2014-11-11 09:44:30 -0200 2014-11-11 09:44:30 -0200

O Mal Interior.

Single 2903269 featured image

Naturalmente no decorrer da vida, passamos por situações onde temos o desejo de nos sobressair dos demais por alguma razão distinta, muitas vezes essa vontade de ser superior não é boa, pois diferentemente de ter uma nota boa e ser o melhor da sala ou de estar entre os primeiros em um resultado de concurso público, sentimos a vontade de ser maior apenas por sentir prazer em fazer o mal à alguém.

Como por exemplo um jogo famoso que visivelmente apresentou melhorias monumentais em todo seu universo, mais mesmo assim é considerado um “lixo” para essas pessoas, as mesmas que consideram um jogo sem um terço do conteúdo que o primeiro como uma “obra prima”. Ou quando um serviço apresenta um novo sistema de melhoria para organizar melhor as coisas e de repente surge uma depressão de ódio em cima disso.

Esse pontos acima são exemplos do mal interior que reside em nós e que é usado por muitos como um parceiro de ideias afetando em alguns casos até mesmo a verdadeira opinião do indivíduo. Tal comportamento naturalmente gera SEMPRE a discórdia, brigas e confusões, pois a falta de moderação na palavras não permite que seja feita uma discussão saudável entre gostos e preferências, gerando uma possível inimizade com as partes envolvidas.

Deus não se agrada com comportamentos assim, mas ele se alegra com o oposto disso, que é a comunhão a paz e harmonia. Odiar a tudo e a todos apenas no intuito de rebaixar algo ou alguém, ou até mesmo para gerar um cenário de discussão enquanto se assiste o fogo queimar e evita que o mesmo se apague é uma atitude abominável diante do Todo Poderoso, e achar que isso não tem nada a ver não faz de você um santo, pois por mais que sua consciência esteja limpa, existem coisas que são erradas em sua essência e não há mente clara que altere isso.

A Pergunta: “Então quer dizer que eu tenho obrigação de aceitar qualquer porcaria que surja e não posso discordar de nada que mude?

A Respota: Não é isso, podemos sim aprovar ou reprovar as mudanças de forma individual, mas devemos reparar no que aquilo vai influenciar no âmbito geral, e se ainda sim for ruim não há nenhum motivo para promover a desordem ou ser causa de confusão entre os envolvidos, devemos ter paz no coração e deixar que o mundo gire e evolua por si só sem nossa interferência.

É normal que tenhamos opiniões diferentes e gostos aleatórios, mas criticar de forma abusiva é totalmente desnecessário e minar o limite da paciência de alguém propositalmente é uma atitude vergonhosa a não ser que você seja um moleque...Você é?

Comente a respeito...

Marcações:

@leandrolrl17

@decrety

@tsukihiromi

The Evil Within

Platform: Playstation 3
384 Players
107 Check-ins

4
Keep reading → Collapse ←
Loading...