pessoa muito correta, muito justa, e muito presente na medida do possível. 

    Houve ainda uma consulta pública sobre doações, ou mesmo um sistema de financiamento coletivo para manter a Alvanista no ar. Assim como muitos de vcs, respondi aquilo que pensava, mas desde então, pouco ou nada tivemos de retorno sobre um plano, um projeto, uma proposta para que a rede se mantenha e, como todos desejamos, dê passos adiante. Acho que aquele post, bem como outros, deram um bom suporte para que um planejamento pudesse ser feito. Talvez a falta de tempo e outros problemas tenham impedido isso, mas de qualquer forma, aquela consulta parece ter saído pela culatra.

    Afinal, além de não termos nenhum feedback sobre o assunto, ainda ficou exposto, tal como uma ferida grave, que a rede estava em crise. E aí a motivação de quem quer fazer algo para ajudar acaba indo por terra. Ultimamente, uma lentidão do site - algo do qual só me recordo dos tempos de internet discada gratuita - que se tornou frequente principalmente em horários bastante extensos (em alguns dias, era quase o horário comercial inteiro) acaba desanimando por completo. Não a toa, muito do conteúdo que era produzido aqui migrou para sites, blogs e outros canais, o que não acho ruim, mas é sintomático quando se pensa na saúde de uma rede que parecia centralizar o que produzimos e consumimos sobre jogos.

    Hoje, foi divulgado o fato de que a sincronia com as redes de troféus e conquistas está desativado. Não sei se por problemas na própria comunicação (que acredito ser realmente algo difícil por não ser oficial e não contar com o suporte das gigantes da área) ou mesmo se foi uma solução para a lentidão citada acima, como parece ser o caso pelo relato dos colegas. O que posso dizer é que é mais um elemento que subtrai da nossa experiência aqui.

    Esse meu relato se soma a tantos outros que vimos por aqui de amigos e de pessoas que são referência na rede. Assim, meu propósito não é simplesmente o desabafo da forma como vejo, dia a dia, esse rede decair, mas também a minha parte ao mostrar o que sinto e ao cobrar possibilidades do que pode ser feito para reverter esse processo que é tão melancólico quanto lamentável. As imagens deste post, todas que peguei pesquisando o nome da rede no Google, dão essa sensação de que muito se passou e de que agora... bem, o agora eu nem sei mais.

    Assim, alguns pontos que gostaria que fossem debatidos e esclarecidos:

    - Qual é o custo operacional, hoje, para a Alvanista funcionar bem?

    - De onde sai o dinheiro para isso funcionar?

    - Quais as possibilidades reais de um financiamento coletivo?

    - É possível um trabalho em sistema de cooperativa?

    - Quais são as limitações técnicas / tecnológicas enfrentadas pela equipe de desenvolvimento / administração da rede?

    - Quem, de fato, ainda é responsável pela rede? 

    - O que devemos esperar para 2016, de fato? Quais as garantias das coisas boas e das coisas ruins?

    - Há a possibilidade de um sistema mais transparente de participação ativa da comunidade n as decisões da rede (desde coisas simples como funções novas até coisas maiores como financiamento, marketing, etc.)?

    - Ainda vale a pena investir na rede?

    Bem... acho que vcs, amigos, devem ter mais questões a fazer. Sintam-se a vontade nos comentários. Ou não, já que muitos de vcs se foram e sequer lerão esse texto, que pra variar acabou ficando maior do que eu previa.

    210
    • Micro picture
      sikora · almost 4 years ago · 22 pontos

      - Qual é o custo operacional, hoje, para a Alvanista funcionar bem?
      Qual o sentido de "funcionar bem"? Assumindo que seja, para que as funcionalidades atuais sejam mantidas e não necessariamente termos novidades desenvolvidas com frequência, os custos são:
      # Servidores: $450 - $500 (varia pois as vezes é necessário colocar uma instância a mais para funcionar)
      # Cloud Storage/Bandwidth: $110 - $150 varia também com a quantidade de tráfego e utilização da rede.
      # Outros custos menores com serviços de sincronização de terceiros, backup remoto, etc.: $50

      Este custo não envolve pessoal, o que aumenta consideravelmente os custos, por isto não terminamos o APP ou temos mexido na rede com a frequência que mexíamos.

      - De onde sai o dinheiro para isso funcionar?
      Durante algum tempo, era custeado pelos anunciantes. Hoje os sócios dividem a conta.

      - Quais as possibilidades reais de um financiamento coletivo?
      Pelas respostas que obtive, muito improvável pois quase todos só bancariam o projeto em troca de um roadmap de desenvolvimento. Ou seja, as pessoas estão mais no intuito de pagar para poder pedir, o que não faz sentido uma vez que produtos precisam de coesão e coerência, teríamos que dar muitos não, justificativas imensas e mesmo assim não concordariam como foi o caso das listas. Fora o custo operacional, este financiamento precisaria bancar uma equipe de pelo menos três pessoas, um ilustrador e um desenvolvedor. Acho que é fundamental ter alguém para gerenciar a comunidade.

      - É possível um trabalho em sistema de cooperativa?
      No melhor cenário pessoas poderiam ajudar com arte. Mexer em código, precisamos de pessoas confiáveis, idealmente próximas e, sinceramente, ninguém quer trabalhar de graça, ou seja, seria uma constante rotatividade e um tempo gasto com treinamento, etc... Eu, sinceramente, imagino que a Alvanista tem um sistema bem completo de funcionalidades, o que falta aqui é um trabalho ativo de gerenciamento de comunidade.

      - Quais são as limitações técnicas / tecnológicas enfrentadas pela equipe de desenvolvimento / administração da rede?
      Hoje, apenas eu tenho mexido na rede. Limitação de tempo, no caso da sincronização, limitação de falta de canal oficial de sincronização, ou seja, PSN e LIVE estão o tempo todo fazendo algo para evitar que nossas sincronizações funcionem, é um jogo de gato e rato. Hoje o maior problema mesmo e o financeiro para manter o site no ar, não fossem algumas doações que recebemos de forma privada, acho que não estaria mais online.

      - Quem, de fato, ainda é responsável pela rede?
      -- administrativamente eu
      -- financeiramente os sócios

      - O que devemos esperar para 2016, de fato? Quais as garantias das coisas boas e das coisas ruins?
      -- do jeito que está, um botão de doações, volta da sincronização e a remoção ou maior controle de algumas notificações. Tenho pensado em como reduzir os custos operacionais, mas não consigo encontrar saída sem arriscar a qualidade/velocidade da rede.
      -- não existem garantias, o custo é alto e se não viabilizarmos uma forma de cobrir parte destes custos, infelizmente, vamos encerrar as atividades. Não sei dizer quando pois eu não tenho interesse em fazer isto, mas conto com esta possibilidade.

      - Há a possibilidade de um sistema mais transparente de participação ativa da comunidade n as decisões da rede (desde coisas simples como funções novas até coisas maiores como financiamento, marketing, etc.)?
      -- Acho complicado abrir estas decisões para comunidade, cada um quer uma coisa diferente da do outro, só pela sincronização você já vê a discrepância de opiniões. Uma vez postei um texto, um dos melhores existentes, sobre como dizer não para o cliente... muita gente leu só o título da url e traduziu o texto como sendo: A Alvanista não está nem aí para nossas opiniões. Quem de fato leu o texto, vai ver que lá falava sobre o papel do gerente de produto/admin/responsável em captar as ideias das pessoas, as mais diversas possíveis e fazer algo inovador e diferenciado pois cada um, em seu mundo isolado, tem uma forma bem particular, um fluxo próprio de utilização das ferramentas. Por isto eu sou a favor de ouvir, pensar, e executar algo com base nos feedbacks, mas não necessariamente atender detalhadamente uma ou duas opiniões. A democracia era legal, em Atenas, com poucas pessoas votando... no mundo de hoje a democracia causa a democratite, uma espécie de doença onde cada um quer puxar a corda para seu lado e nada se resolve... isto é bem complicado.

      - Ainda vale a pena investir na rede?
      -- Ainda somos a maior rede do nicho no Brasil, segundo alexa da américa latina e já batemos, em algumas vezes, o raptr e playfire.
      -- Eu acredito que temos funcionalidades suficientes para manter as pessoas ativas, compartilhando suas experiências, falta um aplicativo.
      -- Se vale a pena ou não, acho que é uma opinião individual, pois a grande maioria das pessoas não olham para alvanista como um investimento e sim como um lugar para conhecer outras pessoas, ler outras opiniões e encontrar novas amizades.

      11 replies
    • Micro picture
      sikora · almost 4 years ago · 11 pontos

      gostei das perguntas, algumas delas já foram respondidas de forma solta por aí, vou ver se consigo responder em breve, todas de uma só vez.

      4 replies
    • Micro picture
      lica · almost 4 years ago · 8 pontos

      Primeiro acho bom salientar postagens como a sua, feitas para propor, ajudar, questionar e de fato construir algo bom para todos. Meus parabéns, meu caro.
      Segundo, acho tudo que você comentou extremamente válido e concordo com tudo.
      Terceiro, acho que estamos em período de transição para algo que não sabemos o que vai acontecer. Pode ser que a Alva continue ou não. Acho importante sabermos das alternativas e, quem puder e quiser, se dispor da melhor forma possível para ajudar.
      Eu entendo todas as críticas e ao mesmo tempo também entendo o desafio que é manter uma rede social. Seria importante todos fazermos esse exercício e de fato somar coisas interessantes. Quem não estiver interessado, não irá se manifestar e não vejo problema algum nisso também, mas acho bacana ser feito um plano de ação urgente. ;)

      10 replies
  • 2015-10-29 12:15:27 -0200 Thumb picture
    Thumb picture
    30
    • Micro picture
      paulolol22 · almost 4 years ago · 1 ponto

      g-zuis ta cada vez melhor isso

    • Micro picture
      dbcdavid · almost 4 years ago · 1 ponto

      Pra ps4 só se sabe que vai ser ano que vem, né?
      Tenho que começar a economizar aqui.

      1 reply
    • Micro picture
      pauloe · almost 4 years ago · 1 ponto

      Estou BEM feliz com essa notícia!

  • tcarlucci Thiago Carlucci
    2015-10-21 14:38:57 -0200 Thumb picture
    Thumb picture

    Cuidando de seus jogos

    Medium 3180800 featured image

    Boa tarde cambada, muita gente, tem dúvidas, ou procura alguma forma de cuidar/manter seus jogos... Eu mesmo já quebrei a cabeça e até hoje quebro... e eu gostaria de compartilhar, a forma que encontrei, par cuidar de meus jogos, não estou dizendo que é a melhor, mas é uma forma barata, e que funciona. Eu estou usando a alguns meses e posso dizer que vale a pena.

    Eu tinha muito problema com a poeira nos jogos, que toda hora acumulava nas caixas e cartuchos e anda eu sempre fiquei preocupado com a umidade, mesmo morando em uma cidade quente, como Ribeirão Preto.

    Vasculhando a internet, eu vi umas caixas de um plástico, do tamanho certo para as caixas e cartuchos. O problema para mim, era o valor... iria ficar extremamente caro, para proteger tudo, e ainda por cima, iria ocupar espaço, ele é fino, mas no geral engrossa os jogos.

    Então, eu achei em uma distribuidora de doces (essas lojas que parece um supermercado, mas só vende doces e embalagens para doces) e comprei uns saquinhos, que vocês já devem ter visto, de vários tamanhos, e ele tem uma fita adesiva na ponta que pode ser aberta e novamente fechada. Não custa caro e você compra de cento, então se rasgar/estragar, basta substituir.

    E se adequou muito bem a todos os cartuchos e caixas... abaixo vou colocar umas fotos que tirei ontem, de alguns jogos de formatos diferentes.

    Todos as fotos abaixo, os jogos estão com os sacos protegendo.

    NES - Cartuchos e caixas

    Super Nintendo e Mega Drive

    Sega Saturno e N64

    Playstation 1 (diversos tamanhos), Playstation 2, Playstation 3, Wii, WiiU, Vita....

    Até caixas de formatos diferentes de Ps3...

    Diversos portáteis, 3DS, DS, GBA, PSP, e cartuchos do GB, GBA, UMD, Virtual Boy...

    BONUS: Controles

    A forma que eu organizo os controles, que ficam em gavetas, mas neste caso, não é pela poeira e sim, pela organização e também, não preciso ficar amarrando fios e eles não se embaraçam... neste caso, eu uso os saquinho Zip-lock, não sei se é assim que escreve... Mas eu recomendo, fica muito prático na hora de pegar um controle, todos em sacos, com o fio organizado:

    E esta foto abaixo, o detalhe de como ficam os fios:

    Bem, é isso aí. Quem tiver uma ideia, pode comentar. Sempre alguém tem uma boa ideia para ajudar a todos nós :)

    Grande Abraço!

    283
    • Micro picture
      natnitro · about 4 years ago · 5 pontos

      Aqui eu uso filme plastico mesmo, daqueles que que voce compra em rolos de uns 40cm de largura e usa pra plastificar comida pra guardar na geladeira... O filme tem a vantagem de ser bem fininho e gruda bem nas caixas, cartuchos e cia e protege bem da poeira e ainda fica parecendo que os jogos ainda estão na caixa lacrada... :-)

      3 replies
    • Micro picture
      pauloredfield · about 4 years ago · 3 pontos

      Ótima dica, compartilhando.
      E uau quantos controles!

      1 reply
    • Micro picture
      hilquias · about 4 years ago · 2 pontos

      po, gostei muito, aqui na minha cidade tem muita poeira, lugarzinho seco, quando fiz minha estante fiz um cubo com portinha para evitar que enchesse de poeira

      4 replies
  • andreycout Andrey Coutinho
    2015-10-05 16:56:53 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Indivisible

    A Lab Zero Games acaba de lançar a campanha de crowdfunding no Indiegogo do novo jogo dela: Indivisible.

    Pra quem não sabe, a Lab Zero é um pequeno estúdio indie responsável pelo belíssimo jogo de luta Skullgirls (que também foi desenvolvido graças a uma campanha no Indiegogo, e posteriormente aumentado com outra campanha que garantiu vários personagens e cenários extra).

    Esse novo jogo vai ser um RPG extremamente inspirado em Valkyrie Profile, mas com uma identidade própria bem definida (assim como Skullgirls foi um jogo bastante inspirado em Marvel vs. Capcom 2, mas também bastante singular esteticamente e em mecânicas).

    O trailer do jogo, mesmo sendo uma versão bem alpha, tá sensacional. Coloco muita fé no pessoa da Lab Zero, são todos muito talentosos e dedicados, mas também bastante humildes. Espero muito que esse projeto vingue, tem tudo pra ser o melhor pseudo-JRPG indie da atualidade.

    https://www.indiegogo.com/projects/indivisible-an-rpg-by-lab-zero-and-505-games

    Valkyrie Profile

    Platform: Playstation
    2200 Players
    70 Check-ins

    21
    • Micro picture
      hilquias · about 4 years ago · 3 pontos

      cara fiquei impressionado, li as ideias e achei fantástico, mais tarde baixo o protótipo para conferir

    • Micro picture
      anddersonrs · about 4 years ago · 3 pontos

      Que gracinha que ficou esse jogo =)

    • Micro picture
      andreycout · about 4 years ago · 2 pontos

      @katiucha @bruno sei que vão curtir isso aqui. :)

  • 2015-09-28 21:37:35 -0300 Thumb picture
    Thumb picture

    Novo trailer de Tri Force Heroes e mais detalhes do enredo

    Novos detalhes da trama e jogabilidade foram mostrados

    Tri Force Heroes que está previsto para ser lançado no Japão em 22 de outubro, ganhou nessa segunda-feira um novo trailer divulgado por meio do twitter europeu da Nintendo. Várias características do jogo como itens, armas e a mecânica do jogo fazem parte do contéudo, além disso novas informações do enredo foram lançadas pela Nintendo World Report.

    Segundo o relatório, a história do jogo gira em torno de Styla, a princesa da terra de Hytopia, um reino que é dedicado à moda. Um dia, a tragédia se abate sobre a princesa através de uma bruxa má que veste nela uma roupa preta amaldiçoada. Ao colocar o traje, Styla percebe que não consegue tirá-lo e tranca-se em seu quarto por vergonha. A fim de ajudar a filha, o rei manda um pedido de ajuda a qualquer herói corajoso o suficiente para salvar não apenas a sua filha, mas também a terra de Hytopia.

    No jogo, você jogará como o Legendary Totem Heroes: três heróis que trabalham juntos para deter a bruxa e quebrar a maldição. Não há muitas cutscenes no jogo além da abertura cinematográfica. O jogador irá viajar para diferentes mundos para enfrentar missões e resolver quebra-cabeças, entre eles estão Woodlands, The Riverside, um vulcão, uma caverna de gelo, e uma fortaleza.

    No início de cada nível os jogadores recebem um item, como um arco, bombas, um Gust Jar, luvas de fogo, e um martelo mágico. Cada jogador pode escolher o seu próprio papel enquanto eles não forem apanhados, uma vez que o item é pego, o jogador é atribuído a esse item. O grupo tem de trabalhar em conjunto para usar seus itens e vencer o jogo, especialmente porque alguns inimigos só podem ser atacados por um totem, como Margoma em The Woodlands.

    Um equipamento que não havia sido revelado antes é o Torrent Robe, ele dará a capacidade de fazer torres de água, o que é útil para acessar áreas no Riverside, outro novo traje é a Timeless Tunic, que muda todas as músicas e os sons do jogo para 8 bits. Nem todas essas roupas serão fáceis de obter, no entanto, como em Majora's Mask, há certas missões e desafios que você deverá realizar para obter materiais para a criação desses trajes. Estes materiais poderão ser obtidos completando níveis, ao completar, três caixas irão surgir e cada jogador poderá escolher uma delas, dentro delas materiais raros estarão escondidos. Os materiais também podem ser comprados na loja da cidade, que venderá itens novos a cada dia. Também será possível ganhar rupees com a venda de materiais que você possui, mas não precisa.

    Outra característica do jogo é a Daily Chance Game, que pode ajudá-lo a obter os itens. No jogo, há quatro caixas, uma delas contém um item, e as outras um "brinde", ou um boato que poderá ser vendido de volta. Você só poderá abrir um baú por dia, por isso, se você receber algo ruim, você terá que esperar até o dia seguinte para tentar novamente.

    Além disso, o jogo inclui desafios bônus, cada nível do jogo possui três, estes desafios incluem coisas como completar as fases com menos corações, sem uma espada, ou em completa escuridão.

    Algumas mecânicas de jogo e detalhes técnicos foram liberados, como: Se você usar o Download Play para jogar com os amigos, os dados extras serão instalados no cartão SD, dessa forma todos os materiais que você coletar serão salvos para uma próxima vez que você jogar, ou se você decidir comprar sua própria cópia. Com o download do jogo no entanto, você só poderá ganhar dois trajes. Para formar uma equipe, você pode procurar por jogadores aleatórios com o Wi-Fi, jogar com um amigo através de pesquisa, um lobby friend, ou uma combinação de ambos caso você tenha apenas um amigo para jogar.

    Uma mecânica de jogo interessante é que as fadas conhecidas por curarem e reviverem um jogador, também poderão ser usadas para ignorar certas partes dos níveis. Outro chefe que foi revelado é Blizzagia: um réptil que pode ser derrotado com as luvas de fogo e o Magic Hammer. 

    Fonte: www.zelda.com.br

    The Legend of Zelda: Tri Force Heroes

    Platform: Nintendo 3DS
    309 Players
    67 Check-ins

    20
    • Micro picture
      maironw · about 4 years ago · 3 pontos

      A jogabilidade parece bacanuda. Mas essa história ta uma caca haha
      Infelizmente to sendo afetado pela crise, e nem Hyrule Warriors nem Majora's Mask 3D consegui comprar ainda, provavelmente esse também ficará de fora.

  • 2015-09-15 11:02:33 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
  • dasdasdas Choco
    2015-09-10 20:39:24 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    89
    • Micro picture
      fellypecalavera · about 4 years ago · 3 pontos

      HAhAHAhHAHHAHAhAHHAhAhHAHAhhAh eu ri, veio a minha cabeça o bixo falando:BULBA-BULBA! BULBASSAAAAAALTO!!

    • Micro picture
      hilquias · about 4 years ago · 2 pontos

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Micro picture
      juninhonash · about 4 years ago · 2 pontos

      HSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSAHSUAUHASUHSAUHSA

      @raiden

  • gan0nd0rf Luis Gomes
    2015-06-17 13:17:07 -0300 Thumb picture
    Thumb picture
    111
Keep reading &rarr; Collapse &larr;
Loading...