2019-03-06 22:35:19 -0300 2019-03-06 22:35:19 -0300
natnitro Luis Gustavo Da Luz Featured

As evoluções e downgrades da jogabilidade dos ACs até hoje...

Single 3707978 featured image

Atendendo ao fratello @leandro, que me pediu pra falar um pouco sobre as mudanças do sistemas de combate/escalada e cia nos AC principais da franquia, desde o primeiro até o mais recente que é o Odyssey, eis ai um resumão das características principais de cada fase dos jogos, já que a jogabilidade foi uma das coisas que mais mudou até hoje, algumas vezes pra melhor, outras pra pior, já outras mais ou menos...

-- Era Altair: AC1

O AC1 é provavelmente o que tem a jogabilidade mais simples e intuitiva até hoje, começando pelo arsenal bem limitado de armas principais, que eram basicamente espadas e a lâmina oculta, que ainda tinha uma peculiaridade que era o Altair só usar a lâmina em stealth ou no ataque aéreo, já que ela ainda não era usada no combate... E uma coisa bem diferentona ai era o sistema de sincronização, que ainda não era aquele esquema de repetir o mesmo método que o ancestral fez em ação pra fechar a missão em 100%, mas a sincronização total ai nada mais era do que não sofrer danos na batalha. o_O

O parkour nesse início ai era praticamente um clone dos Prince of Persia, com algumas adições como o salto de fé e a possibilidade de derrubar e pegar alvos em movimento, além dos elementos de stealth como o blend na multidão, esconder no feno, etc, o que foi melhorado com o tempo e deu uma identidade própria pra franquia, que continua ai até hoje...

-- Trilogia Ezio: AC2, Brotherhood e Revelations

Do AC1 para a trilogia do Ezio foi uma grande evolução, já que no AC2 o Ezio ganhou as lâminas duplas do Leonardo da Vinci e já podia lutar com elas e ai começou aquele esquema de bloquear com a tecla de perfil alto/corrida e ir atacando e bloqueando pra fazer os combos, mas sem poder usar ainda uma arma secundária e talz...

Já o Brotherhood, pra mim, é o que tem a melhor jogabilidade até hoje, porque é o mais responsivo na parte dos ataques/bloqueios/contra-ataques porque é tudo controlado na raça mesmo, já que é preciso saber a hora certa de bloquear pra logo depois contra-atacar e ai tem jeito de emendar aqueles combos enormes, como meu recorde aqui, que é de 52 combo-kills no treino virtual de 1:30min... \o/

Já outra coisa sensacional é que no ACB já tem como combinar arma principal e secundária como a espada e a pistola, mais a adaga com facas de arremesso, o que é uma maravilha pra derrubar um exército inteiro em segundos literalmente, desde que você pegue o timing certo... 

Já o grande diferencial do Revelations foi o Ezio ter ganhado a hookblade, que é um gancho na segunda lâmina, o que facilita bastante nas escaladas e ainda pode ser usado nas cordas pra fazer uma tirolesa, mas em combate, o gancho não é lá muito útil, porque acrescentou um movimento onde o Ezio pode driblar um inimigo pelas costas, com a opção de arremessar ele pra longe, mas o problema é que isso exige espaço e um tempinho pra preparar o ataque, o que nem sempre está a nosso favor nas lutas...

-- Saga Americana: AC3/Liberation/AC4 e Rogue

Depois do Revelations já mudaram tudo com a American Saga, que inclui AC3/Liberation, AC4 e Rogue, onde o combate passou a ter um tipo de qte (quick time event) para enfrentarmos dois inimigos simultâneos, acertando os comandos no tempo limite, que se for feito corretamente, vai finalizar os alvos, mas se falhar, ai é dano certo sem chance de defesa/bloqueio... 

E foi ai que a jogabilidade ficou pior, porque passaram a usar a tecla de corrida/perfil alto pra escalar automaticamente nas árvores e virou aquele problema de o Connor, Haytham, Aveline, Ed e Shay saírem subindo em tudo pela frente e mal conseguirem correr em linha reta na rua, enquanto na época do Ezio havia ai nada menos do que uns três comandos que eram de andar, correr em perfil alto e a corrida acrobática, que combinava as teclas de corrida com a dos pés/chutes e ai era muito mais fácil de controlar quando era para escalar ou não...

-- Unity

Depois da Saga Americana veio o Unity em 2014, que tem um parkour de Prince of Persia e o jeito do Arno escalar é mega estiloso, mas depois inventaram de colocar botões especiais pra evitar dessincronização por queda, e, com isso, pra subir e descer virou aquela lerdeza só, o que ferrou geral, porque limitou a possibilidade de irmos livremente pra cima ou pra baixo nos direcionais, como sempre foi, e então sair brincando de homem-aranha e dar aqueles saltos longos no ar pra agarrar a parede antes de cair, o que ajudava a escalar muito mais rápido... 

Já o combate do Arno pra mim é o pior da franquia, porque tentaram deixar a esgrima mais realista, só que na prática, isso serviu mesmo foi pra fazer passar raiva, porque se juntar mais de três inimigos a nossa volta, ai já o coitado do Arno já era, porque ele nem tem uma sequência de combos e finalizações minimamente decentes pra controlar multidão e afins... >-<

-- Syndicate

Já o Syndicate é quase a mesma coisa do Unity nas mecânicas, só que com um downgrade no parkour, pra evitar dessincronização por quedas e afins, o que deixou a escalada bem mais lenta, e combate também foi levemente modificado com novas armas e com um detalhe a mais que é terem dado foco maior pra combate corpo a corpo, indo pra luta no soco mesmo, tanto que qualquer arma principal que usarmos, por melhor que seja, vai ser uma lentidão enorme pra finalizar os inimigos, sendo que qualquer luta vai muito mais rápido se equiparmos só um par de socos ingleses mesmo e sairmos distribuindo porradas pra todo lado...

-- Trilogia Empire: Origins e Odyssey

Depois veio o Origins, que até poderia ser chamada bem por alto de fase Souls-Like dos AC, porque ai a franquia foi pro lado RPG e passou a dar opção de usar escudo, espadas, lanças, alabardas e cia, além das barras de energia e de ataque especial, etc...

O grande diferencial ai é que nos combates agora é preciso ter um mínimo de estratégia e paciência pra atacar e esquivar na hora certa, senão o estrago é grande, porque a maioria dos inimigos quase sempre tem level bem maior que o nosso e eles ainda gostam de juntar um bando de gente pra deixar a coisa bem mais animada, com todo mundo atacando ao mesmo tempo, e ai é preciso se virar e aprender a lutar, porque a coisa fica tensa pra valer mesmo... O_O

E como o Odyssey basicamente copiou e depois esticou o Origins, a jogabilidade e a escalada deles é quase a mesmíssima coisa, com umas diferenças mínimas de estilo e armas, além de terem removido o escudo e modificado um pouquinho a luta com a adição do chute espartano, que é a marca registrada do jogo... (crédito ao @msvalle pela correção do meu equívoco aqui :-)

-- AC Chronicles: China, India e Russia

E ainda tem os Chronicles, que apesar de serem spinoffs da franquia, tanto o parkour quanto a jogabilidade focaram quase 100% no stealth, e com isso, quando somos pegos por um grupo grande, a melhor coisa é correr mesmo, porque nem a Shao Jun e nem o Arbaaz Mir aguentam mais do que uns três tapas numa luta e o Nikolai Orelov então nem se fala, já que a especialidade dele é ser sniper mesmo... 

-- Já o que ficaria perfeito de vez... <3

Se a Ubi algum dia quisesse fazer o AC com a melhor jogabilidade até hoje, um palpite ai seria o de juntarem o estilo de corrida acrobática super responsivo do Ezio no Brotherhood, com o parkour mega estiloso do Arno no Unity, mas sem as malditas teclas de descida/subida segura, mais o estilo de luta do Brotherhood que é controlada na raça mesmo, com timing certo pra bloquear/contra-atacar e fazer aquelas chains insanas, somando isso com o estilo do Origins, onde todo mundo vem pra cima ao mesmo tempo pra animar mais as coisas, e de brinde, aquele arsenal de bombas do Revelations só pra tocar o terror geral, que é uma das coisas mais divertidas já feitas nos AC até hoje... <3

E, pra ficar perfeito de vez, é só escolhermos os estilos que quisermos pra virar um gladiador de espada e escudo, ou pegar uma katana e sair fatiando geral, no melhor estilo Jack the Ripper, ou ir pelo jeito favorito aqui, que é pegar aquela adaga mega estilosa do Brutus e juntá -la com uma chuva de facas de arremesso pra derrubar um exército em segundos, ou vale também pegar só um belo par de lâminas ocultas e nada mais, e agir nas sombras pra servir a luz, como um bom çaçino raiz mesmo... :-)

Ps: Dona Ubi, ninguém aguenta mais batalha naval, chega!!!

Assassin's Creed: Brotherhood

Plataforma: PC
2578 Jogadores
133 Check-ins

70
  • Micro picture
    msvalle · 15 dias atrás · 3 pontos

    Ótimo texto (como sempre), @natnitro! Parabéns!
    Eu só chamaria a atenção de que no Odyssey você não pode mais usar escudo como no Origins.

    1 resposta
  • Micro picture
    msvalle · 15 dias atrás · 3 pontos

    Ah e também concordo! #chegadebatalhanaval XD

    1 resposta
  • Micro picture
    artigos · 14 dias atrás · 3 pontos

    Parabéns! Seu artigo virou destaque!

    1 resposta
  • Micro picture
    leandro · 15 dias atrás · 2 pontos

    Caramba, você é demais, @natnitro. Já salvei e vou compartilhar. Muito obrigado, mesmo

    1 resposta
  • Micro picture
    leandro · 15 dias atrás · 2 pontos

    Aí, @artigos

    2 respostas
  • Micro picture
    _gustavo · 15 dias atrás · 2 pontos

    Caramba, sensacional como sempre ^^ Salvei aqui pra ler amanhã com calma, e com menos sono shuahsauhsauahsus

    1 resposta
  • Micro picture
    leandro · 15 dias atrás · 2 pontos

    "...já que é preciso saber a hora certa de bloquear pra logo depois contra-atacar e ai tem jeito de emendar aqueles combos enormes, como meu recorde aqui que é de 52 combo-kills no treino virtual de 1:30min... \o/". Caramba, 52 combo-kills? Imagino como ficou a cena cheia de cadáveres no chão

    2 respostas
  • Micro picture
    thraphik · 15 dias atrás · 2 pontos

    Joguei todos os jogos da franquia AC **Menos origins e Odyssey, estou desatualizado :(**

    E caramba, você conseguiu dizer tudo que eu diria, perfeito do começo ao final.
    Até algumas coisas que eu ficava incomodado no jogo e não sabia exatamente a razão, agora eu sei hahahaha.
    Perfeito do começo ao fim.

    E na espera do parkour dinâmico do Ezio, com toda a elegância do Arno.
    O que me incomoda muito na franquia mesmo, foi conforme os jogos foram avançando, a Ubisoft meio que deixa cada vez mais o jogo no modo "Parkour Automático" meio que pensando "Olha que legal, agora você não erra mais", contudo, acaba com nossa criatividade e a diversão de ter aquele movimento dinâmico.

    No AC 3, você tem que esperar o jogo te colocar no "corredorzinho" do parkour, pra fazer aqueles movimento, que saiam totalmente de maneira orgânica na trilogia do Ezio,

    5 respostas
  • Micro picture
    andre_andricopoulos · 15 dias atrás · 2 pontos

    Até o UNITY (que foram os que joguei) curti todos.
    Mas eu sou suspeito pois sou super fã da série.
    Eu pirei o cabeção quando joguei o primeirao 😍

    2 respostas
  • Micro picture
    leoaldrighi · 15 dias atrás · 2 pontos

    como acompanhador de toda saga, e por ter finalizado todos, pensamos de mesmo modo, eu realmente gosto de AC, mas não estou gostando de ver o rumo que esta tomando :/

    2 respostas
  • Micro picture
    salvianosilva · 15 dias atrás · 2 pontos

    Concordo, excelente ponto de vista rs

    1 resposta
  • Micro picture
    christopherfrancini · 13 dias atrás · 2 pontos

    Estava pensando em fazer algo parecido com a franquia PES, mas não sabia como, e seu texto me deu uma baita base.... Legal...

    1 resposta
Continuar lendo &rarr; Reduzir &larr;
Carregando...